Tempo Real

Petrobras (PETR4) e Vale (VALE) puxam alta da bolsa; Magalu (MGLU3) e Via (VIIA3) recuam com realização

Bradesco (BBDC4) também ajudou nos ganhos da bolsa hoje

Por  Equipe InfoMoney -
update 18h03

Encerramos nossa cobertura dos mercados em Tempo Real

Ibovespa encerra a sexta-feira com alta de 0,55%, aos 106.471,92 pontos, com semana acumulando ganhos de 3,19%. As blue chips ditaram o ritmo da bolsa e garantiram um pregão de ganhos, fechando uma semana que foi marcada pela decisão de juros do Copom, que sinalizou a possibilidade do fim do ciclo de alta de juros. Já em Wall Street, os índices fecharam sem direção definida, com o Dow Jones ganhando um pouco, mas lutando muito para ficar no azul, depois de um relatório de empregos bem mais forte do que o esperado, que sinaliza um Federal Reserve mais hawkish em setembro. O dólar, por sua vez, teve mais um dia de queda, menos 1,03%.
update 18h02

Ibovespa futuro fecha com queda de 0,17%, aos 106.700 pontos; e dólar futuro, com queda de 0,91%, a R$ 5,203

update 17h42

Petrobras (PETR4) e Vale (VALE) puxam alta da bolsa; Magalu (MGLU3) e Via (VIIA3) recuam com realização

As blue chips ditaram o ritmo da bolsa nesta sexta-feira e garantiram um pregão de ganhos, não só hoje como na semana – que foi marcada pela decisão de juros do Copom, que sinalizou a possibilidade do fim do ciclo de alta de juros. Tanto Vale (VALE3), que subiu 1,30%, quanto Petrobras (PETR3), +1,74%, (PETR4), +1,93%, avançaram, beneficiadas pela valorização, respectivamente, do minério e do petróleo. Siderúrgicas – Após uma sequência de baixas na semana, as cotações dos mercados futuros e à vista do minério de ferro avançaram na Ásia, por conta da melhora nas margens do aço na China ter reduzido as preocupações com a fraca demanda pela commodity. Isso puxou as siderúrgicas: CSN (CSNA3), +2,67%; e Gerdau (GGBR4), +2,07%; só Usiminas (USIM5), foi na contramão, recuando -1,79%. Petroleiras – Apoiadas pela valorização do Brent hoje, apesar de sofrer ao longo dos últimos dias, com a cotação da commodity atingindo as mínimas desde fevereiro, por conta da perspectiva de recessão global – que foi reforçada ontem pelo BC da Inglaterra –, as ações de petroleiras tiveram fortes ganhos: PetroRio (PRIO3), +3,08%; Enauta (ENAT3), +2,42%; 3R (RRRP3), +2,82%; e PetroRecôncavo (RECV3), +1,96%. Varejo e tech – Estrelas da semana, se beneficiando da expectativa de paralisação da alta dos juros, que beneficia empresas de crescimento, os setores de varejo e tecnologia tiveram uma sessão de realização. Magalu (MGLU3) recuou hoje 5,39%, mas na semana ganhou 22%; enquanto Via (VIIA3) caiu 3,05%, porém carregou valorização de 18,5% na semana. Já Locaweb (LWSA3), que disparou 31% na semana, fechou hoje com menos 2,09%. BancosCom resultados neutros de seu balanço, as ações do Bradesco (BBDC4) avançaram 1,20%, ajudando o setor bancário, que viu os papéis de Itaú (ITUB4), que divulga seus resultados na segunda-feira, após o fechamento do mercado, ganharem 1,88%. Em seguida, vieram Santander (SANB11), +1,92%; e BB ([BBAS3), que divulga balanço no final da semana que vem, com alta de 1,86%. Disparando – Com valorização de 30%, as ações de Tenda (TEND3) figuraram como a maior alta da bolsa hoje, com analistas vendo sinais de recuperação das operações da empresa, mesmo após reportar prejuízo de R$ 114 milhões, revertendo lucro de um ano antes. Por outro lado, as demais construtoras, que dispararam ao longo da semana, sob efeito Copom, tiveram um pregão misto: Cyrela (CYRE3), -1,41%; Even (EVEN3), +2,04%; EzTec (EZTC3), -0,87%; e MRV (MRVE3), +1,24%. Desabando – Se Tenda foi a maior alta após seu balanço, Alpargatas (ALPA4) foi no sentido contrário, com menos 13,54%, após resultados classificados como decepcionantes no exterior por analistas. Também com fortes perdas após os resultados, Lojas Renner (LREN3) teve queda de 2,76% de suas ações. Analistas apontaram bom desempenho no varejo, mas decepção na área de serviços financeiros. (Rodrigo Petry)
update 17h41

Confira as ações que mais subiram e as que mais caíram na semana

 
  • Alpargatas (ALPA4): -12,01%
  • Fleury (FLRY3): -4,51%
  • Braskem (BRKM5): -3,92%
  • SLC Agrícola (SLCE3): -3,74%
  • JBS (JBSS3): -2,69%
update 17h40

Índices setoriais fecham sem direção definida

  • Consumo (ICON): -1,15%
  • Energia Elétrica (IEE): +0,19%
  • Financeiro (IFNC): +1,44%
  • Imobiliário (IMOB): +0,25%
  • Industrial (INDX): -0,03%
  • Materiais Básicos (IMAT): +1,37%
  • Utilidade Pública (UTIL): -0,06%
Confira o acumulado da semana:
  • Consumo (ICON): +4,81%
  • Energia Elétrica (IEE): +3,10%
  • Financeiro (IFNC): +6,20%
  • Imobiliário (IMOB): +10,27%
  • Industrial (INDX): +1,42%
  • Materiais Básicos (IMAT): -0,15%
  • Utilidade Pública (UTIL): +3,55%
update 17h35

Fechamento dos outros índices brasileiros

  • Small Caps (SMLL): +0,03%
  • BDRs (BDRX): -1,12%
  • Fundos Imobiliários (IFIX): +0,22%
Confira o acumulado da semana:
  • Small Caps (SMLL): +8,13%
  • BDRs (BDRX): +0,84%
  • Fundos Imobiliários (IFIX): +0,12%
update 17h27

Celesc (CLSC4) reporta lucro líquido 20,62% maior no 2T22, para R$ 361,025 milhões

O Ebitda também cresceu, mas 23,68%, para R$ 678,325 milhões, com margem Ebitda subindo 2,34 pontos percentuais, para 13,45%. A receita operacional líquida da Celesc (CLSC4) aumentou 2,19% no período analisado, chegando a R$ 5,042 bilhões.
update 17h20

Ecorodovias (ECOR3) informa queda de 6,1% no volume de tráfego consolidado em julho

O número de veículos equivalentes pagantes nos pedágios nas rodovias administradas pela Ecorodovias (ECOR3) caiu de 36,587 milhões em julho de 2021 para 34,357 milhões agora. O acumulado do ano tem uma queda de 5,4% na comparação com os primeiros sete meses de 2021. Tirando a Ecovia Caminho do Mar e a Ecocataratas, cujos contratos foram encerrados em novembro de 2021, o volume de tráfego total comparável da empresa cresceu 5,9%, para 31,255 milhões em julho, bem como acumulado de 2022, que subiu 6,6%.
update 17h15

Ibovespa fecha com alta de 0,55%, aos 106.471,92 pontos

  • Máxima: 107.176,06
  • Mínima: 105.517,82
  • Volume: R$ 25,95 bilhões
Confira a evolução do IBOV durante a semana, mês e ano:
  • Segunda-feira (1º): -0,91%
  • Terça-feira (2): +1,11%
  • Quarta-feira (3): +0,40%
  • Quinta-feira (4): +2,04%
  • Sexta-feira (5): +0,55%
  • Semana: +3,19%
  • Agosto: +3,19%
  • 2022: +1,56%
update 17h05

Índices em NY fecham mistos, e semana consegue ganhos acumulados

Os principais índices em Wall Street tiveram mais um dia complicado nesta sexta, com o Payroll vindo mais forte do que se imaginava, mostrando que o Federal Reserve deve ser ainda mais rígido na reunião de setembro. Analistas já falam de alta de 0,75 pontos na taxa de juros, ante uma previsão anterior de 0,50. O pior ainda não passou.
  • Dow Jones: +0,23%, a 32.801,51 pontos
  • S&P 500: -0,16%, a 4.145,17 pontos
  • Nasdaq: -0,50%, a 12.657,56 pontos
Confira o acumulado da semana:
  • Dow Jones: -0,13%
  • S&P 500: +0,36%
  • Nasdaq: +2,14%
update 17h03

Dólar fecha dia com queda de 1,03%, próximo à mínima do dia

O dólar ganhou impulso frente moedas mais fortes, mas perdeu terreno diante do real, com grande fluxo de venda de moeda em território brasileiro por investidores estrangeiros, atraídos pela renda fixa e pelos ganhos correntes do Ibovespa.
  • Venda = R$ 5,167
  • Compra = R$ 5,166
  • Mínima = R$ 5,165
  • Máxima = R$ 5,277
update 16h57

Fechamento do mercado com Pam Semezzato, da Clear Corretora

https://www.youtube.com/watch?v=mluLn497ZyM
update 16h55

Ibovespa fecha, preliminarmente, com alta de 0,47%, aos 106.387,33 pontos

update 16h44

Biden exalta mais uma vez Payroll: é uma realidade

O presidente dos EUA, Joe Biden, foi a uma rede social para enaltecer mais uma vez a quantidade de empregos criados (veja nota da 9h35): "quando você vê a maior e mais rápida recuperação de empregos na manufatura americana desde a década de 1950, 'Make It in America' não é apenas um slogan. É uma realidade", tuitou, em clima de campanha, visando as eleições parlamentares deste ano. Mais cedo, na mesma rede, Biden havia afirmado que "um impulsionador da nossa recuperação é o sucesso das pequenas empresas. E a chave para esse sucesso é garantir que os fundos comprometidos vão para onde deveriam".
update 16h29

Reta final: maior alta do dia segue com Braskem (BRKM5), mais 3,85%; maior queda do Ibovespa é de Alpargatas (ALPA4), menos 13,90%

update 16h16

Preços internacionais do petróleo fecham semana tensa no azul

A semana foi negativa para a commodity, com as duas referências atingindo seus níveis mais baixos desde fevereiro, antes da guerra na Ucrânia fazer os preços dispararem. A preocupação dos comerciantes com a escassez de oferta foi superada tanto por estoques maiores nos EUA, quando por quedas esperadas na demanda por combustível, em vista de uma possível e cada vez mais próxima recessão econômica global.
  • WTI (setembro): +0,53%, a US$ 89,01
  • Brent (outubro): +0,85%, a US$ 94,92
update 16h05

