Conteúdo editorial apoiado por

IM Trader

Fechamento do mercado

Ibovespa fecha em queda, na contramão de NY; Eletrobras, Petrobras e ruídos pesaram

Índices em NY terminam com viés positivo após dados de inflação ao produtor nos EUA

Por  Equipe InfoMoney -

Ruídos persistentes seguem atormentando os investidores ao redor do Planeta. Hoje, tanto no Brasil quanto nos EUA, tivemos boas notícias que não foram tão boas e notícias ruins que não foram tão ruins. No final das contas, muita oscilação em Nova York e resistência em São Paulo. O Ibovespa acabou terminando o dia com uma queda de 0,51%, aos 127.396 mil pontos, uma perda de mais de 650 pontos, contrariando Wall Street, que oscilou demais acabou ganhando impulso nas duas horas finais e computou ganhos nos principais índices.

Lá em Nova York, foram as big techs que ressurgiram, após a queda de ontem. “Os dados de inflação são ruidosos e o mercado reflete essa realidade. Mas há sinais claros de desinflação em muitos lugares, só que a última etapa da luta contra a a alta dos preços será a mais difícil”, disse à CNBC Jamie Cox, sócio-gerente do Harris Financial Group, referindo-se ao objetivo final do Federal Reserve de atingir a meta de 2%. Hoje, os investidores receberam o relatório de março da inflação ao produtor (PPI) e a notícia foi boa, com crescimento abaixo do esperado. Boa, mas não o suficiente para tirar o ranço do CPI mais quente divulgado ontem. Enquanto isso, os pedidos de seguro-desemprego diminuíram, o que ainda mostra um mercado de trabalho aquecido nos EUA.

“O PPI não tem poder de trazer busca por risco, não tem poder de mudar o panorama de ontem, em relação à política monetária dos EUA”, avalia Gabriel Mota, operador de renda variável da Manchester Investimentos. De fato, com o passar das horas, os investidores em Wall Street entenderam que havia apenas uma pequena luz no final do túnel. O monitoramento do CME Group mostrou uma queda na chance de manutenção dos juros pelo Federal Reserve em julho, em 51,3%, de 57,6% ontem. Ainda assim, o nível está um pouco acima da chance de 48,7% de algum corte até a decisão de 31 de julho.

A presidente do Fed de Boston, Susan Collins, afirmou hoje que a política monetária no país está “bem posicionada” neste momento, e defendeu uma “abordagem paciente”, até que o banco central tenha mais certeza sobre a desinflação e possa cortar juros. A diretora-gerente do FMI, Kristalina Georgieva, concorda e diz que flexibilização prematura pode trazer novas surpresas inflacionárias, o exigiria até um novo aperto monetário: “sempre que necessário, os decisores devem resistir aos apelos a cortes antecipados das taxas de juro. Por outro lado, atrasar demais pode jogar água fria na atividade econômica”. O BCE, por exemplo, manteve hoje sua taxa de juros em 4,50%, abrindo as portas para o começo do ciclo de cortes, mas sem especificar quando – é uma boa notícia, mas não tão boa, porque incerta.

No Brasil, o dado mais relevante hoje pareceu também uma boa notícia, mas depois entendeu-se que nem tanto: as vendas do comércio varejista cresceram 1% em fevereiro, após a forte alta de 2,8% registrada em janeiro. O problema aqui é que, assim, cresceu a avaliação no mercado de que o Banco Central poderá diminuir o ritmo da queda da Selic ou até mesmo pausar em torno dos 10%, bem acima das expectativas atuais dos economistas para a taxa terminal. A estimativa para 2024 projeta 9,00%, patamar estável há 15 semanas, segundo o Boletim Focus desta semana.

Ibovespa cai

Eis que o Ibovespa desandou. Os varejistas, ao contrário do que poderia-se supor, acabaram recuando, como foi o caso de Magazine Luiza (MGLU3), que perdeu 2,26%. Os DIs (juros futuros) subiram por toda a curva, com a avaliação sobre o futuro da Selic, o que impactou o setor.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Vale (VALE3) foi a incógnita do dia, oscilando muito, até ganhar tração e subir 0,42%, com o minério de ferro mais uma vez avançando. A mineradora vinha de duas quedas seguidas. Enquanto isso, a Petrobras (PETR4), que vem de uma forte alta ontem (+2,22%), caiu 0,73%, com o petróleo internacional tropeçando, diante das incertezas sobre as taxas de juros norte-americana – embora venha de altas consecutivas, com as tensões no Oriente Médio ainda quentes.

A surpresa positiva do dia veio com Multiplan (MULT3), que subiu 1,32%, após BBA reiterar o nome como escolha principal no segmento. Analistas consideram que 2024 talvez não seja um ano positivo para o setor, mas investidores podem encontrar bons pontos de entrada mesmo assim. O BBI teve a mesma escolha como principal, diante de sólida qualidade de ganhos.

Do lado da baixa, Eletrobras (ELET3) despencou 4,62%. Ao Broadcast, Arlindo Souza, analista da Levante Corp, explicou que a baixa vem da queda nos preços de energia de longo prazo, que recuaram 6,6% e 10,4% na semana e no mês, respectivamente, considerando dados da consultoria Dcide.

A sexta-feira (12) chega com uma agenda de indicadores mais suave, embora já projetando o começo da temporada de balanços do 1T24, que inicia semana que vem. O que não falta é barulho. (Fernando Augusto Lopes)

Confira as últimas dos mercados

update 18h04

Encerramos nossa cobertura dos Mercados Ao Vivo

Acessa o Ao Vivo do InfoMoney todos os dias? Então, adicione este link aos favoritos do seu navegador para acompanhar diariamente a cobertura a partir das 8 horas ou acesse o IM Trader, o novo canal do InfoMoney sobre Mercados!
update 18h03

Na meia hora final, Ibovespa Futuro tem queda de 0,62%, com 127.515 pontos; e Dólar Futuro, mais 0,47%, com 5.102,00 pontos

update 18h00

DIs: juros futuros encerram sessão com altas por toda a curva

Dia (%)Taxa (%)Variação (pp)NegóciosSemana (%)Abril (%)2024 (%)
DI1F250,7010,0900,07071.5540,851,710,60
DI1F260,7410,2500,07594.7921,843,546,66
DI1F270,4810,5600,05041.8901,693,948,64
DI1F280,4210,8850,04512.1931,684,069,56
DI1F290,5411,1150,06029.4441,654,1710,38
DI1F310,6211,3800,07012.0061,524,2110,92
DI1F330,6111,4700,0705.2601,333,8910,61
DI1F350,7011,5200,0801.3141,323,9710,98
update 17h39

Ibovespa: mais negociadas do dia

AtivoNegóciosDia (%)Valor (R$)Variação (R$)Semana (%)Abril (%)2024 (%)
Magazine LuizaMGLU345.866-2,261,73-0,041,17-3,89-19,40
Eletrobras ONELET345.786-4,6238,84-1,88-5,41-6,86-8,46
Petrobras PNPETR444.481-0,7339,30-0,293,155,195,53
CopelCPLE633.865-3,769,22-0,36-5,24-4,16-11,00
ValeVALE332.1850,4261,860,263,601,69-16,29
B3B3SA330.1740,1711,980,02-0,17-0,08-16,39
Itaú UnibancoITUB430.094-0,1832,80-0,060,21-5,270,49
update 17h37

Ibovespa: maiores altas do dia

AtivoDia (%)Valor (R$)Variação (R$)NegóciosSemana (%)Abril (%)2024 (%)
3R PetroleumRRRP32,5736,260,9119.9505,419,9137,98
AlpargatasALPA42,079,360,196.156-2,40-1,78-7,51
Lojas RennerLREN31,9516,690,3223.120-1,48-1,71-3,40
EztecEZTC31,8715,280,288.0301,26-6,26-17,85
Casas BahiaBHIA31,597,010,114.9433,393,39-38,40
MultiplanMULT31,3225,310,3329.5411,69-0,57-10,47
CyrelaCYRE31,1023,890,2615.4661,96-4,21-0,79
update 17h36

Ibovespa: maiores quedas do dia

AtivoDia (%)Valor (R$)Variação (R$)NegóciosSemana (%)Abril (%)2024 (%)
Eletrobras ONELET3-4,6238,84-1,8845.786-5,41-6,86-8,46
RaízenRAIZ4-4,573,13-0,1523.975-6,29-11,58-21,97
Eletrobras PNELET6-4,4043,64-2,0113.851-4,76-6,41-7,11
SLC AgrícolaSLCE3-4,1818,79-0,8217.400-2,79-5,01-0,16
CVCCVCB3-4,072,36-0,1011.384-13,55-18,62-32,57
CopelCPLE6-3,769,22-0,3633.865-5,24-4,16-11,00
YduqsYDUQ3-3,5615,73-0,5814.513-5,53-13,14-29,84
update 17h25

Fechamento dos demais índices brasileiros

ÍndiceDia (%)Pontos
Small CapsSMLL-0,522.204,15
BDRsBDRX1,4416.520,16
Fundos ImobiliáriosIFIX-0,033.417,57
update 17h15

Ibovespa fecha com queda de 0,51%, aos 127.396,35 pontos

  • Máxima: 128.051,34
  • Mínima: 127.069,43
  • Diferença para a abertura: -655,41 pontos
  • Volume: R$ 20,10 bilhões

Confira a evolução do IBOV durante a semana, mês e ano:

  • Segunda-feira (8): +1,63%
  • Terça-feira (9): +0,80%
  • Quarta-feira (10): -1,41%
  • Quinta-feira (11): -0,51%
  • Semana: +0,47%
  • Abril: -0,55%
  • 2T24: -0,55%
  • 2024: -5,06%
update 17h04

Dólar comercial termina dia com alta de 0,25%

O dólar emenda sua segunda alta consecutiva diante do real, em movimento divergente ao da divisa norte-americana na comparação com as principais moedas do mundo, com o DXY em leve queda de 0,02%.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

  • Venda: R$ 5,090
  • Compra: R$ 5,090
  • Mínima: R$ 5,059
  • Máxima: R$ 5,091
update 17h02

Principais índices em Nova York encerram dia com ganhos; Dow Jones termina estável

Negócios em Wall Street ganharam força com foram as big techs, que ressurgiram, após a queda de ontem, apesar dos ruídos de inflação. “Os dados são ruidosos e o mercado reflete essa realidade. Mas há sinais claros de desinflação em muitos lugares, só que a última etapa da luta contra a inflação será a mais difícil”, disse à CNBC Jamie Cox, sócio-gerente do Harris Financial Group. Hoje, os investidores receberam o relatório de março da inflação ao produtor (PPI) e a notícia foi boa, com crescimento abaixo do esperado. Boa, mas não o suficiente para tirar o ranço do CPI mais quente divulgado ontem. Enquanto isso, os pedidos de seguro-desemprego diminuíram, o que ainda mostra um mercado de trabalho aquecido nos EUA.

