Tempo Real

JHSF (JHSF3) e Magazine Luiza (MGLU3) são destaques entre quedas da Bolsa

Confira o que movimentou os mercados

Por  Equipe InfoMoney -

20h39 – Encerramos nossas transmissões. Veja os destaques do Ibovespa hoje.



Acessa o tempo real do InfoMoney todos os dias? Adicione este link aos favoritos do seu navegador!



20h01 – Iguatemi (IGTI11) reverte lucro e apura prejuízo de R$ 16,3 milhões no 1º trimestre

A Iguatemi (IGTI11) registrou um prejuízo líquido contábil de R$ 16,355 milhões no primeiro trimestre deste ano, revertendo lucro de R$ 38,945 milhões apurado um ano antes.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) somou R$ 144,761 milhões, alta de 52%, com margem de 64,1% (+7,1 p.p.).

O FFO atingiu R$ 22,280 milhões, retração de 70%, com uma margem de 9,9%, 35,7 pontos porcentuais abaixo na comparação anual. A receita líquida atingiu R$ 225,738 milhões, um incremento de 35,2%.



19h41 – Taesa (TAEE11) aprova dividendos no valor de R$ 800,2 milhões

O montante é equivalente a R$ 0,77435441646 por ação ordinária e preferencial ou R$ 2,32306324937 por unit (TAEE11).

O pagamento ocorrerá no dia 31 de maio de 2022, com base na posição acionária do dia 9 de maio de maio 2022. A partir do dia 10 de maio 2022, as ações e units passarão a ser negociadas “ex-dividendos”.



19h30 – Vulcabras (VULC3) mais que triplica lucro líquido no 1º trimestre de 2022, para R$ 53,9 milhões

O Ebitda contábil e o Ebitda recorrente da Vulcabras (VULC3) avançaram 124,1%, indo a R$ 83,6 milhões no 1T22, na comparação com os R$ 37,3 milhões do mesmo período do ano passado. A margem Ebitda contábil e recorrente cresceu 5,5 pontos percentuais, para 15,5%.

A receita líquida no primeiro trimestre de 2022 subiu 53,2%, para R$ 477,7 milhões, contra os R$ 311,9 do mesmo período de 2021.



19h24 – Raia Drogasil (RADL3) tem queda de 18,6% no lucro no 1º trimestre

O lucro antes juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) ajustado da Raia Drogasil (RADL3) recuou 6,6% no 1T22, totalizando R$ 388,4 milhões.

A receita bruta somou R$ 6,972 bilhões entre janeiro e março deste ano, alta de 16,6% na comparação com igual etapa de 2021.



19h15 – Cielo (CIEL3) aprova JCP no montante de R$ 65,137 milhões

Os Juros sobre Capital Próprio de R$ 65.137.798,51 são referentes ao 1T22, correspondentes a R$ 0,02421156928 por ação.

Os JCP serão distribuídos e pagos aos acionistas no dia 24 de maio, com base nos acionistas do dia 10 de maio próximo, sendo que as ações passam a ser negociadas “ex-juros sobre capital próprio” a partir de 11 de maio.



19h09 – Klabin (KLBN11) aprova dividendos no valor de R$ 346 milhões

O valor corresponde a R$ 0,06288336440 para cada ação ordinária e preferencial, e a R$ 0,31441682200 por unit.

O pagamento será feito em 18 de maio de 2022, com base nos acionistas do dia 8 de maio, sendo que em 9 de maio as ações serão negociadas “ex-dividendos”.



18h55 – Isa Cteep vê lucro líquido cair 63,5% no 1º trimestre de 2022

O lucro líquido Isa Cteep (TRPL3;TRPL4) foi de R$ 112,5 milhões no 1T22, uma queda de 63,5% em relação ao 1T21, quando apurou R$ 308,1 milhões.

O resultado IFRS registrou lucro líquido de R$ 543,1 milhões no 1T22, menos 6,8% do que o registrado no 1T21, que foi de R$ 582,6 milhões.



18h38 – Marfrig (MRFG3) registra lucro de R$ 109 milhões, queda de 61%

A Marfrig (MRFG3) registrou lucro líquido de R$ 108,8 milhões no primeiro trimestre deste ano, representando uma redução de 61,1% em relação ao mesmo período do ano passado.

Segundo a empresa, a retração se deve a impactos no resultado financeiro por conta da marcação a mercado das ações adquiridas da BRF e por maiores compensações e provisões para impostos.



18h36 – Tegma registra queda de 6,8% no lucro no 1º trimestre, que vai a R$ 18,8 milhões

A receita líquida da Tegma (TGMA3) somou R$ 241,1 milhões entre janeiro e março deste ano, alta de 3,1% na comparação com igual etapa de 2021, impactada positivamente pela Logística Integrada, apesar da estabilidade da receita da Divisão Automotiva, mesmo com as dificuldades enfrentadas por esta última.

O lucro antes juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) ajustado caiu 18,8% no 1T22, totalizando R$ 35,1 milhões.



18h27 – Banco Central: Terminou às 18h04 2ª etapa de Análise de Conjuntura do Copom

A discussão sobre a conjuntura econômica foi iniciada nesta terça-feira, 3, às 9h45 e continua na manhã desta quarta-feira, 4.

Depois, amanhã à tarde, o presidente do BC, Roberto Campos Neto, e os oito diretores da instituição têm mais uma reunião antes de indicarem o novo patamar da Selic (a taxa básica de juros), atualmente em 11,75% ao ano.

Será a primeira reunião dos novos diretores: Diogo Guillen, de Política Econômica, e Renato Dias Gomes, de Organização do Sistema Financeiro e Resolução.

A pesquisa do Projeções Broadcast mostra que todas as 54 instituições financeiras consultadas esperam alta de 1,0 ponto porcentual da taxa Selic, para 12,75% ao ano, nesta semana.

Caso esse aumento seja confirmado, os juros básicos atingirão o maior patamar desde fevereiro de 2017, quando a taxa estava em 13,00%. (Estadão Conteúdo)



17h56 – Irani (RANI3) aprova distribuição de dividendos intercalares no valor de R$ 33,813 milhões

O montante total é de R$ 24.813.454,89, correspondente a R$ 0,0996056 por ação. Têm direito os detentores de ações em 6 de maio de 2022, sendo que a partir de 9 de maio serão negociadas “ex-proventos”.

O pagamento será realizado até 31 de maio de 2022.



Acessa o tempo real do InfoMoney todos os dias? Adicione este link aos favoritos do seu navegador!



FECHAMENTO

17h44 – JHSF (JHSF3) e Magazine Luiza (MGLU3) são principais quedas da bolsa; SLC (SLCE3) e CSN (CSNA3) são maiores altas

As ações da JHSF (JHSF3) e do Magazine Luiza ([ativo=MGLU4]) foram os destaques negativos da sessão, recuando, respectivamente, 5,81% e 4,17%, seguidas das ações da Cemig (CMIG4), com perdas de 3,44%.

As ações da JHSF passaram por uma correção após subirem quase 10% em menos de uma semana. As ações da Magazine Luiza, por sua vez, fecharam em seu pior patamar desde novembro de 2017.

A Copasa (CSMG3), por sua vez, também foi destaque negativo – a companhia divulgou ontem seu balanço de resultados e fez hoje teleconferência com analistas. A Movida (MOVI3), que publicou seu balanço na segunda-feira, também voltaram a registrar forte queda, de 4,73%.

Os destaques positivos ficaram com as ações do SLC (SLCE3) e do CSN (CSNA3) que subiram, respectivamente, 6,69% e 4,44%, seguidas pelas ações da Azul (AZUL4), com ganho de 4,36%.

Para analistas da Ativa, ações da CSN acompanham fluxo positivo para o setor de minério, apesar das bolsas chinesas estarem fechadas devido ao feriado. Já o setor aéreo foi majoritariamente beneficiado pela forte valorização do Real frente ao dólar, bem como pelo recuo do petróleo.

