Guias de orçamento

Aprenda como controlar seu orçamento, planejar seus gastos e assumir o controle das finanças da família. Confira tudo isso nos Guias de Orçamento do InfoMoney.

Planejamento

Como fazer seu orçamento funcionar?
Estabelecer um mecanismo de controle de gastos não garante ue a sua vida financeira vai melhorar; é preciso refletir sobre os seus gastos.

Para onde vai seu dinheiro?
Não conhecer seu padrão de despesa impede um planejamento eficiente e pode levar ao desequilíbrio financeiro.

Dez razões para controlar seus gastos
Se você não recusa um cartão, compra por impulso, não tem ideia de quanto deve e não se interessa por dinheiro está na hora de rever seus hábitos.

Dívidas: o que pagar primeiro?
Sem dúvida o melhor é sempre pagar em dia; mas, quando isso não é possível, é preciso priorizar as dívidas para evitar problemas maiores em seu orçamento.

Como sair do vermelho?
Planejamento é a palavra de ordem; estabeleça uma escala de prioridades para começar a sair do vermelho desde já! Veja algumas dicas.

Por que é tão difícil poupar?
Para muitos, poupar é tão difícil quanto começar uma dieta, parar de fumar ou praticar exercícios. Isto independe do salário recebido, pois os gastos aumentam com o salário.

Enfrentando uma crise financeira? Veja o que não fazer
Por mais que não pareça, existe uma saída para a sua situação; basta você não se desesperar e fazer o esforço necessário.

Como assumir o controle de suas finanças?
Controle seus gastos e gaste menos do que recebe. Cuidado com os parcelamentos e crediários. Invista na sua educação financeira.

Cartão de Crédito

Por que vale a pena ter um cartão de crédito?
Além da opção de crédito, os cartões são importante meio de pagamento, que, usado conscientemente, facilita a gestão financeira das pessoas.

Quais os tipos de cartões que existem?
Existem basicamente quatro modelos de cartão: cartões nacionais, internacionais, gold e platinum, para cada um deles existem várias modalidades,

Cuidados a serem tomados antes de assinar o contrato
Para escolher o melhor cartão, você precisa estar ciente dos termos que são oferecidos. E, para isso, é preciso perguntar.

Quanto custa atrasar o pagamento da fatura?
Além da multa pro atraso, é preciso arcar com os juros sobre saldo financiado. Atrasos constantes podem levar o emissor a rever juros.

Quando os juros do cartão podem subir?
Desde que pervisto no contrato de adesão, operadora pode elevar juros por várias razões; daí a importância de ler o documento com muita atenção.

Como calcular a dívida do meu cartão?
Postergar a dívida no cartão é comum entre os consumidores, que acompanham o crescimento do débito em efeito bola de neve.

Erros a evitar no uso do cartão
Cartão já é o segundo meio de pagamento do País, mas muitos consumidores ainda cometem erros básicos que acabam comprometendo suas finanças.

Dicas de como quitar a dívida do seu cartão
A situação exige uma revisão completa de hábitos e corte significativo de gastos: mantenha só o essencial. Se mesmo assim não conseguir, tente renegociar.

Atenção na hora de cancelar o seu cartão!
Cancele o plástico depois de pagar todas as dívidas, para não correr o risco de receber faturas com valores remanescentes.

Consórcio

Como funcionam os consórcios?
Ideia é simples: através da união de um grupo de pessoas que efetuam contribuições mensais, é possível autofinanciar um objetivo de consumo comum.

Quais as vantagens dos consórcios?
Para quem não tem acesso a financiamento, consórcio pode ser uma opção vantajosa, mas é preciso avaliar com calma todos os pontos.

Quem é responsável pela fiscalização?
O Banco Central também fiscaliza captação e administração dos recursos, assim como a contemplação e a liberação da carta de crédito.

Como participar do sistema de consórcio?
É possível comprar cotas de um consórcio em formação ou de um consórcio em andamento; neste último caso, existem três alternativas distintas.

O que avaliar ao escolher um grupo de consórcio?
Apesar da vantagem de não ter que arcar com o pagamento de juros é preciso cuidado antes de entrar em um consórcio.

