Glossário: Termos com a letra L

arrow_forwardMais sobre

LAJIDA

Sigla que significa “Lucro Antes de Juros, Imposto de Renda, Depreciação e Amortização”, e que dá uma idéia da capacidade de geração de caixa operacional de uma empresa. A diferença entre o LAJIR e o LAJIDA é que este último exclui as despesas que não alteram o caixa de uma empresa, como é o caso da depreciação e amortização de ativos.

LAJIR

Sigla que significa “Lucro Antes de Juros e Imposto de Renda”, e que reflete o resultado das atividades operacionais da empresa. Ao contrário da definição de lucro operacional no Brasil, o cálculo do LAJIR permite estimar o resultado das operações sem a inclusão das receitas ou despesas financeiras.

Lançamento de Opções

Operação financeira que dá origem às opções. No lançamento de opções os vendedores lançam opções individuais (que podem ser de compra ou venda) ou séries de opções (várias opções, com preços de exercício diferentes).

Lance

É a oferta de no mínimo uma mensalidade ou múltiplos desta, conforme previsto na sua proposta de adesão, a ser apresentada em Assembléia Ordinária, com o objetivo de ser contemplado com um crédito.

Lastro

Termo que é usado para determinar a garantia implícita de um ativo. Desta forma, quando uma moeda tem lastro os investidores não questionam sua aceitabilidade, pois sabem que seu valor é garantido.

LBC – Letras do Banco Central

Título de curto prazo emitido pelo Banco Central, emitido para fins de política monetária exclusivamente sob forma escritural no Selic e cuja rentabilidade é pós-fixada e segue a variação da taxa Selic.

Leading Indicators

A organização sem fins lucrativos Conference Board divulga mensalmente relatório que compreende 10 índices já divulgados no país e que resumem a situação da economia norte-americana. Estes indicadores, apesar de já publicados, são utilizados como proxi para o desempenho futuro da economia.
Os indicadores que compõem o Leading Indicators são a oferta real de moeda, o índice de expectativas do consumidor, preços de ações, pedido de seguro desemprego, taxa de juros, permissões para novas construções, novos pedidos à indústria de bens de consumo, performance de vendas, número de horas trabalhadas na indústria e novos pedidos à indústria de bens de capital.
Em caso de melhora do índice, o mercado pode interpretar como uma possibilidade de aquecimento futuro da economia local, ao passo que, uma queda do índice pode sinalizar retração futura da atividade econômica dos EUA.

Leasing financeiro

Operação de leasing na qual a soma do total de prestações e demais pagamentos previsto no contrato são suficientes para que a empresa arrendadora recupere o custo do bem arrendado e obtenha um retorno sobre os recursos investidos. O preço para exercício da recompra pode ser livremente pactuado entre as partes.

Leilão Especial

Termo que denomina a sessão de negociação em pregão, em dia e hora determinados pela bolsa de valores em que será realizada a operação.

Letra de Câmbio

Termo que reflete um instrumento de captação usado pelas sociedades de crédito, financiamento e investimento que é emitido com base em uma transação comercial. Desta forma, trata-se de uma operação estruturada de forma a obter recursos que serão eventualmente direcionados para financiamento de crédito ao consumidor final.

Letra do Tesouro

Termo que denomina qualquer título emitido pelo governo, com prazo fixo e que paga taxa de juro de mercado, também são conhecidos como títulos da dívida pública.

Letra Hipotecária

As letras hipotecárias são títulos emitidos pelas instituições financeiras autorizadas a conceder créditos hipotecários. A rentabilidade deste tipo de aplicação está vinculada ao valor nominal do financiamento imobiliário, ajustado pela inflação ou variação do CDI (Certificado de Depósito Interbancário), e pode ser pré-fixada, flutuante e pós-fixada.
O prazo mínimo de aplicação é de 180 dias e o prazo máximo, apesar de não ser estipulado, em geral, não ultrapassa 24 meses. A grande vantagem deste tipo de aplicação reside no seu tratamento fiscal, pois ao contrário das aplicações em fundos de investimento onde você paga uma alíquota de 20% sobre o rendimento nominal – ou seja, o quanto ganhou no período -, nas LH você só precisa pagar imposto de renda se a rentabilidade superar um certo percentual da taxa CDI.

LFT

As LFT são títulos de renda fixa que são emitidos pelo Tesouro Nacional, cuja sigla significa Letras Financeiras do Tesouro. O principal objetivo das LFTs é prover recursos necessários à cobertura de déficits orçamentários ou à realização de operações de crédito por antecipação de receita e para atendimento a determinações legais. O rendimento destes títulos é determinado de forma pós-fixada, de acordo com a taxa acumulada no período no mercado Selic. Já o resgate é definido pelo valor nominal, acrescido do respectivo rendimento, desde a data-base do título.

Libor – London Interbank Offered Rate

É a taxa interbancária do mercado de Londres, isto é, a taxa preferencial de juros que é oferecida para grandes empréstimos entre os bancos internacionais que operam com eurodólares.
A Libor é geralmente utilizada como base de remuneração para outros empréstimos em dólares a empresas e instituições governamentais. Por exemplo, boa parte dos Brady Bonds brasileiros pagam taxa de juro com referencial baseado na Libor (Libor mais uma certa margem pré-determinada).

Líder no Congresso

Deputado ou Senador escolhido para representar sua bancada ou bloco partidário na Câmara ou no Senado.

Limite do cartão

Valor máximo que o portador do cartão pode financiar no crédito rotativo. O emissor poderá bloquear o cartão, caso os gastos com ele incorridos superem este limite. O limite é atribuído com base na renda comprovada pelo cliente no momento da contratação do cartão, mas pode ser revisto e atualizado a qualquer momento.

