5 assuntos

Futuros dos EUA caem com big techs, Hang Seng salta 4% com expectativa de mais apoio da China: os destaques do mercado hoje

A agenda de indicadores também está movimentada, com inflação nos EUA sendo monitorada de perto, além de dado de desemprego por aqui

Por  Equipe InfoMoney -

Os índices futuros de Nova York recuam na manhã desta sexta-feira (29), após os resultados trimestrais da Amazon e da Apple. Além dos balanços corporativos, investidores continuam preocupados com a desaceleração do crescimento global, o aumento da inflação e o aperto monetário do Federal Reserve.

Na quinta-feira, o Departamento de Comércio informou que o Produto Interno Bruto (PIB) dos EUA caiu inesperadamente  no primeiro trimestre em 1,4% em relação ao ano anterior, em comparação com o crescimento de 1% esperado pelos economistas consultados pela Dow Jones.

Contudo, a leitura preliminar do indicador mostra um quadro equivocado sobre a atividade econômica americana, apontaram os analistas. A queda foi ditada principalmente por um déficit comercial mais amplo e por uma desaceleração na acumulação de estoques empresariais em relação ao ritmo robusto do último trimestre do ano passado; juntos eles tiveram impacto negativo de cerca de 4 pontos percentuais no crescimento no trimestre. Por outro lado, os gastos com consumo pessoal, os investimentos em ativos fixos não residenciais e residenciais avançaram no primeiro trimestre.

Nesta sexta-feira, os investidores procurarão novos dados sobre o índice de preços de gastos com consumo (PCE, na sigla em inglês), que é o  principal indicador de inflação do Federal Reserve.

Já as bolsas asiáticas fecharam em alta, com destaque para alta de 4,01% do índice Hang Seng de Hong Kong. O aumento nos mercados da China ocorreu depois que a mídia estatal chinesa divulgou hoje detalhes de uma reunião do Politburo, onde autoridades prometeram mais apoio político para atingir a meta de crescimento econômico do país para o ano.

Enquanto isso, os investidores globais continuam monitorando a guerra na Ucrânia e suas implicações geopolíticas, depois que o presidente russo, Vladimir Putin, alertou o Ocidente sobre uma resposta “rápida como um relâmpago” aos países que intervêm na guerra.

A Rússia chocou a comunidade europeia ao interromper o fornecimento de gás à Polônia e à Bulgária na quarta-feira porque se recusaram a pagar o gás em rublos russos, como exigia Moscou.

Por aqui, o setor financeiro reage à Medida Provisória de ontem à noite, que elevou a CSLL dos bancos (de 20% para 21%) e das corretoras (de 15% para 16%). Em indicadores, destaque para a taxa de desemprego.

Confira mais destaques:

1. Bolsas Mundiais

Estados Unidos

Os índices futuros dos EUA operam em baixa nesta manhã, à medida que investidores digerem os resultados fracos da Amazon e perspectivas de queda da receita da Apple nos próximos trimestres.

O grande foco dos investidores na noite de quinta-feira estava na Amazon, cujas ações recuaram cerca de 9% depois de relatar um prejuízo surpreendente graças ao seu investimento na Rivian e emitir orientações de receita fracas para o segundo trimestre.

A Apple inicialmente teve um impulso após superar as projeções de lucros, mas caiu depois que o CFO Luca Maestri disse que as restrições da cadeia de suprimentos podem prejudicar a receita do terceiro trimestre. As ações caíram mais de 2% no after hours.

Veja o desempenho dos mercados futuros:

  • Dow Jones Futuro (EUA), -0,16%
  • S&P 500 Futuro (EUA), -0,50%
  • Nasdaq Futuro (EUA), -0,86%

Ásia

Os mercados asiáticos fecharam com ganhos, com as ações chinesas subindo na esperança de mais apoio político.

Autoridades chinesas disseram que o objetivo agora é equilibrar a contenção de surtos e o crescimento econômico. Isso sugere que o governo pode ajustar a política de ‘tolerância zero’ para permitir alguma flexibilidade.

A China vem lutando nas últimas semanas contra seu pior surto de Covid desde o choque inicial da pandemia no início de 2020, com preocupações em torno das perspectivas econômicas do país, já que as autoridades continuam com uma estratégia rígida de “zero-Covid”.

  • Shanghai SE (China), +2,41%
  • Nikkei (Japão), +1,75%
  • Hang Seng Index (Hong Kong), +4,01%
  • Kospi (Coreia do Sul), +1,03%

Europa

Os mercados europeus operam em alta, com as ações globais sendo impulsionadas pelos fortes lucros corporativos, mas caminham para terminar o mês no negativo.

