Criptos hoje

Bitcoin cai mais de 3% e perde os US$ 39 mil; Ethereum fica abaixo de US$ 3 mil e altcoins têm fortes quedas

Mercado cripto recua com fim de prazo de Imposto de Renda nos EUA e preocupações com o cenário macroeconômico

Por  Rodrigo Tolotti, CoinDesk -

Após alguns dias de estabilidade, as criptomoedas começam a semana de volta do feriado em forte queda, refletindo preocupações dos investidores com o cenário macroeconômico e também o fim do prazo de declaração de imposto de renda nos Estados Unidos.

Na manhã desta segunda-feira (18) o Bitcoin (BTC) registra queda de quase 4% nas últimas 24 horas, abaixo de US$ 39 mil, enquanto o Ethereum (ETH) perde mais de 4,5%, próximo de perder o patamar de US$ 2.900.

Até onde as criptomoedas vão chegar? Qual a melhor forma de comprá-las? Nós preparamos uma aula gratuita com o passo a passo. Clique aqui para assistir e receber a newsletter de criptoativos do InfoMoney

Com o recuo, o Bitcoin atinge seus menores preços desde 15 de março, perdendo o suporte de US$ 40 mil, considerado importante por especialistas. A maior criptomoeda do mundo agora chega a perdas de 17% em três semanas, após ter atingido um pico de US$ 48 mil.

Para investidores dos EUA, o prazo para enviar declarações fiscais de 2021 termina nesta segunda e o cenário repete o que se viu no ano passado, quando os participantes do mercado venderam suas criptos durante a temporada de imposto de renda, entre 1º de janeiro e 15 de abril, segundo avaliação de David Duong, diretor de pesquisa institucional da Coinbase.

“As vendas relacionadas a impostos definitivamente desempenharam um papel nas últimas semanas”, disse à CoinDesk Jeff Anderson, CIO da empresa de negociação quantitativa e provedora de liquidez Folkvang Trading. “No entanto, é difícil dizer exatamente quanto da fraqueza foi devido ao prazo fiscal”.

Anderson acrescentou que “as pessoas estavam posicionadas para o fim da venda de impostos na segunda-feira e o [aumento contínuo] nos rendimentos acabou com isso”.

O rendimento do Tesouro de 10 anos dos EUA subiu para 2,88% nesta segunda, o nível mais alto desde dezembro de 2018. Os rendimentos dos títulos nominais e reais ou ajustados à inflação dos EUA estão em queda nas últimas semanas, graças à alta inflação e aos planos do Federal Reserve de fornecer aumentos rápidos das taxas de juros. Assim, os ativos de risco, incluindo ações de tecnologia e criptomoedas, estão sob pressão.

Leia também:

De acordo com George Liu, chefe de derivativos da Babel Finance, o fortalecimento da correlação do Bitcoin com as ações pode ser a razão mais dominante por trás da queda abaixo de US$ 40 mil.

“A questão tributária já é conhecida e antecipada nos mercados, então não vemos isso como um fator decisivo para a atual queda de preços”, disse Liu. “Basicamente, a correlação de curto prazo entre Bitcoin e ações dos EUA atingiu um novo pico”.

Além disso, dados técnicos mostram também que os traders de derivativos parecem estar se posicionando para uma queda mais prolongada do Bitcoin, segundo indicado pelas crescentes distorções de put-calls, que medem o custo de puts (opções de venda) em relação às calls (opções de compra).

A Glassnode também mostrou essa preocupação em relatório neste domingo. “A pressão de venda ressurgiu no mercado perpétuo à medida que as transações de oferta ultrapassaram o lado de venda”, disseram os analistas. “O número de contratos perpétuos com taxas de captação negativas aumentou, reforçando a pressão baixista”.

Uma taxa de financiamento negativa implica que os traders acreditam fortemente que o mercado está caindo e que estão pagando um custo para ficarem short.

A sessão é de queda generalizada no mercado, com as altcoins registrando perdas superiores ao Bitcoin, caso de Solana (SOL) e Cardano (ADA), que recuam mais de 6% cada, assim como ocorre com Dogecoin (DOGE) e Shiba Inu (SHIB).

  • Assista: Ethereum 2.0: o que esperar da atualização mais aguardada da história das criptomoedas

Confira o desempenho das principais criptomoedas às 7h15:

CriptomoedaPreçoVariação nas últimas 24 horas
Bitcoin (BTC)US$ 38.977,75-3,61%
Ethereum (ETH)US$ 2.907,91-4,50%
Binance Coin (BNB)US$ 401,06-3,25%
XRP (XRP)US$ 0,7374-5,62%
Solana (SOL)US$ 96,22-5,72%

As criptomoedas com as maiores altas nas últimas 24 horas:

CriptomoedaPreçoVariação nas últimas 24 horas
Decred (DCR)US$ 67,20+17,42%
Stacks (STX)US$ 1,22+4,51%
Unus Sed Leo (LEO)US$ 5,82+0,80%
Monero (XMR)US$ 239,22+0,56%
Audius (AUDIO)US$ 1,28+0,29%

As criptomoedas com as maiores quedas nas últimas 24 horas:

CriptomoedaPreçoVariação nas últimas 24 horas
Filecoin (FIL)US$ 18,88-10,75%
Zilliqa (ZIL)US$ 0,1018-10,58%
Waves (WAVES)US$ 19,02-10,24%
EOS (EOS)US$ 2,339-10,12%
Stepn (GMT)US$ 2,28-9,91%

Confira como fecharam os ETFs de criptomoedas no último pregão:

ETFPreçoVariação
Hashdex NCI (HASH11)R$ 34,35-3,07%
Hashdex BTCN (BITH11)R$ 45,30-1,73%
Hashdex Ethereum (ETHE11)R$ 41,85-2,71%
Hashdex DeFi (DEFI11)R$ 38,20-2,04%
Hashdex Smart Contract Plataform FI (WEB311)R$ 38,85-5,93%
QR Bitcoin (QBTC11)R$ 11,95-1,14%
QR Ether (QETH11)R$ 10,33-3,36%
QR DeFi (QDFI11)R$ 6,86-0,14%

Veja as principais notícias do mercado cripto desta segunda-feira (18):

Ataque rouba US$ 182 milhões do protocolo da stablecoin Beanstalk

O Beanstalk Farms, um protocolo de stablecoin baseado em Ethereum, sofreu um ataque de US$ 182 milhões no domingo.

O ataque foi sinalizado no Twitter pela empresa de segurança blockchain PeckShield, que disse que o invasor conseguiu pelo menos US$ 80 milhões em criptomoedas, embora as perdas sofridas pelo protocolo tenham sido muito maiores.

Com isso, o preço da stablecoin BEAN entrou em colapso, registrando perdas de mais de 80% nesta manhã e perdendo sua paridade com o dólar, valendo menos de US$ 0,20 por ativo.

Até onde as criptomoedas vão chegar? Qual a melhor forma de comprá-las? Nós preparamos uma aula gratuita com o passo a passo. Clique aqui para assistir e receber a newsletter de criptoativos do InfoMoney

Compartilhe