Consumo

O ônus e o bônus da nova classificação de eficiência energética do Inmetro

Baseada nas diretrizes estipuladas pela Organização das Nações Unidas (ONU), a nova regulação trará uma economia de R$ 32,5 bilhões até 2035