Na frente de dados, a economia francesa estagnou no primeiro trimestre do ano, com a fraca demanda doméstica continuando, apesar do afrouxamento das restrições do Covid-19. A segunda maior economia da zona do euro permaneceu inalterada após um crescimento de 0,8% no último trimestre de 2021, com economistas em uma pesquisa do Wall Street Journal projetando uma expansão trimestral de 0,3%.

Atenção ainda para o dado de inflação na zona do euro, que atingiu um recorde pelo sexto mês consecutivo ao subir 7,5% em abril na comparação anual, de acordo com estimativas preliminares do escritório de estatísticas da Europa. Em março, o número foi de 7,4%.

  • FTSE 100 (Reino Unido), +0,34%
  • DAX (Alemanha), +1,27%
  • CAC 40 (França), +1,20%
  • FTSE MIB (Itália), +1,06%

Commodities

Os preços do petróleo viraram para o campo positivo, em meio aos bloqueios da Covid-19 na China pesando sobre as perspectivas para a demanda por petróleo, embora os temores de interrupção da oferta, já que as sanções ocidentais restringem as exportações de petróleo e produtos da Rússia sustentaram os preços.

Já o minério tem forte alta em Dalian em meio à reunião do Politburo presidida pelo presidente Xi Jinping, que sinalizou que a China adotará um pacote de políticas para ajudar as indústrias atingidas pela pandemia, intensificando às medidas para impulsionar a infraestrutura e apoiando o desenvolvimento saudável do mercado imobiliário.

  • Petróleo WTI, +0,68%, a US$ 106,08 o barril
  • Petróleo Brent, +1,09%, a US$ 108,76 o barril
  • Minério de ferro negociado na bolsa de Dalian teve alta de 4,19%, a 869,50 iuanes, o equivalente a US$ 131,95

Bitcoin

  • Bitcoin, -0,53% a US$ 39.439,32 (em relação à cotação de 24 horas atrás)

2. Agenda

Nos EUA, atenção para o índice de preços do PCE de março, com expectativa de alta mensal de 0,30% e alta anual de 5,30% para o núcleo da inflação. Por aqui, sai a pesquisa PNAD contínua.

Brasil

9h: Pesquisa PNAD contínua mensal de março, com projeção de taxa de desemprego a 11,4%

9h30: Investimento estrangeiro

9h30: Transações correntes

EUA

9h30: Índice de preços PCE de março, com expectativa do consenso Refinitiv de alta mensal de 0,30% e alta anual de 5,30% para o núcleo da inflação

10h45: PMI de Chicago

15h: Contagem de sondas Baker Hughes

3. Pacheco e Lira defendem sistema eleitoral

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), defendeu as urnas eletrônicas e o processo eleitoral, um dia após o presidente Bolsonaro (PL) ter novamente colocado dúvidas sobre o pleito e o voto eletrônico.

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), também defendeu o sistema eleitoral brasileiro e o classificou como “referência” em seu perfil no Twitter.

STF estuda encerrar inquérito das fake news para esfriar crise

Em meio às discussões nos bastidores do Supremo Tribunal Federal (STF) para a solução da crise com o Palácio do Planalto, vem ganhando corpo a proposta de encerrar o inquérito das fake news, aberto em 2019 e comandado pelo ministro Alexandre de Moraes, informa Malu Gaspar/O Globo. Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ) é um dos alvos do inquérito. O deputado federal Daniel Silveira (PTB-RJ) e o ex-deputado Roberto Jefferson (PTB-RJ), entre vários outros bolsonaristas, também foram investigados.

Congresso aprova projeto que facilita redução de preços dos combustíveis

O Congresso aprovou nesta quinta-feira (28) um Projeto de Lei do Congresso Nacional (PLN) que permite a redução de tributos sobre combustíveis sem necessidade de compensar a perda de arrecadação. Normalmente, sempre que um ente federativo aceita perder arrecadação (com redução ou isenção de tributos, por exemplo) é obrigado a indicar uma outra fonte de recursos para fazer a compensação. Com a aprovação desse projeto, essa indicação não será necessária.

Na prática, a medida facilita a redução de tributos de combustíveis, o que pode refletir em um preço menor da gasolina, do diesel e do gás de cozinha para a população.

Governo edita MP para elevar CSLL dos bancos de 20% para 21%

A Medida Provisória (MP) também eleva CSLL de instituições financeiras não bancárias de 15% para 16%. As novas alíquotas irão vigorar de agosto até o fim de 2022.