Ouro para dezembro fecha em queda de 0,87%, a US$ 1.791,20 a onça

O relatório de empregos mais forte do que o esperado divulgado hoje fortaleceu o dólar e afastou os investidores do ouro. A prata para setembro caiu 1,39%, a US$ 19.842 a onça; enquanto a platina para outubro caiu 0,02%, para US$ 924,70 a onça.
update 16h01

Juros longos fecham em queda, enquanto os mais próximos sobem

Os DIs sentiram efeito da possibilidade de alta maior das taxas nos EUA, após um relatório de empregos mais forte do que o esperado divulgado de manhã, o que faria o Federal Reserve pensar em um aumento mais elevado na reunião de política monetária de setembro. Entretanto, os juros mais longos seguiram a tendência dos últimos dias e caíram, ainda sob impacto da decisão desta semana do Copom, projetando o fim do ciclo de alta no Brasil.
  • DI (2023): +0,03 pp, a 13,77%
  • DI (2024): +0,04 pp, a 13,02%
  • DI (2025): +0,01 pp, a 12,10%
  • DI (2027): -0,07 pp, a 12,00%
  • DI (2029): -0,07 pp, a 12,23%
  • DI (2031): -0,08 pp, a 12,32%
update 15h47

Ações do BB Seguridade (BBSE3) avançam 0,28% às vésperas da divulgação do balanço do 2T22

Os resultados do BB Seguridade (BBSE3) serão divulgados na segunda-feira (8), antes da abertura do mercado, com a teleconferências de resultados marcada na sequência, para as 11h. Consenso da Refinitiv espera alta de 72,3% do lucro no 2T22, para R$ R$ 1,299 bilhão. O lucro "reportado", que considera ajustes contábeis, aponta um aumento um pouco maior, de R$ 1,320 bilhão, alta de 75,1%. A receita deve ter um acréscimo de 29,1%.
update 15h39

Lula (PT) diz que não faz bravata e reafirma que não manterá teto de gastos

“Não é bravata, mas não terá teto de gastos em lei no nosso país”, disse Lula em um encontro com trabalhadores da área de saúde. Na quinta, em evento da XP, o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), lembrou que seja qual o for o eleito terá que negociar com o Congresso qualquer mudança.
update 15h30

Queda no IPC-DI de julho é a maior do Real, mas se concentra em poucos itens

A queda de 1,19% na leitura de julho do IPC-DI, componente que mede os preços ao consumidor no Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI), é a maior já registrada no Plano Real, informou André Braz, coordenador do IPC no Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV). Mais cedo, a entidade informou que o IGP-DI caiu 0,38% em julho, após alta de 0,62% em junho. Ainda assim, a queda dos preços foi muito concentrada em poucos itens. Braz afirma que não é possível classificar a dinâmica atual de preços de "deflação": “a definição de inflação é aumento generalizado de preços. Da mesma forma, a definição de deflação é queda generalizada de preços. Não pode ser queda concentrada em poucos itens”, afirmou o pesquisador. (Estadão Conteúdo)
update 15h25

Dólar renova mínima do dia: queda de 0,96%, a R$ 5,169

update 15h24

Estudo para programa de Lula (PT) sobre Petrobras (PETR3 PETR4) propõe reverter venda de refinarias

Análises para o candidato do PT que lidera as pesquisas de intenção de voto para a Presidência da República propõem também novos investimentos e a retomada de projetos de refino abandonados pela Petrobras (PETR3;PETR4).
update 15h22

Bancos brasileiros caminham para uma semana positiva

Com mais um dia no azul, o quarto na sequência, os principais bancos brasileiros terão mais uma semana com amplos ganhos. Confira a cotação no momento e o acumulado até aqui da semana:
  • Banco do Brasil (BBAS3): +1,05% (+4,24% na semana)
  • Bradesco ON (BBDC3): +0,79% (+5,75% na semana)
  • Bradesco PN (BBDC4): +0,88% (+5,81% na semana)
  • Itaú Unibanco (ITUB4): +1,72% (+5,39% na semana)
  • Santander (SANB11): +1,78% (+3,19% na semana)
update 15h04

PetroRio (PRIO3) diz que decisão sobre Albacora Oeste está com a Petrobras (PETR4)

Nas últimas semanas, cresceram os rumores de que a Petrobras (PETR3;PETR4) teria suspendido as negociações para a venda de Albacora à PetroRio (PRIO3).
update 15h00

Índice de FIIs (IFIX) opera com leve alta de 0,16%

  • Maua Capital (MCHF11) tem a maior alta: +4,99%
  • Campusfl (FCFL11) opera com a maior baixa: -1,73%
A infoMoney compilou com analistas os melhores fundos imobiliários para comprar em agosto. Na lista, Capitania Securities II (CPTS11) substitui TRX Real Estate FII (TRXF11), enquanto Bresco (BRCO11) alcança 12 meses seguidos na liderança dos fundos mais recomendados.
update 14h51

Índice de BDRs (BDRX) apresenta baixa de 0,96%

  • Beyond Meat (B2YN34) opera com a maior alta: +22,80%
  • Warner Bros (W1BD34) opera com a maior baixa: -15,55%
update 14h38

Índice de Small Cap (SMLL) opera em alta de 0,60%

  • Maior alta do dia: Tenda (TEND3), +22,22%
  • Maior queda do dia: Gafisa (GFSA3), -5,93%
  • Maior alta da semana até aqui: Tenda (TEND3), +40,66%
  • Maior queda da semana até aqui: CSU Cardsystem (CARD3), -6,64%
update 14h27

Ibovespa retoma os 107 mil pontos, com melhora do humor externo

O índice brasileiro ganha 1,09% e vai aos 107.045,31 pontos, sustentando o otimismo que também passa a melhorar em Wall Street.
update 14h23

Dow Jones vira para positivo, com mais 0,10%

O índice norte-americano opera entre perdas e ganhos, mas consegue brevemente vencer a resistência que o mantinha no negativo durante toda a sessão, infectada pelo pessimismo de um Payroll mais forte do que o esperado, o que projeta um Fed mais hawkish em setembro, na próxima reunião de política monetária. Já o S&P 500 segue no vermelho, com menos 0,35%, bem como o Nasdaq, com queda de 0,62%.
update 14h19

Alpargatas (ALPA4): volumes internacionais caem 5,4% e impactam resultado, diz BofA

A Alpargatas (ALPA4) mostrou no 2T22 preços fortes o suficiente para aumentar receita do Brasil em 18,6%, enquanto o volume caiu 1,9% e o Ebitda do Brasil atingiu 63,2%. Os volumes internacionais caíram 5,4% com queda de 36% nos EUA e queda de 40% na China. O BofA mantém recomendação neutra para ALPA4, com preço-alvo de R$ 24,00. No momento, o ativo despenca 13,05%, a R$ 19,46.
update 14h15

ANP rejeita proposta de aumento de estoques mínimos de diesel A S10 entre setembro e novembro

A ideia tinha objetivo diminuir riscos de desabastecimento do combustíveis, que está com oferta restrita globalmente. A proposta rejeitada pela ANP pedia que distribuidores de combustíveis com mais de 8% de participação de mercado no segundo semestre de 2021 deveriam aumentar os atuais estoques mínimos de três dias (Sul, Sudeste e Centro-Oeste) ou cinco dias (Norte e Nordeste) para nove dias, informa a Reuters.

Entretanto, a ANP aprovou um maior monitoramento do estoque nacional.
update 14h08

Bradesco (BBDC4) projeta inadimplência em alta ainda no 2º semestre e desaceleração da carteira de crédito

Para Octavio de Lazari, CEO do Bradesco (BBDC3;BBDC4), inadimplência deve encontrar um ponto de equilíbrio no ano que vem; índice no 2º tri subiu 1 ponto, para 3,5%.
update 14h05

Alta do petróleo segue puxando ações do setor no Ibovespa

O WTI com entrega para setembro sobe 1,37%, mas ainda abaixo dos US$ 90, enquanto o Brent para outubro ganha 1,58%, a US$ 95,67. Tal valorização ajuda a impulsionar as ações ligadas ao petróleo no Ibovespa: Petrobras ON (PETR3) sobe 2,01%; Petrobras PN (PETR4) ganha 2,16%, 3R Petroleum (RRRP3) avança 3,06% e PetroRio (PRIO3) tem mais 4,50%.
update 13h52

Alpargatas (ALPA4) cai mais de 10% na Bolsa com desempenho decepcionante no exterior

Volumes de vendas na operação internacional caíram 5% no segundo trimestre ano a ano, enquanto a receita líquida caiu 2% considerando câmbio constante. “O desempenho da unidade internacional de negócios – o cerne da tese de investimento – ficou claramente abaixo das expectativas”, afirmou a equipe do Bradesco BBI. No momento, as ações de Alpargatas (ALPA4) desabam 12,56%, para R$ 19,57.
update 13h40

Lojas Renner (LREN3) diz esperar cenário semelhante ao do 1T22 no 2º semestre, diz CEO

“Estamos tirando da conta o efeito positivo do segundo trimestre, da demanda reprimida e das temperaturas mais frias que chegaram mais cedo”, comentou Fabio Adegas Faccio, CEO da companhia. “Temos tecnologias ganhando maturidade, o que pode nos ajudar com despesas e vendas. No segundo trimestre, porém, a diluição dos gastos foi por conta do volume alto de vendas”.
update 13h36

Ucrânia: exportação da nova safra de trigo pelos portos pode começar em setembro, após acordo com a Rússia e a ONU

update 13h34

Ibovespa opera com alta de 0,42%, aos 106.339,30 pontos, descolado de NY

Vale (VALE3), com mais 0,89%, Petrobras ON (PETR3) e Petrobras PN (PETR4), com mais 0,92% e 1,04%, ajudam a sustentar o índice brasileiro, aliadas a ações ligadas a exportação, como Marfrig (MRFG3), com mais 4,58%, CSN (CSNA3), com mais 2,87%; e Minerva (BEEF3), com mais 2,29%, além dos bancos. O Ibovespa acabou não sendo impacto até aqui pelo pessimismo de NY, cujos índices trabalham desde a manhã de hoje no negativo, após os dados sobre emprego nos EUA virem mais fortes do que o esperado. Apesar disso, o Ibovespa já trabalhou com ganhos mais fortes durante o dia, chegando a bater uma máxima de 107.176,06 pontos.
update 13h18

