Radar InfoMoney

PetroRio (PRIO3) altera moeda funcional para dólar e S&P eleva rating da Marfrig (MRFG3); JCP da RD (RADL3) e mais notícias

Confira os destaques do noticiário corporativo na sessão desta quinta-feira (31)

Por  Equipe InfoMoney -

O noticiário corporativo desta quinta-feira (31) tem como destaque a distribuição de juros sobre capital próprio pela Raia Drogasil (RADL3).

Atenção ainda para a reta final da temporada de balanços. A Cruzeiro do Sul (CSED3) viu seu lucro líquido ajustado atingir R$ 39,9 milhões no quarto trimestre de 2021 (4T21), uma queda de 55,3% em relação aos R$ 89,3 milhões do 4T20.

A Ser Educacional (SEER3) ampliou a oferta de vagas de curso de medicina.

Enquanto isso, a PetroRio (PRIO3) alterou a moeda funcional de sua atividade para o dólar. Já  a S&P eleva nota de crédito global da Marfrig para BB+ após entrada no conselho da BRF. 

Confira os destaques:

Vibra Energia (VBBR3)

A Corte Especial do Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu, por maioria, que caberá à Justiça Federal, e não Estadual, analisar um recurso da União em um processo bilionário envolvendo o Grupo Forte e a antiga BR Distribuidora (hoje Vibra Energia S/A – VBBR3), que pode chegar a R$ 8 bilhões.

O processo envolve um suposto rompimento ilegal de contrato entre a BR Distribuidora e o Grupo Forte. Em 1998, as empresas firmaram contratos relacionados à emissão de debêntures para reestruturar o Grupo Forte. A Petrobras, no entanto, não concordou com os pontos do plano e o contrato, então, foi rescindido, o que fez com que o grupo ingressasse com uma ação para ressarcimento no Poder Judiciário.

Raia Drogasil (RADL3

O conselho de administração aprovou a distribuição de juros sobre capital próprio  no montante total bruto de R$ 66 milhões, correspondente a R$ 0,040054682 por ação.

O pagamento será feito até o dia 01 de dezembro de 2022, em data a ser  oportunamente fixada pela administração da companhia, com base na posição acionária do dia 04 de abril deste ano.

Eletrobras (ELET3;ELET6)

O conselho de administração da Eletropar vai propor a distribuição de R$ 20,7 milhões em dividendos na AGO agendada para 29 de abril de 2022.

Ambev (ABEV3)

A 2W Energia assinou contrato com Ambev (ABEV3) para fornecimento de energia elétrica renovável a cervejarias do Norte e Nordeste do Sistema Interligado Nacional.

PetroRio (PRIO3

A PetroRio anunciou nesta quarta-feira que vai alterar a moeda funcional usada para o dólar norte-americano, no lugar do real.

A medida foi definida “para representar mais fidedignamente os resultados e patrimônio da companhia, em conformidade ao ambiente econômico ao qual está inserida”, disse a empresa.

Marfrig (MRFG3)

A Marfrig informou nesta quarta-feira que teve sua nota de crédito elevada pela agência de classificação de risco Standard & Poor’s (S&P) de BB para BB+, na escala global.

“A nova classificação reflete a maior participação da Marfrig no conselho de administração da BRF, passando a influenciar o negócio”, disse a líder mundial em produção de hambúrgueres. Para o mercado local, a nota se manteve em brAAA.

A S&P apontou que, embora a participação de 33,25% da Marfrig na BRF siga inalterada e ambas as empresas sejam administradas separadamente, há potencial para sinergias comerciais. No longo prazo, a Marfrig poderá diversificar seu portfólio com produtos processados e proteínas diversas, incluindo suínos e aves da BRF, resultando em novas combinações.

“A agência destacou que o perfil de risco de negócios da Marfrig já é relativamente forte para sua categoria de rating, dado seu tamanho considerável nos Estados Unidos e na América do Sul, o que mitiga a volatilidade do atual ciclo de commodities”, disse o frigorífico.

