Queridinhos

Imóveis não são bom investimento para fazer agora, atesta economista

O investimento em imóveis é um dos preferidos do brasileiro, tradicionalmente

SÃO PAULO – O investimento em imóveis é um dos favoritos do brasileiro. Muitas pessoas acreditam, inclusive, que essa seria a única modalidade de investimento realmente segura, uma vez que “na pior das hipóteses, o investimento está lá, o tijolo está colocado”. “Mas de que vale um tijolo posto, um imóvel construído, sem que aquele ativo traga retorno?”, questiona o economista e assessor de investimentos da Atlas Invest Max Scatimburgo.

Você investe bem seu dinheiro? Faça o teste agora

O assessor de investimentos comenta que o setor imobiliário cresceu muito na última década, no entanto, não é possível saber até quando esse patamar será mantido. De acordo com os últimos levantamentos, os imóveis já apresentam queda real em seus preços em todas as grandes capitais brasileiras.

Max explica que, historicamente, o retorno de aluguel sobre o valor do imóvel é de 0,5% ao mês. No entanto, atualmente, é bastante fácil encontrar proprietários aceitando aluguel bastante abaixo disso.

“Para colocar em exemplo práticos, simulando um ‘mundo perfeito’, onde não há vacância ao imóvel e para os investimentos financeiros não há riscos de credito ou volatilidade (o que pode-se notar em produtos de renda fixa), para termos um retorno líquido de 1% ao mês, basta um retorno 85% do CDI (Certificado de Depósito Interbancário) em algum produto isento de IR como as LCI (Letras de Crédito Imobiliário) ou LCA (Letras de Crédito do Agronegócio)”, aponta o assessor de investimentos.

Contudo, Max explica que a economia é feita de ciclos. Há alguns anos, com a Selic abaixo dos 8% e a economia em crescimento, o cenário era diferente e muitos proprietários de imóveis tiveram excelentes retornos.

Porém, essa mesma crise pode trazer oportunidades para quem quer investir no setor, acredita Antonio Brown, sócio da XCare Investimentos. Brown aponta que muitas construtoras fazem, no momento, liquidações de seus imóveis, oferecendo descontos interessantes.

O assessor explica, contudo, que o dinheiro que pode ser usado para investir em imóveis não deve ser pensado para liquidez, uma vez que o mercado está devagar. Além disso, ele comenta a atual rentabilidade mais atrativa da renda fixa, no entanto, um imóvel comprado com valor abaixo do mercado também pode trazer rendimento interessante, na visão dele.

Fora isso, o investidor ainda contará com outras preocupações: observar as características do imóvel, procurar uma boa assessoria e lembrar todas as taxas e gastos que envolvem a aquisição de um imóvel, incluindo gastos com mobiliário e manutenção, por exemplo.

PUBLICIDADE

 

Leia também:

Baixe um pacote de planilhas financeiras gratuitas

Quer saber se você está investindo bem? Faça uma simulação

Descubra qual é a aplicação financeira de risco baixo mais rentável

Milhões de brasileiros investem errado em previdência; é o seu caso?

Imóvel é sempre bom negócio? Teste mostra que alugar é melhor

Seu carro facilmente lhe custa R$ 2.500 por mês. Duvida?

Qual é o melhor CDB: pré, pós ou indexado à inflação? Planilha mostra

Planeja investir no Tesouro Direto? Ebook gratuito mostra o caminho

Quanto custa realizar cada um de seus sonhos? Descubra

PUBLICIDADE