Criptos hoje

Bitcoin fecha junho com queda de 37% e registra pior trimestre da história; manhã é de forte volatilidade

Criptomoeda caiu 57% no 2º tri, período marcado por temores de possível falência de empresas do setor em meio a um intenso processo de desalavancagem

Por  Paulo Alves, CoinDesk -

Além disso, o Conselho Europeu de Risco Sistêmico (ESRB ) passou a falar em uma possível ameaça do colapso das criptos aos sistemas financeiros tradicionais como uma “questão de urgência”. Também ontem, o o ex-desenvolvedor da criptomoeda anônima Monero (XMR), Ricardo “Fluffypony” Spagni, se rendeu às autoridades dos EUA e deve ser extraditado para a África do Sul.

Mineradores de Bitcoin também seguem em crise, passando a enfrentar chamadas de margem. Já na Cingapura, o banco central acusou o hedge fund Three Arrows Capital (3AC) de fornecer informações falsas. Nesta sexta-feira (1º), a Bloomberg informa que as exchanges de criptomoedas Blockchain.com e Deribit estão entre os credores que pressionaram pela liquidação do Three Arrows Capital.

“As manchetes negativas sobre criptomoedas não param e novas preocupações de que o ambiente regulatório será bastante severo daqui para frente realmente mantêm o sentimento pessimista”, aponta o analista sênior de mercado da Oanda, Edward Moya.

  • Assista: O que aconteceu com El Salvador após a queda do Bitcoin?

Confira o desempenho das principais criptomoedas às 7h05:

CriptomoedaPreçoVariação nas últimas 24 horas
Bitcoin (BTC)US$ 19.441,15+1,8%
Ethereum (ETH)US$ 1.066,02+3,8%
Binance Coin (BNB)US$ 221,83+6,3%
Cardano (ADA)US$ 0,454284+2,3%
XRP (XRP)US$ 0,316311+1,8%

As criptomoedas com as maiores altas nas últimas 24 horas:

CriptomoedaPreçoVariação nas últimas 24 horas
Arweave (AR)US$ 9,93+17,5%
Amp (AMP)US$ 0,00965687+14,9%
The Sandbox (SAND)US$ 1,12+14,5%
Basic Attention Token (BAT)US$ 0,402631+10,5%
Elrond (EGLD)US$ 51,33+9%

As criptomoedas com as maiores quedas nas últimas 24 horas:

CriptomoedaPreçoVariação nas últimas 24 horas
TerraClassicUSD (USTC)US$ 0,04350991-8,6%
1Inch (1INCH)US$ 0,673031-2,3%
Texos (XTZ)US$ 1,36-1,2%
Chain (XCN)US$ 0,086462-0,9%

Confira como fecharam os ETFs de criptomoedas no último pregão:

ETFPreçoVariação
Hashdex NCI (HASH11)R$ 16,27-7,6%
Hashdex BTCN (BITH11)R$ 23,60-6,12%
Hashdex Ethereum (ETHE11)R$ 16,00-6,92%
Hashdex DeFi (DEFI11)R$ 16,64-2,23%
Hashdex Smart Contract Plataform FI (WEB311)R$ 16,50-9,34%
QR Bitcoin (QBTC11)R$ 6,22-6,32%
QR Ether (QETH11)R$ 3,85-8,55%
QR DeFi (QDFI11)R$ 3,19-6,17%

Veja as principais notícias do mercado cripto desta sexta-feira (1º):

El Salvador volta às compras e adquire mais Bitcoin

El Salvador comprou 80 bitcoins a US$ 19 mil cada, disse o presidente Nayib Bukele na quinta-feira (30).

“Bitcoin é o futuro. Obrigado por vender barato”, twittou Bukele ao lado de capturas de tela de 40 compras feitas ontem que totalizaram US$ 1,52 milhão.

A última compra de Bitcoin de El Salvador havia sido em maio, segundo Bukele, quando o país centro-americano adquiriu 500 moedas por um total de US$ 15,3 milhões, ao preço de US$ 30.744 cada.

De acordo com dados da CoinDesk baseados nos anúncios de Bukele, El Salvador acumula perdas não realizadas de 55,03% em suas compras de BTC. De setembro até hoje, o país adquiriu 2.301 moedas por um total de US$ 103,9 milhões, mas seu portfólio atualmente vale US$ 46,6 milhões.

