Radar InfoMoney

Oferta de ações do Soma, estreia da 3tentos na B3, união BK Brasil-Domino’s, dados de Azul e Gol, notícias de estatais e mais

Confira os destaques do noticiário corporativo na sessão desta segunda-feira (12)

Por  Equipe InfoMoney -

SÃO PAULO – O noticiário corporativo da volta do feriado na B3 deve contar principalmente com o ajuste dos ADRs após a alta do principal índice na última sexta-feira, com destaque para a alta de Vale e siderúrgicas (confira o desempenho dos papéis clicando aqui), ainda que as preocupações sobre a disseminação da variante delta do coronavírus sigam no radar dos investidores.

A sessão desta segunda-feira também conta com a estreia da 3tentos na B3, a repercussão da compra da operação brasileira da Domino’s pela BK Brasil, o Grupo Soma informando que fará uma oferta primária de ações que pode levantar R$ 750 milhões, além do noticiário de estatais na quinta à noite, entre outros destaques. Confira no que ficar de olho:

3tentos (TTEN3)

Nesta segunda-feira, os papéis da 3tentos fazem sua estreia na B3 com o ticker TTEN3, após a companhia do agronegócio levantar R$ 1,35 bilhão com o IPO, precificando as ações a R$ 12,25.

A 3tentos atua no gerenciamento de grãos, armazenagem, defensivos agrícolas, fertilizantes e gestão de produção. A empresa foi fundada em 1995 em Santa Bárbara do Sul (RS), começando na produção de sementes e depois expandindo seu escopo de atuação.

A companhia conta com 43 unidades e 2 parques industriais, distribuídos em 40 cidades, nas quais atende a 17 mil clientes.

BK Brasil (BKBR3

A BK Brasil, dona das marcas Burger King e Popeyes no Brasil, anunciou fusão com a rede de pizzaria Domino’s na noite de sexta-feira. Com esse passo, a companhia passará a operar 1,2 mil restaurantes no País.

A operação será feita por meio de uma troca de ações, sendo que os acionistas da DP Brasil, dona da Domino’s localmente, terão cerca de 16% do Burger King no Brasil, hoje avaliada em R$ 3,3 bilhões na B3.

Soma (SOMA3)

O Grupo Soma – dono das marcas Farm e Animale, que recentemente comprou o Grupo Hering, superando a Arezzo na disputa pelo ativo – informou que fará uma oferta primária de ações que pode levantar R$ 750 milhões, considerando o valor dos papéis da empresa no fechamento do pregão de quinta-feira, a R$ 16,30. A transação envolve 46 milhões de ações ordinárias a serem emitidas pela companhia e não há previsão de lotes adicionais.

A operação está sob a coordenação do Banco Itaú BBA, com participação de instituições como Bank of America Merrill Lynch, Banco BTG Pactual, Santander e XP Investimentos. Simultaneamente serão feitos esforços de colocação das ações no exterior.

Os recursos serão destinados à aquisição da Hering, realizada depois de uma negociação “relâmpago”, por R$ 5 bilhões.

O Grupo Soma é conhecido, principalmente, pelas marcas de alto valor agregado, voltadas à alta renda. Em entrevista ao Estadão/Broadcast, na semana passada, o presidente da empresa, Roberto Jatahy, afirmou que a intenção é repaginar completamente a Hering nos próximos meses.

Azul (AZUL4)

A Azul divulgou os dados preliminares de junho na noite da última sexta-feira. O tráfego doméstico de passageiros, medido pelo RPK, teve alta de 280,4% em relação a junho de 2020. O tráfego doméstico avançou 328,2% em junho, enquanto o tráfego internacional cresceu 21,2%.

A companhia destaca que recuperou 96,6% dos níveis de 2019, enquanto a capacidade doméstica (ASKs) recuperou 101%, resultando em uma taxa de ocupação de 79%.

“Nos últimos meses demonstramos na prática a força e singularidade do nosso modelo de negócio. Com os esforços contínuos para a vacinação no Brasil, a demanda doméstica já está nos níveis de 2019 e atingimos nosso recorde, voando para 120 destinos. Continuamos reconstruindo nossa malha, enquanto mantemos nossa expansão de margem e desenvolvemos nosso negócio de logística”, disse John Rodgerson, CEO da Azul.

Gol (GOLL4)

Já a Gol divulgou nesta segunda-feira uma atualização ao investidor sobre suas expectativas para o segundo trimestre de 2021.

A companhia estima Prejuízo Por Ação (LPA) e Prejuízo Por Ação Depositária Americana (LPADS) de aproximadamente R$ 3,25 e US$ 1,23, respectivamente. A margem Ebitda no segundo trimestre, excluindo despesas não operacionais e não
recorrentes, está estimada entre 16% e 18%, uma redução em relação à margem do trimestre findo em junho de 2020 (28%).