E, se eu quiser desistir?
Código do consorciado prevê direito à rescisão com restituição imediata em alguns casos; nos demais, é preciso transferir cota ou esperar até o final.

Atrasei a prestação e agora?
Participante deve evitar atraso a qualquer custo, já que estará sujeito à cobrança de juros e multa; oriente-se com a administradora sobre como agir.

Como é calculada a prestação?
Prestação é calculada como sendo a soma da contribuição ao fundo comum e ao fundo de reserva, da taxa de administração e do seguro.

Como posso ser contemplado?
Ela pode acontecer por sorteio ou lance. Neste, ganha quem fizer maior oferta, sendo que critérios devem ser definidos em contrato.

Para que serve o fundo de reserva e seguro?
Apesar disso, nenhum dos dois itens é obrigatório, só podendo ser cobrados na prestação se forem mencionados em contrato.

Antecipar pagamento vale a pena?
Pagamento antecipado e quitação devem estar previstos no contrato. Existem duas formas de antecipação: direta e inversa.

Como transferir as cotas?
“A exigência que, geralmente, as administradoras fazem é de que o novo titular apresente cadastro de bom pagador”, observa o vice-presidente da Abac.

Como usar o FGTS?
A ABAC recomenda que recursos sejam usados na compra e não para efetuar lance, pois assim é possível reduzir o gasto com taxa de administração.

Consórcio ou financiamento?
Comparando os custos dos consórcios com financiamentos.

Inflação

Como funcionam os índices de inflação?
Muita gente ainda tem dúvida em relação aos conceitos referentes à inflação e aos índices que medem a variação dos preços.

Qual o índice de inflação mais adequado para você?
Quantidade de indicadores e diferença na inflação medida ainda criam muita confusão na escolha do índice mais adequado.

Por que a inflação não reflete o seu custo de vida?
Índices de inflação medem a variação dos preços de uma amostra da população, que pode não ser a mesma em que você está incluído.

Preços administrados: como eles afetam a inflação?
Se referem aos preços que são insensíveis às condições de oferta e de demanda, pois são definidos por contrato ou um órgão público.

Como os juros afetam a inflação?
Uma alta nas taxas pode conter a inflação de demanda, ou seja, o aumento dos preços causado pelo excesso de consumo.

Na hora de planejar, não esqueça da inflação!
Ignorar a inflação pode fazê-lo subestimar o esforço necessário para alcançar uma meta, ou superestimar o tipo de renda que pode ter com um certo patrimônio.

Direitos do Consumidor

Como agir caso você precise de ajuda?
Consumidor deve se manter informado e tentar negociação antes de recorrer aos órgãos de defesa ou à própria justiça.

Centrais de Atendimento: será que elas funcionam?
Segundo o Idec, apenas 3% dos clientes nunca tiveram problemas com o atendimento prestado pelos SACs das empresas.

Multa por atraso não pode superar 2%
Mesmo que contrato preveja multa maior, o Código de Defesa do Consumidor impede este tipo de cobrança.

Prazo máximo de inclusão de um consumidor no cadastro de inadimplentes é 5 anos
Passado este tempo, o cadastro é excluído automaticamente, sem que o consumidor precise tomar nenhuma providência.

Contratos: cuidado antes de cancelá-los!
Consumidor deve sxigir que conste no contrato todas as condições para o seu cancelamento.

Cartão: atenção à cobrança indevida!
Em caso de dúvida, consulte a administradora, que pode ter que ressarcir em dobro a quantia cobrada indevidamente.

Consórcios: taxa de administração não pode ultrapassar 12%
O STJ também resolveu que o Código de Defesa do Consumidor poderá ser aplicado aos contratos de consórcio.

Contas: o que fazer quando a conta do celular está errada?
Entre em contato com a operadora e formalize o problema, a empresa tem cinco dias para responder a reclamação.

Dívidas: inadimplentes não podem ser pressionados
Utilizar ameaças, coações e constrangimentos acarreta detenção de 3 meses a 1 ano, além do pagamento de multa.

