Glossário: Termos com a letra M

arrow_forwardMais sobre

MACD – Moving Average Convergence/Divergence

Indicador usado em análise técnica (ou grafista) de ações, que busca determinar o desempenho de curto prazo de ações. O MACD indica a diferença entre as expectativas de curto e de longo prazo, e é calculado pela subtração do valor de duas médias móveis dos valores de fechamento de uma ação (de 26 dias e de 12 dias são as mais usadas). Uma média móvel exponencial de 9 dias é mostrada juntamente com a linha do MACD. A regra básica do MACD é vender se o MACD (linha vermelha no gráfico) cai abaixo da média de 9 dias (linha azul no gráfico) e comprar, quando o MACD passa acima da mesma linha.

Malha Fina

Termo usado para denominar as declarações de Imposto de Renda que foram entregues com erros nas informações prestadas, ou que não foram checadas devido ao aumento no volume de declarações. Também pode ser vista como a fila de espera para o recebimento das restituições.

Marca

Determina todo sinal visualmente perceptível, que identifica e distingue produtos e serviços de outros análogos, de procedência diversa, e certifica sua conformidade com as normas e especificações técnicas pertinentes. O registro de uma marca é obtido, no Brasil, por intermédio do INPI – Instituto Nacional da Propriedade Industrial, que pode ser acessado pelo endereço eletrônico (www.inpi.gov.br).

Margem

Quantia depositada pelo comprador, em uma operação a termo em bolsa de valores, como garantia de liquidação do negócio no prazo estipulado. A margem também existe nas bolsas de mercadorias e serve como garantia contra uma possível oscilação dos preços.

Margem Bancária

Indicador usado em análise financeira do balanço de bancos. A margem bancária expressa a relação entre a receita bancária da instituição e a média dos seus ativos rentáveis. Este indicador pode ser utilizado como uma estimativa do retorno dos ativos bancários da instituição e é calculado da seguinte forma: Margem Bancária = Receita Bancária/Ativo rentável

Margem Bruta

Indicador usado na análise financeira de empresas, que expressa a relação entre o resultado bruto da empresa e sua receita líquida de vendas. A margem bruta indica a percentagem de cada R$ 1 de venda que restou após o pagamento do custo das mercadorias e pode ser calculada como sendo o quociente entre o resultado bruto e a receita líquida de vendas da empresa.

Margem de Contribuição

Porcentual de cada R$ 1 em vendas, que sobra depois de serem descontadas todas as despesas variáveis.

Margem de Intermediação Financeira

Indicador usado na análise financeira de balanços de bancos, que expressa a relação entre a receita bruta de intermediação financeira da instituição e a média dos ativos rentáveis. O indicador é calculado da seguinte forma: MgIF = Receita Intermediação Financeira/Ativo Rentável Médio

Margem de Serviços

Indicador usado na análise financeira de bancos que expressa a relação entre a receita de prestação de serviços da instituição e a média dos ativos rentáveis, como expresso abaixo: MgServ = Receita de Prestação de Serviços/Ativo Rentável Médio

Margem EBIT

O termo EBIT em inglês determina o Lucro Antes de Juros e Imposto de Renda (LAJIR). Ver definição de margem LAJIR.

Margem EBITDA

A sigla EBITDA em inglês significa Lucro antes de Juros, Impostos, Depreciação e Amortização, ou LAJIDA. Ver definição de margem LAJIDA.

Margem Financeira Líquida

Tradicionalmente, a relação é calculada por meio da divisão do resultado da intermediação financeira menos a provisão para perdas com crédito duvidoso pelo ativo médio total menos o ativo permanente médio.

Margem LAJIDA

Indicador usado na análise financeira de empresas. Por não incluir as despesas com depreciação e amortização, a margem LAJIDA pode ser vista como uma aproximação do fluxo de caixa (e não do lucro) da empresa em cada R$ 1 de vendas antes de descontar despesas financeiras ou imposto. A margem LAJIDA é calculada como sendo o quociente entre o LAJIDA da empresa e sua receita líquida de vendas.

Margem LAJIR

Para empresas brasileiras, a margem LAJIR (Lucro Antes de Juros e Imposto de Renda) é equivalente à margem operacional em outros países, já que mede os lucros da empresa em cada R$ 1 de vendas, antes de descontar as despesas financeiras e os impostos. A margem é calculada como sendo o LAJIR dividido pela receita líquida de vendas da empresa.