Fechamento bolsa em 3 de maio
Fechamento bolsa em 3 de maio


17h30 – Copasa (CSMG3) confirma pagamento de JCP no valor de R$ 33,871 milhões

O valor é em referência ao primeiro trimestre de 2022 e representa um valor bruto de R$ 0,0893279501 por ação ordinária.

O pagamento será feito em 16 de maio, a partir da base acionária de 22 de março de 2022.



17h18 – Ibovespa fecha em queda de 0,10%, aos 106.528 pontos



17h13 – XP (XPBR31) registra lucro líquido de US$ 987 milhões no primeiro trimestre, ante consenso de US$ 966 milhões

Receita líquida da corretora ficou em US$ 3,12 bilhões, ante US$ 3,42 bilhões projetados.



17h10 – Starbucks (SBUB34) tem lucro líquido pro ação de US$ 0,59 no primeiro trimestre, em linha  com o consenso

Receita da rede atingiu US$ 7,64 bilhões, ante US$ 7,6 bilhões projetados.



17h07 – Airbnb (AIRB34) registra prejuízo líquido de US$ 0,03 por ação no primeiro trimestre, número menor do que US$ 0,29 projetados

Receita líquida do Airbnb ficou em US$ 1,51 bilhão, US$ 1,45 bilhão do consenso.



17h00 – Fechamento Wall Street

  • Dow Jones avança 0,20%, aos 33.127 pontos
  • S&P 500 sobe 0,48%, aos 4.175 pontos
  • Nasdaq tem alta de 0,22%, aos 12.563 pontos


16h56 – Ibovespa fecha em queda preliminar de 106.486 pontos



16h49 – Super quarta com Fed e Copom: em diferentes momentos do ciclo de alta de juros, o que esperar das reuniões?



16h40 – Fechamento Petróleo

  • WTI (junho): -2,16% (a US$ 102,92)
  • Brent (julho): -1,99% (a US$ 105,44)


16h26 – Bradesco BBI sobre resultados do 1T22 da Localiza (RENT3): “há espaço para expansão adicional da margem Ebitda”

“A Localiza apresentou forte desempenho operacional e a expansão da margem Ebitda, aliada ao alto NPS (Net Promoter Score), sugerem que a empresa pode manter uma frota mais antiga por mais tempo”, diz a análise.

“A nosso ver, esse cenário pode se traduzir em alto RoIC (retorno sobre capital investido, na sigla em inglês) no curto prazo, até que a Localiza comece a acelerar a renovação da frota”, completa o BBI, que mantém classificação outperform, com preço-alvo R$ 67,00 e upside de 30%.

Na reta final do pregão de hoje, a ação sobe 2,33%, a R$ 52,67.



16h23 – Rodrigo Pacheco (PSD-MG) se diz sempre aberto ao diálogo com o presidente Jair Bolsonaro (PL)

Presidente do Congresso Nacional afirma que sempre esteve em contato com os ministros de Estado e com o Poder Executivo, recusando qualquer crise ou atrito de um dos poderes da República com o Legislativo do Brasil.



16h19 – Rodrigo Pacheco: “insisto em dizer que as urnas eletrônicas são confiáveis”

Presidente do Congresso Nacional, em entrevista coletiva após encontro com presidente do STF, Luiz Fux, volta a defender o processo eleitoral brasileiro, mas evitou fazer críticas ao Poder Executivo, especialmente ao presidente Jair Bolsonaro (PL), que voltou a atacar e levantar dúvidas sobre as eleições nacionais.



16h14 – Após reunião com Luiz Fux, Rodrigo Pacheco (PSD-MG) reafirma boa relação entre os poderes

Presidentes do STF e do Senado se encontraram nesta tarde e Pacheco volta a chamar de “anomalias graves” intenções de fechamento do Congresso ou do STF.

“Considero importante um alinhamento e privilegiar o diálogo, em detrimento de intrigas; os chefes de Poder têm obrigação de conversar, temos problemas reais para resolver no país; então, essa conversa é para evitar a escalada de crise, através do diálogo”, disse o chefe do Legislativo.



16h09 – Ibovespa apaga perdas e passa a operar estável, aos 106.628 pontos



HORA DO MERCADO

16h00 – Ibovespa passa a cair 0,13%, aos 106.532 pontos

O principal índice brasileiro continua a oscilar e agora registra leve recuo – após ter recuado quase 0,60% na última hora. A movimentação acompanha a performance dos principais índices americanos, que também estão apresentando dificuldades em se fixarem nos campos negativo ou positivo. O Dow Jones e a Nasdaq, que há pouco caiam, agora avançam 0,26% e 0,28%, respectivamente. O S&P 500 sobe 0,59%, aos 4.180 pontos.

Investidores continuam se posicionando com cautela para as decisões sobre políticas monetárias do Banco Central Brasileiro e do Federal Reserve, marcadas para saírem nesta quarta-feira.

A expectativa é de que o Federal Reserve confirme o avanço dos juros em 0,5 ponto percentual e o início do programa de redução do balanço de ativos, enquanto os investidores esperam pelas falas de Jerome Powell, presidente do Fed, em coletiva após o desfecho da reunião. O Copom, por sua vez, deve elevar a Selic em 1 ponto, a 12,75%, mas o mercado espera a continuidade do ciclo de aperto monetário.

Entre as principais altas do Ibovespa, estão as ações preferenciais da Azul (AZUL4) e da Gol (GOLL4), que sobe,, respectivamente, 4,17% e 1,89%. As aéreas se beneficiam, em parte, das quedas do petróleo, com o Brent recuando 2,04%, a US$ 105,39 o barril, e do dólar, com o contrato futuro caindo 2,37%, a R$ 5,008.

Entre as principais baixas, estão as ações ordinárias da Copasa (CSMG3), que recuam 5,26% após a companhia de saneamento divulgar ontem seu balanço do primeiro trimestre.



16h02 – Dez empresas divulgam balanço do 1T22 após o fechamento do mercado

Confira como se comportam as ações dessas empresas neste momento:

Além disso, nesta quarta, antes da abertura do mercado, quatro balanços serão divulgados: CSN (CSNA3) sobe 2,30%, enquanto CSN Mineração (CMIN3) ganha 3,52%, Getnet (GETT11) avança 1,47%, e Omerga Energia (MEGA3) sobe 0,09%.



15h45 – Ibovespa acelera queda para 0,53%, aos 106.073 pontos



15h42 – Copasa (CSMG3) vê preços de insumos como PVC e tubos disparem; ações recuam após balanço



15h35 – Dommo (DMMO3) dispara 12,43% e lidera altas entre as Small Caps

Entre as maiores altas também estão SLC Agrícola (SLCE3), com mais 6,14%; Enauta (ENAT3), que sobe 5,09%; Clear Sale (CLSA3), com mais 4,88%; e Infracommerce (IFCM3), que sobe 3,37%.

Entre as principais baixas aparecem Sinqia (SQIA3), caindo 7,83%; Raízen (RAIZ4), com menos 7,59%; Lojas Quero-Quero (LJQQ3), com menos 6,13%; Aeris (AERI3), baixa de 5,27%; e Pague Menos (PGMN3), com menos 4,66%.

Índice de Small Caps (SMLL) cai 0,32% no momento. Dos 137 componentes, 63 sobem em relação ao dia anterior.



15h28 – Dow Jones vira e passa a cair 0,08%, aos 33.034 pontos

S&P 500 vê alta arrefecer para 0,21%, aos 4.164 pontos. Nasdaq tem baixa de 0,10%, aos 12.522 pontos



15h13 – Ibovespa vira e passa a cair 0,13%, aos 106.501 pontos

O principal índice da bolsa brasileira oscila durante a tarde desta terça-feira, com investidores se posicionando com cautela em meio às reuniões do Comitê de Política Monetária (Copom) e do Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc, na sigla em inglês).



15h12 – Autoridade de valores mobiliários dos EUA investiga Didi, dona do app 99, sobre IPO realizado no ano passado

Segundo a Reuters, a Didi está cooperando com a investigação da SEC (que corresponde à CVM do Brasil). A empresa, procurada, afirmou não poder “prever o momento, o resultado ou as consequências de tal investigação”, e não forneceu mais detalhes sobre a natureza da investigação.

