Saneamento

Copasa (CSMG3) tem baixa de 23,8% no lucro no 1º trimestre, a R$ 167,5 milhões

Apesar de recuo da receita, companhia de Minas Gerais viu custos e despesas administráveis avançarem consideravelmente

Por  Felipe Moreira

A Copasa (CSMG3), Companhia de Saneamento de Minas Gerais, reportou lucro líquido de R$ 167,5 milhões no primeiro trimestre de 2022 (1T22), o que representa um recuo de 23,8% em relação ao mesmo trimestre de 2021.

O lucro antes juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) caiu 14,4% no 1T22, totalizando R$ 445,3 milhões. Já a margem Ebitda atingiu 33,8% no período, baixa de 5,7 p.p. frente a margem rAegistrada em 1T21.

A receita líquida somou R$ 1,27 bilhão entre janeiro e março deste ano, queda de 1% na comparação com igual etapa de 2021. Os custos e despesas administráveis, apesar do recuo do faturamento, foram a R$ 654,5 milhões, contra R$ 593,4 milhões em igual período de 2021.

O resultado financeiro líquido foi uma despesa de R$ 23,3 milhões no primeiro trimestre deste ano, baixa de 53,2% sobre as perdas financeiras do mesmo trimestre de 2021.

Em março de 2022, o número de unidades consumidoras de água atingiu 5,54 milhões, ante 5,48 milhões em março de 2021, e o de esgoto atingiu 3,91 milhões, frente a 3,79 milhões, considerando a Copasa e a Copanor, conjuntamente.

A dívida líquida da companhia ficou em R$ 2,96 bilhões no final de março de 2022, crescimento de 8,8% em relação ao mesmo período de 2021. O indicador de alavancagem financeira, medido pela dívida líquida/Ebitda ajustado, ficou em 2 vezes em março/22, elevação de 0,6 vez em relação ao mesmo período de 2021.

Procurando uma boa oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje.

Compartilhe