Margem Líquida

Indicador usado na análise financeira de empresas, que expressa a relação entre o lucro líquido da empresa e a sua receita líquida de vendas. A margem líquida determina a porcentagem de cada R$ 1 de venda que restou após a dedução de todas as despesas, inclusive o imposto de renda, e é calculada como sendo o quociente entre o lucro líquido e a receita líquida de vendas da empresa.

Margem Operacional

Indicador usado na análise financeira de empresas. Como no Brasil o resultado operacional já desconta a despesa líquida com juros, a margem operacional determina a porcentagem de cada R$ 1 de venda que restou após a dedução de todas as despesas, menos o imposto de renda e as despesas não operacionais ou extraordinárias. Pode ser calculado como sendo o quociente entre o resultado operacional e a receita líquida de vendas da empresa.

Market Share

O market share corresponde à participação de mercado de uma empresa ou grupo dentro do seu segmento de atuação. Por exemplo, uma fabricante que produz 1 milhão de veículos possui um market share de 25% de um mercado onde a produção é de 4 milhões de veículos.

Marketing

Termo que vem do inglês e designa um conjunto de técnicas usadas pelas empresas para estudar o mercado e conquistá-lo mediante o lançamento planejado de produtos ou serviços. O conceito surgiu da mudança de orientação das empresas, que passaram a produzir ou prestar serviços de forma a atender às aspirações do mercado.

Marketing Afiliado

Termo que define um sistema de anúncios onde o sítio A coloca um botão para o sítio B, ganhando uma comissão sobre uma venda que ajude a gerar no sítio B. Também pode ser usado para levar público de um sítio para outro, através de informações complementares. Sistema muito comum em sítios de empresas pequenas e sem verba de marketing.

Marketing Direcionado

Iniciativa de marketing através da qual as promoções lançadas na rede mundial de computadores (internet) são desenvolvidas em função da análise do público, de forma a atingir uma faixa específica do mercado. Podem ser definidas como ações de marketing que buscam atingir públicos segmentados.

Marketing por Afinidade

Promoções de marketing que buscam chegar aos consumidores de produtos relacionados com os que deseja vender. Por exemplo, oferecer monitores de vídeo especiais para quem comprou programas de computação de ilustração, ou oferecer chuteiras para quem comprou bolas de futebol.

Master Franquia

Termo usado para denominar a concessão do direito de exploração de um conceito de negócio em um determinado território pelo máster franqueado ou por terceiros por ele nomeados.

Máximo

É a cotação máxima atingida por uma ação em um dia de negociação.

MBA (Master in Business Administration)

Sigla em inglês de “Master in Business Administration”, que denomina o programa de pós-graduação em administração de empresas que oferece aos estudantes uma experiência acadêmica prática em negócios.

MBO – Management Buy Out

Fundo de participação que busca adquirir o controle acionário de uma empresa em conjunto com os seus executivos. Bastante comum em empresas com problemas de controle por questões de sucessão, por exemplo.

Média

É a cotação média, ponderada pelas quantidades de ações negociadas, de uma ação em um dia de negociação.

Média Empresa

Segundo o Sebrae o termo denomina todas as organizações e empresas que têm entre 100 e 499 empregados e faturamento anual acima de R$ 1,2 milhão.

Média Móvel Exponencial

A média móvel exponencial dá pesos maiores aos últimos dados utilizados no cálculo da média, ou seja, o preço de ontem tem um peso superior ao preço de anteontem. Sendo P(a) o preço de fechamento no dia a, a média móvel exponencial será: ME(a) = ME(a-1) + [2/(N+1)*P(a) – ME(a-1)], onde N é o número de dias para os quais se quer o cálculo.

Média Móvel Simples

A média móvel simples dá o mesmo peso para cada dado utilizado no cálculo da média. Definindo P(a) como o preço de fechamento no dia a, a média móvel simples para, por exemplo, 3 dias, será: MS = [P(a) + P(a-1) + P(a-2)]/5. Os seguintes prazos podem ser levados em consideração na construção de médias móveis, tanto simples quanto exponenciais:

  • Curtíssimo prazo: 5 a 13 dias
  • Curto prazo: 14 a 25 dias
  • Médio prazo: 26 a 74 dias
  • Longo prazo: 75 a 200 dias

Os investidores tendem a comprar um ativo quando o preço deste sobe acima de sua média móvel, e vendem-no quando o preço cai abaixo desta mesma média.

