Radar InfoMoney

CCR (CCRO3) assina acordo com governo de SP; Hypera (HYPE3) conclui compra de marcas da Sanofi, empresas aprovam proventos e mais notícias

Confira os destaques do noticiário corporativo na sessão desta sexta-feira (1)

Por  Equipe InfoMoney -

O noticiário corporativo desta sexta-feira (01) destaca que Porto Seguro (PSSA3), Raízen (RAIZ4) e Telefônica (VIVT3) aprovaram a distribuição de proventos.

A Hypera (HYPE3) concluiu aquisição de 12 marcas de medicamentos da Sanofi no Brasil, México e Colômbia.

Já a CCR (CCRO3) informou que Autoban, SPVias e ViaOeste assinam aditivo definitivo com o governo de São Paulo.

A Petrobras (PETR3;PETR4), por sua vez, comunicou dois indicados de acionistas preferencialistas para conselho fiscal.

Confira os destaques:

CCR (CCRO3)

A CCR (CCRO3) comunicou que suas controladas indiretas AutoBAn, SPVias e ViaOeste fecharam acordo definitivo ao contrato de concessão com o Estado de São Paulo.

O acordo tem por objetivo estabelecer os valores finais de cada um dos desequilíbrios econômico financeiros dos contratos, disciplinar responsabilidades das partes, reconhecer o saldo remanescente de desequilíbrio em favor da AutoBAn e promover o reequilíbrio econômico-financeiro mediante prorrogação do prazo de vigência de concessão da AutoBAn em 3.911 dias, encerrando-se em dezembro de 2037.

Hypera (HYPE3)

A farmacêutica concluiu aquisição de 12 marcas de medicamentos da Sanofi no Brasil, México e Colômbia, por US$ 190 milhões.

Petrobras (PETR3;PETR4)

A estatal informou as indicações de Caio Ramalho e Gaspar Carreira Jr. para membro titular e membro suplente do conselho fiscal representado por acionistas preferencialistas da companhia. 

Ramalho é sócio da FaerOn Ventures e conselheiro fiscal titular da Ecorodovias (ECOR3) e do Grupo Mateus (GMAT3), cujos mandatos terminam em agosto, e tem 24 anos de experiência em investimentos e análise de negócios. Carreira Jr. é conselheiro fiscal suplente das mesmas empresas, também com mandatos a vencer em agosto.

Porto Seguro (PSSA3

O conselho de administração da seguradora aprovou a distribuição de dividendos e juros sobre capital próprio (JCP) no valor de R$ 684,1 milhões, correspondendo a R$ 1,05801876217 por ação.

O pagamento integral dos juros sobre o capital próprio será feito no dia 11 de abril de 2022. Já os dividendos serão creditados até o dia 30 de novembro de 2022.

Raízen (RAIZ4)

A Raízen aprovou a distribuição de juros sobre capital de próprio (JCP)  no  montante bruto de R$  0,02776058936 por ação, referente ao período compreendido entre 1º de janeiro de 2022 e 31 de março de 2022.

O JCP terá como base de cálculo a posição acionária de 5 de abril  de 2022. 

As ações serão negociadas “ex JCP” a partir do dia 06 de abril de 2022.

O pagamento do JCP ocorrerá em data a ser definida e divulgada pela Diretoria da companhia.

Telefônica (VIVT3)

A Telefônica (VIVT3) confirmou o pagamento de juros sobre o capital próprio (JCP) no valor bruto de R$ 0,14929120379 por ação.

O crédito dos JCP será realizado com base na posição acionária  do dia 31 de março de  2022.  Após esta data as ações serão consideradas “ex-juros”. O pagamento desse provento será realizado até 31 de julho de 2023.

Daycoval ([ativo=DAYC3]) 

O banco Daycoval aprovou o pagamento de juros sobre capital próprio no valor bruto total de R$ 71,7 milhões, correspondentes a R$ 0,03796 por ação.

Comgás (CGAS5)

O conselho de administração da companhia aprovou o pagamento de Juros Sobre o Capital Próprio, no valor bruto de R$ 15,7 milhões, sendo R$ 0,02204761 por 

A distribuição dos juros sobre capital próprio será efetuada de acordo com a posição acionária verificada em 05 de abril de 2022. A partir de 06 de abril de 2022 as ações da companhia serão negociadas “ex” juros sobre capital próprio.

O pagamento aos acionistas ocorrerá até o dia 31 de dezembro de 2022.

Ânima (ANIM3

A Ânima (ANIM3) concluiu acordo estratégico com DNA capital para aporte de R$ 1 bilhão na subsidiária Inspirali.

Camil (CAML3)

A companhia aprovou programa de recompra de até 10 milhões de ações.

Sanepar (SAPR11)

A agência reguladora Agepar recusou o pedido da empresa para atuar em mais 21 municípios.

Alupar (ALUP11)

A elétrica informou que a subsidiária Elte recebeu da Cetesb licença prévia de viabilidade socioambiental da Subestação Domênica Rangoni de 345/138 kV.

Dommo (DMMO3)

A Dommo (DMMO3) convocou assembleia geral extraordinária da companhia para o dia 29 de abril, às 11 horas, a fim de deliberar sobre a proposta de grupamento da totalidade das ações de emissão da companhia.

A proposta consiste no grupamento à razão de 2:1 da totalidade das ações, sem alteração do atual capital social.

Alphaville (AVLL3)

A Alphaville (AVLL3) registrou prejuízo líquido de R$ 120,6 milhões no quarto trimestre de 2021 (4T21), o que representa uma piora de 17,7% em relação ao mesmo trimestre de 2020.

O lucro antes juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) foi negativo em R$ 62,1 milhões no último trimestre do ano passado, contra resultado negativo de R$ 45,4 milhões.

Iguá Saneamento

A Iguá Saneamento reportou lucro bruto de R$ 104,3 milhões no quarto trimestre de 2021, crescimento de 34,6% na comparação anual.

A receita líquida somou R$ 314,7 milhões no 4T21, avanço de 64,7% em relação ao mesmo período de 2020.

Emccamp

A Emccamp registrou prejuízo líquido de R$ 21,8 milhões no quarto trimestre de 2021, revertendo lucro líquido de R$ 17,9 milhões no mesmo trimestre de 2020.

Tegra 

A Tegra Incorporadora reportou lucro líquido de R$ 47 milhões no quarto trimestre de 2021, contra lucro de R$ 60,5 milhões do mesmo período de 2020.

Procurando uma boa oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje.

Compartilhe