Biden comemora desemprego no menor nível em 5 décadas e vê progresso com payroll

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, comemorou a taxa de desemprego de 3,5% em julho, equivalente a menor já registrada nos últimos 50 anos, segundo ele. O mandatário creditou o dado ao seu plano econômico, que focou em “reconstruir a economia e a classe média” norte-americana, nas suas palavras. Para Biden, o relatório é sinal de “progresso significativo” aos trabalhadores norte-americanos. (Estadão Conteúdo)
update 13h14

Lojas Renner (LREN3): após 2T22, futuro próximo parece promissor, diz análise

O BofA destaca que maior volume de dívidas atrasadas "marcam um trimestre excepcional", com Vendas Mesmas Lojas (SSS, na sigla original em inglês) crescendo "impressionantes" 37,9%, e Ebitda de Varejo aumentando 62,2%. "A digitalização deve estender o desempenho superior da Lojas Renner (LREN3), a diminuição da inflação também pode contribuir para melhores tendências de crédito", sentencia. O BofA reafirma recomendação de Compra para as ações, com preço-alvo R$ 35,00. O ativo é negociado neste momento a R$ 28,54, alta de 1,03%.
update 13h12

Ação da Tenda (TEND3) dispara 16% apesar de prejuízo, com analistas vendo sinais de recuperação

As ações da Tenda (TEND3) tiveram uma reviravolta total na sessão desta sexta-feira (5) pós-resultados. Os papéis chegaram a cair 7,56%, a R$ 4,16, mas, durante a tarde, passaram a registrar uma disparada muito forte. Às 13h05 (horário de Brasília), saltavam 16,44%, a R$ 5,24. No ano, contudo, as ações ainda caem cerca de 68%.
update 13h05

EUA estão longe de uma recessão, afirma analista, após Payroll

"É por meio da análise dos dados do Payroll que o Federal Reserve busca verificar a possibilidade de alcançar um pouso suave para a economia americana. O mercado esperava uma diminuição em relação ao número das vagas de emprego, então esse aumento é, de certa maneira, uma surpresa, principalmente após dois trimestres consecutivos indicarem PIB negativo e a manutenção de juros continuar em curva crescente para combater a inflação", explica Carlos Vaz, CEO e fundador da Conti Capital. "Isso significa que os EUA estão longe de uma recessão. No entanto, isso será precificado pelo mercado financeiro e pode impactar a próxima decisão em relação aos juros americanos. Mas, apesar disso, ainda vejo possibilidade para o Fed atingir seu objetivo. Idealmente, algum afrouxamento no mercado de trabalho ajudaria a derrubar a inflação sem empurrar a economia para a recessão, algo ainda possível", conclui.
update 13h00

Porto Seguro (PSSA3): Unidade de operação de crédito tem buscado cliente de menor risco

A Porto Seguro (PSSA3) informou a analistas de mercado que na área de operações de crédito, que envolve serviço de cartão de crédito e financiamento de veículos, sinaliza estabilização. A empresa avalia que o cenário macroeconômico, de inflação e emprego exige “cautela”. A companhia tem procurado nas novas liberações de crédito, principal de cartão, redução de limite. Nos financiamentos, o indicador de inadimplência recuou em parte pela nova politica de crédito que proporciona um mix de clientes com menor risco.
update 12h56

Maioria dos índices setoriais opera em queda

  • Consumo (ICON): -0,64%
  • Energia Elétrica (IEE): -0,22%
  • Financeiro (IFNC): +0,81%
  • Imobiliário (IMOB): -0,58%
  • Industrial (INDX): +0,23%
  • Materiais Básicos (IMAT): +1,68%
  • Utilidade Pública (UTIL): -0,34%
update 12h49

Principais índices europeus fecham no vermelho nesta sexta, mas maioria acumula ganhos na semana

As folhas de pagamento não agrícolas nos Estados Unidos aumentaram 528.000 em julho, bem acima dos 258.000 projetados pelas estimativas da Dow Jones e desafiando os sinais de que a recuperação econômica está desaparecendo. Os investidores, então, tiveram juntaram mais um argumento para os bancos centrais seguirem no caminho restritivo.
  • Stoxx 600: -0,82%
  • DAX (Frankfurt): -0,60%
  • FTSE 100 (Londres): -0,12%
  • CAC 40 (Paris): -0,63%
  • IBEX 35 (Madri): +0,11%
  • FTSE MIB (Milão): -0,26%
  • MOEX (Moscou): -2,86%
Confira como ficou o acumulado da semana:
  • Stoxx 600: -0,64%
  • DAX (Frankfurt): +0,71%
  • FTSE 100 (Londres): +0,22%
  • CAC 40 (Paris): +0,37%
  • IBEX 35 (Madri): +0,17%
  • FTSE MIB (Milão): +0,81%
  • MOEX (Moscou): -7,09%
update 12h45

Porto Seguro (PSSA3) tenta conter sinistralidade no segundo semestre

A Porto Seguro (PSSA3) informou a analistas de mercado que aprofundado à busca por melhorias operacionais para reduzir os custos de sinistros, incluindo ajustes na precificação e subscrição de riscos. No 2T22, a sinistralidade da unidade de auto teve elevação em relação ao mesmo período anterior - +21% ante 2T21. Segundo a seguradora, isso é explicado pelo aumento nos custos de indenização e reparos e pelos efeitos decorrentes da maior circulação de veículos.
update 12h29

Ibovespa desacelera, mas opera em alta de 0,26%, aos 106.167 pontos

update 12h25

Locaweb (LWSA3): compra da Síntese é positiva e oferece soluções omnichannel , diz análise

O Credit Suisse destaca que a Síntese tem forte presença no segmento de moda com grandes marcas como clientes. A compra reforça a solução de e-commerce da Tray e se expande para o varejo físico.
update 12h20

Porto Seguro (PSSA3): seguradora aponta elevada sinistralidade de auto no 2T22

Roberto Santos, CEO da Porto Seguro (PSSA3), disse a analistas de mercado, na apresentação dos resultados do 2T22, que a sinistralidade de auto seguiu impactando, mas apresentou melhora em relação ao 1T22, mas o nível é alto. O seguro de Vida obteve uma melhora expressiva na sinistralidade no 2T22 (-38,9 p.p. em relação ao 2T21), explicado pela redução do impacto da Covid-19, informou a seguradora. O executivo comentou que há também sinais de estabilização na inadimplência das operações de crédito.
update 12h19

Fed deve elevar taxa em 75 pontos-base na reunião de setembro, diz Citi

A análise parte do princípio de que "o relatório de empregos de julho deixará o Fed mais preocupado com a pressão salarial inflacionária e menos dissuadido pela desaceleração do crescimento". "Os resultados apresentam um mercado de trabalho que não está apenas apertado, mas parece estar se restringindo ainda mais. Esperamos uma alta de 75pb em setembro e uma marcha para 4% nas taxas básicas até o final do ano", projeta o Citi.
update 12h17

Barril de petróleo WTI volta ao patamar de US$ 90

  • Petróleo WTI, +2,45%, a US$ 90,71 o barril
  • Petróleo Brent, +2,41%, a US$ 96,39  o barril
update 12h15

Confira o Radar

https://www.youtube.com/watch?v=RroSR_06hZM
update 12h11

Brasil atinge em agosto 17 GW de energia solar, 3ª maior fonte do país

Entre sistemas de grande porte e instalações em telhados, fachadas e pequenos terrenos, a chamada geração distribuída (GD), a energia solar corresponde a 8,4% da matriz elétrica do país, ficando atrás apenas das usinas hidrelétricas e eólicas, de acordo com a Associação Brasileira de Energia Solar (Absolar).
update 12h09

Exportações de veículos crescem 76,3% em julho no comparativo anual, diz Anfavea

Foram exportados em julho 41,9 mil veículos, 11,4% a menos que em junho. No total do ano, o volume de 288 mil unidades supera em 28,7% o resultado de igual período do ano passado.
update 12h06

Confira as maiores baixas do Ibovespa até o momento

  • Alpargatas (ALPA4), -8,80%
  • Fleury (FLRY3), -4,29%
  • Locaweb (LWSA3), -3,95%
  • Magazine Luiza (MGLU3), -3,89%
  • Sanepar (SAPR11), -3,62%
update 12h04

Confira as maiores altas do Ibovespa até o momento

update 12h02

Bancos sobem em bloco em meio a balanços e nova Selic

Os quatro maiores bancos do país operam em alta hoje, com destaque para Itaú (ITUB4), alta de 2,58%, e Santander (SANB11), com +2,23%. Bradesco (BBDC4), que divulgou balanço ontem, sobe 1,92%. Já Banco do Brasil (BBAS3) sobe 1,51%.
update 12h00

Ações da Vale (VALE3) ampliam subida, com +2,38%

update 11h59

Saldo líquido de investimento estrangeiro na B3 fica positivo em R$ 3,8 milhões em 3/8

Segundo dados da B3, o saldo positivo acumulado em agosto, até dia 3, é de R$ 441,5 milhões, enquanto no ano o ingresso líquido soma R$ 54,2 bilhões. Em 3 de agosto, o Ibovespa teve valorização de 0,4%, encerrando aos 103.774 pontos.
update 11h59

Ibovespa continua rali e renova máxima: 107.176 pontos, alta de 1,21%

update 11h56

Ibovespa acima dos 107 mil pontos: alta é de 1,06%, aos 107.011 pontos

Na máxima do dia, Ibov chegou aos 107.038 pontos.
update 11h54

Juros futuros ampliam quedas por toda a curva, com exceção do curto prazo

  • DI (2023): +0,02 pp, a 13,77% (às 9h era +0,02 pp)
  • DI (2024): -0,03 pp, a 12,96% (às 9h era -0,03 pp)
  • DI (2025): -0,09 pp, a 12,01% (às 9h era -0,03 pp)
  • DI (2027): -0,15 pp, a 11,93% (às 9h era -0,03 pp)
  • DI (2029): -0,14 pp, a 12,16% (às 9h era -0,03 pp)
  • DI (2031): -0,14 pp, a 12,26% (às 9h era -0,03 pp)
update 11h53

Sanepar (SAPR11) apresenta um 2T22 fraco, afirma XP

A Sanepar (SAPR11) divulgou resultados que ficaram abaixo da nossa estimativa e do consenso de mercado. "Os resultados mais fracos podem ser explicados por um descasamento entre o aumento de custos devido à inflação e a postergação de parte do reajuste tarifário pelo regulador", analisa a XP. "Continuamos acreditando que o risco regulatório persiste e, como resultado, mantemos nossa recomendação Neutra para SAPR11, com preço-alvo de R$ 26,00. A units são negociadas neste momento a R$ 18,67, queda de 3,41%
update 11h51