Medida Provisória (MP)

Consiste em um instrumento constitucional pelo qual o Presidente da República edita uma determinada decisão, em caráter de relevância e urgência, sem passar por votação no Congresso. Seu prazo de duração é de sessenta dias, podendo ser prorrogada uma vez por igual período.

Mega Bolsa

Sistema de negociação da BOVESPA, que engloba o pregão viva voz com os terminais remotos, com o objetivo de aumentar a capacidade de realização de negócios.

Melhor Oferta de Compra

É a cotação da melhor oferta de compra, ou seja, o maior preço que um investidor está disposto a pagar por uma determinada ação em um certo momento. A própria Bolsa de Valores ordena as diversas ofertas de compra por ordem decrescente de preço, e a ordem de compra com a cotação mais alta passa a ser referida como a melhor oferta de compra.

Melhor Oferta de Venda

É a cotação da melhor oferta de venda, ou seja, o menor preço que um investidor está disposto a receber por uma determinada ação em um certo momento. A própria Bolsa de Valores ordena as diversas ofertas de venda por ordem crescente de preço, e a ordem de venda com a cotação mais baixa passa a ser referida como a melhor oferta de venda.

Mercado a Termo

Negociação realizada em uma bolsa de valores ou de mercadorias com vencimento acertado entre as partes para um mínimo de cinco dias depois. Em geral os vencimentos são de 30, 60, 90 ou 180 dias.

Mercado a vista

Mercado no qual a liquidação física (entrega dos títulos pelo vendedor) se processa no 2º dia útil após a realização do negócio em pregão e a liquidação financeira (pagamento dos títulos pelo comprador) se dá no 3º dia útil posterior à negociação, somente mediante a efetiva liquidação física.

Mercado Aberto (Open Market)

Mercado no qual as autoridades monetárias (sobretudo o Banco Central) de cada país operam com títulos públicos de modo a regular e controlar os meios de pagamento, ao mesmo tempo em que financiam a dívida federal interna. O open é assim chamado, pois não tem um recinto de negociações limitado e por proporcionar operações de grande flexibilidade e sem limitações.

Mercado de Ações

Segmento do mercado de capitais, que compreende a colocação primária em mercado de ações novas emitidas pelas empresas e a negociação secundária (em bolsas de valores e no mercado de balcão) das ações já colocadas em circulação.

Mercado de Balcão

Mercado de títulos onde as transações são realizadas por telefone ou outros meios eletrônicos entre instituições financeiras. Não existe um local específico para negociação, como uma bolsa de valores ou de mercadorias, por exemplo. A maioria dos instrumentos de renda fixa e ações de empresas não registradas em bolsas de valores é negociada no mercado de balcão.

Mercado de Câmbio

É o ambiente onde se realizam as operações de câmbio entre os agentes autorizados pelo Banco Central do Brasil (bancos, corretoras, distribuidoras, agências de turismo e meios de hospedagem) e entre estes e seus clientes.
No Brasil, o mercado de câmbio é dividido em dois segmentos, livre e flutuante, ambos regulamentados e fiscalizados pelo Banco Central. O mercado livre é também conhecido como “comercial” e o mercado flutuante, como “turismo”. À margem da lei, funciona um segmento denominado mercado paralelo, mercado negro, ou câmbio negro. Todos os negócios realizados no mercado paralelo são ilegais e sujeitam o cidadão ou a empresa às penas da lei.

Mercado de Capitais

É o conjunto de instituições, tais como bolsas de valores e instituições financeiras (bancos, corretoras, bancos de investimento, seguradoras), ligadas à intermediação de ativos financeiros (ações, títulos de dívida em geral). A principal função do mercado de capitais é canalizar a poupança (recursos financeiros) da sociedade para o comércio, a indústria, outras atividades econômicas e para o próprio governo. Distingue-se do mercado monetário que movimenta recursos a curto prazo, embora tenham muitas instituições em comum.

