Radar InfoMoney

Acordo na Omega e aquisição bilionária da Equatorial; Assaí, Grendene, Fleury e mais balanços em destaque

Confira os destaques do noticiário corporativo na sessão desta sexta-feira (29)

Por  Equipe InfoMoney -

O noticiário corporativo desta sexta-feira (29) tem como destaque os balanços de Petrobras (PETR4), Vale (VALE3), Suzano (SUZB3), Assaí (ASAI3) e Isa CTEEP (TRPL4).

A Equatorial (EQTL3) anunciou a compra da Echoenergia pelo valor de R$ 6,657 bilhões.

A Embraer (EMBR3), por sua vez, aprovou proposta de cisão parcial da subsidiária integral Yaborã Indústria Aeronáutica.

Confira os destaques:

Petrobras (PETR3;PETR4)

A Petrobras (PETR3; PETR4) registrou lucro líquido de R$ 31,142 bilhões no terceiro trimestre de 2021, revertendo prejuízo líquido de R$ 1,546 bilhão registrado entre julho e setembro de 2020.

Em relação ao segundo trimestre deste ano, quando a empresa lucrou R$ 42,855 bilhões, houve uma redução 27,3% no ganhos, informou a companhia nesta quinta-feira (28).

A projeção, de acordo com estimativa média dos analistas compilada pela Refinitiv, era de lucro de cerca de R$ 20 bilhões no terceiro trimestre deste ano.

A Petrobras também informou que o Supremo Tribunal Federal (STF) julgou inconstitucional a incidência do imposto de renda (IRPJ) e da contribuição social (CSLL) sobre os valores correspondentes à taxa Selic aplicada a indébitos tributários.

Nesse contexto, a companhia reconheceu nas demonstrações financeiras do terceiro trimestre de 2021 uma receita de IRPJ e CSLL no montante de R$ 4,8 bilhões.

O Conselho de Administração da estatal aprovou o pagamento de nova antecipação da remuneração aos acionistas relativa ao exercício de 2021, no valor total de R$ 31,8 bilhões (cerca de US$ 6 bilhões).

O valor é equivalente a R$ 2,437865 bruto por ação preferencial e ordinária em circulação.

Essa distribuição se soma aos R$ 31,6 bilhões anunciados em 4 de agosto de 2021, totalizando R$ 63,4 bilhões (cerca de US$ 12 bilhões) em antecipação aos acionistas relativa ao exercício de 2021.

O valor adicional será pago em dezembro, junto com a parcela já aprovada em 4 de agosto de 2021.

O valor a ser pago em dezembro será de R$ 42,4 bilhões, equivalente a R$ 3,250487 bruto por ação preferencial e ordinária em circulação, sendo: R$ 10,6 bilhões, equivalente a R$ 0,812622 bruto por ação preferencial e ordinária em circulação, aprovados em 4 de agosto de 2021 e R$ 31,8 bilhões, equivalente a R$ 2,437865 bruto por ação preferencial e ordinária em circulação, aprovados em 28 de outubro de 2021.

Vale (VALE3)

A mineradora Vale (VALE3) registrou lucro de US$ 3,886 bilhões no terceiro trimestre de 2021, informou a companhia nesta quinta-feira (28).

Esse valor representou uma alta de 33,6% ante o lucro de US$ 2,908 bilhões registrado no mesmo período do ano passado, enquanto houve uma queda de 48% ante o lucro de US$ 7,586 bilhões registrado no segundo trimestre de 2021.

A média dos analistas consultados pela Refinitiv estimava um lucro de US$ 6,293 bilhões no trimestre.

O lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações (Ebitda, na sigla em inglês) ajustado, por sua vez, foi de US$ 6,938 bilhões, ante projeção Refinitiv de US$ 9,187 bilhões.

A Vale distribuiu US$ 13,5 bilhões em dividendos a acionistas nos nove primeiros meses de 2021.

Além disso, a mineradora anunciou a aprovação de novo programa de recompra de ações diante da iminente conclusão do programa vigente, que teve cerca de 268 milhões das 270 milhões de ações recompradas até esta quinta-feira (28).

O novo programa de recompra será limitado a 200 milhões de ações ordinárias e seus respectivos ADRs, correspondentes até 4,1% do número total de ações em circulação, e será executado em um período de até 18 meses.

Usiminas (USIM5)

A Usiminas (USIM5) reportou lucro líquido de R$ 1,824 bilhão no terceiro trimestre de 2021 (3T21). O resultado representa um crescimento de 821% em relação ao mesmo período de 2020.

Nos nove primeiros meses de 2021 (9M21), o lucro líquido atingiu R$ 7,572 bilhões, revertendo prejuízo de R$ 621 milhões em igual etapa do ano passado.