Limite Técnico

Valor máximo determinado pela empresa de previdência privada para a contratação de cada tipo de benefício por um mesmo participante.

Liquidez

No mercado financeiro o termo é usado para determinar a capacidade que um título tem de ser convertido em moeda. A liquidez absoluta só é conferida ao papel-moeda, de forma que todos os outros títulos têm liquidez inferior, que varia conforme o tipo de investimento, prazo e a conjuntura econômica. Na análise das demonstrações financeiras de uma empresa é usado para definir a capacidade que esta empresa tem de gerar recursos que podem ser rapidamente transformados em papel moeda. Assim, a liquidez de uma empresa é função da sua disponibilidade de caixa, e dos títulos negociáveis e ativos circulantes que possui.

Liquidez Corrente

Indicador usado na análise financeira de uma empresa, que determina o quanto esta empresa tem a receber no curto prazo em relação a cada unidade monetária que deve pagar no mesmo período. A determinação exata de um índice aceitável depende do setor onde a empresa atua. Quanto mais previsíveis forem os fluxos de caixa de uma empresa, menor será o índice de liquidez corrente exigido. O indicador é calculado como sendo o quociente entre o ativo circulante e o passivo circulante da empresa.

Liquidez Geral

Indicador de análise financeira, utilizado para medir a liquidez de uma empresa. Ao contrário do indicador de liquidez corrente, que indica quanto uma empresa tem a receber em relação ao que deve no mesmo período, este indicador engloba também os ativos e passivos de longo prazo, ou seja, aqueles que serão realizados em um prazo superior a um ano. Este indicador é calculado como sendo o quociente entre a soma do ativo circulante mais o ativo de longo prazo pelo passivo circulante mais o passivo de longo prazo da empresa.

Liquidez Seca

Assim como o indicador de liquidez corrente, o indicador de liquidez seca reflete a capacidade de uma empresa em cumprir com suas obrigações de curto prazo. A única diferença na fórmula de cálculo é que os estoques são excluídos dos ativos circulantes da empresa. A suposição básica é de que os estoques são ativos menos líquidos e, portanto, devem ser ignorados.

Lloyds de Londres

O Lloyds começou em 1688 qaundo alguns indivíduos se reuniam no café de Edward Lloyd em Londres para trocar informações e fazer, entre eles, o seguro de cargas. Atualmente o Lloyd é uma corporação que reúne Sindicatos, cujos membros podem ser pessoas físicas ou empresas. Trata-se na verdade de um mercado de seguro e resseguro de Londres, sendo que os negócios só podem ser intermediados pelos corretores credenciados junto ao Lloyds.

Logomarca

Símbolo gráfico que identifica o produto ou serviço prestado pela empresa.

Longo Prazo

Período superior a um ano. Termo freqüentemente usado em referência ao período de duração ou prazo de vencimento de um investimento e/ou linha de crédito.

Lote

Termo usado no mercado acionário que determina a quantidade de títulos com as mesmas características. As ações são cotadas na Bolsa em lotes unitários ou lotes de mil ações, sendo que cada empresa determina de qual forma a ação é cotada. Nunca esqueça de checar qual forma de cotação se aplica à ação que você quer negociar.

Lote Fracionário

Quantidade de ações inferior ao lote padrão, ou seja, uma parcela fracionária (ou fração) do lote de ações. Em geral você só pode comprar ações em múltiplos de 100, 1.000, etc, o que se costuma chamar de “lotes redondos”. Caso você queira comprar lotes pequenos ou quebrados isso só será possível no Mercado Fracionário.

Lote Padrão

Lote de títulos com as mesmas características e em quantidade fixada pelas bolsas de valores. A maioria das ações brasileiras é cotada em lotes de mil. Nunca esqueça de checar qual forma de cotação se aplica à ação que você quer negociar.

LPA (Lucro por Ação)

O LPA é um indicador financeiro definido como a relação entre o lucro líquido da empresa em um determinado período e o seu número de ações. Deste modo, representa o montante em dinheiro gerado em lucro (ou prejuízo) em um período determinado de tempo para cada ação emitida.

LTN

As LTN são títulos de renda-fixa emitidos pelo Tesouro Nacional, cuja sigla significa Letras do Tesouro Nacional. São títulos de remuneração pré-fixada, cujo principal objetivo é prover recursos necessários à cobertura de déficits orçamentários ou à realização de operações de crédito por antecipação de receita e para atendimento a determinações legais. O prazo dos papéis depende das definições do Ministério da Fazenda e do interesse do mercado. A remuneração se dá pela diferença entre o preço da emissão, considerando o deságio do título, e o valor de resgate.

Lucro Bruto

Ver resultado bruto.

Lucro Líquido

Lucro disponível aos acionistas, ajustado para eventuais despesas ou receitas extraordinárias. É um dos principais itens do demonstrativo de resultados analisado pelos analistas.

Lucro Líquido por Ação

Lucro líquido disponível aos acionistas depois de ajustes para despesas ou receitas extraordinárias dividido pelo número total de ações.

Lucro Operacional

Ver resultado operacional.

Lucro Patrimonial

Termo usado no mercado segurador que denomina o lucro bruto obtido das receitas financeiras derivadas da aplicação dos recursos da carteira de investimentos da seguradora, menos as despesas correspondentes a estas receitas.

Lucro Retido

Parcela do lucro após pagamento de impostos de uma empresa, que não é distribuída através do pagamento de dividendos. A conta de reserva de lucros presente no balanço patrimonial de uma empresa reflete a soma dos lucros retidos pela empresa até a data a que se refere o balanço.