Dia (%)Pontos
Dow Jones-0,0138.458,29
S&P 5000,745.198,98
Nasdaq1,6816.442,20
update 16h55

Ibovespa fecha preliminarmente com queda de 0,47%, aos 127.446,78 pontos

update 16h50

Bradesco (BBDC4) devolve as perdas nos minutos finais e opera no zero a zero

update 16h44

Na reta final, entre as samll caps, maior alta é de CLSA3, com 7,89%, seguida de MLAS3, com 3,90%

update 16h43

Na reta final, entre as samll caps, maior queda é de GFSA3, com 8,12%, seguida de STBP3, com 4,37%

update 16h36

No final da tarde, dólar se posiciona na máxima do dia: R$ 5,091, alta de +0,27%

update 16h34

VALE3 segue em alta: +0,67%

update 16h30

ONG britânica acusa fazendas de SLC e Grupo Horita de grilagem e desmatamento

Produtores brasileiros negam irregularidades em algodão usado em roupas das redes Zara e H&M.

update 16h24

Dólar em alta: +0,19%, a R$ 5,087 (compra) e R$ 5,088 (venda)

update 16h20

Captações crescem 91% e mercado de capitais registra recorde no 1º trimestre

update 16h19

Baldan nomeia Fernando Capra como novo CEO

Celso Antonio Gusmão Ruiz, que ocupou o posto por 18 anos, assume uma cadeira no Conselho de Administração da empresa.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

update 16h13

MULT3 opera em alta: +1,60%

update 16h09

PETR4 em queda de -0,63% e PETR3 em baixa de -0,44%

update 16h01

Eletronuclear quer R$ 800 milhões de acionistas para renovar licença de Angra 1

Estatal de energia nuclear negocia aporte com acionistas, que são a ENBPar e a Eletrobras (ELET3).

update 16h00

Ibovespa volta a inflar queda e cai 0,54%, aos 127.363,26 pontos

update 15h52

Vale (VALE3) entra na reta final do pregão com alta de 0,50%, a R$ 61,91

update 15h49

Ibovespa: mais negociadas do dia até aqui

AtivoNegóciosDia (%)Valor (R$)Variação (R$)Semana (%)Abril (%)2024 (%)
Petrobras PNPETR434.707-0,6839,32-0,273,205,255,59
Eletrobras ONELET333.443-3,7139,21-1,51-4,51-5,97-7,59
Magazine LuizaMGLU332.833-2,261,73-0,041,17-3,89-19,40
ValeVALE325.2400,4561,880,283,631,73-16,26
MultiplanMULT324.0112,1225,510,532,490,22-9,76
CopelCPLE622.875-2,519,34-0,24-4,01-2,91-9,85
Itaú UnibancoITUB422.590-0,3332,75-0,110,06-5,420,34
update 15h47

Preços internacionais de petróleo fecham com quedas

Os preços recuaram com os comerciantes temendo que o Fed mantenha as taxas no alto por mais tempo, o que pode levar a um recuo da demanda.

  • WTI (maio): -1,38%, a US$ 85,02
  • Brent (junho): -0,82%, a US$ 89,74
update 15h46

Ações de tecnologia no Brasil operam mistas: LWSA3, -0,18%; TOTS3, -0,47%; CASH3, -0,22%; INTB3, -0,69%; MLAS3, +4,76%; POSI3, -0,40%; CLSA3, +6,47%

update 15h40

Principais índices em Nova York ampliam ganhos, após passarem boa parte da sessão em queda ou oscilando; melhora ajuda a diminuir quedas no Ibovespa

  • Dow Jones: +0,32%
  • S&P 500: +0,99%
  • Nasdaq: +1,73%)
update 15h37

ESG Capital perde disputa na Justiça e reduz participação na Gafisa (GFSA3)

update 15h35

Depósito de “bem-estar”: Pix eleva em 15% PIB per capita do país, diz diretor do BC

update 15h34

Banco Central informa a PTAX de fechamento com compra a R$ 5,0759 e venda a R$ 5,0765; dia termina com alta de 0,22%

COMPRAVENDA
Ontem5,06485,0654
1ª parcial5,06685,0674
2ª parcial5,08285,0834
3ª parcial5,07755,0781
4ª parcial5,07635,0769
update 15h30

Eletrobras com recuo forte: ELET3, -3,39% e ELET6, -3,37%

update 15h28

BRAP4, cujo único ativo é a VALE3, opera em alta: +0,05%

update 15h24

Ibovespa: perdas diminuem e o pregão opera a -0,32%, aos 127.672 pontos

update 15h22

BC da Argentina reduz juros para 70% e cita desaceleração ‘pronunciada’ da inflação

Taxa foi cortada em 10 pontos percentuais, o que ressalta a confiança do governo em reduzir a inflação, que está chegando a mais de 275% ao ano.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

update 15h20

Embraer (EMBR3) fecha dois acordos de cooperação com chilena Enaer

update 15h18

Ethena: novo “dólar digital” promete 3% ao mês e acende alerta do mercado; entenda

Criptomoeda que guarda semelhanças com projeto Terra/Luna, que evaporou em 2022, foi lançada em fevereiro e já alcançou mais de US$ 4,3 bi em valor de mercado entre dois tokens.

update 15h16

Eike Batista: o empresário que criou e faliu um conglomerado em menos de uma década

Em 2012, Eike Batista, com patrimônio de US$ 30 bilhões, era a sétima maior fortuna do mundo, segundo o ranking da Forbes. O que deu errado?

update 15h13

Siderúrgicas: em baixa, USIM5, -1,64% e GGBR4, -0,26%; em alta, CSNA3, +0,07%

update 15h10

Vale (VALE3) opera agora em alta: 0,45%

Ontem, a Vale (VALE3) teve queda de 1,52%. Hoje, chegou a operar em território negativo. O fato é que o mineiro de ferro registrou quarta alta seguida na bolsa de Dalian. CSN Mineração (CMIN3) também opera em alta: +0,59%.

update 15h02

Ibovespa segue em baixa: -0,37%, aos 127.519 pontos

update 14h59

Locadoras de automóveis em queda: RENT3, -1,03% e MOVI3, -0,12%

update 14h54

“Assunto encerrado”, diz Barroso sobre polêmica entre Elon Musk e Alexandre de Moraes

O presidente do STF, Luís Roberto Barroso, fala em “bravatas” e diz que ataques do bilionário Elon Musk ao Judiciário brasileiro devem ser tratados, a partir de agora, no âmbito de inquérito na Corte.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

update 14h49

Ao afastar desconfianças, dona do Google retoma rumo dos US$ 2 tri

update 14h45

BC: Índice de commodities (IC-Br) sobe 2,55% em março em relação ao mês de fevereiro

update 14h43

BC: Reservas internacionais (até 5/4) somam US$ 354,616 bi

update 14h40

BC: Swap cambial teve perda de R$ 5,401 bi na semana passada (1 a 5/4)

A posição cambial líquida está em US$ 238,099 bilhões.

update 14h39

BC: Fluxo cambial na semana passada (1 a 5/4) ficou negativo em US$ 684 mi

O resultado é fruto da saída de US$ 3,659 bilhões pela conta financeira e entrada de US$ 2,975 bilhões pela conta comercial. No acumulado do ano (janeiro a 5/4), o fluxo cambial é de US$ 4,111 bilhões.

update 14h34

Em outra iniciativa de renegociação de dívidas, bancos fazem mutirão até 15 de abril

update 14h32

Comfrio, da área de logística refrigerada, promete investir R$ 90 milhões em 2024

Empresa controlada por um dos fundos da Aqua Capital fatura mais de R$ 400 milhões por ano.

update 14h30

Dólar opera em alta: +0,16%, a R$ 5,086 (compra e venda)

  • Mínima do dia: R$ 5,059
  • Máxima do dia: R$ 5,091
update 14h19

Eletronuclear negocia empréstimo de R$ 800 milhões com acionistas para renovar licença de Angra 1