A S&P também considerou os resultados financeiros da Marfrig reportados em 2021, e o menor índice de alavancagem da sua história — 1,51 vez em reais e 1,45 vez em dólar, medido pela relação entre a dívida líquida e Ebitda ajustado.

Ser Educacional (SEER3

A Ser Educacional (SEER3) informou que o Ministério da Educação (MEC) aprovou 48 novas vagas do curso de Medicina, ofertado pela UNESC Vilhena, mantida pela Sociedade Educacional de Rondônia, que com isso passou de uma oferta de 50 vagas anuais para 98 vagas anuais.

Com a aprovação do MEC para o aumento das vagas de  Medicina na UNESC  Vilhena, a Ser Educacional passa a ter um total de 521 vagas anuais autorizadas.

Desta forma, conforme estipulado no contrato de compra e venda, celebrado em dezembro de 2020, a CENESUP pagará, a título de earnout,  o montante de R$ 52,8 milhões em até 6 meses.

Cruzeiro do Sul (CSED3)

A Cruzeiro do Sul (CSED3) informou lucro líquido ajustado de R$ 39,9 milhões no quarto trimestre de 2021 (4T21), uma queda de 55,3% em relação aos R$ 89,3 milhões do 4T20.

No acumulado dos 12 meses de 2021, o lucro líquido ajustado caiu 15,4%, para R$ 146,0 milhões, de R$ 172,5 milhões de 2020.

Kora Saúde (KRSA3

A Kora Saúde (KRSA3) teve prejuízo líquido ajustado de R$ 16,5 milhões no quarto trimestre de 2021 (4T21), revertendo lucro líquido ajustado de R$ 5,3 milhões no quarto trimestre de 2020.

Orizon (ORVR3

A Orizon (ORVR3) registrou prejuízo líquido de R$ 15 milhões no quarto trimestre de 2021 (4T21), revertendo lucro líquido de R$ 6,4 milhões do mesmo trimestre de 2020.

Priner (PRNR3

A Priner (PRNR3) registrou lucro líquido de R$ 5,5 milhões no quarto trimestre de 2021 (4T21), o que representa um recuo de 66,8% em relação ao mesmo trimestre de 2020.

Mobly (MBLY3

A Mobly (MBLY3) registrou prejuízo líquido de R$ 16,6 milhões no quarto trimestre de 2021 (4T21), o que representa uma redução de 29,8% em relação ao mesmo trimestre de 2020.

Leia mais: Mobly quer dobrar número de lojas físicas até terceiro trimestre

O volume bruto negociado (GMV, na sigla em inglês) somou R$ 253,6 milhões no 4T21, uma retração de 4,5% na comparação com igual etapa de 2020.

Desktop (DESK3)

A Desktop Sigmanet (DESK3) reportou lucro líquido de R$ 16,9 milhões no quarto trimestre de 2021 (4T21), o que representa um crescimento de 184% em relação ao mesmo trimestre de 2020.

Em 2021, a companhia lucrou R$ 30,6 milhões, um avanço de 15% frente ao resultado apurado em 2020.

Viver (VIVR3)

A Viver (VIVR3) reportou prejuízo líquido de R$ 42,7 milhões no quarto trimestre de 2021 (4T21), uma queda de 33,4% em relação aos R$ 64,1 milhões aferidos de prejuízo no 4T20. Na relação com o 3T21, porém, o prejuízo aumento em 139,9%.

Camil (CAML3

Através da sua subsidiária Saman no Uruguai, a Camil concluiu a compra da Silcom, empresa de alimentos com estratégia de distribuição direta, que atende mais de 5 mil clientes, em mais um passo da companhia para expandir suas operações na América Latina. O negócio foi anunciado em dezembro de 2021.

Guararapes (GUAR3)

A Guararapes aprovou, em Assembleia Geral Extraordinária, a migração da Companhia para o segmento especial de listagem da B3, Novo Mercado, com a consequente alteração de seu Estatuto Social para adaptação ao novo segmento.

As ações ordinárias da Companhia passarão a ser negociadas no Novo Mercado em 5 de abril de 2022.

(com Reuters)

Procurando uma boa oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje.

Compartilhe