Dólar acelera queda e chega à mínima de R$ 5,187 na compra e R$ 5,188 na venda, queda de 0,62%

update 11h50

Ações da Petrobras sobem mais: PETR3, +1,63%; PETR4, +1,99%

update 11h44

Tupy (TUPY3) relata baixos estoques de veículos leves no Brasil

Executivos da Tupy (TUPY3), em análise sobre as perspectivas do mercado para o 2S22, relataram que os estoques de veículos leves no Brasil estão baixos. A empresa reforçou que o mercado de veículos comerciais leves e de passeio no país está com demanda reprimida. A metalúrgica cita possíveis paradas no segmento por restrições de componentes.
update 11h42

Ibovespa sobe 1% e renova alta para 106.951 pontos

update 11h42

Dólar passa a operar no negativo: menos 0,38%, na mínima do dia, de R$ 5,200

A moeda norte-americana vinha lutando na última hora para se manter no terreno positivo ou mesmo próximo da estabilidade, mas o ambiente externo furou o bloqueio e fez a moeda perder valor frente ao real.
update 11h38

Após balanço, Fleury (FLRY3) está entre as maiores baixas do dia, com -3,63%

update 11h36

Dólar opera estável, com alta de 0,03%, a R$ 5,221 na compra e a R$ 5,222 na venda

update 11h36

Tupy (TUPY3): resultados sólidos no 2T22 foram sustentados por melhor rentabilidade, diz XP

A Tupy (TUPY3) apresentou resultados positivos no 2T22, "conforme esperado", diz a XP, destacando a melhora nos níveis de rentabilidade (margem Ebitda +2,4 pp ano a ano, "fruto da captura de sinergias, esforços de redução de custos e melhor patamar de preço, mais do que compensando uma ambiente de custo desafiador". Mas a XP lembra que, "embora os volumes tenham melhorado sequencialmente, o desempenho operacional ainda é impactado por questões relacionadas à cadeia de suprimentos, com volumes abaixo dos níveis pré-pandemia". A análise reitera postura construtiva em relação à Tupy e recomenda Compra do papel. No momento, TUPY3 sobe 3,50%, a R$ 24,53.
update 11h35

Barris de petróleo operam em alta de mais de 1%

Os preços do petróleo sobem nesta sexta-feira, mas devem fechar a semana atingindo seus níveis mais baixos desde fevereiro, uma vez que a preocupação com a escassez de oferta foi contrabalançada por quedas esperadas na demanda de combustível. Os preços ficaram sob pressão esta semana, com o mercado preocupado com o impacto da inflação no crescimento econômico e na demanda, mas os sinais de oferta apertada mantiveram os preços baixos.
  • Petróleo WTI, +1,42%, a US$ 89,81 o barril
  • Petróleo Brent, +1,52%, a US$ 95,55  o barril
update 11h35

Ações de Via (VIIA3) viram para alta de 1,36%, a R$ 2,99

Após abertura em queda, o setor de varejo reduz suas perdas: Magalu (MGLU3) recua 0,9% e Americanas (AMER3) perde 2,2%.
update 11h32

Tupy (TUPY3), sobre Europa: empresa avalia falta de componentes e gargalos logísticos

Executivos da Tupy (TUPY3) afirmaram a analistas que ainda que esperam por uma redução da atividade no curto prazo no segmento de veículos off-road na Europa. No segmento de veículos comerciais leves e passeio, as projeções apontam para redução também de atividade e custo elevado de energia no continente.
update 11h32

Ibovespa chega próximo da máxima, aos 106.804 pontos, alta de 0,86%

update 11h25

Ibovespa opera na máxima, com +0,74%, 106.678 pontos, com melhora em NY

update 11h19

Tupy (TUPY3): Produção de veículos leves continua sendo afetada por disrupções

Segundo executivos da Tupy (TUPY3), as disrupções acontecem nas cadeias de fornecimento de semicondutores e outros insumos. As declarações aconteceram durante a apresentação dos resultados do 2T22. A Tupy tem como seus clientes a indústria automotiva.
update 11h12

Ações do Bradesco viram para alta: BBDC3, +0,20%; BBDC4, +0,11%

update 11h10

Ibovespa opera em alta sustentado por Vale e Petrobras, com valorização de commodities

Em sessão onde investidores digerem resultados de vários setores, o Ibovespa passou a ganhar 0,5%, aos 106,4 mil pontos, sustentado por Vale, que avança 1,18%, e Petrobras, com as preferenciais subindo 1,2% e ordinárias com mais 0,98%. Esse desempenho é sustentado pela valorização das commodities.
update 11h06

Tenda (TEND3): foco está na recuperação da margem, diz XP

A Tenda (TEND3) divulgou resultados fracos no 2T22, segundo a XP. Como destaque positivo, a empresa teve um preço mais alto por unidade vendida (ex. Alea) de R$ 176,6 mil (+20,0% ano a ano e +9,0% trimestre a trimestre). Com isso, a margem bruta de novas vendas atingiu 28,8% (+5,1 pp vs. 1T22), impulsionada por junho, com 30,6%, reforçando o foco da Tenda na recuperação de margens. "No entanto, não vemos o aumento de preços afetando significativamente os resultados financeiros no curto prazo", pondera. Para os analistas, "o nível de distratos foi destaque negativo"; e, "operacionalmente, a Tenda tem sido mais seletiva". No momento, TEND3 sobe 0,89%, a R$ 4,54.
update 11h04

Ações da Vale (VALE3) sobem 1,33%; siderúrgicas também avançam

Após uma sequência de baixas, as cotações do minério de ferro avançaram na Ásia nesta sexta-feira, por conta da melhora nas margens do aço na China ter reduzido as preocupações com a fraca demanda pela commodity. No momento CSN (CSNA3), +2,4%; Gerdau (GGBR4), +1,8%; Usiminas (USIM5), +0,34%.
update 11h02

Alpargatas (ALPA4) teve resultados mistos no 2T22, diz XP

A Alpargatas (ALPA4) divulgou resultados mistos no 2T22, levemente acima das expectativas da XP, "com sólido aumento de preço/mix e recuperação sequencial de margem, mas com volumes pressionados e efeito cambial negativo nos resultados". A XP mantém recomendação de Compra para a ação, com preço-alvo de R$28,00. No momento, ALPA4 despenca 8,71%, a R$ 20,44.
update 11h01

Ações da Petrobras ampliam ganhos: PETR3, +1,09%; PETR4, +1,61%

update 11h01

Tenda (TEND3): objetivo é ter consumo menor de caixa no 2º semestre, diz CEO

Rodrigo Osmo afirmou que a empresa deu um passo importante no 2T22, apesar dos desconfortos com lucro e margens. “Mas pensando no longo prazo, o trimestre performou bastante bem”, afirmou. O foco é em ter uma geração de caixa melhor para os próximos dois trimestres.
update 11h00

Ibovespa vira e passa a avançar 0,58%, aos 106.533 pontos

update 10h58

Taxa de desemprego do Canadá de julho se mantém em 4,9%

Em junho foram os mesmos 4,9%. O consenso era de que subisse em julho para 5,0%.
update 10h56

Porto (PSSA3) registra queda de 2,8% de suas ações após balanço

A Porto (PSSA3) registrou um lucro líquido recorrente de R$ 89,4 milhões no segundo trimestre de 2022, desempenho 76,4% a um ano atrás.
update 10h56

Relatório de empregos nos EUA pode levar a um aperto maior na próxima reunião do Fed, diz analista

Gustavo Cruz, estrategista da RB Investimentos, diz que relatórios de empregos dos EUA foi "surpreendente" (veja nota das 9h35): "a leitura é que o mercado de trabalho continua forte, o que coloca na mesa de discussão (na reunião do Fed) de 21 de setembro a chance mais uma vez de subir 0,75 pontos percentuais a taxa de juros". Ele sublinha que uma taxa final de 4% nos EUA é "muito mais razoável" diante do atual contexto. "A taxa de desemprego caindo de 3,6% para 3,5% mostra que qualquer americano que busque trabalho hoje nos EUA consegue, e além disso tem aumentado o salário médio, o que não mostra uma tendência de desaceleração", reforça. "A inflação não dá sinais de que vai desacelerar rapidamente".
update 10h55

Lojas Renner (LREN3): ações viram para alta de 2,9%

update 10h53

CEO da AES Brasil (AESB3) diz que custos de investimentos estão maiores

"O capex está bem mais salgado do que o ano anterior", afirmou Clarissa Sadock, CEO da AES Brasil (AESB3), acrescentando que o ano começou com o capex crescendo na ordem de 20 a 25%, comparado com ano passado. “A gente percebe que os clientes deram uma pausa por conta do aumento de preços”, disse. De acordo com ela, o volume de projetos greenfields esse ano tem sido mais “modesto”. Sadock se refere aos chamados PPA s (Power Purchase Agreement), que é o contrato de compra e venda de energia de longo prazo com terceiros, que exige aporte de investimento em projetos de geração greenfield. As declarações foram a analistas.
update 10h50

AES Brasil (AESB3) identifica maior número de empresas em busca de autoprodução de energia para se proteger da volatilidade do insumo

update 10h48

Tenda (TEND3): distratos devem cair a níveis bem menores do que no 2T22, diz CEO

Segundo Rodrigo Osmo, os distratos que totalizaram 24% das vendas brutas no 2T22 são um patamar elevado e que é reflexo das vendas dos trimestres anteriores. Segundo ele, os distratos devem se estabilizar em patamares menores do que esses 24% à medida que a empresa for estabilizando o VSO.
update 10h44

Após balanço, ações da Tupy (TUPY3) sobem 3,84%, com resultados acima do previsto

A Tupy (TUPY3) reportou lucro líquido de R$ 180 milhões no segundo trimestre de 2022 , desempenho 470,3% superior ao registrado em igual etapa de 2021.
update 10h42

Ibovespa reduz perdas, com menos 0,04%, aos 105.853 pontos

update 10h40

Cyrela (CYRE3) perde 3,6% e MRV (MRVE3) cai 5%, puxando quedas de construtoras

update 10h40

Anfavea: venda de veículos em julho cresce 2,25%, para 182 mil, na comparação com o mês anterior

A entidade reforça que as vendas ainda foram impactadas por juros altos e restrição ao crédito.
update 10h39

Locaweb (LWSA3) recua 6,3%; empresa anunciou compra de plataforma omnichannel para varejo

update 10h38

Anfavea: produção de veículos em julho chega a 219 mil, maior do ano e maior patamar desde novembro de 2020

A alta foi de 7,32% em julho, em relação a junho. A entidade lembra que "persiste o desafio de abastecimento (semicondutores) e logística, com quatro paradas de fábrica no mês e 49 dias inativo".
update 10h38