O empréstimo-ponte é com seus acionistas ENBPar e Eletrobras (ELET3) para pagar investimentos que estão sendo realizados na usina Angra 1 neste ano, como parte do processo de prorrogação da licença de operação do empreendimento, disse à Reuters o presidente da empresa nuclear. A companhia busca recursos junto a seus acionistas porque não teria condições de tomar ela própria montantes volumosos nos bancos, já que enfrenta um desequilíbrio de caixa nos últimos anos, quando também deixou de ter a Eletrobras como acionista majoritária após a privatização da elétrica. A ENBPar, que passou a ser a controladora da Eletronuclear, embora seja uma empresa estatal e apoiada pelo governo, não tem histórico de crédito para tomar empréstimos relevantes. Enquanto isso, a Eletronuclear e seus acionistas buscam uma saída definitiva para financiar o restante dos aportes necessários em Angra 1, que totalizam quase R$ 3 bilhões até 2027. Com 640 megawatts (MW) de potência, a primeira usina nuclear brasileira está completando 40 anos em atividade e desde 2019 vem trabalhando para renovar sua licença, que expira em dezembro. (Reuters)

update 14h16

Entre as petro juniores, apenas RECV3 recua, com 0,36%: ENAT3, +1,88%; PRIO3, +0,20%; RRRP3, +1,67%

update 14h12

Ibovespa opera com queda de 0,55%, aos 127.345,94 pontos

update 14h06

Bank Of America projeta que o Fed faça apenas um corte nas taxas este ano, mas só em dezembro

update 14h04

Mini-índice com vencimento em abril (WINJ24) opera com queda de 0,76%, aos 127.370 pontos

Volume de negócios já ultrapassa os 3,3 milhões.

update 14h03

Por que os data centers são a nova aposta do mercado imobiliário

Os principais players do mercado estão respondendo com agilidade para atender à demanda, que ficou por muitos anos subestimada.

update 14h02

Educacionais recuam em bloco: ANIM3, -3,66%; COGN3, -2,15%; SEER3, -2,33%; YDUQ3, -3,68%

update 14h01

Bancos nesta tarde: BBAS3 e SANB11 seguem no positivo, enquanto BBDC4 e ITUB4 caem 0,76% e 0,67%

update 13h46

Halving puxa retornos e criptos são destaque entre fundos multimercados no 1º tri

Fundos que alocam em papéis fora das “Sete Magníficas” também tiveram bons desempenhos; veja os produtos com melhor rentabilidade.

update 13h44

Administradoras de shoppings operam com sinais trocados: ALOS3 e IGTI11 caem 0,51% e 0,44%, enquanto MUL3 sobe 0,84%

update 13h42

Governador do RJ rejeita proposta de renegociação de dívida de Haddad e diz que irá ao STF

Cláudio Castro disse há pouco que a proposta de renegociação de dívidas estaduais apresentada pelo governo não atende a interesses do seu estado. Segundo Castro, o Rio vai contestar no STF os critérios de correção do passivo do estado. No final do mês passado, o Ministério da Fazenda apresentou a governos estaduais proposta para reduzir os juros das dívidas dos estados com a União, exigindo em contrapartida a criação e ampliação de matrículas em educação profissional técnica. O programa também prevê juros mais baixos para governos regionais que amortizarem antecipadamente parte de seus débitos com o governo federal. Na ocasião, o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, disse que o governo formataria em cerca de 60 dias projeto de lei sobre o tema, trazendo mudanças nas regras do regime de recuperação voltado a Estados em grave crise financeira. (Reuters)

update 13h39

Collins/Fed: expectativas de inflação de curto prazo agora estão consistentes com a meta de inflação de 2%

update 13h35

Setor de papel e celulose nesta tarde: KLBN11 e SUZB3 recuam 0,52% e 1,00%, enquanto RANI3 sobe 0,63%

update 13h34

Ações da área de saneamento operam mistas nesta tarde: CSMG3, +0,23%; SAPR11, -0,98%; SBSP3, -1,00%

update 13h32

Dólar comercial opera com alta de 0,16%, a R$ 5,085 na compra e R$ 5,086 na venda

A máxima do dia está em R$ 5,091 e a mínima, em R$ 5,059.

update 13h30

Autoridades do BCE estão confiantes no corte de junho, alguns veem pausa em julho, dizem fontes da Reuters

Os formuladores de política monetária do BCE esperam cortar as taxas de juros em junho, mas alguns defendem que os argumentos para pausar a flexibilização na reunião seguinte estão se tornando mais fortes, dados os dados inflacionários fortes dos EUA, disseram três fontes à Reuters. O BCE manteve as taxas de juros em um nível recorde na quinta-feira, mas sinalizou que poderá começar a reduzi-las em breve se os dados continuarem a apontar para uma desinflação. Autoridades monetárias do BCE, falando após a reunião, disseram achar que irão avançar com uma redução da taxa de 25 pontos-base em sua reunião de 6 de junho, assim como muitos deles sugeriram nas últimas semanas. Porém, o caminho a seguir tornou-se mais incerto depois de uma leitura da inflação dos EUA mais forte do que o esperado ontem, o que “abalou” alguns formuladores de política monetária, nas palavras de uma fonte, e desempenhou um papel importante na discussão desta quinta-feira. Embora a decisão de julho não tenha sido explicitamente debatida, alguns argumentaram que o início tardio do ciclo de cortes do próprio Fed justificava a cautela do BCE, disseram as fontes. (Reuters)

update 13h28

Collins/Fed: é cedo demais para saber os motivos do recente aumento de produtividade

update 13h27

Collins/Fed: crescimento salarial está consistente com o caminho da inflação de volta à meta de 2%

update 13h26

Collins/Fed: incertezas econômicas estão elevadas

update 13h25

B3 (B3SA3) renova mínima do dia, com queda de 0,92%, a R$ 11,85

update 13h19

Randon (RAPT4) tem desempenho historicamente forte com a flexibilização das taxas de juros

A XP, em análise de ciclos passados de flexibilização das taxas, reforça visão positiva para a Randon (RAPT4) em razão de seu desempenho histórico com a queda dos juros.

update 13h16

Compras no shopping? Entenda porquê banco tem Multiplan como preferida; MULT3 sobe 1,28% e é uma das mais negociadas do dia

Setor pode ser impactado por questões tributárias em 2024, mas bons pontos de entrada devem se apresentar.

update 13h15

Vale (VALE3) oscila e tenta se manter no positivo, com alta de 0,02%, a R$ 61,61

update 13h14

Índice de Fundos Imobiliários (IFIX) cai 0,03%, aos 3.417,51 pontos, nova mínima do dia

update 13h14

Índice de BDRs (BDRX) sobe 0,42%, aos 16.354,62 pontos, nova máxima do dia

update 13h12

Collins/Fed: vai demorar mais para que a inflação volte para a meta de 2%, com essa economia resiliente frente à política monetária

update 13h11

Collins/Fed: forte mercado de trabalho reduz a urgência da necessidade de corte de taxas

update 13h10

Collins/Fed: força da economia pode significar que a política monetária não é tão restritiva quanto se pensa

update 13h10

Collins/Fed: desinflação provavelmente continuará a se mostrar desigual (no ritmo); dados recentes não mudam visão sobre as perspectivas

update 13h09

Collins/Fed: pode levar mais um tempo para a economia moderar como necessário

update 13h08

Collins/Fed: apesar dos dados recentes, ainda projeto cortes nas taxas este ano

update 13h08

Collins/Fed: dados recentes argumentam contra a necessidade iminente de alterar as taxas

Susan Collins é presidente do Federal Reserve de Boston e falou ao Clube Econômico de Nova York.

update 13h06

XP espera que 2024 registre um nível de inflação de alimentos mais saudável

Apesar das recentes revisões para cima da inflação de alimentos para o fim de 2024, as previsões continuam a apontar para uma perspectiva benigna à frente, sem grandes surpresas de alta ou baixa por enquanto, apoiadas pela dissipação dos efeitos do El Niño a partir de abril e por uma oferta doméstica de grãos ainda robusta.

update 13h02

Williams/Fed: as perspectivas futuras são incertas e precisaremos continuar dependentes dos dados

Ele observou que continuará “concentrado nos dados, nas perspectivas econômicas e nos riscos”, enquanto avalia “o caminho apropriado para a política monetária, a fim de melhor atingir nossos objetivos”. O presidente do Fed de Nova York falou um dia após a divulgação de dados sobre a inflação ao consumidor em março, que foram inesperadamente fortes, o que lançou mais dúvidas sobre a previsão atual do Fed de cortes nos juros em algum momento neste ano. “É claro que há circunstâncias em que precisaríamos de juros mais altos, mas esse não é o meu caso-base”, disse. (Reuters)

update 13h00

Williams/Fed: cortes de juros não parecem iminentes por enquanto

O presidente do Federal Reserve de Nova York, John Williams, disse hoje que, embora o banco central norte-americano tenha feito um progresso considerável na redução da inflação, ele ainda não precisa adotar uma postura de política monetária mais frouxa em meio a movimentos recentes desiguais nas pressões sobre os preços. A política monetária está atualmente em um “bom lugar” e “não há necessidade clara de ajustar a política monetária no curto prazo”, dada a situação atual da economia, disse Williams sobre a perspectiva de cortes nos juros, em conversa com repórteres após um discurso proferido antes do Simpósio de Membros do Federal Home Loan Bank de Nova York 2024. (Reuters)

update 12h59

Assai (ASAI3) e Grupo Mateus (GMAT3): XP aponta ambas como preferidas no setor de supermercados

A XP continua a ver o atacarejo como o melhor formato para estar exposto no segmento, pois ele deve se beneficiar da perspectiva mais benigna da inflação, e ser um dos primeiros da fila a se aproveitar do aumento do orçamento dos consumidores devido à sua proposta de valor atrativa.

update 12h58

Ações de Eletrobras mantêm forte queda; ELET3 cai 3,44% e ELET6 recua 3,35%

update 12h57

HSBC projeta que Fed vai começar seu ciclo de cortes de juros com 0,25 pp em junho; no total, o banco projeta que o banco central corte 0,75 pp ainda em 2024

update 12h56

Ações de Vale (VALE3) agora sobem 0,34%, a R$ 61,81

update 12h52

Ibovespa cai com pressão sobre setor elétrico e cautela sobre corte de juros nos EUA