O IPO, que levantou US$ 4,4 bilhões em junho do ano passado, foi escrutinado pelas autoridades chinesas por questões de privacidade de dados. Os reguladores chineses pediram que a empresa suspendesse sua listagem enquanto uma revisão de segurança cibernética de suas práticas de dados era realizada.

Em dezembro de 2021, a gigante de compartilhamento de carros, informou que fecharia capital na Bolsa de Nova York e listaria suas ações em Hong Kong, menos de seis meses após o IPO. Os acionistas da Didi votarão no dia 23 de maio o plano de deslistagem dos ADRs.



14h58 – Civis retirados de Mariupol chegam a local seguro em cidade ucraniana, diz Reuters

Dezenas de pessoas que se esconderam por semanas nos bunkers de uma siderúrgica em Mariupol, cidade ucraniana ocupada pela Rússia, chegaram hoje em segurança à cidade de Zaporizhzhia, controlada pela Ucrânia, em uma operação coordenada pela ONU.

Mais de 200 civis permanecem na siderúrgica de Azovstal, de acordo com o prefeito de Mariupol, Vadym Boichenko. O complexo industrial de Azovstal e seus muitos bunkers e túneis se tornaram um refúgio para civis e combatentes ucranianos quando os russos sitiaram Mariupol.

Mais cedo, Moscou intensificou ataques em outra cidade ucraniana, Odessa, que possui o importante porto de escoamento do país, e que fica a mil quilômetros a sudoeste de Mariupol, também uma localidade portuária.



14h49 – Marcopolo (POMO4) diz que processo inflacionário desafia recuperação das margens



14h34 – Encomendas à indústria dos EUA sobem 2,2% em março ante fevereiro

As encomendas à indústria nos Estados Unidos tiveram alta de 2,2% em março ante fevereiro, a US$ 557,3 bilhões, segundo dados publicados nesta terça-feira, 3, pelo Departamento do Comércio do país. O resultado superou a expectativa de analistas consultados pelo The Wall Street Journal, que previam avanço de 1% no período.

Excluindo-se o setor de transportes, as encomendas de bens duráveis subiram 2,5% no período. Já sem a categoria de defesa, as encomendas registraram aumento de 2,4% no mesmo intervalo, de acordo com o órgão.

Já as encomendas de fevereiro ante janeiro foram revisadas para cima, de queda de 0,5% para ganho de 0,1%. (Estadão Conteúdo)



14h22 – Burger King (BKBR3) opera em leve queda, após acusações de propaganda enganosa

Ontem, o Procon-SP notificou o Burger King por vender sanduíche de costela sem ter a carne no produto, fato que a rede de fast food confirmou.

A acusação vem na esteira de uma na mesma linha, mas do McDonald’s sobre seu sanduíche de picanha – sem picanha.

Hoje, o Valor Econômico informa que o Senado Federal articula uma audiência pública para que ambas as redes expliquem os casos.

No momento, BKBR3 cai 0,33%, indo a R$ 6,08.



14h16 – Para Credit Suisse, mercado parece estar subestimando contribuição dos produtos sensíveis a spreads no desempenho dos bancos

“Acreditamos que o desempenho relativo da qualidade dos ativos dos bancos nacionais deve ser melhor em relação ao reportado pelo Santander (SANB11)”, cujo resultado trouxe preocupações para o setor como todo, afirma o Credit Suisse.

Itaú (ITUB4) e Banco do Brasil (BBAS3) continuam sendo os preferidos do Credit Suisse, “devido a uma combinação de ganhos mais fortes e carteiras de crédito mais defensivas, em um cenário de maior inadimplência”.

“O Banco do Brasil ainda oferece a maior assimetria de valuation e nossa visão é de que o consenso está excessivamente conservador”, ressalta.

A análise reitera classificação outperform (desempenho acima da média de mercado) para o Itaú, Banco do Brasil e Bradesco (BBDC3; BBDC4) e neutro para o Santander.



14h13 – Localiza (RENT3) espera receber mais carros de montadoras e reforça aluguel para motorista de aplicativo



14h08 – Para IBGE, indústria tem mudança de comportamento, mas saldo negativo permanece

A indústria brasileira mostrou melhora na produção nos últimos dois meses, embora insuficiente para recuperar todas as perdas recentes provocadas pelos problemas ainda persistentes pelo lado tanto da oferta quanto da demanda, avaliou André Macedo, gerente da Coordenação de Indústria do IBGE.

“Ainda temos setores industriais, plantas industriais, sentindo efeitos de desabastecimento de matérias-primas e insumos industriais”, lembrou André Macedo, acrescentando ainda que o setor produtivo também é afetado pelo encarecimento dos custos de produção.

Pelo lado da demanda doméstica, ele menciona que a inflação pressionada permanece reduzindo o poder de compra das famílias, os juros em elevação seguem encarecendo o crédito e o mercado de trabalho, que mostra algum grau de melhora, ainda tem um contingente elevado de trabalhadores sem emprego, enquanto a massa de rendimento se mantém sem avanços.

Indústria geral: dados mensais e acumulados em 12 meses:

O pesquisador aponta que o patamar de produção atual é semelhante ao de janeiro e fevereiro de 2009. “Isso ainda está longe de se traduzir numa reversão de todos aqueles saldos negativos que o setor industrial mostrou nos últimos tempos”, explicou Macedo. “A indústria ainda 2,1% abaixo do patamar pré-pandemia dá dimensão de tudo que ainda tem para recuperar”, acrescentou. (Com Estadão Conteúdo)



Acessa o tempo real do InfoMoney todos os dias? Adicione este link aos favoritos do seu navegador!



14h04 – Principais bolsas europeias fecham dia com ganhos, recuperando perdas do dia anterior

A queda repentina de ontem, puxada pelo índice OMX30, de Estocolmo, que chegou a cair 8% e que segundo a CNBC foi causada por um movimento de venda do Citigroup, foi compensada hoje, com os investidores já de olho na reunião do Federal Reserve dos EUA, que deve aumentar amanhã a taxa de juros em meio ponto percentual.

  • Stoxx 600: +0,54%;
  • DAX (Frankfurt): +0,72%;
  • FTSE 100 (Londres): +0,22%;
  • CAC 40 (Paris): +0,79%;
  • IBEX 35 (Madri): +1,83%;
  • FTSE MIB (Milão): +1,61%;
  • MOEX (Moscou): não operou.


13h53 – Idade média de carros para aluguel aumenta, mas satisfação dos clientes se mantém, diz Localiza (RENT3)

Questionado em teleconferência com analistas sobre a idade média da frota de carros do setor RAC (aluguel), o CFO da Localiza, Rodrigo Tavares Gonçalves, afirmou que o processo de desativação da frota segue critérios técnicos. Atualmente, há extensão do tempo de uso de carros mais populares, e desativação maior dos carros premium.

Ele diz que, mesmo com as mudanças, o NPS (Net Promoter Score, metodologia para medir satisfação de clientes) está elevado e que, se houver aumento da insatisfação, a estratégia pode ser reavaliada.

Nora Lanari, diretora de relações com investidores da Localiza, afirmou que a idade média da frota operacional está hoje em 16,7 meses; há um ano estava em 12,6 meses; e historicamente gira próximo a 7 meses. Ela diz que há uma “inteligência de alocação dos carros por segmento”, de forma a manter o NPS.



13h52 – Alta das diárias, melhora nas provisões e queda em roubos impulsionam margens, diz Localiza (RENT3)

Questionada sobre a aceleração da margem tanto no segmento RAC (aluguel de carros) quanto no GTF (gestão e terceirização de frotas), Nora Lanari, diretora de relações com investidores da Localiza, ressaltou que houve alta de 14,2 pontos percentuais na comparação anual na margem de RAC.

