Ela ganhou na mega-sena. Feliz 2015!

Quantas vezes você já ganhou na mega-sena?

Importante: os comentários e opiniões contidos neste texto são responsabilidade do autor e não necessariamente refletem a opinião do InfoMoney ou de seus controladores

Eram os primeiros minutos de 2015, logo após a virada de ano e do show de fogos.

 

Ela pegou o celular para ver os números sorteados na mega-sena que prometia prêmio de R$ 263 milhões. Após alguns segundos, enquanto as pessoas da sala conversavam alegremente, ela disse: “Ah! Eu tinha certeza que ia ganhar!”  

Dos 6 números sorteados, ela acertou apenas 1.

Essa amiga que pude observar se decepcionando é uma menina querida e sonhadora. Não tem uma origem rica, mas é muito dedicada no trabalho. É leal às amigas que tem, um pouco tímida, e um olhar profundo, típico de um jovem que ainda tem muito a descobrir sobre si mesmo.

Ela não ganhou na mega-sena, nem você.  E sei bem que todos os dias pensamos no dinheiro que não ganhamos, no amor perfeito que não temos, nas coisas que ainda precisamos comprar.

A verdade é que, não importa o quanto ganhamos ou temos, o ser humano tem uma tendência ficar insatisfeito. Há até uma teoria, que se chama esteira hedônica, que explica que nosso nível de felicidade aumenta quando temos uma conquista, mas logo volta ao nível original, após poucas semanas.

Isso acontece inclusive com ganhadores de mega-senas, como comprovam alguns estudos. Uma pesquisa da Universidade Estadual de Illinois acompanhou ganhadores da loteria, comparando seus níveis felicidade após a conquista com pessoas que não haviam ganho e também com pessoas que haviam sofrido graves acidentes físicos, tornando-se paraplégicos ou tetraplégicos.

O estudo constatou que ganhar na loteria não cria uma felicidade duradoura, e que a euforia dura apenas poucos meses. Logo ocorre uma adaptação do estilo de vida, das expectativas. Se antes a pessoa se comparava com o vizinho que ganhava um salário médio, depois passava a se comparar com um milionário da revista. Se antes tinha prazer com um jantar num buffet do bairro, depois mal se contentava com um sushi em Paris. O nível de felicidade dos ganhadores de loteria não era maior do que o de pessoas que não haviam ganho, e ficava apenas um pouco acima do nível de felicidade das pessoas que haviam sofrido graves acidentes.

Qual a conclusão disso tudo? A mesma que os filósofos, psicólogos, psiquiatras e mestres espirituais nos dizem há milênios: a felicidade depende mais de nossa visão de mundo do que das coisas que eventualmente ganhamos.

Talvez a melhor forma de compreender isso seja com o exemplo desse famoso vídeo do Youtube.

Após passar por uma cirurgia, esse homem acordou com amnésia temporária, ainda perturbado pela anestesia. Ao ver sua esposa ao lado da cama, sem reconhecê-la, ele disse: “Você é a mulher mais linda que já vi”. Quando sua mulher o informou que eles eram casados, sua reação foi: “Você é minha mulher? Meu Deus! Há quanto tempo?” Ao fim da conversa ele ainda disse: “Somos mesmo casados? Eu te dei esse anel? Eu devia estar gostando muito de você”.

O que você pensaria de sua esposa, marido, namorado, namorada, mãe, pai, amigos se acordasse sem memória alguma? Será que conseguiria ver a beleza que já passa em branco por costume?

Está aí uma forma criativa de ficar feliz: amnésias temporárias. Será que precisamos disso para perceber as mega-senas que ganhamos todos os dias?

É claro que não precisamos, isso nem seria recomendável em termos médicos. Mas uma boa maneira de melhorarmos nossa visão de mundo é calibrando nosso pensamento. O que você já tem de bom? Imagine o quanto ficaria feliz se nascesse hoje, sem qualquer memória, e se deparasse com a família que tem, com os amigos que possui, com a sua capacidade de se mexer por aí, de trabalhar e gerar valor.

Para aquela menina que achou que tinha ganho na mega-sena, eu não desejaria fortuna. Afinal, como mostram os estudos, ela ficaria feliz por apenas alguns meses. Ao invés disso, desejaria que por um minuto ela pudesse ver a si mesma como eu a vi: uma menina especial e única, que a cada dia que acorda ganha na mega-sena.

Para 2015, é isso que desejamos a você. Que continue ganhando na mega-sena todos os dias.

Veja abaixo o vídeo do homem se reapaixonando pela própria esposa.

http://www.youtube.com/v/ppH00y5SC5U?version=3&hl=en_US

Wilson Marchionatti