Magalu (MGLU3) recua 3,5%; Americanas (AMER3) perde 3,98%; e Via (VIIA3) cai 0,68%

update 10h37

Alpargatas (ALPA4) recua 7,2% e Renner (LREN3) cai 1,27%; ambas soltaram balanço

update 10h36

Varejistas, techs e construtoras lideram quedas da bolsa, após disparada das última sessões

update 10h34

AES Brasil (AESB3) diz que tem 1,5 GW de projetos em pipeline, sendo a metade pronto para ingressar no mercado

update 10h34

Ibovespa amplia queda para menos 0,22%, aos 105.662 pontos

update 10h33

Ações do Bradesco aprofundam perdas: BBDC3, -1,71%; BBDC4, -2,46%

update 10h32

AES Brasil (AESB3): Empresa afirma que tem 1GW de geração para ser entrega nos próximos 18 meses

Executivos da AES Brasil (AESB3) afirmaram a analistas de mercado, na apresentação dos resultados do 2T22, que seguem analisando M&A focados em ativos de porte médio.
update 10h31

Bradesco não deve operar com empréstimo consignado do Auxílio Brasil, diz CEO

"É uma operação de taxa de juros muito alta, para pessoas que têm o auxílio por um período definido. Nós entendemos que é a melhor a gente não operar nessa carteira, pois são pessoas vulneráveis", afirmou Octavio de Lazari, CEO do Bradesco, a jornalistas. O executivo avaliou que o consignado do Auxílio Brasil não é uma boa operação nem para o banco, nem para o cliente. "Eles terão dificuldades quando o benefício cessar", disse Larazi.
update 10h30

Tenda (TEND3): grande destaque do trimestre foi o êxito na gestão da liquidez, diz CFO

Marcos Antonio Pinheiro ressaltou que o consumo de caixa operacional de R$ 26 milhões reflete a evolução positiva e os esforços que a diretoria tem feito para trabalhar a liquidez da empresa.
update 10h30

Principais índices em Wall Street abrem em queda após dados de emprego mais fortes do que o esperado

Os investidores nos EUA se depararam com um relatório de empregos de julho que reforça o argumento para que o Federal Reserve continue em seu caminho de aperto da política monetária. Em muitos depoimentos esta semana, dirigentes do Fed sublinharam que a queda da inflação vem com "uma certa dose de desemprego".
  • Dow Jones: -0,67%
  • S&P 500: -1,07%
  • Nasdaq: -1,41%
update 10h28

Frigoríficos lideram altas da bolsa: Marfrig (MRFG3), +3,61%; JBS (JBSS3), +1,72%; Minerva (BEEF3), +1,50%

update 10h27

Bradesco (BBDC4): Variáveis econômicas entraram um pouco mais em equilíbrio, afirma CEO

"A gente ter conseguido chegar no teto dos juros é uma boa noticia, com mais emprego e mais renda também. No cenário internacional, os Bancos Centrais estão tomando medidas para conter inflação, mas a gente vê petróleo recuando e isso é muito importante", disse Otavio de Lazari. "Esse cenário é bom principalmente pra quem tem menos renda, sem considerar que o Auxílio Brasil ajuda. É um cenário mais sereno", complementou.
update 10h26

AES Brasil (AESB3): Siemens terá que pagar multa por atraso de entrega de aerogeradores

Clarissa Sadock, CEO da AES Brasil (AESB3), disse a analistas que já no mês de junho será reconhecida no balanço multa de R$ 7 milhões, a ser paga pela Siemens. A empresa alemã é fornecedora de aerogeradores do Complexo de Tucano, na Bahia. O projeto tem 77% de avanço e será entregue no final do ano. Segundo a executiva, o projeto está dentro do cronograma, mas há atraso na entrega de aerogeradores. Os aerogeradores são de última geração da Siemens e tem capacidade cada um de 6,2 MW. É a primeira vez que a Siemens instala esse aerogerador fora da Europa, disse Sadock.
update 10h25

Bradesco: Margem financeira com mercado deve melhorar quando juros alcançarem nível mais alto, diz CEO

"Ninguém imaginava que teríamos uma taxa de juros próxima a 14%. Todos os grandes bancos enfrentam esse desafio", explicou Octavio de Lazari, a jornalistas. O CEO acredita que o Banco Central já pode ter encerrado o ciclo de aperto monetário elevando a Selic a 13,75% ao ano. "Não tendo novas subidas de juros, a margem começa a se recuperar", disse Lazari. A margem financeiro com mercado do Bradesco ficou negativa em R$ 587 milhões no segundo trimestre, enquanto a margem com clientes cresceu, atingindo R$ 16,947 bilhões.
update 10h23

Ibovespa opera em queda de 0,09%, aos 105.795 pontos, acompanhando NY

A bolsa brasileira, após leve alta na abertura dos negócios, registra desvalorização, em linha com os mercados no exterior, que passaram ao terreno negativo após os dados do payroll, nos EUA, que sinalizaram uma geração de empregos acima da esperada. Dessa forma, se ampliam as expectativas de aumento do aperto monetária na maior economia do mundo, prejudicando os investimentos em renda variável. Por aqui, os investidores ficam atentos à safra de resultados, que traz resultados de gigantes da bolsa, como Bradesco, cujas ações recuam após a divulgação do balanço, assim como Lojas Renner, que se desvaloriza em linha com todo o setor de consumo. No lado positivo, as ações da Vale (VALE) têm dia de ganhos, com a valorização do minério na China, enquanto Petrobras opera com leve alta.
update 10h19

Tenda (TEND3): ainda existe espaço para o Casa Verde Amarela crescer e parâmetros tendem a melhorar, diz CEO

Segundo Rodrigo Osmo, o programa do governo federal ainda opera abaixo da capacidade. Ele destacou as últimas mudanças de regras do programa e as perspectivas ainda incertas sobre dois projetos de lei acerca do Casa Verde Amarela. De acordo com Osmo, a perspectiva é de que alguns projetos cuja rentabilidade não “paravam de pé”, agora começam a ficar mais atrativos.
update 10h17

Bradesco (BBDC4): Venda de carteira de créditos estressados é normal, diz CEO

"Não tem a ver com taxa de inadimplência, mas de eficiência", afirmou Octavio de Lazari, CEO do banco, em apresentação dos resultados do segundo trimestre aos jornalistas. Ele explica que o custo para cobrar esses créditos, geralmente de valores pequenos e vencidos há mais de cinco anos, custa muito mais do que vender a carteira. "O mercado inteiro está vendendo carteira hoje, não faz sentido administrar isso dentro do banco. Vamos continuar vendendo carteiras quando tivermos boas oportunidades em nome da eficiência de custos internos", disse Lazari.
update 10h16

Tenda (TEND3): prioridade hoje é a reconstrução das margens e a desalavancagem, diz CFO

Em teleconferência de resultados nesta manhã, Marcos Antonio Pinheiro afirmou que a empresa tem privilegiado a qualidade dos lançamentos ao invés da quantidade. Ele ressaltou a margem bruta das novas vendas, que estava em 22% em janeiro e fechou em 31% em junho.
update 10h15

Ibovespa vira para queda, acompanhando NY, com menos 0,18%, aos 105.699 pontos

update 10h14

Lojas Renner (LREN3): ações abrem em queda de 2,02%, após balanço

update 10h13

Lojas Renner (LREN3): XP entende que resultado positivo do 2T22 no varejo compensaram os resultados fracos na Realize

A Lojas Renner (LREN3) apresentou "resultados sólidos" no 2T22, praticamente em linha com as estimativas da XP e acima do consenso. A receita líquida consolidada cresceu +38% vs. 2019, impulsionadas pela recuperação do varejo (+35% vs. 2019) e pelo crescimento de receitas da Realize de +72% ano a ano, "suportadas pela expansão de seu portfólio combinada a maiores gastos no Meu Cartão". A XP mantém recomendação de Compra para as ações, com preço-alvo de R$32,00.
update 10h12

Bradesco (BBDC4): Difícil saber quando crescimento da inadimplência vai estabilizar, diz CEO

A jornalistas, Octavio de Lazari, CEO do banco, disse acreditar que a inadimplência deve seguir crescendo no segundo semestre de 2022 e encontrar um ponto de equilíbrio no ano que vem. "Quando você cresce em carteira de maior risco, você traz mais inadimplência, mas melhora margens", explica Lazari. A margem com clientes do Bradesco ficou em 22,7% no segundo semestre, acima do guidance para o ano, entre 18% e 22%.
update 10h12

Alpargatas (ALPA4) lidera quedas da bolsa após balanço, com -6,84%

update 10h11

Ibovespa abre com alta de 0,05%, aos 105,946 pontos

update 10h10

Bradesco: papéis abrem em queda após balanço, com BBDC3, -0,33%, e BBDC4, -0,55%

update 10h08

Vale (VALE3) tem alta de 1,24% em suas ações na abertura

update 10h08

Fleury (FLRY3): para XP, resultados vieram neutros, praticamente em linha com as expectativas

A XP destaca que a Fleury (FLRY3) tem "novos negócios ganhando relevância", com "crescimento orgânico impulsionado principalmente por um aumento de 14,6% ano a ano nas receitas das unidades de atendimento, com crescimento significativo em todas as marcas". "Reiteramos nossa visão neutra sobre as ações, devido à falta de momentum de lucro e catalisadores de crescimento, embora observemos que as sinergias da recém anunciada fusão entre Fleury e Pardini (PARD3) podem desbloquear valor", explica. O preço-alvo sugerido é de R$ 29,00.
update 10h08

Ações da Petrobras abrem em alta: PETR3, +0,16%; PETR4, +0,44%

update 10h07

Bradesco (BBDC4): Crescimento de carteira de crédito deve convergir para centro do guidance, diz CEO

A jornalistas, Octavio de Lazari, CEO do banco, destacou o crescimento de 17,7% na carteira de crédito expandida do banco no primeiro semestre de 2022. O guidance para o ano, no entanto, é de crescimento de 10% e 14%. "Esse crescimento deve convergir para o centro do guidance por alguns fatores. Há uma cautela natural, pois as carteiras que estão crescendo são de maior risco (cartão de crédito, crédito pessoal) e deve haver mais rigor na análise de crédito", explicou Lazari. O CEO também destacou que a inadimplência voltou para os níveis pré-pandemia e o apetite por crédito, com uma Selic a 13,75%, também arrefeceu. (Ampliada às 10h11)
update 10h06

Ibovespa abre, preliminarmente, com alta de 0,28%, aos 106.192 pontos

update 10h00

Preços dos combustíveis no Brasil seguem acima da paridade internacional, diz Abicom