O Ibovespa cai puxado pelos recuos de Eletrobras e Petrobras, e com investidores ainda cautelosos sobre o início do ciclo de queda de juros do Fed. Para o analista chefe da VG Research, Luan Alves, discussões relacionadas à redução no preço da energia elétrica têm pesado sobre o setor elétrico. “Tem uma discussão sobre como isso seria feito… todo esse ruído no setor elétrico e em Brasília tem piorado o sentimento local.” Investidores também mostram certa cautela em relação a uma data para o início do ciclo de queda de juros nos EUA. “Acho que hoje ainda é reflexo do dia de ontem”, afirmou Pedro Serra, head de equity research da Ativa Investimentos. Na véspera, o Ibovespa recuou mais de 1% após dados de inflação ao consumidor nos EUA subirem acima da expectativa, levando as apostas sobre um primeiro corte de juros pelo Federal Reserve para setembro. Nesta quinta-feira, no entanto, uma alta menor que a esperada no índice de preços ao produtor elevou expectativas sobreo primeiro corte de juros pelo Fed já em julho, com um dirigente dizendo esperar mais progressos na inflação, embora com solavancos ao longo do caminho. (Com Reuters)

update 12h52

Totvs (TOTS3): XP espera resultados neutros no 1T24

A XP avalia que o resultado da Totvs (TOTS3) reflete a manutenção de um bom ritmo de vendas e repasses contratuais, mostrando a resiliência de seu modelo de negócios no segmento de gestão e a boa evolução em business performance. No entanto, as vendas de clientes corporativos devem ser mais fracas no 1T24, impactando o crescimento e a rentabilidade do segmento de gestão, que historicamente é maior no 1º trimestre.

update 12h49

China deve impulsionar demanda doméstica e direcionar economia para serviços, diz Georgieva, do FMI

A diretora-gerente do FMI, Kristalina Georgieva, disse nesta quinta-feira que a China precisa estimular sua demanda doméstica e direcionar mais sua economia para o setor de serviços, a fim de reduzir os problemas causados pelo excesso de capacidade de produção em determinados setores. Falando em um evento do Atlantic Council, em Washington, Georgieva afirmou que a China pode elevar sua produção econômica em 20% nos próximos anos se seguir as recomendações de reforma do FMI. “Reconhecemos que houve setores na economia chinesa ao longo dos anos em que houve excesso de capacidade”, disse Georgieva. “É fundamental desenvolver a demanda doméstica e, em seguida, direcionar mais a economia para os serviços, para que isso não persista como um problema para a China.” (Reuters)

update 12h40

Grandes bancos operam mistos; SANB11 sobe 0,74%, BBAS3 ganha 0,36%, ITUB4 cai 0,18% e BBDC4 recua 0,21%

update 12h40

Principais índices na Europa fecham dia com quedas, após decisão do BCE e refletindo CPI e PPI nos EUA

Investidores nos mercados europeus tiveram trabalho hoje, ao analisar o CPI mais forte ontem nos EUA, além do PPI mais suave, que saiu hoje, também nos EUA, e principalmente a decisão do Banco Central Europeu de manter mais uma vez a taxa de juros nos 4,50% ao ano, embora já sinalizando uma intenção de começar os cortes (sem indicar data para isso).

Dia (%)Pontos
Stoxx 600Europa-0,44504,34
DAXFrankfurt-0,7917.952,95
FTSE 100Londres-0,457.925,16
CAC 40Paris-0,278.023,74
IBEX 35Madri-1,1710.648,50
FTSE MIBMilão-0,9133.729,00
update 12h40

Ações de Vale (VALE3) têm dia de oscilação; agora sobem 0,03%, a R$ 61,61

update 12h35

Opep mantém previsão de alta na demanda global por petróleo em 2,2 milhões barris

update 12h31

Com Ibovespa em queda, somente 18 ativos sobem hoje; EZTC3 é a maior alta, com +1,47%

update 12h27

Chance de corte de juros em julho pelo Fed cresce,crevela CME

O monitoramento do CME Group mostrava uma queda na chance de manutenção dos juros pelo Fed em julho, há pouco em 51,3%, de 57,6% ontem. Ainda assim, o nível está um pouco acima da chance de 48,7% de algum corte até a decisão de 31 de julho.

update 12h26

Ações de Petrobras (PETR3 PETR4) agora têm leve alta, com 0,02% e 0,08%

update 12h21

Bancos centrais devem resistir a apelos para antecipar cortes de juros, diz FMI

Diretora-gerente do Fundo, Kristalina Georgieva, diz que flexibilização prematura pode trazer novas surpresas inflacionárias, o exigiria até um novo aperto monetário.

update 12h15

Ibovespa: maiores altas do dia até aqui

AtivoDia (%)Valor (R$)Variação (R$)NegóciosSemana (%)Abril (%)2024 (%)
GolGOLL42,011,520,03353-2,56-9,52-83,05
MultiplanMULT30,8025,180,2012.1451,17-1,08-10,93
Lojas RennerLREN30,7916,500,136.758-2,60-2,83-4,50
AmbevABEV30,7412,190,099.223-0,33-2,40-11,22
VamosVAMO30,728,450,064.6515,621,20-16,09
UltraparUGPA30,6527,880,184.160-0,11-2,076,64
3R PetroleumRRRP30,6235,570,225.7343,407,8235,35
update 12h14

Lula reúne ministros para discutir ampliação de crédito a microempreendedores

Governo federal estuda a possibilidade de um pacote que inclua ao menos um projeto de lei, além de medida provisória sobre o tema.

update 12h14

Ibovespa: maiores quedas do dia até aqui

AtivoDia (%)Valor (R$)Variação (R$)NegóciosSemana (%)Abril (%)2024 (%)
SLC AgrícolaSLCE3-4,1318,80-0,816.847-2,74-4,95-0,11
CarrefourCRFB3-3,3312,50-0,433.582-6,72-8,290,40
BRFBRFS3-3,3216,32-0,564.4250,930,0018,18
Eletrobras ONELET3-3,3239,37-1,3512.714-4,12-5,59-7,21
Eletrobras PNELET6-3,1544,21-1,443.372-3,51-5,19-5,90
RaízenRAIZ4-3,053,18-0,107.664-4,79-10,17-20,73
YduqsYDUQ3-2,6415,88-0,433.962-4,62-12,31-29,17
update 12h11

Cury (CURY3) registrou dados operacionais notáveis no 1T24

A XP destaca que o banco de terrenos continua crescendo, com destaque para o Rio de Janeiro, o que pode suportar um ritmo mais forte de lançamentos à frente. A casa mantém a Cury (CURY3) como principal escolha no segmento de construção civil com um preço alvo de R$ 26/ação.

update 12h10

Banco Central informa terceira parcial PTAX com compra a R$ 5,0775 e venda a R$ 5,0781

update 12h10

Aneel está avaliando novo pedido do Ministério de Minas e Energia sobre falhas da Enel São Paulo, diz diretor-geral da agência reguladora

Medida provisória para redução de tarifas de energia visa resolver um problema de curto prazo de forma urgente, diz diretor.

update 12h08

Ações de Eletrobras (ELET3 ELET6) renovam mínimas, com -3,07% e -2,83%

update 12h06

Cury mostra maior força de vendas, mas ações operam em queda de mais de 1%

Itau BBA avalia prévia operacional como positiva e Bradesco BBI mantém recomendação.

update 12h03

Os dados das vendas do varejo em fevereiro corroboram a visão de que o forte número de janeiro não foi uma ocorrência pontual

O Itaú BBA avalia que os precatórios e o aumento do salário mínimo estão impactando positivamente as vendas no varejo. Pensando nisso, o banco crê que o 1º semestre de 2024 será mais forte do que se espera anteriormente, levando a um viés de alta na projeção de PIB para esse ano, atualmente em 2%.

update 11h57

Em derrota de Haddad, governo retira urgência do projeto de reoneração da folha

Na prática, movimento reduz as chances de aprovação do novo modelo de taxação da folha, que seria reonerada gradualmente se a proposta do governo fosse chancelada pelo Congresso.

update 11h54

Banco reforça previsão de crescimento de 2,2% em 2024

O BofA continua a esperar um crescimento do PIB acima das previsões de consenso. A redução das taxas de juros e melhores condições no mercado de crédito, num contexto de mercado de trabalho ainda resiliente, deverão estimular o consumo privado este ano, relata o banco.

update 11h51

Treasuries nos EUA operam mistos, com quedas nos vencimentos mais curtos e altas nos longos

Confira os vencimentos mais observados:

  • Título de 2 anos: -0,023 pp, a 4,946%
  • Título de 10 anos: +0,008 pp, a 4,568%
update 11h49

VIX: índice de volatilidade nos EUA sobe 2,59%, aos 16,21 pontos

update 11h48

Barkin diz que Fed ainda não está onde queremos em relação à inflação

Os últimos dados de inflação dos Estados Unidos mostram que o Federal Reserve “ainda não está onde queremos” em termos de ganhar confiança suficiente de que as pressões sobre os preços continuarão diminuindo, disse o presidente do Fed de Richmond, Thomas Barkin, nesta quinta-feira. Falando a jornalistas à margem de uma conferência do Conselho Nacional de Organizações Têxteis, Barkin afirmou que os números mais recentes “não aumentaram a minha confiança” de que as pressões sobre os preços estão desacelerando de forma mais ampla em toda a economia. (Reuters)

update 11h43

Cury (CURY3) reportou mais uma prévia operacional recorde do 1T24

O BofA aponta que os lançamentos da Cury (CURY3) no 1T24 foram surpreendentemente alto, mesmo com uma aceleração sazonal esperada (lançamentos mais fortes no 1º semestre). Eles representaram 38% dos lançamentos previstos para o ano, sugerindo espaço para potencial aumento nas estimativas, relata o banco. O BofA tem recomendação de compra, com preço-alvo de R$ 22/ação.