Ela destacou como fatores para o bom desempenho a alta da receita de 31,6%, com volume de diárias subindo 2,7% e levando a alta dos preços; melhora de 4 pontos percentuais na PDD (provisão por devedores duvidosos); 2 pontos percentuais de efeito por conta de créditos de PIS/Cofins; menos gastos com serviços de terceiros; e melhora em manutenção equivalente a um ponto percentual na margem, em especial por conta do melhor desempenho em se tratando de roubos.



13h46 – Copasa (CSMG3) diz que inflação afetou margem, que caiu 5,7 p.p.

Durante apresentação dos resultados do 1T22, Carlos Augusto Botrel Berto, Diretor Financeiro e de Relações com Investidores da Copasa (CSMG3), disse que a inflação pressionou as margens da empresa no período.
A margem Ebitda no primeiro trimestre do ano foi de 33,8%. No mesmo período de 2021, a margem Ebitda foi de 39,5%. A queda, na comparação, foi de 5,7 p.p.



13h45 – Bradesco BBI destaca provável recuperação de volume e lucratividade da Marcopolo (POMO4)

A análise destrinchou a conferência de resultados do 1T22 ocorrida hoje e diz que a Marcopolo “parece ter atingido um ponto de inflexão e deve apresentar recuperação de volume e lucratividade nos próximos trimestres, aproveitando a recuperação das viagens de ônibus no Brasil, aliviando a escassez de chassis de ônibus no 1S22 e os volumes retornando para o ‘Programa Caminho da Escola”.

O programa foi barrado por suspeitas de superfaturamento e direcionamento, mas a Marcopolo espera que o leilão seja homologado pelo TCU nas próximas semanas: “com isso, a Marcopolo teria capacidade suficiente para entregar 3.850 ônibus até março de 2023”.

Assim, o BBI mantém classificação outperform (desempenho acima da média de mercado), com preço-alvo de R$ 4,00 e upside de 49%. No momento, o ativo é negociado a R$ 2,72, alta de 1,49%.



13h42 – Lula (PT) acusa Arthur Lira (PP-AL) de querer ter poderes demais e ser “imperador do Japão”

O presidenciável discursou no evento que selou o apoio do Solidariedade à campanha da chapa Lula-Alckmin em 2022, nesta manhã.

Lula disse que Lira, presidente da Câmara dos Deputados, tem “que ter conhecimento de uma coisa, se a gente ganhar as eleições e o atual presidente da Câmara continuar com o poder imperial, porque ele já tá querendo criar o semipresidencialismo, ele já quer tirar o poder do presidente para que o poder fique na Câmara e ele aja como o imperador do Japão”.

“Ele acha que pode mandar, inclusive administrando o orçamento. O orçamento é aprovado pela Câmara e pelo Congresso, mas tem que ser administrado pelo governo porque é pra isso que o governo é eleito”, ressaltou Lula.

Leia também:



13h32 – Bradesco BBI destaca margens pressionadas nos resultados do 1T22 da Pague Menos (PGMN3)

Os resultados da empresa no 1T22 “foram fracos”, na visão do BBI. O Ebitda ajustado caiu 16% na base anual, devido à pressão inflacionária e à retomada das aberturas de lojas. Já o SSS das lojas maduras cresceu 7,0% também na base anual, atingido por rupturas na cadeia de suprimentos, “embora gradualmente tenham começado a voltar ao normal em abril”.

“Expectativa deve melhorar com aumento de 11% no preço dos medicamentos (75% das vendas) no 2T22 e amadurecimento de novas lojas, embora o cenário continue desafiador com inflação em alta”, projeta o BBI, que mantém a classificação outperform (desempenho acima da média de mercado), com preço-alvo de R$ 12,00 e upside de 48%.

No momento, a ação despenca 4,79%, a R$ 7,56.



13h28 – RADAR INFOMONEY AO VIVO: Conheça as principais pagadoras de dividendo de maio: PETR4, BRKM5 e UNIP6 e + de 60 empresas 



13h27 – Produção de álcool no Brasil cresce 5% em março e Credit Suisse vê bom cenário para Ambev (ABEV3)

Em fevereiro a produção caiu 16% também na base anual, implicando uma queda acumulada de 9% no 1T22, e uma queda de 10% em relação ao 1T19, pré-pandemia.

“Aceleração sequencial possivelmente explicada pelo clima favorável e pela flexibilização do uso de máscaras”, diz o Credit Suisse. “Esperamos que a AmBev supere estimativas de mercado, com ganhos de participação que provavelmente continuarão”.

Paralelamente, no campo político, a Comissão de Assuntos Sociais concedeu vista coletiva ao projeto que institui cobrança de Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico sobre refrigerantes e bebidas açucaradas (PL 2.183/2019), adiando a votação.

No momento, ABEV3 cai 0,83%.



13h25 – Com queda de restrições e escassez de veículos, Localiza (RENT3) diz que se reúne presencialmente com executivos de montadoras

Em teleconferência com analistas, o CFO da Localiza, Rodrigo Tavares Gonçalves, afirmou que a empresa mantém um “excelente relacionamento” com as montadoras, em meio à escassez da oferta de carros. No momento, com a queda de restrições advindas da pandemia, a empresa vem buscando realizar mais reuniões com executivos das montadoras.



13h20 – Índices setoriais operam de maneira mista neste momento

Entre os ganhos, estão os índices de Materiais Básicos (IMAT), com mais 1,16%; o de Energia Elétrica (IEE), subindo 0,51%; e Utilidade Pública (UTIL), subindo apenas 0,07%.

Entre as perdas, estão os índices Imobiliário (IMOB), com queda de 1,18%; Consumo (ICON), com mais 0,65%; Industrial (INDX), caindo 0,26%; e Financeiro (IFNC), que perde 0,25%.



13h13 – Bradesco BBI: Klabin (KLBN11) teve “sólido 1º trimestre, mesmo em meio a paradas de manutenção e inflação de custos”

Os números da Klabin no 1T22 foram um pouco melhores do que o esperado, com Ebitda de US$ 1,7 bilhão, ficando 3% acima da estimativa do BBI.

Enquanto o desempenho do mercado interno foi bastante fraco no trimestre, a Klabin vem aproveitando sua flexibilidade operacional, exportando mais kraftliner e papelão. “A inflação de custos continua atingindo os resultados, mas a Klabin vem conseguindo aumentar os preços em todas as divisões, mais do que compensando as pressões de custos”, ressalva.

No futuro, embora as pressões de custos devam persistir, o BBI acredita que a iniciativas de aumento de preços em andamento em meio a uma dinâmica S/D mais apertada do que o esperado e volumes saudáveis deve apoiar o impulso dos lucros.

A classificação é outperform (desempenho acima da média de mercado), com preço-alvo de R$ 37,00 e upside de 77%. No momento, as units sobem 0,72%, a R$ 21,10.



13h09 – Com alta de preços e custo de financiamento de carros, Localiza (RENT3) diz que reforça aluguel para motorista de aplicativo

Em teleconferência de apresentação de resultados, Nora Lanari, diretora de relações com investidores da Localiza, afirmou que na alta temporada –no quarto trimestre e no primeiro trimestre– há um aluguel muito forte da pessoa física. Normalmente, depois do primeiro trimestre há redução da sazonalidade e aumento da relevância dos aluguéis de longo prazo, com alta dos aluguéis pontuais novamente no quarto trimestre.

No momento, a empresa busca reduzir o custo para o segmento do motorista de aplicativo, oferecendo uma alternativa como substituto à alta dos preços dos carros e dos juros para financiamento. Neste contexto, acelera-se a demanda pelo aluguel de carros como alternativa à compra.



HORA DO MERCADO

13h04 – Ibovespa tem leve variação negativa de 0,03%, a 106.608 pontos; dólar cai e volta a R$ 5

O principal índice da Bolsa brasileira até tentou engatar ganhos mais fortes nesta terça-feira, chegando a uma alta de 0,46% nesta terça-feira após iniciar maio em queda, mas oscila entre leves perdas e ganhos nesta tarde.

