Números de fechamento

Ibovespa tem pior pontuação de fechamento do ano com impacto fiscal da PEC maior que o esperado

Com inflação maior, espaço fiscal da PEC dos Precatórios supera em R$ 14,5 bilhões a projeção inicial apresentada pela equipe econômica

Ações em queda (Crédito: Shutterstock)

SÃO PAULO – O Ibovespa vinha de uma semana difícil e parecia que ia recuperar parte do que perdeu nas sessões passadas, chegando a subir mais de 1% nesta segunda-feira (22). A Bolsa avançava no patamar dos 104 mil pontos, mas inverteu sinal com temores sobre a situação fiscal do país e não só amargou mais um dia de baixa, como teve a pior pontuação de fechamento em mais de um ano.

A mudança de comportamento do Ibovespa coincidiu com a fala de Esteves Colnago, secretário especial do Tesouro e Orçamento do Ministério da Economia. Na Comissão de Constituição e Justiça do Senado (CCJ), Conalgo afirmou que a a PEC dos Precatórios, na formatação atual, abre um espaço fiscal de R$ 106,1 bilhões no Orçamento de 2022.

O valor estimado supera em R$ 14,5 bilhões a projeção inicial apresentada pela pasta. A mudança se deve à correção nos parâmetros para a inflação estimada para o final do ano. Antes, a equipe econômica do governo esperava que o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) encerrasse 2021 em alta acumulada de 8,7%, agora são 9,6%.

“O mercado já considerava a projeção de inflação de 8,7% conservadora. Com a nova, nasceu o temor de que a inflação seja ainda maior, aumentando mais o valor da PEC e piorando a situação fiscal do país para além do que já estava precificado”, explica Leandro Vasconcellos, head da mesa de alocação da BRA.

O mercado já projeta inflação de dois dígitos para 2021. Os economistas elevaram mais uma vez suas projeções para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de 2021, revelou o Relatório Focus do Banco Central. De 9,77% na semana passada, agora a expectativa mediana para a inflação deste ano está em 10,12%. Para 2022, a previsão subiu de 4,79% para 4,96%.

Já em relação ao Produto Interno Bruto (PIB) as projeções foram reduzidas de expansão de 4,88% para 4,80% em 2021; para 2022, foram reduzidas de 0,93% para 0,70%. A semana reserva ainda a divulgação da prévia da inflação de novembro, com o IPCA-15, na quinta-feira.

O Ibovespa fechou em queda de 0,89% aos 102.122 pontos. O volume negociado no dia foi de R$ 26 bilhões. Foi a pior pontuação de fechamento do índice desde 6 de novembro do ano passado.

As ações da Vale (VALE3) tiveram a maior alta do dia, fechando com ganhos de mais de 5% diante do avanço no preço do minério de ferro. Já as ações das varejistas, foram novamente penalizadas pela escalada da inflação.

O Ibovespa futuro com vencimento em dezembro de 2021 recuou 1,18% aos 102.395 pontos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Leia mais: Morgan Stanley prevê Ibovespa aos 120 mil pontos no final de 2022

O dólar comercial fechou em queda a R$ 5,593 na compra e R$ 5,594 na venda. O dólar futuro com vencimento em dezembro fechou em queda de 0,5% a R$ 5,91.

No mercado de juros futuros, o DI para janeiro de 2023 avançou 28 pontos-base para 12,31%; DI para janeiro de 2025 subiu 24 pontos-base para 12,17%; e o DI para janeiro de 2027 teve alta de 17 pontos-base, a 12,01%.

Nos Estados Unidos, a semana está mais curta. As Bolsas americanas fecham na quinta-feira, em função do Dia de Ação de Graças, e na sexta-feira, na Black Friday, operam em horário reduzido.

A Bolsas tiveram reações mistas à decisão do presidente Joe Biden, que optou por manter Jerome Powell no cargo de presidente do Federal Reserve. Powell, que ocupa a cadeira desde 2018, terá um mandato de quatro anos, caso a indicação seja aprovada no Senado. De qualquer forma, ele deve permanecer como membro do Conselho de Governadores até janeiro de 2028.

Em Nova York, o Dow Jones fechou em alta de 0,05% a 35.619 pontos; o S&P 500 recuou 0,32%, a 4.682 pontos; o Nasdaq fechou em queda de 1,26% a 15.854 pontos.

Antes do feriado na quinta-feira, os investidores também devem repercutir a ata do Comitê de Mercado Aberto (FOMC, na sigla em inglês) do Banco Central americano. O documento poderá trazer mais detalhes sobre a atuação do Fed na redução do programa de compra de ativos.

Na Europa, as Bolsas foram pressionadas mais uma vez pelos novos lockdowns no continente. A chanceler alemã Angela Merkel sinalizou que medidas mais restritivas devem ser adotadas pela Alemanha, o que jogou as Bolsas para baixo. Mas o desempenho positivo visto mais cedo em Nova York ajudou a melhorar o humor dos investidores. O índice Stoxx 600, que reúne ações de 600 empresas em setores-chaves de 17 países europeus, fechou em ligeira queda de 0,13%.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O destaque positivo fica com o setor de telecomunicações, com as empresas do setor operando em alta depois que o fundo norte-americano KKR fez uma proposta de US$ 12 bilhões para assumir a Telecom Italia. As ações da empresa chegaram a disparar 30%.

Os preços do petróleo começaram o dia em baixa, mas inverteram sinal e ganharam fôlego. O barril do Brent avança 0,9% a US$ 79,60 e o do WTI sobe 0,96%, a US$ 76,67. O minério de ferro, por sua vez, teve uma disparada de preço após quedas recentes: na Bolsa chinesa de Dalian, as cotações fecharam em alta de mais 5%.

Ainda na Ásia, o Banco Central chinês emitiu nota informando que manterá uma política monetária “flexível e direcionada”, o que os analistas viram como uma mudança de postura que pode aliviar condições financeiras, para sustentar a retomada econômica.

CDB com 300% do CDI? XP antecipa Black Friday com rentabilidade diferenciada para novos clientes. Clique aqui para investir agora!