Bitcoin retoma os US$ 45 mil em semana decisiva para ETF

O regulador dos EUA tem até a quarta para decidir sobre a criação de um fundo de índice de BTC

Lucas Gabriel Marins

Bloomberg

Publicidade

O Bitcoin (BTC) ultrapassou os US$ 45 mil depois que vários possíveis emissores de ETFs (fundos de índice) com exposição direta à criptomoeda apresentaram formulários alterados para a SEC, equivalente à Comissão de Valores Mobiliários nos Estados Unidos, no que é visto pelos analistas como um impulso final para oferecer os produtos de investimento.

Por volta das 13h30 desta segunda-feira (8), a maior criptomoeda do mercado é negociada a US$ 45.049, com alta de +1,80%, segundo o agregador CoinMarketCap. Na semana, o BTC entrega ganhos de +5,10%. Em 12 meses, a criptomoeda valorizou +166%, puxada pelo otimismo com o ETF, que é inédito nos EUA e pode atrair US$ 100 bilhões com o tempo, segundo estimativas da Bloomberg Intelligence.

O regulador do mercado de capitais dos EUA tem até a quarta-feira (10) para aprovar ou não a solicitação feita pela Ark Invest, da gestora veterana Cathie Wood, mas especialistas acreditam que um lote de pedidos pode ser liberado ao mesmo tempo.

Treinamento Gratuito

Manual dos Dividendos

Descubra o passo a passo para viver de dividendos e ter uma renda mensal previsível, começando já nas próximas semanas

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

“O mercado ainda está subestimando seriamente o potencial impacto da aprovação de um ETF de Bitcoin”, disse Michael Anderson, cofundador da empresa de risco de criptos Framework Ventures.

Além da Ark, gestoras como BlackRock, Invesco, Fidelity e Hashdex tentam listar o fundo de índice de Bitcoin nos EUA. Na semana passada, vários emissores apresentaram ao regulador uma versão final de um formulário importante, chamado 19b-4, segundo fontes ouvidas pela Bloomberg.

No final de dezembro, alguns emissores também nomearam participantes autorizados – corretoras responsáveis por lidar com a criação e resgate de cestas de cotas para ETFs. Entre eles estão a Jane Street Capital, corretora que foi “berço” do fundador da FTX, e o JPMorgan.

Continua depois da publicidade

As demais criptos operam mistas na tarde desta segunda. O Ethereum (ETH) sobe +1,49% e o XRP (XRP) avança +0,50%. Por outro lado, a Cardano (ADA) registra queda de -1,40% e o BNB Chain (BNB) cai -1,32%.

Em Wall Street, os índices futuros dos EUA operam em baixa, com investidores atentos aos dados de inflação e aos lucros dos grandes bancos durante esta semana.

Dow Jones Futuro (EUA) opera em queda de -0,34%, S&P 500 Futuro (EUA) cai -0,11% e Nasdaq Futuro (EUA) encolhe -0,21%.

Confira o desempenho das principais criptomoedas às 8h:

CriptomoedaPreçoVariação nas últimas 24 horas
Bitcoin (BTC)US$ 44.107 +0,30%
Ethereum (ETH)US$ 2.222-0,70%
BNB Chain (BNB)US$ 299-2,70%
XRP (XRP)US$ 0,5563-1,90%
Cardano (ADA)US$ 0,492-5,60%

As criptomoedas com as maiores altas nas últimas 24 horas:

CriptomoedaPreçoVariação nas últimas 24 horas
Stacks (STX)US$ 1,82+16,30%
Injective (INJ)US$ 38,72+2,20%
VeChain (VET)US$ 0,02994+1,20%
Toncoin (TON)US$ 2,22+1,20%
WhiteBIT (WBT)US$ 6,08+1,00%

As criptomoedas com as maiores baixas nas últimas 24 horas:

CriptomoedaPreçoVariação nas últimas 24 horas
IOTA (IOTA)US$ 0,2356-11,70%
Celestia (TIA)US$ 13,34-10,50%
Axie Infinity (AXS)US$ 7,19-9,50%
SATS (Ordinals)US$ 0,0000005818-9,40%
Filecoin (FIL)US$ 5,41-9,00%


Confira como fecharam os ETFs de criptomoedas no último pregão:

ETFPreçoVariação
Hashdex NCI (HASH11)R$ 33,49-0,62%
Hashdex BTCN (BITH11)R$ 50,30-0,39%
Hashdex Ethereum (ETHE11)R$ 32,79-1,02%
Hashdex DeFi (DEFI11)R$ 24,62-7,54%
Hashdex Smart Contract Plataform FI (WEB311)R$ 27,30-6,15%
Hasdex Crypto Metaverse (META11)R$ 36,85 0,00%
QR Bitcoin (QBTC11)R$ 14,00-0,07%
QR Ether (QETH11)R$ 8,20-3,86%
QR DeFi (QDFI11)R$ 3,51-4,34%
Cripto20 EMPCI (CRPT11)R$ 9,26-3,44%
Investo NFTSCI (NFTS11)R$ 11,09-1,85%
Investo BLOKCI (BLOK11)R$ 162,75-5,87%

(Com informações da Bloomberg)

Lucas Gabriel Marins

Jornalista colaborador do InfoMoney