Seguros: contrato não pode ser cancelado sem aviso
Assunto tem gerado análise de Justiça, pois cláusula do contrato que prevê o cancelamento imediato fere o CDC.

Empréstimos, dívidas, inadimplência

Antes de levantar crédito, planeje-se!
Crédito é um produto como qualquer outro, sua contratação deve ser analisada da mesma forma com que você planeja a compra de um bem.

Quando vale a pena levantar crédito?
Nem sempre financiamento é sinônimo de inadimplência, ao contrário pode ser uma alternativa inteligente para aumentar seu patrimônio.

Você sabe exatamente o quanto deve?
Esse é o primeiro passo para ajudá-lo a sair do vermelho. Não tenha pressa: concentre-se em quebrar o ciclo vicioso que alimenta suas dívidas.

O que fazer se você não consegue renegociar?
Maioria das pessoas não deve porque quer, apesar disto enfrentam enormes dificuldades para renegociar suas dívidas.

Estabeleça uma estratégia de quitação da sua dívida!

Liste suas dívidas, estabeleça prioridades e avalie possibilidade de quitação antecipada; use recursos extras para amortização.

Por que as pessoas se atolam em dívidas?
Alguns ainda são financeiramente “analfabetos”, precisam se educar e rever hábitos de consumo para tomar controle das suas próprias finanças.

Seu nome está sujo? Saiba o que fazer!
Caso tenha sido incluído no cadastro é possível regularizar a situação pagando a dívida, alternativamente você pode esperar a exclusão automática.

Como saber para quem você está devendo?
O Código de Defesa do Consumidor, em seu parágrafo 2º, garante ao consumidor o direito de pedir esta informação aos órgãos de proteção ao crédito.

Paguei, mas meu nome continua sujo. O que fazer?
É de responsabilidade do credor pedir a exclusão do seu nome do cadastro de inadimplentes. O primeiro passo é procurá-lo.

Renegociei, mas não consigo manter o pagamento. Que risco corro?
Credor pode considerar quebra de novo contrato de forma que termos do contrato anterior voltariam a valer.

Finanças da Família

Vida a dois: antes de casar, reflita sobre a divisão dos bens!
Optar por divisão total, comunhão parcial ou comunhão total de bens é o primeiro passo da vida financeira a dois.

Acabou de casar? Reveja sua estratégia financeira!
Metas de poupança conjunta, revisão do seguro e contratação de plano de previdência são alguns ajustes que você deve efetuar na sua vida financeira.

Acordo pré-nupcial: quando vale a pena fazer um?
Documento não é útil somente para os ricos e famosos, já que serve, sobretudo, para proteger interesse dos cônjuges e outros beneficiários.

União estável: conheça os seus direitos
Do ponto de vista legal, união é vista da mesma forma que os casamentos sob regime parcial de bens.

Casais: sua relação é financeiramente saudável?
Uma relação deve ser baseada no companheirismo e na confiança; a capacidade de discutir as finanças do casal, em geral, é reflexo disso.

Dicas para uma separação financeiramente amigável!
Aborde a situação como uma negociação qualquer e lembre-se que uma condução transparente e organizada, em geral, garante uma conclusão favorável.

Bebê a caminho? Adapte-se, desde já, à mudança no seu orçamento!
Chegada de um filho requer certa dose de organização; por isso, procure programar o que for possível.

Mesada: boa forma de educar seu filho sobre dinheiro
Pais devem orientar a criança sobre o que fazer com o dinheiro, mas a opinião final deve ser dela; caso contrário, não aprenderá a tomar decisões.

Dicas de como falar sobre dinheiro com seus filhos
Renda, gastos e poupança são os conceitos mais importantes que uma criança deve aprender; porém, o seu exemplo como pai é fundamental,

Como criar filhos financeiramente responsáveis?
Não trate dinheiro como tabu; estimule a criança a tomar decisões e deixe-a cometer erros, mas dê bons exemplos.

Previdência: investindo no futuro do seu filho
Não se torture por deixar de comprar “aquele” presente que seu filho queria; a economia pode ser suficiente para começar a planejar o futuro dele.