Acha uma boa?

Blogueiro que ficou milionário antes dos 30 defende investimento em imóveis

Milionário antes do trinta anos e dono do blog Financial Samurai, Sam Dogen fala de investimentos, estratégias e crise

Por  Lys Silva

SÃO PAULO – Sam Dogen iniciou seu blog, o Financial Samurai, no auge da crise financeira norte-americana, em 2008, se tornou milionário antes dos 30 anos e hoje ajuda mais de um milhão de leitores por mês a alcançarem a tão sonhada liberdade financeira. Confira abaixo a entrevista concedida ao InfoMoney:

Você está investindo bem seu dinheiro? Faça o teste aqui

InfoMoney: Quando e como você percebeu que precisava de um controle financeiro melhor?
Sam Dogen: Após o primeiro mês de trabalho na Goldman Sachs em Nova York, eu sabia que precisava de um maior controle financeiro sobre a minha vida. Eu estava indo trabalhar às 5h30 e saindo depois das 19h30 todos os dias. Era um ambiente de trabalho duro em 1999 e eu sabia que não seria capaz de durar por muito tempo. Como resultado, eu guardei mais de 50% da minha renda a cada mês para que assim eu pudesse me preparar para minha eminente saída do mercado de trabalho em bancos de investimento.   

IM: Que tipo de investimentos chamam sua atenção?
SD: Eu tenho uma carteira muito diversificada de ações, títulos públicos, capital privado e imóveis. Porque eu trabalhava no departamento de ações, eu usei a maioria de minhas economias para investir em imóveis em San Francisco e Lake Tahoe. Eu gosto do mercado imobiliário porque é um ativo tangível que fornece utilidade. Eu vi muitas pessoas perderem muito dinheiro durante a bolha de 2000. Eu queria comprar algo que pudesse durar.

IM: Qual sua estratégia de investimento?
SD: Minha estratégia de investimento é tentar e bater a taxa livre de risco em duas ou três vezes a cada ano com 90% de meu patrimônio e aceitar apostas mais arriscadas com não mais do que 10% do meu patrimônio.

IM: Você tinha como objetivo se tornar um milionário?
SD:  Eu me tornei um milionário antes do meu aniversário de 30 anos, mesmo sem saber, graças a tática agressiva de economia, investimentos no mercado de ações e mercado imobiliário de San Francisco.

IM: Quando seu país passou pela última crise econômica, você pensou em desistir do mercado financeiro? Como você encarou os tempos de turbulência financeira?
SD: Quando os EUA estavam passando pela crise financeira em 2008-2010, eu decidi trabalhar ainda mais, guardar ainda mais dinheiro ainda mais e construir vários novos fluxos de receitas para garantir minha segurança financeira. Eu também comecei blog em meados de 2009 como uma forma de ajudar a lidar com todo o caos financeiro. É durante os períodos de crise, que novos negócios são formados. Hoje, o blog é meu trabalho em tempo integral.  

IM: O Brasil começou a sentir os reflexos de uma crise financeira. Você tem alguma dica para o investidor brasileiro atravessar esse período com menos sequelas?
SD:  É importante perceber que tudo funciona em ciclos. Nada bom ou ruim dura para sempre. É uma fase e durante os períodos difíceis, o custo de bens e de trabalho torna-se menos caros. Considere empreender ou correr algum risco com investimentos em imóveis em zonas nobres ou comprar ações de empresas blue chips com uma parcela de seu patrimônio líquido ou poupança. O custo de assumir riscos está menor já que, provavelmente, rendimento também está.

Outra coisa é que investidores brasileiros não têm que investir apenas no Brasil. Eles podem olhar para investimentos no exterior através de ETFs para ganhar exposição. Minha carteira de ações é 20% internacional, assim, invisto em regiões que acho interessantes como a Europa, bem como países como o Brasil e a China.

IM: Qual conselho você daria para as pessoas que não possuem um planejamento financeiro ou tem medo de investir?
SD: Educação é a chave para a liberdade financeira. Quanto mais tempo você gasta lendo sobre o mercado financeiro, mais confiante você vai se tornar. Uma vez que você se sentir mais confiante sobre planejamento financeiro, escreva o seu próprio plano financeiro e compartilhe com alguém que você confia. Identifique os vários segmentos que compõe sua renda líquida, comece a investir para a aposentadoria e certifique-se que a quantidade de dinheiro que você guardar todo mês doa um pouquinho.  Se o que você está poupando e investindo a cada mês não faz mal, então você não está poupando o suficiente!

 

Leia também:

Saiba quanto diversos bancos pagam a quem investe em CDB, LCI e LCA

Baixe um pacote de planilhas financeiras gratuitas

Descubra qual é a aplicação financeira de risco baixo mais rentável

Milhões de brasileiros investem errado em previdência; é o seu caso?

Imóvel é sempre bom negócio? Teste mostra que alugar é melhor

Seu carro facilmente lhe custa R$ 2.500 por mês. Duvida?

Qual é o melhor CDB: pré, pós ou indexado à inflação? Planilha mostra

Planeja investir no Tesouro Direto? Ebook gratuito mostra o caminho

Quer saber se você está investindo bem? Faça uma simulação

Quanto custa realizar cada um de seus sonhos? Descubra

Compartilhe