Governo chega a acordo com oposição para crédito suplementar e votação pode acontecer já nesta terça

A sessão da CMO está marcada para as 14h30 de hoje

Importante: os comentários e opiniões contidos neste texto são responsabilidade do autor e não necessariamente refletem a opinião do InfoMoney ou de seus controladores

O governo aceitou as condições para conseguir votar o Projeto de Lei Nacional 4, que abre crédito extraordinário para que o governo consiga cumprir com a regra de ouro e pagar serviços como aposentadorias, Bolsa Família e Benefício de Prestação Continuada (BPC).

O Planalto concordou com cinco itens:

– Cancelamento de uma portaria da Funasa de revisão de empenho;
– Minha Casa Minha Vida (com divergência sobre projeto à parte;
– Descontingenciamento de educação (de R$ 1 bilhão a R$ 5 bilhões);
– R$ 800 milhões de farmácia popular;
– Recursos para CNPq.

PUBLICIDADE

O acordo estabelecido com Centrão facilitará a votação do PLN 4 nesta semana no Congresso.

A equipe da XP Política conversou com integrantes da oposição no início da tarde de hoje e eles afirmam que esses termos permitirão a votação na CMO hoje. No plenário, porém, insistem que os partidos de esquerda manterão obstrução, de acordo com o que foi anunciado ontem (10) após a divulgação de conversas de Sergio Moro e da força tarefa da Lava Jato.

A sessão da CMO está marcada para as 14h30 de hoje. Há uma sessão do Congresso convocada para hoje às 14h, mas ela não deve acontecer enquanto for preciso votar o PLN na comissão.

Insira seu email abaixo e receba com exclusividade o Barômetro do Poder, um estudo mensal do InfoMoney com avaliações e projeções das principais casas de análise política do país:

XP Política