Em negocios / noticias-corporativas

DF é o segundo estado no Brasil em número de startups por habitante

Segundo dados da ABStartups e da Accenture, Distrito Federal fica atrás apenas de Santa Catarina em densidade de startups. <br/><br/>


Segundo matéria publicada no blog do empreendedor Felipe Matos, do Estadão, o Distrito Federal ocupa atualmente a segunda posição dentre todos os estados brasileiros quando o assunto é o número de startups em relação ao número de habitantes do estado. Foram utilizados dados da ABStartups e da Accenture para medir o número total de startups em cada estado. Para fazer o levantamento do número de habitantes, foi utilizada uma pesquisa do IBGE.

Para muitos, o resultado pode ser surpreendente, já que grandes centros urbanos e financeiros, como São Paulo e Rio de Janeiro, ficaram com a 4ª e 6ª posições, respectivamente. O resultado mostra a plena evolução do ecossistema brasiliense, conhecido como Cerrado Valley, que vem se destacando como uma das regiões mais promissoras para startups no Brasil, resultado da entrada de importantes agentes fomentadores de novos negócios, como incubadoras, aceleradoras, mentores e investidores. 

Para as startups ainda em estágio inicial, o número de incubadoras no DF aumentou exponencialmente nos últimos anos. Dentre as principais, estão incubadoras ligadas a universidades e faculdades consagradas, como a Casulo, do UniCEUB, o IESB Lab, do IESB e o CDT (Centro de Apoio ao Desenvolvimento Tecnológico), da UnB. As incubadoras fornecem mentoria e suporte operacional aos fundadores, para que eles possam gerir seus negócios da melhor maneira possível o quanto antes.

O crescimento do número de startups fundadas no DF resultou também no aumento do número de aceleradoras interessadas em realizar processos de mentoria, validação de ideias, investimento e introdução no mercado. Dentre elas, estão aceleradoras como Cotidiano, Acceleratus, Lemonade, Runpal e ACE.

Além do surgimento e crescimento de incubadoras e aceleradoras, o boom do Cerrado Valley atraiu também gestores de fundos, grupos que investem e captam investimentos para startups. Dentre os principais que realizam investimentos no ecossistema brasiliense estão a Cedro Capital, Criatec2, Cotidiano Ventures, FAPDF, Garan Ventures e Polaris Investimentos. Além disso, as startups nascidas em solo brasiliense contam ainda com o SEBRAE-DF, que constantemente realiza programas e eventos para fomentar o ecossistema de startups do DF, como o Sebrae Startup Way DF.  Além do Sebrae, a ASTEPS (Associação de Startups e Empreendedores Digitais do Brasil) também vem desempenhando importante papel para o crescimento do ecossistema de startups do DF. 

Com a chegada de tantos agentes importantes, mais e mais startups vêm se destacando no cenário de startups do DF. É o caso, por exemplo, da Comoequetalá, plataforma com vagas e oportunidades para desenvolvedores e profissionais criativos. Além dela, outras startups se destacam, como a WeCare, que traz soluções diferenciadas em incentivos corporativos, a Magpi, um aplicativo que paga para que pessoas conheçam restaurantes, a Rhases, plataforma para comparação de preços de planos de saúde, a Cabeed, rede social focada em moda e consumo consciente, a Easyglic, startup que desenvolveu um simples e prático monitor contínuo de hipoglicemia, e a Scorefy, startup que criou um assistente financeiro inteligente.

Nesse cenário, programas que buscam apoiar startups criadas no Cerrado Valley têm chamado cada vez mais atenção. Um desses programas é o Configr Startup Cloud, iniciativa da startup brasiliense Configr, em parceria com a Cedro Capital, Cotidiano e Vert. O programa foi criado como uma forma de retribuição da Configr à comunidade brasiliense de startups, importante peça para o sucesso da empresa. 

A Configr, startup fundada em 2013 por Arthur Furlan e Felipe Tomaz, fornece soluções automatizadas de hospedagem em Cloud Server, ideais para pessoas que querem fugir do "tecniquês". O programa fornece R$ 5.000 em créditos de infraestrutura cloud através de sua plataforma. Estão elegíveis startups criadas em até 2 anos, com sede no DF (para saber as demais condições, acesse o regulamento do programa, disponível em: https://configr.com/configr-startup-cloud/). Apesar de ter sido lançado há poucos meses, o programa já é o responsável por fornecer infraestrutura cloud de alto desempenho para algumas das mais conhecidas startups brasilienses, dentre elas:

- E-sporte SE, que fornece soluções esportivas inovadoras
- GastroBox, um ajudante de cozinha pessoal
- Colmeia, que fornece aulas particulares em casa, com os melhores professores
- Economizze, que exibe diversas ofertas, dos mais variados estabelecimentos de alimentação
- Ribon, um aplicativo que permite a realização de doações sem gastar dinheiro
- OneChess, plataforma online que busca profissionalizar jogadores de xadrez
- 2minds, startup especializada na criação de experiências mobile
- Loopkey, startup que fornece uma solução inovadora para trancamento e desbloqueio de salas
- Fluiu.com.br, empresa que fornece soluções de contabilidade online
- Workbox, plataforma para gestão de projetos e tarefas
- Bike Registrada, que oferece um sistema inovador e seguro para registro de bicicletas
- Clickhelp, startup que fornece uma solução prática para o cuidado de idosos

O crescimento de tantos interessados em empreender e criar startups no DF é encorajador. A união de diversos agentes faz com que a comunidade se desenvolva cada dia mais. Assim, com o surgimento de mais startups e a entrada e consolidação de incubadoras, aceleradoras e investidores no mercado brasiliense, vislumbra-se um futuro ainda mais promissor para o Distrito Federal. 

Com mais e mais startups, incubadoras, aceleradoras e investidores fomentando o ecossistema brasiliense, a terra dos concursos públicos vem, ano após anos, se transformando em um dos estados brasileiros mais atrativos àqueles que sonham em fazer parte do mundo das startups.

Website: https://configr.com/

 

Contato