Mercado de Opções

Mercado no qual são transacionadas opções, que podem ser definidas como direitos de compra, ou venda, de uma quantidade pré-determinada de ações ou títulos, com preços e prazos de exercício também pré-determinados. O comprador da opção paga um prêmio para obter esses direitos, podendo exercê-los até a data de vencimento ou revendê-los ao mercado.

Mercado Eficiente

A teoria do mercado eficiente afirma que todos os agentes financeiros têm o mesmo conjunto de informações disponível ao mesmo tempo, ou seja, as informações e expectativas se refletem corretamente e imediatamente nos preços dos ativos.De acordo com esta teoria, não existiriam distorções nos preços de ativos, já que os preços refletem todas as variáveis disponíveis, e nenhum investidor seria capaz de obter rendimentos acima da média de mercado. Observações empíricas, no entanto, tendem a confirmar que o mercado não age de forma eficiente.

Mercado Financeiro

É o mercado voltado para a transferência de recursos entre os agentes econômicos. No mercado financeiro, são efetuadas transações com títulos de prazos médio, longo e indeterminado, geralmente dirigidas ao financiamento dos capitais de giro e fixo.

Mercado Fracionário

No mercado fracionário são negociadas partes fracionárias (ou frações) de um lote de ações. Difere do mercado integral, onde são negociados lotes inteiros ou integrais de ações. Embora as cotações no mercado fracionário sigam, de forma geral, as cotações do mercado integral, a diferença em termos de liquidez entre os dois mercados pode levar a cotações diferentes para uma mesma ação.

Mercado Futuro

O mercado futuro é normalmente centrado em uma bolsa de valores ou de mercadorias, tendo como objetivo principal prover instrumentos financeiros que permitam a compradores e vendedores proteger-se de oscilações de preços. O mecanismo básico é a negociação de títulos ou mercadorias, a preços determinados, para uma data futura, exigindo-se garantias dos vendedores e compradores.

Mercado Primário

A colocação de ações ou outros títulos (ou seja, novas emissões) ocorre dentro de um determinado intervalo de tempo, no qual os agentes de colocação (bancos, corretoras, etc.) vendem os títulos comprados junto ao emissor (empresas, bancos, governos) para investidores. Este mecanismo é denominado mercado primário e tem como principal objetivo levantar novos recursos para o emissor, recursos estes que podem ser utilizados para o financiamento de projetos de expansão, para abater dívidas existentes ou para reforçar a posição de caixa do emissor.

Mercado Secundário

Após uma nova emissão ser colocada (ou vendida) para uma série de investidores, inicia-se o mercado secundário, no qual estes e outros investidores e instituições financeiras tem o direito de negociar os títulos emitidos. O mercado secundário continua sendo o canal de negociação até o vencimento do título (no caso de títulos de renda fixa, futuros e opções), ou durante todo o período no qual uma ação continua sendo negociada.

Mercado Spot

O termo spot é usado nas bolsas de mercadorias para se referir a negócios realizados com pagamento à vista e pronta entrega da mercadoria, em oposição ao mercado a futuro ou a termo. A entrega, aqui, não significa entrega física, mas sim a entrega de determinado montante de dinheiro correspondente à quantidade de mercadoria negociada.

Merchandising

Termo que vem do inglês e consiste em uma forma de anunciar o produto e/ou serviço através do uso de amostragem direta ao consumidor em estandes.

Mercosul

Bloco econômico formado por Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai. Dentre os objetivos do Mercosul destacam-se:

  • criação de um mercado comum para livre circulação de bens, serviços e fatores produtivos;
  • adoção de uma política externa comum;
  • coordenação de políticas macroeconômicas e setoriais;
  • harmonização das legislações nacionais de forma a facilitar a integração.

MERCOSUL – Mercado do Cone Sul

União aduaneira, criada em 26 de março de 1991, com a assinatura do Tratado de Assunção por Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai. A Venezuela aderiu ao grupo em julho de 2006.

Merval Argentina

Índice que exprime a variação média diária de uma carteira teórica de ações negociadas na Bolsa de Comercio de Buenos Aires. Atualmente, o Merval é formado por uma carteira de 32 ações, escolhidas pela participação das ações no mercado e pela liquidez. A Bolsa de Buenos Aires divulga também o índice Merval Argentina, que reflete a rentabilidade apenas de empresas argentinas, permitindo que cada ação tenha no máximo uma participação de 20% do índice.