A Petrobras (PETR3;PETR4) anunciou ontem a redução dos valores do diesel, mas válida apenas a partir de hoje, o que não foi contemplado ainda no levantamento. No caso da gasolina, são 8 dias sem alterações. A Associação Brasileira dos Importadores de Combustíveis publica o estudo diariamente.
  • Diesel (média nacional): +10%, ou R$ 0,47 (ontem era +9% ou 0,46)
  • Gasolina (média nacional): +9%, ou R$ R$ 0,31 (ontem era +10% ou 0,32)
update 9h59

Alpargatas (ALPA4) relata problemas com transporte marítimo

"Tivemos problemas de transporte marítimo. Como não fazemos transporte aéreo, tivemos que absorver esse impacto’, disse Roberto Funari, CEO da Alpargatas (ALPA4), durante teleconferência com analistas, acrescentando que houve problemas internos de supply chain. “O abastecimento teve atraso com as inovações apresentados em pré-venda ano passado. Isso criou dificuldade e tivemos que refazer pedidos”, disse sobre o volume mais baixo de venda das Havaianas no mercado europeu.
update 9h57

Tray, da Locaweb (LWSA3), adquire plataforma omnichannel para varejo

A Locaweb (LWSA3) anunciou a aquisição nesta sexta-feira (5) por aproximadamente R$ 35,2 milhões, montante sujeito a determinados ajustes de dívida líquida e capital de giro, usuais neste tipo de transação.
update 9h50

Alpargatas (ALPA4) vê cenário mais desafiador no 2º semestre na Europa, Oriente Médio e África

Segundo Roberto Funari, CEO da Alpargatas (ALPA4), o segundo semestre é historicamente mais baixo de vendas nas regiões, comparado com o primeiro semestre, e “ele está carregando a inflação de matéria-prima, impacto de logística e transporte”.
update 9h49

Alpargatas (ALPA4) diz que aumento de despesas no mercado internacional afetou Ebitda no 2T22

Segundo Roberto Funari, CEO da Alpargatas (ALPA4), os resultados das operações internacionais se mostraram desafiadores. O Ebitda recorrente de Havaianas atingiu R$ 178 milhões, queda de 5%, com retração de Ebitda de 4pp, devido à queda de volume e da margem bruta e aumento das despesas operacionais, principalmente relacionadas à distribuição. Já a margem Ebitda recorrente de Havaianas Internacional atingiu 20% no 2T22, queda de 10pp, pela retração do volume, aumento do preço das matérias-primas e consequente alta dos custos e do aumento das despesas com distribuição.
update 9h43

Índices futuros dos EUA viram para queda após dados de emprego; Nasdaq cai quase 1%

  • Dow Jones Futuro (EUA), -0,48%
  • S&P 500 Futuro (EUA), -0,79%
  • Nasdaq Futuro (EUA), +0,98%
update 9h37

Dólar comercial acelera alta, +0,88%, cotado a R$ 5,265 na compra e na venda

update 9h35

Payroll: emprego nos EUA teve crescimento generalizado e retoma níveis pré-pandemia

Segundo o Bureau of Labor Statistics dos EUA, a criação de vagas liderada pelos setores de lazer e hospitalidade, serviços empresariais e cuidados com a saúde. Tanto o emprego total não agrícola como a taxa de desemprego retornaram aos níveis pré-pandemia de fevereiro de 2020. Em julho, a taxa de desemprego caiu para 3,5%, e o número de desempregados pessoas caiu para 5,7 milhões. Porcentual de desempregados nos EUA:
Payroll: taxa de desemprego nos EUA em julho
update 9h33

Dólar futuro acelera para +0,65%, a R$ 5,285 após payroll dos EUA

update 9h32

Ibovespa futuro acelera queda para 0,43%, aos 106.425 pontos após dados de emprego dos EUA

update 9h31

EUA: desemprego chega a 3,5% em julho; consenso da Reuters era de 3,6%

update 9h31

EUA: vagas de emprego somam 528 mil em julho; consenso da Reuters era de 250 mil vagas

update 9h25

ADR da Vale sobe 1,09%, a US$ 13,00, com ajuda da alta do minério de ferro

update 9h24

ADR PBRA e PBR da Petrobras sobem, respectivamente, 1,00%, a US$ 13,16, e 0,57%, a US$ 14,23

update 9h24

Alpargatas (ALPA4) prevê impacto de inflação no 2º semestre nos mercados da Europa, Oriente Médio e África

Os executivos da Alpargatas (ALPA4) informaram ainda a analistas de mercado que as despesas com logística e transporte devem aumentar nesses mercados. Por outro lado, disseram que pretendem investir em marketing nos continentes citados.
update 9h22

Ibovespa Futuro passa a registrar leve alta, de +0,03%, aos 106.920 pontos, pouco antes do payroll

update 9h17

Alpargatas (ALPA4): Venda de Havaianas no Brasil tem retomada de crescimento e expansão de margem, diz CEO

Roberto Funari, CEO da Alpargatas (ALPA4), participa de teleconferência com analistas sobre os resultados do 2T22.
update 9h16

Futuros de minério de ferro fecham em alta no mercado asiático

O minério de ferro negociado na bolsa de Dalian teve alta de 2,55%, a 723,00 iuanes, o equivalente a US$ 107,12, enquanto em Cingapura registrou avanço de 3,6%, a US$ 109,55 por tonelada. Segundo a Reuters, os contratos se recuperaram após cinco sessões em baixa, por conta da melhora nas margens do aço na China ter reduzido as preocupações com a fraca demanda pela commodity.
update 9h16

Dólar comercial vira para queda, com -0,13%, a R$ 5,213 na compra e a R$ 5,214 na venda

update 9h15

Alpargatas (ALPA4) aponta que reversão no mercado dos EUA e restrições na China por conta da Covid-19 afetaram negócios

Roberto Funari, CEO da Alpargatas (ALPA4), disse em teleconferência de resultados hoje que a queda foi de 5% do volume de pares de Havaianas no mercado internacional. Nos Estados Unidos, o volume de pares de havaianas caiu 36% em relação ao 2T21. Na China, o volume retraiu 40% em relação ao 2T21.
update 9h07

Juros futuros de curto prazo abrem em alta, enquanto de médio e longo prazo operam em queda

  • DI (2023): +0,02 pp, a 13,77%
  • DI (2024): +0,03 pp, a 13,01%
  • DI (2025): -0,01 pp, a 12,09%
  • DI (2027): -0,02 pp, a 12,05%
  • DI (2029): -0,02 pp, a 12,28%
  • DI (2031): -0,03 pp, a 12,37%
update 9h04

Dólar comercial abre em alta de 0,21%, cotado a R$ 5,230 na compra e a R$ 5,231 na venda

update 9h04

Índices futuros dos EUA operam em leve alta antes de divulgação de dados de empregos

  • Dow Jones Futuro (EUA), +0,20%
  • S&P 500 Futuro (EUA), +0,12%
  • Nasdaq Futuro (EUA), -0,15%
update 9h02

Dólar futuro abre em alta de 0,34%, cotado a R$ 5,269

update 9h02

Ibovespa futuro abre em queda de 0,15%, cotado aos 106.720 pontos

update 8h58

Fed anuncia os requisitos de capital individual para grandes bancos

update 8h53

ANP: produção de petróleo caiu 2,6% em junho na comparação com mesmo mês de 2021

A produção nacional de petróleo em junho foi de 2,828 milhões de barris por dia. Já a produção brasileira de gás natural, informou a ANP, ficou em 133 milhões de metros cúbicos por dia, redução de 2,1% na comparação com um ano atrás e 0,9% abaixo do registrado em maio.
update 8h52

Tupy (TUPY3): Ebitda do 2T22 veio 6% acima da estimativa, diz banco

O Bradesco BBI, com referência ao balanço do 2T22 da Tupy (TUPY3), disse que os resultados foram melhores do que o esperado. O banco manteve classificação outperform para a companhia, com preço-alvo de R$ 34/ação.
update 8h48

Bradesco (BBDC4): dados do 2T22 foram neutros, mas pressão sobre a qualidade de crédito e o NII deve diminuir no 2º semestre e em 2023

Os resultados do 2T22 de Bradesco (BBDC4) sustentam a visão construtiva de Itaú BBA para o médio prazo, mas não são suficientes para elevar as ações após o recente rali. O NII de clientes se recuperou bem, com um mix de varejo mais alto e a reprecificação do portfólio. Os resultados de seguros se recuperaram mais rápido do que o projetado. Já os serviços cresceram 4% no trimestre, impulsionados pelos cartões. O rating é de outperform, com preço-alvo de R$ 28,34.
update 8h43

AES Brasil (AESB3): empresa reportou um conjunto ruim de resultados no 2T22, diz banco

A AES Brasil (AESB3) teve números no trimestre mais fracos do que o esperado devido à má geração eólica e altos custos, analisou o Itaú BBA. “Apesar de uma avaliação atraente e de uma perspectiva hidrológica favorável, ainda esperamos uma tendência de ganhos fracos no curto prazo”, relatou o banco. O BBA manteve classificação outperform para a AES, com preço-alvo de R$ 14,40/ação.
update 8h40

Confira o InfoMorning

https://www.youtube.com/watch?v=lfO9LP057uU
update 8h38

Tupy (TUPY3): apesar dos problemas da cadeia de suprimentos, metalúrgica mantém níveis sólidos de rentabilidade

A análise é do Itaú BBA, com relação ao balanço do 2T22 da Tupy (TUPY3). O resultado final foi positivo, mas o banco observou que foi principalmente impulsionado por ganhos cambiais não monetários. A instituição manteve classificação outperform para a companhia, com preço-alvo de R$ 27/ação.
update 8h30

Títulos dos EUA avançam levemente à espera de dados de empregos

  • Treasuries: T-note de 10 anos a 2,694% (+0,018)
  • Treasuries: T-note de 2 anos a 3,059% (+0,022)
update 8h28

Análise técnica de Ibov e dólar, por Pamela Semezatto, da Clear Corretora

IBOV: "Fechou ontem com alta de 2,04% e rompeu a LTB com um candle bom, indicando que continua forte na compra. Já chegou na região de resistência dos 106.000 pontos e o próximo ponto seria nos 109.000 pontos. Ainda esticado na alta e sem definição de tendência, mas sem sinais de vendas por enquanto." DÓLAR: "Conseguiu fechar abaixo do candle do dia 3 o que sugere tentativa de uma nova perna de baixa, que será confirmada se romper o fundo anterior em R$ 5.170. Sem tendência definida, no curtíssimo prazo segue mostrando força na venda."
update 8h26

Tenda (TEND3): redução do ritmo da construção e menos clientes impactaram resultados do 2T22, afirma banco