A sessão é marcada pelo início de reuniões de política monetária nos EUA e no Brasil, que serão concluídas na próxima quarta-feira. A expectativa é de que o Federal Reserve confirme o avanço dos juros em 0,5 ponto percentual e o início do programa de redução do balanço de ativos, enquanto os investidores esperam pelas falas de Jerome Powell, presidente do Fed, em coletiva após o desfecho da reunião. O Copom, por sua vez, deve elevar a Selic em 1 ponto, a 12,75%, mas o mercado espera a continuidade do ciclo de aperto monetário.

Já no mercado de câmbio, o dólar caía contra o real, chegando a ir abaixo da marca de R$ 5. Durante a tarde, a baixa era de 1,41%, com a divisa americana a R$ 5. A queda vem depois de, na véspera, a moeda norte-americana ter fechado em alta de 2,58%, a R$ 5,0712 na venda, pico desde 16 de março e maior ganho diário desde 22 de abril (+4,07%), que havia sido o salto mais intenso do dólar desde o início da pandemia de Covid-19.

O Banco Central realizou neste pregão leilão de até 20 mil contratos de swap cambial tradicional com vencimento em 1° de dezembro de 2022 e 3 de abril de 2023, em que vendeu o total da oferta, o equivalente a US$ 1 bilhão, injetando liquidez nos mercados.

As altas do Ibovespa são lideradas por ações da Petz (PETZ3), com a Azul (AZUL4) na sequência em alta de cerca de 3,5% após a forte queda da véspera. Localiza (RENT3) avança 3,4%, a R$ 53,22, após a divulgação dos resultados do primeiro trimestre, seguida por Locamerica (LCAM3), que avança 2,77%, a R$ 23,40.

Já as maiores baixas do índice são encabeçadas por JHSF (JHSF3) e Cosan (CSAN3) que recuam, respectivamente, 4,64% e 3,75%. As blue chips como Vale (VALE3) registram ganhos, de 1,39%, a R$ 84,07, enquanto Petrobras também avança, com PETR3 em alta de 1,74% e PETR4 subindo 0,93%.



12h48 – Ocidente pode “ajudar a parar os crimes dos militares ucranianos”, diz Putin a Macron

Em um telefonema que durou mais de duas horas hoje, os presidentes da Rússia, Vladimir Putin, e da França, Emmanuel Macron, trataram sobre as acusações do Ocidente sobre “crimes de guerra”.

Segundo a agência russa de notícias RIA, o líder russo enfatizou que os países ocidentais podem ajudar a deter os crimes dos militares ucranianos, mas, em vez disso, os países da UE ignoram tais crimes.

Outro assunto levantado por Macron foi a questão crescente de insegurança alimentar global. Putin, em resposta, enfatizou que a situação é reflexo de sanções dos países ocidentais e destacou a importância do funcionamento desimpedido da infraestrutura global de logística e transporte.



12h42 – Entregas de veículos vêm se acelerando desde o primeiro trimestre, diz Localiza (RENT3)

Em teleconferência de apresentação de resultados, o CFO da Localiza, Rodrigo Tavares Gonçalves, afirmou que há aceleração das entregas de veículos desde o primeiro trimestre, e que a expectativa é de que isso continue a ocorrer no segundo. Ele reconheceu que há incertezas, com fatores como a Guerra da Ucrânia, mas disse que em caso de desaceleração das entregas no segundo trimestre, estas devem ser compensadas no terceiro.



12h33 – Reconhecimento mais acelerado de roubos leva a queda do indicador no primeiro trimestre, diz Localiza (RENT3)

Questionada sobre a rápida melhora sobre os indicadores de roubos no primeiro trimestre, o CFO da Localiza, Rodrigo Tavares Gonçalves afirmou que a frota agora é mais conectada. Agora, há um processo mais rigoroso com o uso de tecnologia e algoritmos de avaliação de crédito e fraude, que levaram a um reconhecimento mais rápido de roubos no trimestre passado. Assim, houve menos roubos reconhecidos no primeiro trimestre.



12h25 – Chega ao Senado Federal a MP que flexibiliza regras do transporte aéreo

A Medida Provisória 1.089/2021 afeta as aéreas, pois, entre outras análises, determina retorno do despacho gratuito de bagagem.

Também revoga e altera dispositivos do Código Brasileiro de Aeronáutica e de outras leis que regulam o setor. Após passar por alterações na Câmara dos Deputados no último dia 26 de abril, a medida provisória passou a tramitar no Senado e precisa ser votada até 1º de junho, quando perde a validade.

A MP pode afetar a Gol (GOLL4) e a Azul (AZUL4), que no momento sobem, respectivamente, 2,59% e 2,89%.



12h14 – Copasa (CSMG3) aponta crescimento de mais de 100% de insumos essenciais

Na apresentação dos resultados a analistas do mercado do 1T22, nesta terça (3), Carlos Augusto Botrel Berto, Diretor Financeiro e de Relações com Investidores da Copasa (CSMG3), para mostrar o impacto da inflação no balanço da Companhia de Saneamento de Minas Gerais, apontou dois insumos que tiveram elevação de preços acima de 100%.

“O segmento de PVC e derivados teve elevado aumento durante a pandemia. O tubo de esgoto, por exemplo, apresentou aumento de 125% em relação a contratações anteriores”, disse o executivo.

“Os gastos com materiais de tratamento teve choque de oferta na cadeia de produtos químicos e resultou na elevação dos preços. O exemplo do incremento acima de 100% foi do cálcio e outros químicos”, comentou ele sobre insumos utilizados no tratamento de água.



12h07 – Bradesco BBI: rupturas na cadeia de suprimentos e demanda continuam impedindo cenário melhor para a indústria brasileira

A produção industrial do Brasil cresceu 0,3% em março, em relação a fevereiro, mas recuou 2,1% em relação ao mesmo mês de 2021.

“Rupturas na cadeia de suprimentos e incertezas quanto à demanda continuam reduzindo a probabilidade de um cenário mais otimista para a produção industrial neste ano”, ressalta o BBI, que ainda diz que os números de março “não foi decepcionante nem otimista”.

Bens de consumo (principalmente não-duráveis) nunca conseguiram se recuperar aos níveis do início de 2021, pouco antes da segunda onda de covid no Brasil. “Fatores notáveis que podem explicar essa fraqueza em não-duráveis são a contínua descoordenação nas cadeias de suprimentos – especialmente agora com os bloqueios na China entupindo seus principais portos e atrasando as entregas de insumos industriais em todo o mundo –, bem como os problemas habituais de alta inflação e incerteza sobre como a demanda se comportará daqui para frente”.



12h04 – Margens vêm se recuperando rumo a níveis anteriores à pandemia, diz Marcopolo (POMO4)

Em teleconferência com analistas, o CFO da Marcopolo, José Antonio Valiati, afirmou que, apesar da demanda forte, vem sendo difícil recuperar as margens por conta do impacto da inflação. Mesmo assim, disse que a companhia vem recuperando as margens a níveis mais próximos do patamar histórico anterior à pandemia.

O CEO James Bellini afirmou que a expectativa é que a licitação de abril do Caminho da Escola seja homologada em qualquer momento, e que depois disso as entregas deverão ocorrer em um ano.



11h55 – Em abril, Ucrânia exportou cinco vezes mais produtos agrícolas, mesmo com a guerra em curso

Segundo o Pravda ucraniano, citando o ministro da Política Agrária e Alimentação Mykola Solsky, aproximadamente 1,1 milhão de toneladas de grãos, óleo e farelo foram exportados da Ucrânia em abril, enquanto em março, foram menos de 200 toneladas.

“As empresas estão ativamente encontrando novas rotas e oportunidades para a exportação de grãos”, acrescentou o ministro.



11h46 – De 3.850 unidades previstas em licitação de abril, 1.200 são de ônibus urbanos, diz Marcopolo (POMO4)

Em teleconferência com analistas, o CEO da Marcopolo James Bellini afirmou que dentre as 3.850 unidades previstas na licitação do programa Caminho da Escola, realizada em abril, 1.200 são carrocerias de ônibus urbanos. A licitação ainda não foi homologada.