Michigan Sentiment Index

A Universidade de Michigan divulga quinzenalmente pesquisa sobre a confiança do consumidor em relação à economia norte-americana. A pesquisa é realizada em duas etapas, avaliando a situação atual da economia e as perspectivas futuras para economia dos EUA.

Microcrédito

As linhas de microcrédito foram desenvolvidas para atender às necessidades dos pequenos empreendedores e se diferenciam das demais linhas de crédito por oferecerem condições mais atrativas no que se refere à taxa de juros, e por não exigirem garantias reais.

Microempresa

Segundo o Sebrae, inclui todas as organizações e empresas que têm entre 1 e 19 empregados e faturamento anual de até R$ 120 mil.

Middle Market

Segmento de mercado associado a empresas consideradas médias. Não há uma padronização oficial para essa classificação. Por vezes, refere-se à faixa de mercado na qual se situam as empresas com faturamento anual entre US$ 30 milhões e US$ 150 milhões, mas o intervalo pode ser diferente, de R$ 8 milhões a R$ 300 milhões, por exemplo.

Mínimo

É o valor mínimo negociado no dia da ação.

Minuta da reunião do FOMC

O Federal Reserve divulga mensalmente minuta da reunião do Federal Open Market Comittee, ou FOMC, anterior à discussão do colegiado na semana em questão, ou seja, os membros do Fed divulgam o relatório da reunião anterior na mesma semana da reunião do mês em questão.
Esta minuta descreve os motivos que levaram o colegiado a mudar ou não a taxa de juros básica da economia norte-americana, a Fed Funds rate.

Modelo de Gestão

Termo usado para determinar as atividades executadas de forma regular e com o objetivo de administrar uma empresa, de acordo com os padrões de trabalho estabelecidos. Também podem ser usados os termos: processos, métodos ou metodologia de gestão.

Moeda de Privatização

Denominação dada aos títulos que são aceitos pelo governo brasileiro no processo de privatização e são negociados com deságio.

Moeda Podre

Títulos de dívida negociados no mercado com deságio devido às incertezas quanto à capacidade do emissor em efetuar o pagamento do vencimento.

Momento (MOM)

Indicador de análise técnica que é usado no estudo da tendência de ações no curto prazo. O momento é um indicador que mede a aceleração e a desaceleração dos preços de uma ação. O indicador é calculado como a diferença entre o fechamento da ação entre dois períodos determinados. Supõe-se que o momento antecipa o comportamento dos preços em fases de mudança de mercado. Quando o mercado atinge um pico, o momento sobe repentinamente e então cai. Similarmente, quando o mercado atinge um fundo, o momento cai repentinamente e então sobe.

Montépio

Denominação dada anteriormente às entidades abertas de previdência privada, que comercializavam planos previdenciários complementares de pecúlio ou renda anteriormente à regulamentação do setor através da Lei n° 6.435, de 1977

Moratória

De acordo com a definição do Direito Comercial, o termo pode ser usado para determinar a prorrogação de prazo solicitado pelo devedor, também podendo ser concedida pelo credor para pagamento de uma dívida. Difere da concordata pelo seu caráter não judicial.

MPE

Sigla usada para denominar Micro e Pequenas Empresas.

MSCI

O MSCI (Morgan Stanley Capital International) é o nome de um dos principais índices de ações acompanhados pelos investidores estrangeiros. Considera as principais ações de diversos países, e geralmente limita quais serão acompanhadas ou não internacionalmente. Mais de 6.000 papéis diferentes fazem parte do índice, revisado trimestralmente, com inclusões e exclusões capazes de impulsionar ou derrubar um ativo no curto prazo.

Multa por atraso

Prevista por lei, ela é cobrada sempre que uma fatura for paga com atraso não podendo, segundo estabelece o CDC (Código de Defesa do Consumidor), superar 2% do valor da fatura.

Mutualismo

Princípio que constitui a base de toda operação de seguro e previdência, relativa à formação de uma massa econômica a partir de pequenas contribuições de um grupo de pessoas com interesses comuns, com o objetivo de atender às eventuais necessidades de alguns componentes desse mesmo grupo.