Já a receita unitária de passageiro (PRASK) para o segundo trimestre tende a ser menor em aproximadamente 17%, quando comparada ao mesmo período do ano passado. A Gol espera uma receita unitária (RASK) 33% inferior em relação ao 2T20. As vendas diárias encerraram o trimestre em torno de R$ 21 milhões, representando um aumento de 200% em relação ao final do 1T21. A taxa de ocupação da GOL, em 85%, continua eficientemente casando a oferta com a demanda.

Os custos unitários ex-combustíveis do trimestre, excluindo despesas não operacionais e não recorrentes, deverão reduzir aproximadamente 55% na base anual, principalmente devido ao número de ASKs quatro vezes maior e a apreciação de 1% do real.

A liquidez total ao final de junho de 2021 foi R$ 1,7 bilhão, composta por R$ 1,0 bilhão em caixa e aplicações financeiras e R$ 0,7 bilhão em recebíveis. Contemplando os valores financiáveis de depósitos, as fontes de liquidez da Gol totalizam aproximadamente R$ 3,7 bilhões. Isso é consistente com os patamares de liquidez ao longo da pandemia, afirmou a aérea.

A Gol ainda destacou que planeja aumentar sua capacidade no terceiro trimestre em aproximadamente 80% comparativamente ao segundo trimestre, antecipando uma demanda sazonal mais forte.

Ambipar (AMBP3)

O Bradesco BBI atualizou sua avaliação sobre a Ambipar, que classificou como “um dos poucos ativos” com verdadeira governança ambiental e social (ESG na sigla em inglês). Segundo o banco, a empresa, que passou pela sua oferta pública inicial de ações (IPO em inglês) faz um ano, começa a mostrar seu potencial de forte crescimento no Brasil, no resto da América Latina e nos Estados Unidos.

O banco diz que, desde o IPO, a empresa teve desempenho além de seu plano inicial, e está a caminho de superar sua guidance (conjunto de previsões e planos) para crescimento orgânico, e realizando movimentos de fusões e aquisições nos Estados Unidos. O banco destaca a compra da chilena Disal, que tem ativos também no Peru e no Paraguai, e que deve contribuir para dobrar o lucro Ebitda da unidade ambiental da Ambipar até o ano fiscal de 2022.

O banco tem preço-alvo para 2022 para a Ambipar, de R$ 63, alta de 44% frente o fechamento de quinta-feira, com recomendação outperform (desempenho acima da média do mercado).

Wiz (WIZS3)

O Itaú BBA reiniciou a cobertura de Wiz, gestora de canais de distribuição de seguros e produtos financeiros, com um preço-alvo de R$ 23 para a ação ao fim de 2021, o que representa um potencial upside de 33% em relação ao preço atual do papel.

“Na nossa visão, a  companhia vem passando por uma transformação salutar após o fim do contrato de exclusividade
com a Caixa, em fevereiro deste ano. Desde então, a Wiz passou a diversificar seus negócios, anunciando acordos comerciais e parcerias para atuar como corretora em outros balcões, sejam de bancos tradicionais ou digitais. Acreditamos que as recentes parcerias firmadas com Inter, BRB e BMG darão suporte a um bom crescimento dos negócios da companhia. Com os acordos, a Wiz passa a ser sócia desses bancos na operação de venda de seguros – o que naturalmente traz crescimento associado a uma maior exploração da base de cliente dessas instituições. Nessa frente, destacamos em especial a Inter
Seguros, em que a Wiz possui participação de 40% e que deve representar uma parte substancial do negócio da gestora nos próximos anos”, apontam os analistas.

A Wiz, na visão dos analistas, tem passado por uma mudança substancial; de uma companhia antes bastante concentrada nos negócios associados à Caixa para uma empresa de perfil diversificado no segmento de corretagem de seguros.

“Mesmo considerando a alta recente do papel, que subiu 121% neste ano, ainda vemos um bom retorno potencial para o investimento na companhia, que tem nossa recomendação de outperform (desempenho acima do mercado)”, apontam os analistas. Eles ressaltam que o cálculo do preço-alvo de R$ 23 por ação foi obtido por meio da metodologia de soma-das-partes nos principais negócios da empresa.

Petrobras (PETR3;PETR4)

A Petrobras informou na segunda-feira ter assinado com a empresa 3R Petroleum (RRRP3) contrato para a venda da totalidade de sua participação no campo de produção de Papa-Terra, localizado na Bacia de Campos.