11h41 – Copasa (CSMG3) encara altos custos não administráveis no balanço do 1T22

Na apresentação dos resultados do 1T22 a analistas de mercado, nesta terça (3), a Copasa (CSMG3), Companhia de Saneamento de Minas Gerais, destacou ter registrado elevados custos não administráveis.

Em energia elétrica, o aumento do 1T22 foi de 20,5% em relação ao mesmo período do ano passado. A elevação ocorreu, principalmente, devido ao incremento nos gastos com bandeiras tarifárias.

Em material de tratamento, o crescimento foi de 32,6%, comparando com o 1T21. A Copasa relatou que o incremento se deu em função do aumento nos preços dos produtos, associada ao maior consumo dos principais produtos químicos utilizados no tratamento da água. O combustível e lubrificantes a elevação foi de 48%, comparando-se o 1T22 com o 1T21.

A empresa apontou pressão inflacionária e as chuvas no início do ano como principais fatores dos elevados custos no período.



11h32 – Marcopolo (POMO4): falta de componentes deve afetar produção ao menos até junho

Em teleconferência com analistas, a diretoria da Marcopolo afirmou que, no primeiro trimestre, produção sofreu com variante Ômicron do coronavírus e falta de chassis. Segundo a companhia, seria possível ter entregue entre 15% e 20% mais se não fosse a falta de componentes. Ele afirmou que a expectativa é de que as entregas se acelerem a partir de junho, e ressaltou que as entregas foram postergadas, não canceladas, de forma que devem se acumular para mais tarde neste ano.

Se não fosse a falta de componentes, a tendência seria uma adição maior do que de 15% na produção já a partir de abril. O executivo também ressaltou que a empresa vem tendo dificuldades em repassar custos com a inflação e manter as margens.

José Antonio Valiati, CFO da companhia, destacou ainda que a empresa não passava havia muitos anos pelo processo inflacionário atual, e que é natural que clientes resistam em aceitar repasses. O CEO James Bellini afirma que a empresa não vê sentido em manter o market share às custas de rentabilidade, e que a Marcopolo vem buscando um equilíbrio entre os dois fatores.



11h18 – Itaú BBA enxerga como neutros os resultados da Klabin (KLBN11) no 1T22

“A Klabin apresentou bons resultados no 1T22”, sublinha a análise, com Ebitda consolidado ajustado de R$ 1,726 bilhão, o que representa uma redução de 8% no trimestre, mas aumento de 38% na base anual, em linha com a estimativa do BBA (R$ 1,720 bilhão) e 2,5% acima do consenso.

“Esperamos que os resultados melhorem ainda mais no 2T22, após maiores preços e volumes de celulose e menores custos com paradas para manutenção, que afetaram o 1T22”, projeta. “Os resultados melhoraram na comparação anual, auxiliados por melhores preços na divisão de papel e celulose e apesar das pressões de custos”.

O BBA classifica as units como outperform (desempenho superior à média de mercado), com preço-alvo de R$ 28,00. No momento, o ativo sobe 0,38%, a R$ 21,06.



Acessa o tempo real do InfoMoney todos os dias? Adicione este link aos favoritos do seu navegador!



HORA DO MERCADO

11h14 – Ibovespa sobe 0,07%, aos 106.708 pontos; dólar recua

O índice de referência da Bolsa brasileira tem comportamento semelhante ao mercado em Nova York. Nesta terça-feira começam as reuniões de política monetária dos Bancos Centrais do Brasil e Estados Unidos. O ciclo de aperto deve continuar, com juros subindo nos dois países, mas é a intensidade desse ajuste que deixa os investidores cautelosos. Por aqui, a expectativa é que a Selic seja elevada a 12,75%, com alta de 1 ponto percentual. Nos EUA, onde a taxa varia entre 0,25% e 0,5%, é esperado que haja um ajuste de 0,5 ponto.

As altas do Ibovespa são lideradas por ações de locadoras de veículos: Localiza (RENT3) avança 3,4%, a R$ 53,22, após a divulgação dos resultados do primeiro trimestre, seguida por Locamerica (LCAM3), que avança 2,81%, a R$ 23,41.

Já as maiores baixas do índice são encabeçadas por JHSF (JHSF3) e Grupo Ultra (UGPA3), que recuam, respectivamente, 4,35% e 3,26%.

As blue chips também ajudam a dar suporte ao Ibovespa, com Vale (VALE3) subindo 1,12%, a R$ 83,86. Petrobras também avança, com PETR3 em alta de 0,49% e PETR4 subindo 0,33%.

O dólar comercial opera em baixa de 0,91%, a R$ 5,026 na compra e R$ 5,027 na venda.

As Bolsas em Nova York operam sem tendência definida, com Dow Jones caindo 0,39%, S&P 500 recua 0,05% e Nasdaq sobe 0,05%.



11h11 – Credit Suisse: aumento dos preços dos planos de saúde PMEs indicam pressões de custos

“Acreditamos que os ajustes acima da inflação indicam pressões de custo, sejam de preços ou de utilização, que agora precisam ser compensadas”, diz o Credit Suisse, ressaltando que o reajuste foi autorizado pela ANS.

Entretanto, “tabelas de preços mais altas podem resultar em maior pressão para ganhar ou manter beneficiários”, que não necessariamente levam ao aumento nas receitas.

Confira como se comportam, neste momento, as principais ações do setor:
– Odontoprev (ODPV3): +0,30%
– Porto (PSSA3): -0,25%
– Hapvida (HAPV3): – 0,57%
– Qualicorp (QUAL3): – 1,16%



10h55 – Rússia pode declarar guerra à Ucrânia de forma oficial

Por enquanto, o Kremlin não afirma estar em guerra contra o país vizinho, mas em uma “operação especial”.

A declaração formal de guerra muda o posicionamento da Rússia no conflito e será feita em 9 de maio, o “Dia da Vitória”, em homenagem à vitória russa na 2ª Guerra Mundial sobre os nazistas.

Segundo a CNN internacional, autoridades ocidentais há muito acreditam que Putin aproveitaria o significado simbólico e o valor da propaganda do dia para anunciar uma conquista militar na Ucrânia, uma grande escalada de hostilidades – ou ambos.



10h40 – BP (B1PP34) reporta lucro líquido de US$ 6,2 bilhões, acima das expectativas, apesar de perdas com saída da Rússia

Um ano atrás, a petrolífera registrou US$ 2,6 bilhões de lucro líquido. Analistas esperavam que a BP reportasse lucro de US$ 4,5 bilhões no primeiro trimestre, segundo a Refinitiv.

Com isso, a gigante britânica de petróleo e gás anunciou mais US$ 2,5 bilhões em recompras de ações.

Apesar do lucro surpreendente, a BP relatou perdas de US$ 20,4 bilhões, com despesas não monetárias antes de impostos relacionadas à saída de sua participação na Rosneft, como resposta à invasão da Ucrânia por Moscou.

“Tomamos a decisão de sair da Rússia dentro de 96 horas após a invasão acontecer e hoje você está vendo as implicações financeiras dessa decisão”, disse o CEO da BP, Bernard Looney, à CNBC.



10h32 – Ações ON da Lojas Quero-Quero (LJQQ3) caem 2,83%, a R$ 8,24, com resultado impactado negativamente pela inflação e alta dos juros



10h30 – Bolsas em Nova York abrem mistas, à espera de decisão sobre juros nos EUA

  • Dow Jones sobe 0,18%
  • S&P 500 avança 0,05%
  • Nasdaq cai 0,27%


10h28 – Pague Menos (PGMN3) recua 0,88%, a R$ 7,88, após resultados trimestrais fracos



10h27 – Morgan Stanley destaca Ebitda de Klabin (KLBN11) no 1T22

O Ebitda ajustado de R$ 1,726 bilhão ficou 2% acima do consenso de R$ 1,684 bilhão e em linha com a estimativa de R$ 1,720 bilhão do banco. “O menor CPV por tonelada em relação ao nosso modelo mais do que compensou as menores receitas e maiores despesas de vendas gerais e administrativas”, ressalta.