update 11h42

Dólar comercial sobe 0,22%, a R$ 5,088; na máxima, chegou a R$ 5,091

update 11h35

3R (RRRP3) e Enauta (ENAT3): Fusão deve trazer sinergias de quatro áreas diferentes: operacional, comercial, financeira/alocação de capital e fiscal

O BofA avalia que os campos offshore da nova companhia fruto da fusão da 3R (RRRP3) e Enauta (ENAT3) podem desfrutar de infraestrutura de apoio compartilhada. Além disso, espera-se uma redução nos custos por barril e maior poder de barganha com os fornecedores, relata o banco.

update 11h32

Após voltar para o positivo, Vale (VALE3) retorna para a queda; agora cai 0,16%, a R$ 61,50

update 11h30

Câmara antecipa gasto extra do governo de R$15 bi e amplia despesa de forma permanente

A Câmara dos Deputados aprovou na noite de quarta-feira projeto que altera o arcabouço fiscal para antecipar de maio para agora uma liberação de gasto extra de cerca de 15 bilhões de reais para 2024, incremento que eleva a despesa federal também nos próximos anos. A medida, inserida em projeto de lei complementar que permite cobranças do DPVAT (seguro obrigatório para condutores de veículos), autoriza o governo a abrir de imediato crédito para ampliar os gastos, evitando que eventuais perdas de receita até maio frustrassem esse plano. O texto seguiu para avaliação do Senado. A liberação, se confirmada, ocorrerá em meio a pressões por mais gastos em diversas áreas do governo, com demandas para reajustes salarial de servidores, investimentos e recomposição de verbas de órgãos, incluindo o Banco Central. (Reuters)

update 11h28

Ibovespa recua 0,77%, aos 127.069,43 pontos, nova mínima diária

update 11h25

Grandes bancos operam em queda, com exceção de SANB11, que sobe 0,26%; BBDC4 cai 0,90%, ITUB4 recua 0,52%, BBAS3 cai 0,05%

update 11h25

Santos Brasil (STBP3): Banco ainda vê escassez de informação sobre impacto de incorporação de área no Porto de Santos para contêineres

O Itaú BBA avalia que embora a notícia possa ser vista de forma negativa, crê que não terá qualquer impacto nos fundamentos. No momento, não há informações oficiais sobre o potencial aumento de capacidade ou um cronograma para implementação de terminal na nova área, e banco reforça que o dinamismo dos resultados da Santos Brasil (STBP3) não deverá ser impactado por esta notícia. O BBA tem recomendação outperform para a Santos Brasil, com preço-alvo de R$ 12,50/ação.

update 11h14

Mais uma mínima: Ibovespa cai 0,63%, aos 127.249,46 pontos

update 11h12

VXBR: índice de volatilidade na Bolsa brasileira tem queda de 0,24%, aos 16,46 pontos

update 11h10

Como a volta do seguro DPVAT vai impactar seu bolso? Tire suas dúvidas em 5 respostas

Seguro voltará a ser cobrado de todos os motoristas, apòs regulamentação que ainda está sob discussão.

update 11h09

Banco Central informa segunda parcial PTAX com compra a R$ 5,0828 e venda a R$ 5,0834

update 11h07

Ibovespa renova mínima, com -0,55%, aos 127.354,87 pontos

update 11h06

Ações de Vale (VALE3) viram para queda de 0,05%, a R$ 61,57, mínima do dia

update 11h05

Entre os principais índices em Nova York, apenas Nasdaq opera no azul, após todos abrirem com ganhos

  • Dow Jones: -0,34% (na abertura: +0,10%)
  • S&P 500: -0,09% (na abertura: +0,19%)
  • Nasdaq: +0,28% (na abertura: +0,34%)
update 11h02

Mais uma mínima: Ibovespa cai 0,51%, aos 127.400,52 pontos

update 10h58

Ibov renova mínima, com -0,48%, aos 127.438,90 pontos

update 10h53

Ações de Petrobras (PETR3 PETR4) ampliam quedas, com -0,34% e -0,58%

update 10h52

Demanda de cobre está melhorando, mas não é por causa da inteligência artificial

O Julius Baer afirma que embora o cenário cíclico mais positivo apoie a procura por cobre, ainda se vê a transição energética como o motor de crescimento mais forte do metal. Alguns têm apontado os centros de dados de inteligência artificial como outra fonte de procura do cobre, mas o banco se diz surpreso com impacto material no mercado com essa suposta demanda.

update 10h51

Ifix, índice de fundos imobiliários, sobe 0,02%, aos 3.419,10 pontos

update 10h45

É quase certo que o Fed manterá a taxa de juros inalterada na próxima reunião do Fomc em 1º de maio

O Julius Baer continua a acreditar que é possível um primeiro corte da taxa de juros no EUA em junho, mas as probabilidades estão diminuindo, especialmente se o deflator principal das despesas de consumo pessoal, a ser divulgado no final do mês, proporcionar uma perspectiva de inflação mais benigna.

update 10h43

Dólar comercial passa a subir 0,04%, a R$ 5,079

update 10h41

Ibov renova mínima, com -0,42%, aos 127.511,13 pontos

update 10h38

Itália convida Brasil e outros países para cúpula do G7 em junho

A Itália planeja convidar países da América do Sul e da África, incluindo Brasil, Argentina, Egito e Tunísia, para a cúpula dos líderes do G7 que sediará em meados de junho, informou uma fonte próxima ao assunto. O G7 inclui Estados Unidos, Reino Unido, Canadá, França, Alemanha, Itália e Japão. A cúpula dos líderes será realizada em Borgo Egnazia, um resort na região da Puglia, no sudeste da Itália, de 13 a 15 de junho. A fonte, que não quis ser identificada devido à sensibilidade do assunto, citou a Argélia e o Quênia entre outros países que receberão um convite, junto de representantes da União Africana. Índia e África do Sul também devem ser convidados, acrescentou a fonte. (Reuters)

update 10h38

China: preços ao consumidor voltam a baixar à medida que os efeitos do Ano Novo Lunar chinês desaparecem

Para o Julius Baer, a dinâmica dos preços deverá permanecer moderada, uma vez que a discrepância entre a expansão da atividade industrial e a procura interna moderada persiste, exercendo pressão descendente sobre os preços.

update 10h36

Ações de Petrobras recuam; PETR3 cai 0,02% e PETR4 recua 0,30%

update 10h31

Principais índices em Nova York abrem dia com leves altas

Investidores em Wall Street voltam a subir, após a frustração com os números de inflação ao consumidor em março, que vieram levemente acima do esperado. Nada como um dia após o outro: hoje os preços ao produtor desaceleraram alta, vindo abaixo do esperado. “Estou otimista de que estamos reequilibrando o mercado de trabalho e que reduziremos a inflação ao longo do tempo – para mim nenhuma dessas coisas mudou”, disse Jan Hatzius, economista-chefe do Goldman Sachs à CNBC. “No entanto, o que mudou foi o momento do ajuste do Fed, porque isso dependerá muito mais das notícias mensais sobre a inflação, que têm sido claramente decepcionantes”.

  • Dow Jones: +0,10%
  • S&P 500: +0,19%
  • Nasdaq: +0,34%
update 10h29

Ações de Eletrobras (ELET3 ELET6) renovam mínimas, com -1,50% e -1,34%

update 10h29

Ibovespa renova mínima, com -0,35%, aos 127.606,68 pontos

update 10h28

Chefe do FMI vê mais queda da inflação 2024, mas diz que ela ainda não foi totalmente derrotada

A inflação está diminuindo mais rápido do que o esperado, mas não foi totalmente derrotada, disse a chefe do FMI, Kristalina Georgieva, nesta quinta-feira, pedindo aos banqueiros centrais que calibrem cuidadosamente suas decisões sobre os cortes das taxas de juros de acordo com os dados recebidos. Georgieva disse que a inflação geral para as economias avançadas foi de 2,3% no último trimestre de 2023, abaixo dos 9,5% de apenas 18 meses atrás, e a tendência de queda deve continuar em 2024. Isso criaria as condições para que os bancos centrais das principais economias avançadas comecem a cortar os juros no segundo semestre do ano, embora o ritmo e o momento possam variar, disse ela em um evento organizado pelo think tank Atlantic Council. “Nessa reta final, é duplamente importante que os bancos centrais mantenham sua independência”, disse Georgieva, pedindo às autoridades que resistam aos pedidos de cortes antecipados nas taxas, quando necessário. (Reuters)

update 10h24

Embora as expectativas do mercado para 2024 ainda estejam longe da meta fiscal do governo, banco vê melhora lenta e gradual

O Bradesco BBI afirma que para a meta fiscal ser atingida, é importante que pelo menos parte das medidas originalmente introduzidas na Medida Provisória 1.202 (desoneração da folha) seja aprovada pelo Congresso; as receitas correntes mantenham o bom momento observado no 1T24, e que o governo faça algum esforço para controlar as despesas. O governo está em boa situação para atender a essas condições, relata o banco.