A Tenda (TEND3) teve receita líquida de R$ 627 milhões, 12% abaixo da expectativa do Bradesco BBI em relação ao mesmo período do ano passado. A margem bruta mostra desaceleração à medida que a empresa está implementando uma estratégia agressiva de preços, levando a um aumento nos distratos de vendas, relatou a instituição. O BBI manteve classificação neutra, com preço-alvo de R$ 7/ação.
update 8h23

Alpargatas (ALPA4): resultados do Brasil vieram fortes, mas segmento internacional decepciona, diz análise

Segundo o Bradesco BBI, a Alpargatas (ALPA4) reportou um 2T22 como era previsto. No Brasil, os volumes caíram ligeiramente, em linha com as expectativas, com crescimento de receita e margem bruta impulsionados por aumentos de preços e efeito de mix positivo. No mercado internacional, o volume contraiu 5%, principalmente devido a quedas dos mercados de China e EUA. O lucro líquido ficou abaixo das expectativas, principalmente devido a maiores despesas financeiras líquidas com descontos e variação cambial. O rating é de outperform, com preço-alvo de R$ 30.
update 8h18

3tentos (TTEN3) obtém autorização para reduzir pela livre circulação de ações representativas para no mínimo 20%

O movimento é de forma temporária até sua recomposição, prevista para ocorrer até 31 de dezembro de 2023. A primeira redução foi concedida pela B3 em 5 de julho do ano passado.
update 8h14

Bradesco (BBDC4) tem lucros acima do esperado e receitas fortes em todas as frentes, diz análise

Segundo o Credit Suisse, os bons resultados de receitas mais do que compensaram o aumento sequencial esperado nas provisões líquidas. O desempenho da qualidade dos ativos veio em linha com a visão de deterioração controlada, com a formação de NPL caindo ligeiramente em relação ao 1T22. Após os resultados do 2T22, os analistas acreditam que é provável que o banco possa superar o guidance de resultados de NII de clientes e seguros. O rating de outperform foi mantido, com preço-alvo de R$ 22.
update 8h07

BC da Índia (RBI) eleva taxa básica de juros de 4,9% para 5,4%

O RBI havia elevado sua taxa básica de juros em 50 pontos base para 4,9% em junho, após um aumento de 40 pontos em uma reunião fora do ciclo em maio.
update 8h06

Simpar (SIMH3): resultados de dois dígitos no faturamento e Ebitda não foram suficientes para compensar despesas financeiras

A análise é do Itaú BBA, sobre os resultados no 2T22 da Simpar (SIMH3). A empresa injetou R$ 500 milhões na Automob no 2T22 como parte de sua estratégia de continuar expandindo agressivamente no segmento de concessionárias, citou o banco. O BBA manteve classificação outperform do grupo, com preço-alvo de R$ 12,83/ação.
update 8h04

IGP-DI cai 0,38% em julho, diz FGV

O Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna foi de 0,62% no mês anterior. Com este resultado, o índice acumula alta de 7,44% no ano e 9,13% em 12 meses. Em julho de 2021, o índice havia subido 1,45% e acumulava elevação de 33,35% em 12 meses. Já o Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA) caiu 0,32% em julho. No mês anterior, o índice havia apresentado taxa de 0,44%.
update 8h02

Renner (LREN3): 2T22 tem dados sólidos na divisão de varejo, com destaque para Ebitda e diluição do SG&A

Segundo o Itaú BBA, as Lojas Renner (LREN3) reportaram um trimestre com resultado final superando as projeções, com um melhor resultado financeiro e melhor alíquota de impostos. A Realize ficou aquém das expectativas, com Ebitda em queda devido a maiores provisões e menor índice de cobertura. A classificação é market perform, com preço-alvo de R$ 27.
update 8h00

Hypera (HYPE3) tem preço-alvo atualizado para 2023, em R$ 54, segundo análise

O Itaú BBA indicava preço-alvo de R$ 48 para 2022 e revisou o valor após a empresa reportar outro trimestre espetacular, segundo os analistas que realizaram reunião com a diretoria da empresa. De acordo com o Itaú BBA, após uma boa dinâmica operacional no primeiro semestre, a empresa vem crescendo de forma constante e até mesmo superando a indústria farmacêutica. A recomendação é de outperfom. Hypera é um dos nomes preferidos do Itaú BBA no setor de saúde.
update 8h00

Sanepar (SAPR4): 2T22 teve números piores do que o esperado, afirma banco

O Credit Suisse viu pressão geral de custos no balanço do 2T22 da Sanepar (SAPR4). Os custos foram prejudicados por provisões para inadimplência ainda pressionadas, altas provisões para contingências (causas cíveis e trabalhistas) e custo pontual na conta de fundos municipais, informou a instituição. O Credit Suisse manteve classificação underperform, com preço-alvo de R$ 20,80/ação.
update 7h55

Ambev (ABEV3): volumes de cerveja devem ter queda no 3T22, mas foco permanece nas margens

Segundo análise do Bradesco BBI, embora os volumes brasileiros de cerveja possam apresentar uma queda no 3T22 à medida que os varejistas trabalham com estoques e os aumentos de preços são gradualmente repassados aos consumidores, o principal fator para os estoques da Ambev agora são as margens. Portanto, os analistas esperam que o foco agora seja a aceleração da inflação nos dados mensais de cervejas e preços de commodities em tendência de queda (~60% dos custos). A recomendação é de outperfom, com preço-alvo de R$ 21.
update 7h50

Anatel notifica Vivo, TIM e Claro sobre implementação do 5G

A Anatel avisou que vai começar a verificar se elas estão cumprindo os compromissos que assumiram no leilão da licenças para ativar o 5G. As companhias já ativaram o sinal em Brasília, Belo Horizonte, Porto Alegre, João Pessoa e São Paulo. A iniciativa foi realizada antes mesmo do prazo máximo estabelecido pelo edital do leilão, que é 29 de setembro. Por ora, a fiscalização da Anatel terá caráter preventivo. Só a partir de 29 de setembro a agência reguladora poderá cobrar o cumprimento das metas e até mesmo aplicar sanções às empresas caso haja alguma irregularidade.
update 7h44

Tenda (TEND3): apesar do resultado financeiro fraco no 2T22, o desempenho das vendas aponta direção certa

A afirmação é do Credit Suisse, sobre os resultados no trimestre de Tenda (TEND3). A empresa pode ser a mais beneficiada entre as construtoras de baixa renda com os novos ajustes do programa Casa Verde e Amarela, avalia a instituição. “Como esperamos, a Tenda continua apresentando perdas líquidas devido aos projetos em andamento com margens fracas ainda não concluídos”, relatou o banco. O Credit Suisse manteve classificação neutra para a construtora, com preço-alvo de R$ 6/ação.
update 7h43

Renner (LREN3): 1º semestre teve dados fortes, mas risco de reversão da demanda e pressão sob margens estão no radar, afirma banco

Segundo o Morgan Stanley, o momento de “reabertura” das lojas pós-Covid de Lojas Renner (LREN3) continua e foi refletido nos dados do 2T22. A execução do trimestre foi forte segundo os analistas, mas as perspectivas futuras da indústria permanecem cautelosas, à espera de novos dados de vendas e de margens para os segundo semestre. O rating é de underweight, com preço-alvo de R$ 30,00.
update 7h34

Simpar (SIMH3): empresa pode bater guidance de capex, afirma banco

A Simpar (SIMH3) apresentou o balanço do 2T22 e para o Bradesco BBI, os resultados estão em linha com as estimativas. Segundo o banco, empresa pode bater seu guidance de capex líquido para 2022 de R$ 10 bilhões a R$ 12 bilhões, o que deve sustentar o crescimento da receita. Para a instituição, os resultados foram sólidos em todas as unidades do grupo. O BBI manteve a classificação outperform da Simpar, com preço-alvo de R$ 21/ação.
update 7h32

Bradesco (BBDC4): lucros vieram acima da estimativa, com resultados de seguros compensando a NII mais fraca, diz XP

Os analistas veem o resultado do Bradesco (BBDC4) no 2T22 como marginalmente positivo, beneficiado principalmente por um desempenho mais forte do segmento de seguros. O banco continua apresentando crescimento robusto da carteira de crédito, com a inadimplência ainda sob controle. A recomendação neutra foi reiterada, com preço-alvo de R$ 22/ação.
update 7h29

Petrobras (PETR3;PETR4) publica edital para AGE virtual que irá eleger 8 dos 11 membros do CA e o presidente do Conselho

A estatal diz que os membros que concorrerão às vagas contemplam a lista enviada pelo Ministério de Minas e Energia. Dois dos nomes foram considerados inelegíveis por comitê da empresa; o governo, no entanto, manteve a lista que será, agora, avaliada pela AGE.
update 7h26

Grendene (GRND3) aprova proventos no valor total de R$ 25,644 milhões

O montante é dividido em R$ 18 milhões, correspondentes a R$ 0,019962463 por ação, na forma de JCP e R$ 7,644 milhões na forma de dividendos complementares, correspondentes a R$ 0,008478151 por ação. Terão direito aos proventos acionistas com posição acionária na Grendene (GRND3) em 11 de agosto, sendo as ações GRND3 negociadas "ex-dividendos" a partir de 12 de agosto. O pagamento será feito a partir de 31 de agosto de 2022.
update 7h23

Bradesco (BBDC4): dados foram sólidos, com inadimplência em xeque, diz análise

O Morgan Stanley destaca que Bradesco apresentou lucro líquido acima do consenso, mesmo com as perdas comerciais do trimestre. Segundo os analistas, o 2T22 foi marcado por mais pontos positivos do que negativos. O Bradesco continua se beneficiando, mesmo em meio ao aumento das taxas de juros e ao sólido crescimento do crédito em meio a um cenário macro e de emprego razoável. O rating foi reiterado para over-weight e preço-alvo de US$ 5,50.
update 7h22

Eletrobras (ELET3;ELET6): eleição de Conselho nesta sexta será evento fundamental pós-privatização, apontam analistas

O evento é chave para os próximos passos após privatização pois serão esses os responsáveis pela contratação do novo CEO e pela definição de estratégia da companhia para os próximos anos (próxima eleição será apenas em 2025), aponta o Itaú BBA.
update 7h21

Telefônica (VIVT3) ratifica em AGE compra dos ativos móveis da Oi (OIBR3; OIBR4)

Segundo a companhia, as informações sobre direito de recesso de acionistas dissidentes serão divulgadas em breve.
update 7h17

Tenda (TEND3) tem prejuízo líquido consolidado de R$ 114,4 mi no 2º trimestre

O montante mostra uma virada na comparação com igual período de 2021, quando fechou com lucro de R$ 33,8 milhões.
update 7h15

