Balanço da mineradora

Vale (VALE3) tem lucro de US$ 3,886 bilhões no 3º trimestre de 2021, abaixo das estimativas

A média dos analistas consultados pela Refinitiv estimava um lucro de US$ 6,293 bilhões no trimestre

Por  Rodrigo Petry -

SÃO PAULO – A mineradora Vale (VALE3) registrou lucro de US$ 3,886 bilhões no terceiro trimestre de 2021, informou a companhia nesta quinta-feira (28). A média dos analistas consultados pela Refinitiv estimava um lucro de US$ 6,293 bilhões no trimestre.

Esse valor representou uma alta de 33,6% ante o lucro de US$ 2,908 bilhões registrado no mesmo período do ano passado, enquanto houve uma queda de 48% ante o lucro de US$ 7,586 bilhões registrado no segundo trimestre de 2021.

O lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações (Ebitda, na sigla em inglês) ajustado, por sua vez, foi de US$ 6,938 bilhões, ante projeção Refinitiv de US$ 9,187 bilhões.

Na comparação com o terceiro trimestre do ano passado, o Ebitda da Vale subiu 13,8%, mas recuou 37,1% frente o segundo trimestre.

Enquanto o Ebitda ajustado pro-forma, que exclui as despesas relativas a Brumadinho e à Covid-19, somou US$ 7,109 bilhões, alta de 14,2% no ano, mas retração de 36,7% ante segundo trimestre.

Apenas as despesas relativas a Brumadinho somaram US$ 161 milhões, ante US$ 185 milhões do 2º trimestre e US$ 114 milhões frente ao mesmo intervalo do ano passado.

De acordo com a empresa, o preço médio do minério de ferro de referência 62% Fe foi de US$ 163 no 3º trimestre, ante US$ 200 do 2º trimestre e de US$ 118 no mesmo período do ano passado.

Veja as principais variações no Ebitda proforma da Vale na comparação com o 2º trimestre

Balanço Vale terceiro trimestre

Conforme a empresa, os menores preços de venda de minerais ferrosos ocorreu principalmente pelo efeito composto da tendência de queda do preço dos finos de minério de ferro ao longo do trimestre.

Além disso, a Vale aponta como razão a dinâmica dos mecanismos de precificação, que leva em consideração a diferença entre os preços provisórios e finais, preços defasados e curvas futuras.

Adicionalmente, a empresa reportou uma menor receita dos subprodutos de níquel, que foi impactada pela paralisação dos funcionários em Sudbury.

No entanto, destaca a empresa, os maiores volumes de vendas no negócio de Minerais Ferrosos e Carvão compensaram parcialmente os efeitos adversos.

Receitas

A receita totalizou US$ 12,682 bilhões no período, ante estimativa de US$ 14,282 bilhões. Na comparação anual, houve alta de 17,8%, mas na trimestral recuou 23,9%.

Em termos de custos e outras despesas, a cifra somou US$ 6,288 bilhões, incremento de 17,5% no ano e recuo de 0,88% ante 2º trimestre.

Dívida e investimentos

A dívida líquida totalizou US$ 2,207 bilhões no 3º trimestre, cifra US$ 2,945 bilhões maior do que no segundo trimestre de 2021. Um ano antes, a dívida líquida somava US$ 6,095 bilhões.

Já os investimentos somaram US$ 1,248 bilhão, US$ 109 milhões acima maior que no trimestre imediatamente anterior, explicado pelo crescimento dos investimentos em projetos de extração e manutenção, “para aumentar o fator de segurança do projeto da barragem de Torto e maiores gastos no negócio de Carvão”.

Produção de minério

Em mensagem da administração, o CEO da Vale, Eduardo Bartolomeo, destacou que no terceiro trimestre a produção de minério de ferro foi próxima a 90 milhões de toneladas, “com um progresso significativo na retomada operacional do Complexo de Vargem Grande”.

“Continuamos a trabalhar para melhorar a confiabilidade operacional, especialmente no negócio de Metais Básicos. Nossa geração de caixa continua robusta, superando o último trimestre em 18%, um ritmo que permitiu o pagamento de dividendos históricos em 2021”, acrescentou.

Perspectivas mercado

No relatório que acompanha o balanço, a Vale trouxe as perspectivas para o mercado de atuação, citando que ao longo do 3º trimestre ocorreram cortes na produção de aço na China, que impactaram a demanda por minério de ferro.

Assim, os preços recuaram em relação aos níveis elevados alcançados ao longo do 2º trimestre. “Como resultado da menor demanda e fornecimento constante, os estoques de minério de ferro nos portos da China aumentaram a pressão sobre os preços do minério de ferro.”

Aço

Já a World Steel Association (WSA), destacou a Vale, em sua última perspectiva de curto prazo, prevê que a demanda de aço deve crescer 4,5% em 2021 e mais 2,2% em 2022, totalizando 1.896,4 Mt.

“Espera-se que outras regiões, exceto a China, fortaleçam sua recuperação após uma redução nos gargalos da cadeia de suprimentos, que a demanda continue reprimida e que a confiança dos consumidores e das empresas aumente”, acrescentou.

No entanto, o aumento da inflação e o lento progresso da vacinação nos países em desenvolvimento, além da desaceleração na China, aumentam o risco sobre a produção e potencialmente desaceleram o ímpeto recuperação econômica.

Recompra de ações da Vale

No mais, a Vale informou, em fato relevante, que o Conselho de Administração aprovou novo programa de recompra de ações, diante da iminente conclusão do programa vigente, que teve cerca de 268 milhões das 270 milhões de ações recompradas até agora.

Conforme a empresa, o novo programa de recompra será limitado a 200 milhões de ações ordinárias e seus respectivos ADRs, representando até 4,1% do número total de ações em circulação, com base na composição acionária atual, e será executado em um período de até 18 meses.

“Agora, anunciamos um novo programa de recompra, o que demonstra nossa confiança no potencial da Vale. Com a manutenção da nossa estratégia de “value over volume” e otimização de custos, continuaremos a criar e compartilhar valor com nossos acionistas”, declarou Bartolomeo.

Quer aprender a investir em criptoativos de graça, de forma prática e inteligente? Nós preparamos uma aula gratuita com o passo a passo. Clique aqui para assistir

Compartilhe