update 10h24

Ibovespa recua abaixo dos 128 mil pontos com peso do exterior

O Ibovespa começa o dia em queda de 0,19%, aos 127.815,33 pontos, em linha com as bolsas internacionais, enquanto investidores globais estão de olho na decisão sobre juros do BCE após dados de inflação dos EUA provocarem vendas generalizadas na véspera. Caem as ações de grandes bancos. Operam mistas as construtoras, companhias de celulose, educação, frigoríficas, petroleiras juniores, siderúrgicas e varejistas. Ações de Vale (VALE3) sobem e de Petrobras (PETR4) têm leve alta. Na cena nacional, Lula terá reunião pela manhã com diversos ministros, entre eles os da Casa Civil, Rui Costa; da Fazenda, Fernando Haddad; do Trabalho e Emprego, Luiz Marinho; e da Secretaria de Relações Institucionais, Alexandre Padilha. Também participam os presidentes do Banco do Brasil e da Caixa, além de secretários, entre outros. Na frente de dados, as vendas do comércio varejista do Brasil cresceram 1% em fevereiro, após a forte alta de 2,8% registrada em janeiro. Em Wall Street, índices futuros operam em baixa, dando continuidade ao movimento da véspera, com investidores à espera de novos dados de inflação. (Felipe Alves)

update 10h24

Ambev (ABEV3) começa dia com alta de 0,66%, a R$ 12,18, mesmo com analistas pessimistas

Resultados sem brilho e menos forte do que o esperado para a AmBev (ABEV3) no primeiro trimestre de 2024. Essa é a projeção de analistas brasileiros para os números da companhia, que serão divulgados em 8 de maio.

update 10h20

Petrobras passa a oscilar: -0,12% (PETR3) e +0,15% (PETR4)

update 10h19

Operadores da infraestrutura mistas nesta abertura: CCRO3, -0,29%; ECOR3, +0,38%; HBSA3, 0,00%

update 10h18

Siderúrgicas caem nesta manhã, com exceção de CSNA3, que sobe 0,42%: GGBR4, -0,48%; GOAU4, -0,47%; USIM5, -0,29%

update 10h17

Azul (AZUL4) vira para alta de 0,39%, a R$ 12,81

update 10h17

Varejistas nesta abertura: AMER3, 0,00%; ARZZ3, +0,28%; BHIA3, +1,88%; LREN3, +1,77%; MGLU3, +0,56%; PETZ3 e SOMA3, estáveis

update 10h15

Hapvida (HAPV3) começa sessão com alta de 0,25%, a R$ 3,95, máxima do dia

update 10h15

Supermercadistas abrem sessão com quedas, com exceção de PCAR3, que sobe 0,38%: ASAI3, -0,70%; CRFB3, -0,70%; GMAT3, -0,73%

update 10h14

Frigoríficos abrem sessão de forma mista: BEEF3, +0,46%; BRFS3, -0,36%; JBSS3, +0,13%; MRFG3, -0,29%

update 10h12

Entre as petro juniores abrem dia com quedas, com exceção de PRIO3, que sobe 0,10%: ENAT3, -0,50%; RECV3, -0,54%; RRRP3, -0,03%

update 10h10

Aéreas mistas nesta abertura: AZUL4 desce 0,47% e GOLL4 ganha 2,01%; EMBR3 tem menos 0,40%

update 10h09

Bancos começam sessão oscilando: BBAS3, 0,00%; BBDC4, -0,35%; ITUB4, -0,24%; SANB11, +0,44%

update 10h09

B3 (B3SA3) abre dia com alta de 0,33%, a R$ 12,00

update 10h08

Banco Central informa primeira parcial PTAX com compra a R$ 5,0668 e venda a R$ 5,0674

update 10h08

Ibovespa sai dos leilões com queda de 0,18%, aos 127.826,58 pontos

update 10h07

Vale (VALE3) começa sessão com alta de 0,39%, a R$ 61,84

update 10h06

Petrobras (PETR3 PETR4) abre dia operando próximo da estabilidade: +0,02% e +0,20%, respectivamente

update 10h04

Eletrobras (ELET3 ELET6) abrem dia com quedas de 0,47% e 0,61%, respectivamente

update 10h03

Ibovespa abre, preliminarmente, com queda de 0,04%, aos 128.006,92 pontos

update 9h56

Ibovespa futuro cai 0,30%, aos 127.925 pontos

update 9h53

Ibovespa: acendeu sinal de alerta

Depois dos dados divulgados de inflação nos EUA, os mercados como um todo inverteram a direção. Os Treasuries de 10 anos nos EUA marcaram máxima em 2024, negociando a 4,55%, o dólar virou para alta, fechando acima de R$ 5,07, e os mercados acionários em geral tiveram quedas acentuadas. O cenário para o Ibovespa segue travado dentro do intervalo entre 124.800 e 131.700 pontos sob o olhar de novas tendências, porém, com um viés mais para o lado negativo depois do último pregão, relata o Itaú BBA.

Fonte: Itaú BBA e Broadcast

update 9h51

Conab passa a prever queda de 8% na produção de grãos do país

update 9h46

Dólar comercial renova mínima, com -0,28%, a R$ 5,063

update 9h42

BCE coloca corte de juros firmemente na agenda

O Banco Central Europeu manteve os custos dos empréstimos em um pico recorde nesta quinta-feira conforme esperado, mas sinalizou que poderá cortar as taxas de juros em breve, mesmo com os investidores questionando cada vez mais se Fed seguirá o mesmo caminho. O BCE tem mantidas as taxas de juros desde setembro, mas há muito tempo sinalizou que os cortes estavam próximos, com as autoridades aguardando mais alguns indicadores salariais reconfortantes para acompanhar os números benignos da inflação antes de puxar o gatilho. “Se a avaliação atualizada do Conselho do BCE sobre as perspectivas de inflação, a dinâmica da inflação subjacente e a força da transmissão da política monetária aumentar ainda mais sua confiança de que a inflação está convergindo para a meta de forma sustentada, será apropriado reduzir o atual nível de restrição da política monetária”, disse o BCE. O BCE disse que as informações recebidas confirmaram, de modo geral, sua avaliação anterior da inflação, enquanto o crescimento dos salários estava se moderando e as empresas estavam absorvendo mais dos aumentos dos custos de mão de obra por meio de suas margens de lucro. (Reuters)

update 9h41

Allos (ALOS3): Banco vê história ascendente “muito interessante”

O Bradesco BBI cita ainda avaliação atraente em termos absolutos da Allos (ALOS3). Por outro lado, aponta vendas relativamente mais fracas em relação aos pares.

update 9h38

EUA: núcleo do PPI em março sobe 0,2%, em linha com a expectativa e abaixo dos 0,3% de fevereiro

Na base anual, o núcleo do PPI acumulou alta de 2,4%, acima dos 2,3% esperados e dos 2,1% de fevereiro.

update 9h37

Ibovespa futuro reduz queda para -0,31%, aos 127.905 pontos

update 9h35

Iguatemi (IGTI11): Banco vê perspectivas positivas de crescimento dos aluguéis no médio prazo

Além disso, o Bradesco BBI aponta desempenho positivo de vendas do Iguatemi (IGTI11). O banco também vê perspectivas de fusões e aquisições da operadora de shoppings, tanto do lado da venda quanto do lado da compra.

update 9h34

EUA: índice e preços ao produtor (PPI) em março sobe 0,2%, abaixo dos 0,3% esperados e dos 0,6% de fevereiro

Na base anual, o PPI acumulou alta de 2,1%, abaixo dos 2,2% esperados e acima dos 1,6% de fevereiro.

update 9h33

EUA: pedidos iniciais de seguro-desemprego esta semana ficaram em 211 mil, abaixo da expectativa de 216 mil

A leitura da semana anterior apontou 222 mil (revisada de 221 mil). A média das últimas quatro semanas ficou em 214,25 mil, enquanto a das quatro encerradas na semana passada ficou em 214,50 mil (revisada de 214,25 mil). Os pedidos contínuos estão em 1,817 milhão, acima dos 1,789 milhão da semana anterior (revisado de 1,791 milhão).

update 9h31

Investidor estrangeiro ingressa com R$ 430,0 milhões na B3 em 09/04

No mês, o saldo é negativo em R$ 984,7 milhões. Assim, no ano, o saldo líquido acumulado no mercado secundário está negativo em R$ 23,88 bilhões.

update 9h28

DIs: juros futuros abrem dia com altas por toda a curva

Dia (%)Taxa (%)Variação (pp)Semana (%)Abril (%)2024 (%)
DI1F251,0510,1250,1051,202,070,95
DI1F260,9310,2700,0952,043,746,87
DI1F270,8110,5950,0852,024,289,00
DI1F280,6910,9150,0751,964,359,86
DI1F290,6811,1300,0751,784,3110,53
DI1F310,6211,3800,0701,524,2110,92
DI1F320,6211,4300,0701,424,1011,08
DI1F330,6111,4700,0701,333,8910,61
DI1F340,6211,4500,0701,063,719,26
DI1F350,6111,5100,0701,233,8810,89
update 9h25

Multiplan (MULT3): Banco reitera escolha principal no segmento de shopping

O Bradesco BBI vê na Multiplan (MULT3) sólida qualidade de ganhos.

update 9h25

Preços dos combustíveis no Brasil aumentam defasagem em relação à paridade internacional, diz Abicom

Petrobras (PETR3;PETR4) anunciou há 174 dias alterações nos preços da gasolina. Sobre o diesel, a estatal determinou um reajuste há 107 dias. A Associação Brasileira dos Importadores de Combustíveis publica o estudo diariamente, de segunda a sexta.