O caixa operacional de R$ 1,447 bilhão, excluindo compra de títulos negociáveis, foi significativamente acima da estimativa de R$ 813 milhões do Morgan Stanley, devido a uma grande redução nas contas a receber; além de bons números em volumes de vendas ex-madeira e da dívida líquida.

A classificação é overweight, com preço-alvo de R$ 28,00. No momento, a ação sobe 2,05%, a R$ 21,39.



10h22 – Localiza (RENT3) registra a maior alta do Ibovespa, subindo 2,84%, a R$ 52,93, após balanço



10h17 – Copasa (CSMG3) recua 2,21%, a R$ 12,83, após resultados pressionados por volumes fracos e despesas operacionais mais altas



10h13 – Vale (VALE3) abre em ligeira alta de 0,46%, a R$ 83,30, sem a referência do minério de ferro na China devido à feriado



10h12 – Units da Klabin (KLBN11) sobem 1%, a R$ 21,15, após o lucro mais que dobrar no primeiro trimestre

Papéis ON da Suzano (SUZB3) avançam 2,02%, a R$ 52,09



10h12 – Ibovespa sobe 0,25%, aos 106.907 pontos, após o encerramento dos leilões



10h06 – Fleury (FLRY3) emite debêntures no valor de R$ 700 milhões

Os recursos captados serão destinados para usos corporativos gerais, como reforço de capital de giro e/ou alongamento de passivo da companhia.



10h04 – Ibovespa cai 0,15%, aos 106.478 pontos, com papéis ainda em leilão



9h48 – Lojas Quero-Quero (LJQQ3) registra resultados fracos, avalia BBA

As vendas no varejo foram afetadas por ventos macro contrários e comparações difíceis, enquanto os serviços financeiros sustentaram a recuperação do faturamento. A margem bruta permaneceu pressionada pelo aumento dos custos de captação, enquanto os investimentos em centros de distribuição e “figital” reduziram a margem EBITDA.

Embora o banco permaneça otimista com as ações no longo prazo, o curto prazo parece desafiador devido à falta de gatilhos.

BBA mantém avaliação outperform para o papel e preço-alvo de R$ 14.



9h45 – Começa primeiro dia da reunião do Copom



9h45 – Itaú BBA prevê resultados fortes para maioria das empresas do setor de óleo e gás

Para analistas, as companhias se beneficiarão de preços do petróleo mais altos no trimestre, apesar de um real mais valorizado e margens ainda fortes no segmento de distribuição de combustíveis, apesar da queda de volumes no trimestre.

Na visão do banco, os prováveis ​​destaques são Petrobras (PETR3;PETR4), pois espera mais um trimestre com forte geração de caixa e dividendos; e 3R Petroleum (RRRP3) e PetroRecôncavo (RECV3), devido ao aumento da produção e renegociação de contratos de fornecimento de gás.



9h42 – BNP Paribas eleva projeção de inflação para 10% em 2022

O banco revisou a projeção 8,5% para 10%, destacando quatro frentes principais: i) petróleo; ii) alimentação em casa; iii) restrições globais nas cadeias de suprimentos e iv) aquecimento do setor de serviços.

A inflação de 2023 também deve superar a meta do BC, com os economistas esperando que parte da alta de preços em 2022 impacte a inflação de 2023, revisando assim a previsão para o próximo ano de alta de 4,5% para 5%.



9h35 – Pague Menos (PGMN3): números foram pressionados por menor rentabilidade, afirma BBA

Os números da Pague Menos ficaram em linha com as expectativas do BBA em termos de receita e Ebitda e o lucro superou as estimativas em 29%, principalmente no reconhecimento fiscal de crédito.

Porém, o principal destaque do trimestre foi a rentabilidade pressionada, principalmente no mix de canais, bem como a aceleração de abertura de lojas e investimentos em estrutura corporativa. Dessa forma, BBA mantém classificação outperform e preço-alvo de R$ 16.



9h34 – Orizon (ORVR3): JV na UTE Paulínia vai aumentar geração de Ebitda, diz Credit Suisse

A empresa anunciou um novo investimento de R$ 240 milhões no segmento de energia, uma JV no projeto “UTE Paulínia” em parceria com a Mercúrio Holding e a Gera Energia Brasil.

Analistas acreditam que a Orizon está preparada para adicionar este novo empreendimento e aumentar a geração de Ebitda dos novos ativos adquiridos da Estre antes do esperado.

O banco mantém classificação outperform para o papel, e preço-alvo de R$ 37,40 frente a cotação de segunda-feira (02) de R$ 34,18.



9h28 – Neogrid (NGRD3) tem um ano desafiador pela frente, pontua Credit Suisse

A empresa registrou uma desaceleração da receita em relação ao trimestre anterior. A lucratividade também continua caindo com a margem Ebitda atingindo 12% (vs 19% no 4T), resultado principalmente de receitas menores do que o planejado.

Segundo analistas, a principal mensagem que a empresa passou foi que 2022 será um ano difícil em termos de crescimento e margens, além de um foco estratégico em produtos vencedores e cortar os menos bem-sucedidos.

O banco mantém recomendação neutra para Neogrid, e preço-alvo de R$ 4 frente a cotação de segunda-feira (02), de R$ 2,29.



9h23 – Copasa (CSMG3) registra resultados mais fracos no 1T22, com volumes mais baixos e despesas operacionais mais altas, diz XP

O time de research da XP diz que os resultados da Copasa vieram abaixo das estimativas. Volumes menores, combinados com maiores preços de energia devido às bandeiras tarifárias implementadas durante o trimestre e aumento nos custos com combustíveis foram os principais responsáveis pela piora nos resultados.

Dessa forma, a corretora continua vendo uma relação risco-retorno pouco atrativa para a Copasa e mantém recomendação de venda com preço-alvo de R$ 15.



9h20 – Irani (RANI3) aprova dividendos no valor de R$ 70,8 milhões

Montante é equivalente a R$ 0,2845563 por ação ordinária aos acionistas detentores de ações de emissão da companhia em 28 de abril de 2022.

O pagamento será realizado em 18 de maio deste ano. As ações de emissão da companhia passaram a ser negociadas ex-proventos a partir de 29 de abril de 2022.



9h19 – Marcopolo (POMO4): rentabilidade continua melhorando, avalia XP

Marcopolo apresentou resultados acima do esperado no 1T22, com margem EBITDA recorrente de 5,0% melhorando sequencialmente. A XP observa que as margens foram positivamente afetadas por maiores preços unitários e melhor mix de vendas, porém, prejudicadas pela recente valorização do real.

Além disso, analistas destacam que a produção de 3,1 mil unidades foi atingida por gargalos relacionados à cadeia de suprimentos (os volumes potenciais poderiam ter sido 15-20% maiores, de acordo com a empresa), com indicativos dados pela companhia de uma aceleração no ramp-up de produção a partir de março de 2022 como uma leitura positiva para a demanda adjacente do setor. A XP reitera recomendação neutra para a Marcopolo.



9h17 – Pague Menos (PGMN3) divulga resultados fracos no primeiro trimestre, avalia Credit Suisse

Apesar de alguma aceleração sequencial de receita, a margem Ebitda permaneceu pressionada em 3,9%, devido à pressão inflacionária e despesas pré-operacionais de novas lojas.

Tendo visto a recente queda dos preços das ações, o banco calcula que os números do 1T22 já estão precificados e, portanto, espera uma reação neutra no pregão de hoje (3). O banco reitera classificação outperform para o papel e preço-alvo de R$ 13.



9h05 – Dólar comercial cai 0,5%, a R$ 5,046 na compra e R$ 5,047 na venda



9h03 – Ibovespa futuro abre com ganhos moderados e sobe 0,23%, aos 108.325 pontos





9h00 – Produção industrial cresce 0,3% em março, acima do esperado



8h56 – Intelbras (INTB3) reporta números sólidos e em linha com estimativas do BBA

O crescimento da receita permaneceu forte em 24% A/A, embora 4,5% inferior ao 4T21, o que é atribuído à sazonalidade natural do negócio e já era antecipado.

