Estados Unidos

Joe Biden reconduzirá Jerome Powell ao cargo de presidente do Federal Reserve

Lael Brainard, que também era cotada para a vaga, fica com a vice-presidência do sistema americano de bancos centrais

SÃO PAULO – O presidente dos Estados Unidos Joe Biden optou por manter Jerome Powell no cargo de presidente do Federal Reserve, de acordo com anúncio feito pela Casa Branca através de nota à imprensa publicada na manhã desta segunda-feira (22).

Powell, que ocupa a cadeira desde 2018, terá agora mais um mandato de quatro anos, no caso de a indicação ser aprovada no Senado. De qualquer forma, ele deve permanecer como membro do Conselho de Governadores até janeiro de 2028.

“Embora ainda haja mais a ser feito, fizemos um progresso notável nos últimos 10 meses para fazer os americanos voltarem ao trabalho e para colocar nossa economia em movimento novamente. Esse sucesso é uma prova da agenda econômica que persegui e da ação decisiva que o Federal Reserve tomou sob a presidência de Jerome Powell”, afirmou o presidente Joe Biden.

Além disso, Biden exaltou os feitos de Lael Brainard, que também era cotada para assumir o cargo e que passará agora a ocupar a vice-presidência da instituição. Brainard é a única democrata no conselho do Federal Reserve.

“Não podemos simplesmente voltar para onde estávamos antes da pandemia, precisamos reconstruir nossa economia de forma melhor. Estou confiante de que o presidente Powell e a vice Brainard se concentrarão em manter a inflação baixa e os preços estáveis. Proporcionar pleno emprego tornará nossa economia mais forte do que nunca”, completou.

Decisão de novo diretor do Federal Reserve põe fim à espera do mercado

O mercado vinha aguardando a decisão do presidente Joe Biden com atenção. Jerome Powell, que foi reconduzido ao cargo, é visto como alguém mais conservador, ou hawkish, e possivelmente deve manter uma política mais austera, elevando de forma mais rápida as taxas de juros nos Estados Unidos.

Lael Brainard, sendo democrata, era vista como alguém que deixaria a economia mais solta e os juros mais baixos. Além disso, é conhecida por ter uma postura mais dura em relação aos grandes bancos.

Nos Estados Unidos, é tradição deixar os presidentes do Federal Reserve terem o segundo mandato, apesar de não haver leis definindo esta questão. Powell, porém, foi indicado pelo ex-presidente Donald Trump que optou por não seguir a linha de conduta de seus antecessores, retirando Janet Yellen no fim do seu primeiro mandato.

Biden sinalizou que também poderia romper a cultura dos dois mandatos ao entrevistar Brainard e Powell no dia quatro de novembro, mas acabou por interromper a transgressão.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Além disso, a indicação de Brainard, apesar de agradar os democratas, provavelmente encontraria dificuldades no Senado, onde as cadeiras estão dividas em 50 para um dos dois maiores partidos dos EUA, uma vez que alguns democratas possuem visões mais ortodoxas na economia.