  • Diesel A S10 (média nacional): -12%, ou -R$ 0,46 (ontem: -10% ou -R$ 0,38)
  • Gasolina A (média nacional): -19%, ou -R$ 0,66 (ontem: -18% ou -R$ 0,59)
update 9h25

ADRs PBRA e PBR da Petrobras avançam, respectivamente, 0,38%, a US$ 15,72, e 0,74%, a US$ 16,28 no pré-mercado

update 9h23

ADRs da Vale sobem 0,25%, a US$ 12,18, no pré-mercado

update 9h22

Ibovespa futuro amplia queda, com -0,61%, aos 127.520 pontos

update 9h22

BCE continuará a seguir uma abordagem dependente dos dados e reunião a reunião

update 9h20

BCE: futuras decisões assegurarão que as taxas diretoras permaneçam suficientemente restritivas durante o tempo que for necessário

“Se a avaliação atualizada das perspectivas de inflação, da dinâmica da inflação subjacente e da força da transmissão da política monetária reforçasse a confiança do Conselho do BCE de que a inflação está convergindo para o objetivo de forma sustentada, seria apropriado reduzir o atual nível de restrição da política monetária”, diz o comunicado.

update 9h20

BCE: as taxas de juro diretoras do BCE se encontram em níveis que contribuem substancialmente para o processo de desinflação em curso

update 9h19

BCE: condições de financiamento permanecem restritivas e os anteriores aumentos das taxas de juro continuam pesando sobre a procura, o que está ajudando a reduzir a inflação

“Contudo, as pressões internas sobre os preços são fortes e estão mantendo a inflação dos preços dos serviços elevada”, diz o comunicado.

update 9h18

BCE: a maioria das medidas da inflação subjacente está esfriando, o crescimento salarial regista uma moderação gradual e as empresas estão absorvendo, nos respectivos lucros, parte do aumento dos custos do trabalho

update 9h17

BCE: a inflação continuou a descer, impulsionada pela menor inflação dos preços dos produtos alimentares e dos bens

update 9h15

BCE decide manter taxa de juros inalterada em 4,50%, como esperado

A última vez que o Banco Central Europeu elevou sua taxa de juros principal foi na reunião de 14 de setembro de 2023, para os atuais 4,50%. A decisão de hoje é a quinta sem alterações.

update 9h13

Vulcabras (VULC3) deve continuar a apresentar um crescimento consistente no mercado interno, embora exista incerteza nas exportações internacionais

O Bradesco BBI relata que a administração da Vulcabras (VULC3) pretende permanecer diligente em relação às novas iniciativas, concentrando-se na manutenção das margens. O banco mantém visão positiva e recomendação outperform para a Vulcabras.

update 9h12

Dólar comercial passa para queda de 0,05%, a R$ 5,074

update 9h07

Mini-índice com vencimento em abril (WINJ24) começa dia com queda de 0,34%, aos 127.880 pontos

update 9h05

Minidólar com vencimento em maio (WDOK24) começa dia com alta de 0,17%, cotado a 5.087,00

update 9h04

Dólar comercial abre em alta de 0,04%, cotado a R$ 5,078 na compra e a R$ 5,079 na venda

update 9h02

Cury (CURY3) registrou recorde de lançamentos e vendas trimestrais no 1T24

O Bradesco BBI mantém recomendação outperform para a Cury (CURY3) pois vê a construtora como um dos melhores impulsos operacionais do setor e a melhor execução da classe.

update 9h01

Dólar futuro abre em alta de 0,16%, cotado aos 5.086,00 pontos

update 9h01

Ibovespa futuro abre em queda de 0,35%, cotado aos 127.850 pontos

update 9h01

Vendas no varejo crescem 1% em fevereiro, diz IBGE, dentro da projeção LSEG

Em fevereiro de 2024, o volume de vendas do comércio varejista cresceu 1,0%, frente a janeiro, na série com ajuste sazonal. No mês anterior, a alta havia sido de 2,8%. A média móvel trimestral variou 0,7% no trimestre encerrado em fevereiro.

update 8h58

Justiça suspende transferência de ações da Eldorado para a Paper Excellence

Papéis são referentes à participação da J&F que foi vendida para a empresa holandesa.

update 8h55

Arena Trader XP: Day Trade ao vivo com Renan Rossa, William Marques e Mauro Botto

update 8h52

Valendo centavos, Americanas quer agrupar AMER3 e aumentar capital em até R$ 41 bi

Grupamento de ações será na proporção de 100 ações ordinárias para 1 ação.

update 8h50

Crescimento do PIB do 1° tri da China deve desacelerar para 4,6%, mantendo pressão por mais estímulos

A economia da China provavelmente cresceu 4,6% no primeiro trimestre em relação ao mesmo período do ano anterior — o ritmo mais lento em um ano, apesar de sinais preliminares de estabilização, mostrou uma pesquisa da Reuters nesta quinta-feira, mantendo a pressão sobre as autoridades para que revelem mais medidas de estímulo. O Produto Interno Bruto (PIB) da segunda maior economia do mundo também deverá crescer a um ritmo moderado de 4,6% em 2024 em relação ao ano anterior, de acordo com a mediana das previsões de 86 economistas consultados pela Reuters, ficando aquém da meta oficial de cerca de 5,0%. Analistas estão prevendo uma taxa de crescimento ainda mais lenta para 2025, de 4,4%. (Reuters)

update 8h45

Confira o InfoMorning

update 8h45

Cury (CURY3): Números operacionais do 1T24 atendem às altas expectativas do mercado

O Itaú BBA afirma que os lançamentos e vendas ficaram em linha com as projeções. O banco aponta consistência nos resultados da Cury (CURY3). O banco tem recomendação outperform para a Cury, com preço-alvo de R$ 22/ação.

update 8h38

Sem brinde à Ambev (ABEV3): analistas projetam mais água no chope do balanço do 1T24

update 8h34

Índice EWZ tem leve alta de 0,03% na pré-abertura dos EUA

update 8h32

Dividendos em dólar: 12 ações que pagam bons proventos por a partir de US$ 26

Companhias americanas têm pagamentos consistentes de dividendos que permitem estratégia de renda passiva internacional.

update 8h31

Índice Dólar DXY sobe 0,04%, aos 105,29 pontos

update 8h30

Santos Brasil (STBP3) e Wilson Sons (PORT3): Banco rebaixa recomendação de ambas empresas de outperform para neutra

O Bradesco BBI afirma que tanto a Santos Brasil (STBP3) quando a Wilson Sons (PORT3) tem fundamentos sólidos, mas afirma que os ganhos não são “nada inspiradores”.

update 8h30

Day Trade Hoje: O que esperar dos minicontratos e do Ibovespa nesta quinta-feira

update 8h27

Natura (NTCO3) encerra listagem em NY

O conselho de administração da Natura &Co aprovou, nesta quarta-feira (10), o encerramento do programa de recibos de ações (ADRs, na sigla em inglês) da empresa negociados na bolsa de Nova York (Nyse).

update 8h24

Boa Safra (SOJA3) protocola oferta de ações

A Boa Safra protocolou perante a CVM pedido de registro de oferta pública de distribuição primária de, inicialmente, 11.494.250 ações ordinárias. Para fins de referência, caso o Preço por Ação fosse igual ao valor da cotação de fechamento de R$ 17,40, o montante total da oferta seria R$ 199.999.950,00, sem considerar as ações adicionais, e R$ 399.999.900,00, considerando a colocação da totalidade das ações adicionais.

update 8h21

Copel (CPLE6): Banco eleva preço-alvo de R$ 12 para R$ 13,30/ação e reitera recomendação outperform

O Itaú afirma que a elevação do preço-alvo da Copel (CPLE6) se baseia no aumento na curva de preços de energia desde a última atualização do banco e na inclusão do benefício fiscal de Juros sobre Capital Próprio.

update 8h20

Voa Brasil será lançado na próxima quarta-feira, 17, afirma Silvio Costa Junior

O ministro de Portos e Aeroportos, Silvio Costa Filho, publicou em suas redes sociais que o programa Voa Brasil será lançado oficialmente na próxima quarta-feira, 17. O programa prevê passagens áreas por até R$ 200 para aposentados do INSS e estudantes do Programa Universidade para Todos (Prouni) que não viajaram nos últimos 12 meses.

update 8h18

Minidólar (WDOK24) pode continuar em alta, com resistência nos 5.095,5 pontos

update 8h15

Musk diz que X recebeu questionamentos da Câmara dos EUA sobre ações no Brasil

A plataforma de mídia social X recebeu questionamentos da Câmara dos Deputados dos Estados Unidos “a respeito de ações tomadas no Brasil que violaram a lei brasileira”, disse Elon Musk na quarta-feira em um post no X. O X recebeu solicitações para que suspendesse as contas de “membros do Parlamento brasileiro e de muitos jornalistas”, disse Musk em outro post. Não foi possível entrar em contato imediatamente com a Câmara dos EUA para comentar o assunto. O X não respondeu imediatamente a um pedido de comentário da Reuters. A ação da Câmara dos EUA ocorre depois que o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes abriu um inquérito no domingo contra Musk por crimes de obstrução de Justiça, inclusive em organização criminosa, e incitação ao crime. (Reuters)

update 8h13

Barris de petróleo caem e minério de ferro tem alta de 1,2%

Os preços do petróleo operam com baixas, com preocupações acerca de um agravamento da crise no Oriente Médio, potencialmente envolvendo o Irã, o terceiro maior produtor de petróleo da OPEP. As cotações do minério de ferro na China fecharam em alta, à medida que dados fracos da China, principal consumidor, desencadearam esperanças renovadas de mais estímulos no segundo trimestre para sustentar sua economia. O minério de ferro de referência para maio, SZZFK4, na Bolsa de Cingapura subia 1,12%, para US$ 107,9 a tonelada.