O valor da venda é de US$ 105,6 milhões, sendo (a) US$ 6,0 milhões pagos na presente data; (b) US$ 9,6 milhões no fechamento da transação e (c) US$ 90,0 milhões em pagamentos contingentes previstos em contrato, relacionados a níveis de produção do ativo e preços futuros do petróleo. Os valores não consideram os ajustes devidos e o fechamento da transação está sujeito ao cumprimento de condições precedentes, tais como a aprovação pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

“Essa operação está alinhada à estratégia de otimização de portfólio e à melhoria de alocação do capital da companhia, passando a concentrar cada vez mais os seus recursos em ativos de classe mundial em águas profundas e ultra-profundas, onde a Petrobras tem demonstrado grande diferencial competitivo ao longo dos anos”, destacou a estatal.

O campo de Papa-Terra faz parte da concessão BC-20 e está localizado em lâmina d’água de 1.200 m. O campo iniciou sua operação em 2013 e sua produção média de óleo e gás em 2021, até junho, foi de 17,9 mil boe/dia, através de duas plataformas, P-61 do tipo TLWP (Tension Leg Wellhead Platform) e P-63 do tipo FPSO (Floating Production Storage and Offloading), onde é realizado o processamento de toda a produção. A Petrobras é a operadora do campo, com 62,5% de participação, em parceria com a Chevron, que detém os 37,5% restantes.

A Petrobras informa que assinou com a Pré-sal Petróleo S.A. (PPSA) o Acordo de Coparticipação de Itapu, que regulará a coexistência do Contrato de Cessão Onerosa e do Contrato de Partilha de Produção do Excedente da Cessão Onerosa para o campo de Itapu, no pré-sal da Bacia de Santos.

As negociações foram iniciadas logo após a licitação, ocorrida em 6 de novembro de 2019, em que a Petrobras adquiriu 100% dos direitos de exploração e produção do volume excedente da Cessão Onerosa do campo de Itapu. Em conjunto, Petrobras e PPSA definiram o Plano de Desenvolvimento do campo, estimativas de curva de produção e volumes recuperáveis.

Já na quinta à noite, a Petrobras comunicou que iniciou a etapa de divulgação do teaser para a venda, em conjunto com a Sonangol Hidrocarbonetos Brasil, da totalidade da participação de ambas as empresas no bloco exploratório terrestre POT-T-794, pertencente à concessão BT-POT-55A, localizada na Bacia Potiguar, no estado do Rio Grande do Norte. A Petrobras detém 70% de participação e a Sonangol é a operadora, com 30% de participação no bloco.

Hapvida (HAPV3) e Notre Dame (GNDI3)

O Itaú BBA comentou a confirmação pela Agência Nacional de Saúde (ANS) do reajuste negativo para planos de saúde individuais, de até 8,19% para o período de maio de 2021 a abril de 2022. O ajuste reflete a redução de gastos com assistência no setor em 2020 devido à pandemia de Covid, e deve resultar na redução de premiums para seguradoras de saúde, que não podem fazer ajustes maiores do que os definidos pela ANS. É a primeira vez que um reajuste negativo foi aplicado sobre planos de saúde individuais.

O reajuste foi pior do que a expectativa do mercado e as estimativas do Itaú, mas que já era parcialmente contabilizado pelo consenso de mercado. O banco diz que operadores menores e menos verticalizados devem ser especialmente afetados. E acredita que a ANS está mandando a mensagem correta, por estar seguindo sua metodologia. O banco espera que o próximo reajuste compense parcialmente o atual, levando em conta os papéis de Hapvida e Notre Dame.

Eletrobras (ELET3;ELET6)

Já o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) deu mais um passo para efetuar a privatização da Eletrobras em fevereiro do ano que vem. O banco de fomento, responsável pela estruturação do processo, publicou o contrato do consórcio que conduzirá a modelagem, além da estruturação financeira e relatório final do processo de desestatização. No mês passado, a Câmara dos Deputados aprovou a medida provisória que permite a saída da União do controle da empresa de energia elétrica.

Banco do Brasil(BBAS3)

O conselho de administração do Banco do Brasil, por sua vez, aprovou a adequação da sua estrutura organizacional com a extinção da unidade Negócios PF, MPE e Agro e de Negócios Varejo e Setor Público, além da criação da diretoria Comercial Alto Varejo.

Rede D’Or (RDOR3)

As aquisições também estiveram no radar: a  Rede D’Or anunciou a compra de 51% do Hospital Proncor, em Campo Grande, Mato Grosso do Sul. O valor de firma (firm value) para 100% do Proncor é de R$ 290 milhões; deste valor, será deduzido o endividamento líquido.

Confira mais destaques do noticiário corporativo do feriado clicando aqui. 

(com Reuters e Estadão Conteúdo)

Quer trabalhar como assessor de investimentos? Entre no setor que paga as melhores remunerações de 2021. Inscreva-se no curso gratuito “Carreira no Mercado Financeiro”.

 

Compartilhe