Simpar (SIMHS3) reporta lucro de R$ 213 milhões no 2T22, queda de 38%

A SImpar (SIMH3) informou também o Ebtida ajustado em R$ 1,703 bilhão, alta de 94,1% na base anual, com margem subindo 4,5 pontos percentuais (pp), para 40,5%. O Ebitda sem ajustes cresceu 76,5%, para o mesmo valor, com margem sem ajuste ganhando 0,9 pp para os mesmos 40,5%. A receita líquida total subiu 73,5%, chegando a R$ 5,463 bilhões.
update 7h14

Grendene (GRND3) reporta lucro de R$ 65,7 milhões, crescimento 98%

O lucro líquido recorrente ficou um pouco acima do lucro líquido reportado: R$ 73,4 milhões, uma alta de 86,1% também na base anual. A Grendene (GRND3) informou também aumento de 28,6% no Ebitda, para R$ 28,0 milhões, com margem 0,7 ponto percentual (pp) menor, para 5,4%; enquanto o Ebitda recorrente cresceu 22,7%, para R$ 35,8 milhões, com margem 1,2 pp menor, para 6,9%. Já a receita líquida aumentou 44,5%, para R$ 517,2 milhões.
update 7h13

AES (AESB3) tem lucro ajustado 65% menor e anuncia dividendos de R$ 52,877 mi

A AES (AESB3) registrou lucro ajustado de R$ 9,3 milhões no 2T22. O Ebitda ajustado somou R$ 239,4 milhões, queda de 6,3%, com margem de 38,6%, ante 45,5% de um ano antes. A receita líquida somou R$ 561,4 milhões, alta de 10,6%. A empresa informou ainda a distribuição de R$ 52,877 milhões em dividendos, equivalentes a R$ 0,10745060195 por ação ordinária. O pagamento será realizado em 30 de setembro, com base na posição de 9 de agosto. As ações passam a ser negociadas “ex-dividendos” a partir de 10 de agosto.  
update 7h11

Agenda tem dados de desemprego dos EUA e IGP-DI de julho no Brasil

A semana termina com a divulgação dos números oficiais mercado de trabalho americano, às 9h30. O consenso Refinitiv prevê uma desaceleração na criação de vagas, de 372 mil em junho para 250 mil em julho. Já a taxa de desemprego deve permanecer em 3,6%.
No Brasil, às 8h, serão divulgados dados do IGP-DI de julho. Às 16h, Paulo Guedes participa de audiência com o Comitê Executivo da Associação Brasileira da Indústria Química (ABIQUIM).
update 7h10

Tupy (TUPY3) tem lucro e Ebitda acima das expectativas

A Tupy (TUPY3) reportou lucro líquido de R$ 180 milhões no segundo trimestre de 2022, desempenho 470,3% superior ao registrado em igual etapa de 2021. O resultado ficou acima do consenso da Refinitiv, de R$ 110,25 milhões. Já o Ebitda somou R$ 345,4 milhões, também acima do projetado, que era de R$ 315,34 milhões. O InfoMoney considera um resultado acima do esperado quando fica 5% acima do projetado.
update 7h09

Fleury (FLRY3) tem lucro líquido crescendo 7,6% no ano, para R$ 70,5 milhões

A alta do lucro do Fleury (FLRY3) acompanhou o avanço de 19,3% da receita líquida na mesma base, que chegou a R$ 1,1 bilhão. Já o Ebitda recorrente subiu 19,6% ano a ano, para R$ 298 milhões, com margem Ebitda recorrente avançando apenas 0,1 ponto percentual, para 26,8%. A receita líquida ficou em R$ 1,111 bilhão no trimestre analisado, alta de 19,3%.
update 7h09

Sanepar (SAPR11) tem lucro e Ebitda abaixo das expectativas

A Sanepar (SAPR11) teve lucro de R$ 233,8 milhões no segundo trimestre, desempenho 29,5% inferior ao registrado em igual etapa de 2021. O desempenho veio abaixo do esperado pelo consenso da Refinitiv, que apontava lucro de R$ 292 milhões. O Ebitda caiu 23,9%, para R$ 442,9 milhões, também abaixo do projetado pelo mercado, de R$ 589,4 milhões. O InfoMoney considera abaixo das expectativas resultados mais de 5% inferiores ao projetado.
update 7h08

Alpargatas (ALPA4) tem lucro societário de R$ 64 milhões no 2º trimestre de 2022

A Alpargatas (ALPA4) registrou lucro societário de R$ 64 milhões no segundo trimestre de 2022, informou a detentora das marcas Havaianas nesta quinta-feira (4). Ela informou que as bases não são comparáveis com 2T21 devido à aquisição de 49,9% da Rothy´s anunciada em dezembro de 2021. A empresa destaca que o lucro recorrente de Havaianas ficou em R$ 63,8 milhões, queda de 6,4%. Já o Ebitda ajustado foi de R$ 177,8 milhões, queda de 17,2%, com margem de 3,9 pontos no período, para 16,7%.
update 7h08

Petróleo opera em leve queda, com WTI abaixo dos US$ 90

As cotações do petróleo tentam se recuperar depois de atingirem seu menor nível desde antes da invasão da Ucrânia pela Rússia em fevereiro, com o mercado preocupado com o impacto da inflação no crescimento econômico global e na demanda. Os preços do minério de ferro voltam a subir após queda da véspera, diante das preocupações com a demanda na China.
  • Petróleo WTI, +0,28%, a US$ 88,79 o barril
  • Petróleo Brent, +0,40%, a US$ 94,50  o barril
  • Minério de ferro negociado na bolsa de Dalian teve alta de 2,55%, a 723,00 iuanes, o equivalente a US$ 107,12
update 7h07

Porto (PSSA3) apresenta lucro de R$ 131,5 milhões no 2T22, queda de 80,0%

Já o lucro líquido recorrente caiu um pouco menos, 76,4%, para R$ 89,4 milhões. O índice de sinistralidade da Porto (PSSA3) no 2T22 foi de 59,4%, alta de 13,9 pontos percentuais (pp). A inadimplência total cresceu 2,8 pp, para 6,8%. A receita total foi de R$ 6,774 bilhões, alta de 36,7%.
update 7h06

Europa opera no vermelho

Os mercados europeus operam no vermelho antes da divulgação do payroll nos EUA, enquanto investidores repercutem os balanços divulgados nesta semana. Na quinta-feira, o Banco da Inglaterra elevou as taxas de juros em 50 pontos-base , prevendo que a inflação do Reino Unido atingirá um pico acima de 13% em outubro e a economia entrará em uma recessão prolongada no quarto trimestre. Os lucros corporativos continuam a impulsionar o movimento individual dos preços das ações na Europa. Allianz, Deutsche Post, London Stock Exchange Group e WPP reportaram seus números.
  • FTSE 100 (Reino Unido), -0,12%
  • DAX (Alemanha), -0,07%
  • CAC 40 (França), -0,33%
  • FTSE MIB (Itália), -0,12%
update 7h04

Bolsas de NY operam estáveis

Os índices futuros dos EUA operam próximos à estabilidade antes da divulgação do payroll, importante termômetro da economia americana utilizado pelo Fed como um dos fatores para decidir sobre os rumos da política monetária do país. Espera-se que o crescimento do emprego desacelere à medida que o Fed continue a aumentar as taxas de juros para controlar a inflação, mas não está claro se essa desaceleração levará a economia a uma recessão oficial. Muitos analistas dizem que o relatório de hoje é crucial, pois é um dos que o Banco Central verá antes de decidir quanto aumentar as taxas em sua reunião de setembro.
  • Dow Jones Futuro (EUA), +0,09%
  • S&P 500 Futuro (EUA), +0,01%
  • Nasdaq Futuro (EUA), -0,04%
update 7h02

Mercados asiáticos fecham em alta

Os mercados asiáticos fecharam com ganhos à medida investidores abandonam a questão dos exercícios militares da China após a visita da presidente da Câmara dos EUA, Nancy Pelosi. O Taiex de Taiwan saltou 2,27%, para 15.036,04, com a fabricante de chips TSMC subindo 3,2%. Os mercados parecem não se incomodar com os exercícios da China em torno de Taiwan, embora o ministro da Defesa do Japão, Nobuo Kishi, tenha dito que mísseis chineses pousaram na zona econômica exclusiva do Japão e chamou os exercícios militares de “problema sério”, de acordo com uma reportagem da NBC News.
  • Shanghai SE (China), +1,19%
  • Nikkei (Japão), +0,87%
  • Hang Seng Index (Hong Kong), +0,14%
  • Kospi (Coreia do Sul), +0,72%
update 7h01

Lojas Renner (LREN3) tem lucro e Ebitda acima das expectativas

A Lojas Renner (LREN3) registrou lucro de R$ 360,4 milhões no segundo trimestre, cifra 86,7% maior do que o reportado na mesma etapa de 2021, com os resultados superando a previsão do consenso da Refinitiv, que era R$ 326,5 milhões. Já o Ebitda somou R$ 701,6 milhões, avanço de 47%, e desempenho acima do previsto pelo consenso da Refinitiv, de R$ 560,82 milhões. O InfoMoney considera acima das expectativas resultados acima de 5% do previsto pelo mercado.
update 7h00

Bradesco (BBDC4) tem lucro em linha com as projeções

O Bradesco (BBDC4) registrou lucro recorrente de R$ 7,04 bilhões no segundo trimestre, alta de 11% na comparação anual. O desempenho veio em linha com o consenso compilado pela Refinitiv, que esperava um ganho de R$ 6,78 bilhões. O InfoMoney considera em linha resultados até 5% acima ou abaixo do esperado pelos analistas. Segundo o banco, o resultado refletiu o desempenho da margem financeira com clientes, das receitas de prestação de serviços, das operações de seguros, além do controle das despesas operacionais. O ROAE (Retorno sobre patrimônio médio) foi de 18,1%, alta de 0,5 ponto percentual em doze meses.
update 6h59

Abertura de mercados

Os mercados asiáticos fecharam em alta, enquanto os índices futuros de Nova York operam perto da estabilidade, à espera do relatório de empregos (payroll). Investidores procuram mais pistas sobre o ritmo de aperto monetário do Fed e o estado da economia americana. O consenso Refinitiv projeta que 250 mil empregos tenham sido criados em julho, abaixo dos 372.000 em junho. Por outro lado, a maioria das bolsas europeias recuam acompanhando os resultados corporativos na região e aguardando o principal relatório de empregos nos EUA. No Brasil, será divulgado o IGP-DI de julho que pode trazer deflação (8h).

InfoTrade: notícias, análises, vídeos, podcasts e guias no novo canal do InfoMoney sobre Mercados

Compartilhe