Grendene (GRND3) tem lucro líquido de R$ 208 milhões no terceiro trimestre, alta de 87,7%

A receita líquida, incluindo mercado interno e exportações, cresceu 6,4%, para R$ 671 milhões

Equipe InfoMoney

Publicidade

A Grendene (GRND3) divulgou nesta quinta-feira (28) o balanço do terceiro trimestre de 2021 (3TRI21), com alta de 87,7% do lucro líquido, em relação ao mesmo período de 2020. A empresa encerrou o período com R$ 208,1 milhões, ante R$ 110,8 milhões doze meses atrás.

No acumulado do ano, a expansão foi ainda maior: 285%. O crescimento de quase quatro vezes, na comparação com os primeiros 9 meses de 2020, é representado por um lucro líquido de R$ 370 milhões.

O retorno das atividades comerciais normais, com o avanço da vacinação contra a covid-19, foi um dos motivos para o avanço significativo.

Treinamento Gratuito

Manual dos Dividendos

Descubra o passo a passo para viver de dividendos e ter uma renda mensal previsível, começando já nas próximas semanas

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

O lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações (Ebitda, na sigla em inglês), entretanto, mostrou queda de 4,9%, para R$ 140,6 milhões, em relação ao 3TRI20.

Já a receita líquida, incluindo mercado interno e exportações, cresceu 6,4%, para R$ 671 milhões no 3TRI21. O aumento no acumulado do ano, em comparação ao acumulado no mesmo período de 2020, foi de 46,5%, para R$ 1,552 bilhão.

“Após 19 meses, desde o início da pandemia no Brasil, o 3T21 se apresenta como o período mais próximo do que podemos chamar de um cenário de normalidade”, ressalta a Grendene (GRND3).

Continua depois da publicidade

A XP ressalta que os resultados estão em recuperação, marcados por volumes menores na comparação anual, mas compensados por uma receita bruta por par de sapato significativamente mais alta.

Dessa forma, a receita bruta consolidada atingiu o maior patamar para um terceiro trimestre na história da companhia. Ainda assim, a pressão de custos segue ditando o tom do resultado da empresa, com margens em queda na comparação anual: -50 pontos base de margem bruta, que ficou na casa dos 44,2%, e -240 pontos base de margem Ebit recorrente, chegando em 18,8%.

“Ainda assim, olhando para a frente, entendemos que a tendência de recuperação de receita bruta por par de sapato deveria ser mantida, sobretudo em função das vendas da marca Melissa. Além disso, uma melhora gradual no cenário macro, tanto do lado internacional quanto no Brasil, também deveria beneficiar o varejo como um todo, inclusive a Grendene”, apontam os analistas, que mantêm recomendação neutra para o papel GRND3, com um preço-alvo de R$ 10,70 por ação.

Quer aprender a investir em criptoativos de graça, de forma prática e inteligente? Nós preparamos uma aula gratuita com o passo a passo. Clique aqui para assistir