A receita líquida somou R$ 9,026 bilhões no trimestre, alta de 106% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Já no acumulado do ano, a receita totalizou R$ 25,688 bilhões, aumento de 142% na comparação ano a ano.

Suzano (SUZB3)

A Suzano (SUZB3) registrou um prejuízo líquido de R$ 959 milhões no terceiro trimestre de 2021 (3TRI21). Um ano antes a companhia havia registrado prejuízo de R$ 1,15 bilhão.

De acordo com a empresa, o resultado reflete principalmente a variação positiva no resultado operacional e maior crédito de IR/CS, parcialmente compensados pela variação negativa no resultado financeiro.

O Conselho de Administração da Suzano (SUZB3) autorizou a realização de investimentos relacionados ao Projeto Cerrado, no valor de R$ 14,7 bilhões.

O projeto consiste na construção de uma nova planta de produção de celulose no município de Ribas do Rio Pardo (MS).

A Suzano informou que a planta terá capacidade nominal de 2,55 milhões de toneladas de produção de celulose de eucalipto ao ano.

Irani (RANI3)

A Irani Papel e Embalagem (RANI3) reportou lucro líquido de R$ 97,5 milhões no terceiro trimestre de 2021 (3T21). O resultado representa um crescimento de 281,9% em relação ao mesmo período de 2020.

Segundo a empresa, os principais impactos no lucro líquido deste trimestre foram relacionados ao crescimento da receita líquida e da margem bruta.

A receita líquida somou R$ 432,4 milhões no trimestre, alta de 65,5% em relação ao mesmo período do ano anterior.

O lucro antes do juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) ajustado cresceu 152,2% na comparação com igual etapa de 2020, totalizando R$ 140,1 milhões.

Isa CTEEP (TRPL4)

A Isa CTEEP (TRPL4), Companhia de Transmissão de Energia Elétrica Paulista, divulgou seu balanço referente ao terceiro trimestre de 2021 (3TRI21), com queda de 53,1% no lucro líquido, para R$ 188 milhões. Há um ano, o lucro aferido era de R$ 400,6 milhões.

O resultado veio com aumento da despesa financeira, com novas captações, especialmente de debêntures, e aumento de despesas com variações monetárias e encargos sobre empréstimos, com as altas do IPCA e CDI.

A elétrica aprovou a distribuição de dividendos no valor de R$ 348 milhões, equivalentes a R$ 0,52 por ação. As ações serão negociadas ex a partir de 4 de novembro.

A data de corte de pagamento é dia 03 de novembro de 2021. O pagamento será realizado até 17 de novembro de 2021.

Fleury (FLRY3)

O Fleury (FLRY3) apresentou lucro líquido ajustado de R$ 103,5 milhões no terceiro trimestre de 2021 (3TRI21), uma queda de 21,7% em relação ao mesmo período de 2020, quando havia reportado R$ 132,1 milhões.

Apesar da queda no trimestre, o lucro líquido da empresa cresceu em 2021 no comparativo dos primeiros nove meses, com o ano passado. E foi uma alta expressiva: 162,8%, para R$ 308,7 milhões.

O lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações (Ebitda) recorrente seguiu a mesma linha: queda no terceiro trimestre, alta no acumulado do ano; respectivamente, menos 7,1%, para R$ 300,7 milhões, e mais 54,9%, para R$ 835,4 milhões.

A companhia suspendeu guidance de abertura de unidades para o período de 2017 a 2021. Até agora foram inauguradas 55 unidades ou 75% do ponto inferior da projeção.

Grendene (GRND3)

A Grendene (GRND3) registrou lucro líquido de R$ 208,1 milhões no 3TRI, crescimento de 87,7% na comparação anual.

A companhia aprovou a antecipação da distribuição de dividendos no valor de R$ 134 milhões, equivalentes a R$ 0,15 por ação.

Assaí (ASAI3)

O Assaí (ASAI3) reportou lucro líquido de R$ 538 milhões no terceiro trimestre deste ano, um crescimento de 33,8%, em relação ao 3TRI20, quando obteve R$ 402 milhões.

No acumulado dos primeiros nove meses do ano, o avanço foi ainda maior: 54,1%, partindo de R$ 703 bilhões em 2020, e superando a marca de 1 bilhão de reais em 2021, com R$ 1,083 bilhão.

O lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) ajustado cresceu 35,8%, para R$ 973 milhões.

Alpargatas (ALPA4)

A Alpargatas (ALPA4) registrou lucro líquido atribuído aos controladores de R$ 156,32 milhões no 3TRI, crescimento de 29 vezes em um ano.

O Ebitda somou R$ 201 milhões no terceiro trimestre de 2021.

A empresa também anunciou que irá distribuir R$ 150 milhões em proventos para os acionistas. São R$ 136,98 milhões em dividendos e R$ 13 milhões em JCPs.

