Em negocios / noticias-corporativas

Aposentado e pensionista terá reajuste menor do INSS em 2018

A redução vai ocorrer por conta da queda na projeção de inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), do IBGE.

O Governo Temer e o ministério do Planejamento divulgaram alterações nas projeções do aumento do salário mínimo para 2018. Além disso, os aposentados e pensionistas também terão um reajuste menor do INSS a partir do mês de janeiro do ano que vem. A redução vai ocorrer por conta da queda na projeção de inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), do IBGE.

Segundo informações do governo, o salário mínimo para 2018 foi calculado baseado na expectativa de que o índice acumulado no ano fosse de 4,5%. Mais de 30 milhões de segurados do INSS, entre aposentados, pensionistas e os que possuem benefícios previdenciários, vão ter reajuste de 3,41% no ano que vem, tanto os que ganham acima do piso, quanto os que recebem o mínimo. O percentual é o mesmo que será dado ao salário mínimo, acima da inflação.

De acordo com dados do governo, em janeiro deste ano, os aposentados e pensionistas do INSS tiveram o benefício reajustado em 6,58%, conforme a variação do INPC de 2016, prevista na legislação. O porcentual de alta ficou acima do salário mínimo, que obedece outra regra e teve reajuste de 6,48%. Conforme determinado por lei, o reajuste dos benefícios é feito com base na inflação do INPC do ano anterior e na variação do Produto Interno Bruto.

Neste ano, o governo estabeleceu aos aposentados que ganham acima do mínimo um reajuste de 6,58%, equivalente ao INPC acumulado até dezembro de 2016, sem ganho acima da inflação. Considerando o INPC até novembro (1,95%), o teto do INSS de R$ 5.531,31 passaria para R$ 5.638,85, por exemplo. Antes, com a projeção do governo de que a inflação de 2018 seria de 3,1%, esse valor máximo poderia chegar a R$ 5.702,78.

A situação é outra para mais de 22 milhões de segurados do INSS que ganham apenas um salário mínimo. A regra é diferente, o aumento dos benefícios depende da correção do piso nacional, pois ninguém pode ganhar menos. No Orçamento de 2018, o governo prevê que o mínimo vai subir de R$ 937 para R$ 965.

O ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, informou que o Orçamento trabalha apenas com estimativas, o valor do mínimo e muitas outras coisas pode mudar até o início do próximo ano. Quando definido e divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE, o reajuste e os novos valores de aposentadorias, pensões e auxílios vão começar a ser pagos conforme calendário oficial do INSS. Os segurados devem ficar atentos, porque nem todos que recebem acima do piso terão o mesmo reajuste.

O Rocha & Mouta Advogados, é um escritório que, através de seus profissionais, está capacitado para atender de forma adequada as necessidades de todos os clientes, atuando em diversas áreas do direito, com prestação de serviços de extrema qualidade. Atuando em assessoria jurídica e administrativa, busca sempre orientar com soluções eficazes e objetivas seus clientes, priorizando sempre a ética e excelência. Entre em contato com um advogado previdenciário e saiba mais!

Website: http://rochaemouta.com.br/

 

Contato