  • Petróleo WTI, -0,67%, a US$ 85,63 o barril
  • Petróleo Brent, -0,60%, a US$ 89,94 o barril
  • Minério de ferro negociado na bolsa de Dalian teve alta de 1,29%, a 826 iuanes, o equivalente a US$ 114,14
update 8h12

Banco Mundial eleva projeção de crescimento do PIB brasileiro em 2024

O Banco Mundial melhorou novamente a sua projeção para a economia brasileira neste ano, mas ainda aponta desaceleração à frente. O organismo espera que o Produto Interno Bruto (PIB) do País cresça 1,7% em 2024, acima da sua última projeção, que apontava alta de 1,5%. No ano passado, a economia brasileira avançou 2,9%.

update 8h09

Fraqueza de preços ao consumidor da China e a deflação ao produtor apontam para mais estímulos

A inflação ao consumidor da China arrefeceu mais do que o esperado em março, enquanto a deflação dos preços ao produtor persistiu, mantendo a pressão sobre as autoridades para que adotem mais medidas de estímulo já que a demanda continua fraca. Os preços ao consumidor aumentaram 0,1% em março em relação ao ano anterior, segundo dados do Escritório Nacional de Estatísticas divulgados nesta quinta-feira, contra um aumento de 0,7% em fevereiro, que foi o primeiro avanço em seis meses, e expectativa de alta de 0,4% em pesquisa da Reuters. Na comparação mensal, os preços ao consumidor caíram 1,0%, arrefecendo em relação à alta de 1% em fevereiro e pior do que a queda de 0,5% prevista pelos economistas. (Reuters)

update 8h08

Mini-índice (WINJ24) opera com tendência de baixa e 1º suporte em 127.915 pontos

update 8h05

Bolsas da Europa caem com repercussão dos dados de inflação dos EUA

Os mercados europeus operam em queda, com investidores globais digerindo os últimos dados de inflação dos EUA, que foram mais positivos do que o esperado, e à espera da decisão de política monetária do BCE.

  • FTSE 100 (Reino Unido): -0,24%
  • DAX (Alemanha): -0,59%
  • CAC 40 (França): -0,15%
  • FTSE MIB (Itália): -0,81%
  • STOXX 600: -0,39%
update 8h03

Bolsas da Ásia fecham dia sem direção

Os mercados asiáticos fecharam mistos, com parte deles pressionados por temores de que os juros básicos dos EUA fiquem inalterados por mais tempo após dados da inflação americana superarem as expectativas. O CPI chinês, por outro lado, está em desaceleração. A taxa anual diminuiu para 0,1% em março, ante 0,7% em fevereiro, vindo abaixo do consenso de 0,4%. Já o índice de preços ao produtor (PPI, na sigla em inglês) registou uma queda de 2,8%, em linha com as expectativas.

  • Shanghai SE (China), +0,23%
  • Nikkei (Japão): -0,35%
  • Hang Seng Index (Hong Kong): -0,26%
  • Kospi (Coreia do Sul): +0,07%
  • ASX 200 (Austrália): -0,44%
update 8h01

Inflação ao produtor (PPI) anual da China cai em março pelo 18º mês seguido

A inflação ao consumidor (CPI) subiu 0,1% em termos anuais em março e mostrou queda de 1% na comparação com fevereiro; analistas esperavam uma queda de 0,4% no mês e uma alta de 0,4% na leitura anualizada.

update 8h01

EUA: índices futuros caem meio a temporada de resultados

A temporada de resultados americana continua nesta quinta-feira, com resultados da CarMax, Fastenal e Constellation Brands antes da abertura. Já os lucros dos grandes bancos JPMorgan, Wells Fargo e Citigroup serão divulgados na sexta-feira.

  • Dow Jones Futuro: -0,27%
  • S&P 500 Futuro: -0,28%
  • Nasdaq Futuro: -0,18%
update 8h00

Abertura de mercados

Os índices futuros dos EUA operam em baixa nesta quinta-feira (11), ampliando as perdas da véspera, quando o CPI acima do esperado reforçou as apostas de que o Fed deverá manter os juros elevados por mais tempo. A ata da última reunião do BC americano também mostrou que algumas autoridades continuam preocupadas com a trajetória da inflação em direção à meta. Hoje, o foco se volta para outro indicador de inflação, desta vez, o destaque é o índice de preços ao produtor (PPI). Na Europa, os mercados decisão de política monetária da Zona do Euro, com expectativa de manutenção em 4,5%. Logo após o anúncio do BCE, a presidente da instituição, Christine Lagarde, participa de coletiva de imprensa Por aqui, as vendas no varejo de fevereiro são destaque, com consenso LSEG prevendo baixa mensal de 1,0%, mas alta anual de 3,30%.

update 7h54

Principais índices em Nova York encerraram ontem com fortes quedas

Investidores em Wall Street foram surpreendidos com um relatório de inflação ao consumidor em março mais forte do que o esperado. “À medida que continuamos a ver vários relatórios consecutivos acima do esperado, torna-se mais difícil para o Fed defender o corte das taxas em breve”, disse à CNBC Chris Zaccarelli, diretor de investimentos da Independent Advisor Alliance. Embora os mercados tenham conseguido livrar-se dos dados de inflação elevados de janeiro e fevereiro, os sinais de inflação persistente estão à espreita, de acordo com Eric Diton, presidente e diretor-geral da The Wealth Alliance. “Este é um catalisador tão bom quanto qualquer outro. Não acho que este seja o fim do mercado altista. Mas acho que é uma desculpa para muitas pessoas que tiveram muitos ganhos colocarem alguns desses ganhos no bolso”, disse Diton.

Dia (%)Pontos
Dow Jones-1,0938.460,98
S&P 500-0,955.160,58
Nasdaq-0,8416.170,36
update 7h52

DIs: juros futuros encerraram sessão de ontem com amplas altas por toda a curva

Dia (%)Taxa (%)Variação (pp)NegóciosSemana (%)Abril (%)2024 (%)
DI1F250,8610,0200,085108.4050,151,01-0,10
DI1F262,2110,1750,22071.9971,092,785,88
DI1F272,3910,5100,24544.3931,203,448,13
DI1F282,3110,8400,24512.2931,263,639,11
DI1F292,1211,0550,23033.0221,103,619,78
DI1F311,8011,3100,20012.0440,893,5710,23
DI1F331,6911,4000,1906.8830,713,269,93
DI1F351,6911,4400,1901.8770,623,2510,21
update 7h50

Dólar comercial terminou ontem com forte alta de 1,41%

O dólar interrompeu uma sequência de duas quedas consistentes seguidas diante do real, em movimento semelhante ao da divisa norte-americana na comparação com as principais moedas do mundo, com o DXY em alta de 0,98%. O relatório de inflação ao consumidor em março nos EUA (CPI) subiu mais do que o esperado e pressionou a procura por dólares em todo o mundo.

  • Venda: R$ 5,077
  • Compra: R$ 5,077
  • Mínima: R$ 5,000
  • Máxima: R$ 5,085
update 7h48

Maiores baixas, altas e mais negociadas de ontem

Maiores baixas

AtivoDia (%)Valor (R$)Variação (R$)NegóciosSemana (%)Abril (%)2024 (%)
AzulAZUL4-6,9312,76-0,9516.774-1,54-2,15-20,30
PetzPETZ3-6,193,79-0,2518.974-4,05-12,87-4,05
CSN MineraçãoCMIN3-6,085,10-0,3321.6340,00-3,77-34,30
CVCCVCB3-5,382,46-0,1427.727-9,89-15,17-29,71
Lojas RennerLREN3-5,3216,37-0,9225.848-3,36-3,59-5,25
ArezzoARZZ3-5,0253,95-2,8519.182-4,65-16,06-16,40
CSNCSNA3-4,9714,35-0,7522.926-4,01-8,60-27,01

Maiores altas

AtivoDia (%)Valor (R$)Variação (R$)NegóciosSemana (%)Abril (%)2024 (%)
Petrobras ONPETR33,0241,001,2034.0665,027,115,18
Petrobras PNPETR42,2239,590,8683.3073,915,976,31
PetrorecôncavoRECV31,7022,170,3716.2655,32-5,862,07
EmbraerEMBR30,8932,840,2916.0441,42-1,4146,67
PRIOPRIO30,7050,190,3524.514-0,522,978,99

Mais negociadas

AtivoNegóciosDia (%)Valor (R$)Variação (R$)Semana (%)Abril (%)2024 (%)
Petrobras PNPETR483.3072,2239,590,863,915,976,31
B3B3SA350.960-3,4711,96-0,43-0,33-0,25-16,53
Itaú UnibancoITUB446.493-2,1132,86-0,710,40-5,100,68
ValeVALE344.341-1,5261,60-0,953,171,27-16,64
Magazine LuizaMGLU341.764-2,751,77-0,053,51-1,67-17,54
Bradesco PNBBDC439.832-2,1114,40-0,31-0,831,10-15,37
Petrobras ONPETR334.0663,0241,001,205,027,115,18
update 7h45

Ibovespa fechou ontem com queda de 1,41%, aos 128.053,74 pontos

  • Máxima: 129.871,64
  • Mínima: 127.731,77
  • Diferença para a abertura: -1.836,63 pontos
  • Volume: R$ 23,80 bilhões

Confira a evolução do IBOV durante a semana, mês e ano:

  • Segunda-feira (8): +1,63%
  • Terça-feira (9): +0,80%
  • Quarta-feira (10): -1,41%
  • Semana: +0,99%
  • Abril: -0,04%
  • 2T24: -0,04%
  • 2024: -4,57%

Acompanhe diariamente a cobertura sobre bolsa, dólar e juros a partir das 8 horas.

Sugestões, dúvidas e críticas entre em contato com o editor de Mercados Ao Vivo do InfoMoney: rodrigo.petry@infomoney.com.br.

IM Trader: notícias, análises, vídeos, podcasts e guias no novo canal do InfoMoney sobre Mercados.

Compartilhe