Vamos (VAMO3)

A Vamos (VAMO3) registrou lucro líquido de R$ 111 milhões no terceiro trimestre de 2021, elevação de 127% na comparação com mesmo período do ano passado.

Segundo a empresa, o trimestre se encerra com “recorde em todos os resultados operacionais e financeiros da companhia”.

“Aceleramos ainda mais nosso ritmo de crescimento nos diferentes segmentos de negócios, passando pela expansão da frota locada, aumento dos investimentos em novos contratos de locação, diversificação da nossa carteira de clientes, crescimento da receita líquida, lucro líquido e Ebitda”, ressalta uma das mais novas empresas a ser negociada na B3 (estreou em janeiro)

Equatorial (EQTL3)

A Equatorial (EQTL3) anunciou a compra da Echoenergia por R$ 6,657 bilhões.

Segundo comunicado, a operação faz parte da estratégia de crescimento da companhia e permitirá a ampliação da sua capacidade operacional através da geração de energia renovável, contribuindo para sua consolidação no setor elétrico brasileiro.

A Echoenergia possui aproximadamente 1,2GW de capacidade eólica, sendo 1,0GW já operacionais e 0,2GW em estágio de construção avançado, além de portfólio de projetos prontos para construir, os quais totalizam 1,1 GW de capacidade (10% eólico e 90% solar).

Embraer (EMBR3)

A Embraer (EMBR3) aprovou a cisão parcial da sua subsidiária, Yaborã Indústria Aeronáutica, a contar de 1º de janeiro de 2022.

Segundo comunicado, a cisão tem o intuito de que o negócio de aviação comercial volte a ser desenvolvido diretamente pela Embraer, resultando, assim, na redução de custos operacionais, sistêmicos, administrativos e tributários.

Por fim, a empresa informou que a operação ainda está sujeita à aprovação dos acionistas da Embraer.

Ômega (OMGE3)

A Ômega (OMGE3) aprovou a incorporação da totalidade das ações da Ômega Geração pela Ômega Energia.

Assim, a relação de substituição provê que os acionistas recebam 2,263 novas ações ordinárias da Ômega Energia para cada ação da companhia a ser incorporada.

Como resultado, após a combinação de negócios, a empresa representará 81,51% da Ômega Energia.

JBS (JBSS3)

A JBS (JBSS3) informou que os Cledorvino Belini e Francisco Turra foram eleitos membros do Conselho de Administração da companhia, com mandatos até a próxima Assembleia Geral.

Os eleitos suprem as renúncias de Wesley Mendonça Batista Filho e Aguinaldo Gomes Ramos Filho.

Smart Fit (SMFT3)

A Smart Fit (SMFT3) adquiriu participação de 10,92% no capital social da Sports World , por um montante de 77.350.000,00 Pesos Mexicanos.

Sabesp (SBSP3)

A Sabesp (SBSP3) aprovou a 29ª emissão de debêntures simples, não conversíveis em ações, em até 3 séries, no montante inicial de R$ 1,250 bilhão.

CCR (CCRO3) e Ecorodovias (ECOR3)

A CCR e a Ecorodovias se encontram nesta sexta-feira (29), às 14 horas, na Bolsa de Valores de São Paulo, para a disputa da rodovia Presidente Dutra.

Segundo o jornal Valor, a CCR chega como favorita, mas com a missão de tentar manter em seu portfólio um ativo com tráfego de veículos intenso e consolidado que ela administra há 25 anos.

Entre as maiores concessionárias nacionais, CCR e a Ecorodovias foram as únicas a entregarem propostas na última terça-feira.

A nova administração da rodovia deverá investir algo em torno de R$ 14,8 bilhões ao longo de 30 anos. Os custos operacionais foram estimados em aproximadamente R$ 11 bilhões.

A CCR ainda informou que RodoNorte irá recorrer de decisão do TCE- PR de proibir participação em licitações.

Eletrobras (ELET3;ELET6)

A Eletrobras (ELET6) pré-selecionou Bank of America, BTG Pactual, Goldman Sachs, ItaúBBA, XP Investimentos para coordenarem a estruturação da operação de follow on da companhia.

A estatal esclarece que o processo de contratação ainda está em andamento.

Odontoprev (ODPV3)

A Odontoprev (ODPV3) informou a conclusão do Programa de Recompra de Ações anunciado em março de 2021 e o início do novo programa.

Simpar (SIMH3)

O Conselho de Administração da Simpar aprovou os documentos finais da incorporação da totalidade das ações de emissão da CS Infra pela SIMPAR.

A Incorporação de Ações Será Submetida à aprovação dos acionistas minoritários da Simpar em assembleia geral extraordinária a ser realizada no dia 29 de novembro de 2021.

Quer aprender a investir em criptoativos de graça, de forma prática e inteligente? Nós preparamos uma aula gratuita com o passo a passo. Clique aqui para assistir

Compartilhe