O destaque positivo foi o ganho de 91 pontos base na margem bruta no trimestre, apesar dos menores volumes de vendas, o que, na visão do banco, reflete que a Intelbras continuou ajustando seus preços, mesmo em um ambiente de valorização do real.

Itaú BBA mantém avaliação outperform para Intelbras e preço-alvo de R$ 41.



8h53 – Lojas Quero-Quero (LJQQ3) têm margens atingidas pela inflação e taxas de juros, pontua BBI

Analistas acreditam que ventos contrários provavelmente persistirão, embora esperem que a pressão sobre as margens diminua no segundo semestre, à medida que as vendas mesmas lojas (SSS, na sigla em inglês) retornam ao território positivo e a diferença nas taxas de juros diminui em relação ao ano anterior.

O banco mantém classificação outperform para o papel, e preço-alvo de R$ 16 frente a cotação de segunda-feira (02) de R$ 8,48.



8h50 – Radar InfoMoney: Embraer (EMBR3) conclui venda de fábricas em Portugal por US$ 172 milhões; balanços e mais destaques



8h43 – Localiza (RENT3) apresenta bons resultados no primeiro trimestre, aponta XP

Para analistas, os principais pontos positivos foram o forte desempenho do EBITDA de Rent-a-Car (RaC) com tarifas mais altas e melhora da margem, refletindo eficiências capturadas ao longo do 1T22. A operação de Seminovos continua forte apesar de apenas 14,5 mil carros vendidos no trimestre.

Do lado negativo, analistas observam o ambiente de compra de carros ainda prejudicado, levando a uma queda sequencial de volume na divisão RaC, devido aos gargalos relacionados à cadeia de suprimentos da indústria automotiva. Assim, reiteram a visão positiva e recomendação de compra para a Localiza.



8h34 – Índices futuros em NY voltam a cair; reunião do Fed sobre juros começa hoje

O pré-mercado em Nova York opera novamente em terreno negativo, com a cautela dos investidores sobre a reunião de política monetária que vai ter início hoje nos Estados Unidos. O mercado prevê uma alta de 0,5 ponto percentual na taxa de juros americana, o que deve marcar uma aceleração no ritmo de aperto monetário pelo Federal Reserve. A decisão será anunciada amanhã, seguida por um pronunciamento do presidente do Fed, Jerome Powell.

Veja o desempenho dos mercados futuros:

  • Dow Jones Futuro (EUA), -0,38%
  • S&P 500 Futuro (EUA), -0,39%
  • Nasdaq Futuro (EUA), -0,39%


8h29 – Bolsas europeias reduzem ganhos; rendimento de títulos públicos avançam

A expectativa de uma aceleração no ritmo de aperto monetária tanto do Federal Reserve quanto do Banco Central da Inglaterra nesta semana reforçou a perspectiva de que as medidas de estímulo devem ser retiradas para combater a alta da inflação global. Isso já se reflete na rentabilidade de títulos públicos, com a dos títulos do Tesouro alemão, cujo yield atingiu 1% pela primeira vez desde 2015.

As ações de bancos também subiram, sob essa mesma perspectiva. “A narrativa até o momento este ano tem sido muito orientada pela inflação e pela taxa de juros. O que os mercados estão tentando avaliar agora é uma desaceleração no crescimento global e o impacto que isso tem sobre a política monetária no futuro”, disse à Reuters Dan Boardman-Weston, diretor executivo da BRI Wealth Management

Veja como as Bolsas europeias operam neste momento:

  • FTSE 100 (Reino Unido), -0,82%
  • DAX (Alemanha), +0,03%
  • CAC 40 (França), +0,07%
  • FTSE MIB (Itália), +0,01%


8h18 – Jack Ma preso? Erro de ortografia gera mal entendido e ações da Alibaba despencam em Hong Kong



8h13 – Klabin (KLBN11) lucra 108% a mais no 1º trimestre, a R$ 875 milhões

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) ajustado cresceu 35% no 1T22, totalizando R$ 1,726 bilhão.

A receita líquida somou R$ 4,422 bilhões entre janeiro e março deste ano, alta de 28% na comparação com igual etapa de 2021, com crescimento consistente em todas as linhas de negócio.



8h05 – Petrobras (PETR3;PETR4) eleva preço do querosene de aviação; Abear diz que alta fica próxima de 7%



8h – Copasa (CSMG3) registra desempenho fraco em volumes e tarifas, diz Credit Suisse

A Copasa trouxe linhas de custo acima do previsto e volumes abaixo do esperado, com impacto negativo da revisão tarifária.

Os resultados reportados também foram borrados por efeitos não recorrentes (reversão de provisões de processos judiciais e isenção de cobrança para clientes afetados por fortes chuvas).

O Credit Suisse mantém avaliação outperform para Copasa e preço-alvo de R$ 16,60.



7h49 – BC da Austrália (RBA) eleva taxa básica de juros de 0,10% para 0,35%, primeira alta desde 2010



7h43 – Localiza (RENT3): margens impulsionam desempenho melhor que o esperado no primeiro trimestre, avalia Credit Suisse

A equipe de análise de banco diz que Localiza apresentou resultados surpreendentemente fortes no 1T22, superando estimativas.

No geral, o Ebitda consolidado ficou 7% acima da das estimativas do Credit Suisse, enquanto o lucro líquido foi 11% acima do esperado. “A Localiza superou nossas estimativas de Ebitda em todas as três divisões, principalmente em RAC e seminovos”, afirmou o Credit.

O banco mantém classificação outperform para Localiza, e preço-alvo de R$ 74 frente a cotação de segunda-feira (02) de R$ 51,47.



7h40 – Marcopolo (POMO4): margens de lucro começam a se recuperar, diz BBI

Para analistas, os resultados do 1T22 parecem confirmar um ponto de virada para a Marcopolo.

A empresa alcançou market share de 35% para ônibus rodoviários pesados ​​no mercado doméstico, que apresenta maiores margens de lucro. Na visão do banco, essa tendência deve continuar nos próximos trimestres com a retomada do turismo no Brasil, combinada com o aumento das passagens aéreas e a melhora gradual da escassez de chassis de ônibus.

Além disso, o governo brasileiro realizou, recentemente, um novo leilão do programa social “Caminho da Escola”, que em breve deve ser ratificado pelo Tribunal de Contas do Brasil (TCU), e um resultado positivo deve desencadear uma revisão do consenso de receita de 2022 de aproximadamente R$ 1 bilhão.

O banco mantém classificação outperform para o papel, e preço-alvo de R$ 4 frente a cotação de segunda-feira (02) de R$ 2,68.



7h34 – Bolsas asiáticas fecham mistas, em sessão de liquidez reduzida; ações da Alibaba caem com suposta prisão de Jack Ma

As Bolsas da China continental seguem fechadas por conta do feriado do Dia do Trabalho. Os mercados também não funcionaram hoje no Japão, Cingapura e Índia. A Bolsa de Hong Kong foi exceção, com as ações da Alibaba no centro das atenções. Os papéis chegaram a cair 9% com especulações de que o fundador da empresa, Jack Ma, teria sido preso em Hangzhou, onde fica a sede da empresa. As autoridades, porém, explicaram se tratar de um mal entendido: outro nome com o mesmo sobrenome é que havia sido capturado, por colocar a segurança nacional em risco.

Jack Ma não aparece em público há algum tempo. Ele é considerado o homem mais rico da China e enfrenta pressões da autoridade do país, que abriram uma investigação antitruste contra o Alibaba.

Confira como fecharam as Bolsas asiáticas nesta terça-feira:

  • Shanghai SE (China), fechado por feriado
  • Nikkei (Japão), fechado por feriado
  • Hang Seng Index (Hong Kong), +0,06%
  • Kospi (Coreia do Sul), -0,26%
Jack Ma, fundador da Alibaba


Acessa o tempo real do InfoMoney todos os dias? Adicione este link aos favoritos do seu navegador!



Procurando uma boa oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje.

Compartilhe