Celsius diz que está comprometida em preservar ativos de clientes

A plataforma de empréstimos cripto Celsius, que bloqueou saques de clientes em meados de julho, está explorando opções para “preservar e proteger ativos”, afirmou a empresas em comunicado divulgado ontem.

A Celsius afirma que está trabalhando “o mais rápido possível para estabilizar a liquidez e as operações”, e que vai “perseguir transações estratégicas”, além de “reestruturar seus passivos”.

“Essas explorações exaustivas são complexas e levam tempo, mas queremos que a comunidade saiba que nossas equipes estão trabalhando com especialistas de muitas disciplinas diferentes”, escreveu a Celsius.

Ontem, veio à tona que a exchange FTX desistiu de adquirir a Celsius após supostamente ter identificado um rombo de US$ 2 bilhões nas contas da empresa.

FTX deve selar compra da BlockFi por bagatela

A exchange de criptomoedas FTX está perto de assinar um acordo para comprar a plataforma de empréstimo de criptomoedas BlockFi por US$ 25 milhões, de acordo com uma pessoa familiarizada com o assunto. A notícia foi divulgada pela primeira vez pela CNBC.

Espera-se que o acordo seja assinado até o final desta semana, disse a fonte ao CoinDesk.

O CEO da BlockFi, Zac Prince, twittou na tarde de ontem: “Posso confirmar 100% que não estamos sendo vendidos por US$ 25 milhões. Encorajo todos a confiar apenas nos detalhes que você ouvir diretamente da BlockFi. Compartilharemos mais [com] você assim que pudermos.”

No início deste mês, a BlockFi deveria fechar uma rodada de investimento a uma avaliação de US$ 1 bilhão, já bem menos que os US$ 3 bilhões de valuation considerados em uma rodada em março do ano passado.

A FTX havia dado anteriormente uma linha de crédito de US$ 250 milhões à BlockFi. A empresa disse, em meados de junho, que estava cortando cerca de 20% de sua força de trabalho, ou cerca de 170 pessoas.

União Europeia avança com regulação de criptomoedas

A União Europeia (UE) fechou um acordo sobre uma legislação histórica para regular criptoativos e provedores de serviços nos 27 países membros do bloco.

Os formuladores de políticas, que representam a terceira maior economia do mundo, vêm estruturando há quase dois anos as novas regras, conhecidas como “Markets in Crypto Assets Regulation”, ou MiCA.

Até quinta-feira (30), o pacote estabelecia requisitos para que os emissores de criptomoedas publiquem uma espécie de manifesto técnico chamado “white paper”, para se registrarem junto às autoridades e manterem reservas adequadas no estilo de banco para stablecoins (criptomoedas de baixa volatilidade atreladas ao valor de outros ativos, como o euro).

O acordo legislativo na UE ocorre em um momento em que os legisladores dos EUA estão considerando criar suas próprias regras, principalmente para o mercado de stablecoins. Também acontece logo após as controversas medidas antilavagem de dinheiro que a UE concordou em impor aos provedores de serviços de criptomoeda na quarta-feira (29).

Paxful pagará R$ 1.300 para jovens aprenderem sobre Bitcoin no Brasil

A plataforma cripto Paxful, em parceria com a ONG Instituto Guetto, lançou no Brasil um programa de educação para ensinar jovens brasileiros a aprenderem sobre Bitcoin.

A iniciativa tem como foco o público mais vulnerável, com pouco ou nenhum acesso a serviços financeiros tradicionais.

Além de Bitcoin, a grade traz educação anti-racista, inglês e aulas optativas de análises de dados. Após a formação, os alunos serão encorajados a dar aulas à comunidade negra.

Na primeira turma, o projeto oferecerá 12 vagas e os selecionados receberão um incentivo de R$1.300. As aulas começam no início de agosto e terão duração de cinco semanas.

Até onde as criptomoedas vão chegar? Qual a melhor forma de comprá-las? Nós preparamos uma aula gratuita com o passo a passo. Clique aqui para assistir e receber a newsletter de criptoativos do InfoMoney

Compartilhe