Bolsonaro amplia corte linear no IPI para 35%

O presidente Bolsonaro editou decreto para ampliar o corte linear nas alíquotas do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) de 25% para 35%, sob a justificativa de estimular a economia. Com a medida, o governo abre mão de R$ 15,2 bilhões em receitas de impostos em 2022.

Congresso aprova transferência de R$ 7,6 bi para estados e municípios

O Congresso aprovou nesta quinta-feira (28) um projeto de lei que abre um crédito especial de R$ 7,676 bilhões para transferência para estados e municípios. Os recursos são oriundos dos leilões dos  volumes excedentes da cessão onerosa da Petrobras em áreas do pré-sal. A proposta segue para sanção presidencial.

4. Covid

Na última quinta-feira (28), o Brasil registrou 124 mortes e 19.488 casos de covid-19 em 24h, segundo informações do consórcio de veículos de imprensa, às 20h.

A média móvel de mortes por Covid em 7 dias no Brasil ficou em 105, recuo de 6% em comparação com o patamar de 14 dias antes.

A média móvel de novos casos em sete dias foi de 12.754, o que representa baixa de 26% em relação ao patamar de 14 dias antes.

Chegou a 163.931.518 de pessoas totalmente imunizadas contra a Covid no Brasil, o equivalente a 76,31% da população.

O número de pessoas que tomaram ao menos a primeira dose de vacinas atingiu 177.173.608 pessoas, o que representa 82,47% da população.

A dose de reforço foi aplicada em 86.053.789 pessoas, ou 40,06% da população.

5. Radar Corporativo

Hypera (HYPE3)

A Hypera (HYPE3) registrou lucro líquido das operações continuadas de R$ 349,5 milhões no primeiro trimestre de 2022 (1T22), o que representa um crescimento de 13,6% em relação ao mesmo trimestre de 2021.

O lucro antes juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) das operações continuadas cresceu 39,7% no 1T22, totalizando R$ 505,7 milhões.

Multiplan (MULT3)

A Multiplan (MULT3) registrou lucro líquido de R$ 171,5 milhões no primeiro trimestre de 2022 (1T22), o que representa um crescimento de 270,5% em relação ao mesmo intervalo de 2021.

O lucro antes juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) ajustado cresceu 124,2% no 1T22, totalizando R$ 305,2 milhões.

Grendene (GRND3)

A Grendene (GRND3) registrou lucro líquido de R$ 125,5 milhões no primeiro trimestre de 2022 (1T22), o que representa uma redução de 2,9% em relação ao mesmo trimestre de 2021.

O lucro antes juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) ajustado cresceu 46,6% no 1T22, totalizando R$ 67,9 milhões.

Usiminas (USIM5)

A Usiminas aprovou distribuição de dividendos no valor de R$ 734,2 milhões, montante correspondente a R$ 0,571934991 por ação ordinária e R$ 0,629128490 por ação preferencial.

Leia mais:

Dividendos e JCP: Sabesp (SBSP3), Usiminas (USIM5) e mais empresas informam proventos

O pagamento será efetuado no dia 27 de junho de  2022 aos  acionistas titulares de ações de emissão da companhia na data base de 28 de abril de 2022.

Yduqs (YDUQ3)

A Yduqs aprovou o pagamento de dividendos no valor de R$ 37,5 milhões, cifra equivalente a aproximadamente R$ 0,12623991 por ação ordinária de emissão da companhia.

Terão direito ao dividendo os acionistas da companhia na data-base de 28 de abril de 2022.

O pagamento dos dividendos será realizado até o final do exercício social de 2022, de  acordo com forma e data a serem fixadas pela Diretoria.

Assaí (ASAI3)

Assaí aprovou a distribuição de dividendos no montante de R$ 168,4 milhões, equivalentes a R$ 0,125038407679398 por ação ordinária de emissão da companhia.

O pagamento será efetuado em 27 de junho de 2022, com base na posição acionária de 28 de abril de 2022.

Sabesp (SBSP3)

A Sabesp (SBSP3) aprovou o pagamento de juros sobre capital próprio (JCP) no valor de R$ 644 milhões.

O valor corresponde a R$ 0,94270 por ação ordinária, para a base de 28 de abril, e será pago em 27 de junho de 2022. As ações passam a ser negociadas “ex-juros” a partir de 29 de abril de 2022.

brMalls (BRML3) e Aliansce Sonae (ALSO3)

Atenção para a reunião do conselho de administração da brMalls nesta data respeito da proposta de combinação com a Aliansce Sonae.

Procurando uma boa oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje.

Compartilhe