5 assuntos

Índices futuros dos EUA têm leve baixa antes do Livro Bege e com derrocada de ações da Netflix: os destaques do mercado hoje

Por aqui, o noticiário corporativo é bastante movimentado, com repercussão dos números de Vale e expectativa por Eletrobras no TCU

Por  Equipe InfoMoney -

Os índices futuros de Nova York operam em leve baixa, enquanto as bolsas da Europa sobem na manhã desta quarta-feira (20), com investidores aguardando a divulgação do Livro Bege, que vão trazer mais informações sobre as condições econômicas que basearão o tom do Federal Reserve (Fed).

Os resultados decepcionantes da Netflix também pesam sobre os mercados americanos, que esperam um novo lote de empresas que devem divulgar os seus números hoje. No pré-market do mercado americano, a ação da Netflix cai cerca de 26%.

A empresa divulgou a primeira queda em mais de uma década na base de assinantes e estimou mais contração no segundo trimestre, em um raro desempenho fraco de uma companhia que até agora tem sido considerada como um motor de crescimento pelos investidores. A Netflix perdeu 200 mil assinantes no primeiro trimestre de 2022, abaixo de suas projeções mais modestas, que indicavam adição de 2,5 milhões de usuários. A decisão da empresa de suspender serviço na Rússia resultou na perda de 700 mil assinantes.

O mercado ainda segue monitorando os desdobramentos da guerra na Ucrânia e avaliando as últimas previsões econômicas globais do FMI.

Na terça-feira, o FMI cortou suas projeções de crescimento global  para 2022 e 2023, dizendo que o impacto econômico da invasão da Ucrânia pela Rússia se propagará por toda parte, aumentando as pressões de preços e exacerbando desafios políticos significativos.

Já os mercados asiáticos fecharam novamente mistos, com a China desafiando as expectativas ao manter sua taxa de empréstimo de referência inalterada.

Na agenda doméstica, o Tesouro antecipa o leilão de títulos prefixados e o Tribunal de Contas da União (TCU) julga a privatização da Eletrobras. Além disso, a Usiminas abre a temporada de resultados corporativos do primeiro trimestre de 2022.

Confira mais destaques:

1. Bolsas Mundiais

Estados Unidos

Os índices futuros dos EUA recuam nesta manhã, impactados por resultados fracos da Netflix no primeiro trimestre, enquanto investidores aguardam por uma nova leva de resultados hoje.

Procter & Gamble divulga seu balanço antes da abertura, seguida pela Tesla e United Airlines após o fechamento do mercado.

Além dos resultados corporativos, os investidores aguardam os dados de vendas de casas existentes, programados para serem divulgados às 9h30, além do Livro Bege às 15h.

Veja o desempenho dos mercados futuros:

  • Dow Jones Futuro (EUA), -0,20%
  • S&P 500 Futuro (EUA), -0,33%
  • Nasdaq Futuro (EUA), -0,56%

Ásia

Os mercados asiáticos fecharam sem um sentido definido, com as ações da China continental liderando as perdas entre os principais mercados da região. O composto de Xangai fechou em queda de 1,35%, a 3.151,05 pontos.

A China manteve sua taxa básica de empréstimo de um ano em 3,7%, ao mesmo tempo em que se manteve estável no LPR de cinco anos em 4,6%. A maioria dos analistas consultados pela Reuters esperava um corte na taxa básica de empréstimos este mês.

Os investidores estão atentos a sinais de apoio político das autoridades chinesas, já que o continente continua enfrentando seu pior surto de Covid desde o choque inicial da pandemia em 2020.

  • Shanghai SE (China), -1,35%
  • Nikkei (Japão), +0,86%
  • Hang Seng Index (Hong Kong), -0,40%
  • Kospi (Coreia do Sul), -0,01%

Europa

Os mercados europeus operam em alta à medida que os investidores seguem monitorando a guerra na Ucrânia, enquanto avaliam perspectivas de crescimento econômico.

O conflito entrou em uma segunda fase em que lutas começaram no leste do país. A Ucrânia disse na segunda-feira que a ofensiva da Rússia na região leste de Donbass começou, com um alto funcionário descrevendo-a como a “segunda fase” da guerra. A cidade oriental de Kreminna caiu para as forças russas na terça-feira, disse seu governador regional, marcando a primeira cidade a ser capturada nesta fase da guerra.

  • FTSE 100 (Reino Unido), +0,22%
  • DAX (Alemanha), +0,28%
  • CAC 40 (França), +1,05%
  • FTSE MIB (Itália), +0,37%

Commodities

Os preços do petróleo sobem e recuperam parte das fortes perdas na sessão anterior após cortes de projeções para a economia global pelo FMI. Nesta sessão, as preocupações sobre a oferta mais apertada da Rússia e da Líbia dominam, enquanto os dados da indústria mostraram uma queda nos estoques de petróleo dos EUA na semana passada.

  • Petróleo WTI, +1,07%, a US$ 103,66 o barril
  • Petróleo Brent, +0,88%, a US$ 108,19 o barril
  • Minério de ferro negociado na bolsa de Dalian teve queda de 1,75%, a 898,00 iuanes, o equivalente a US$ 140,04

Bitcoin

  • Bitcoin, +1,84% a US$ 41.488,40 (em relação à cotação de 24 horas atrás)

2. Agenda

O destaque de hoje é o Livro Bege, relatório sobre as condições econômicas dos distritos do Federal Reserve, o Banco Central dos Estados Unidos. O documento será divulgado na quarta-feira (20), véspera de feriado aqui no Brasil, e pode dar alguma sinalização sobre os próximos passos da autoridade monetária americana em relação aos juros.

De manhã, tem variação de vendas de casas nos EUA (11:00h) e dados dos estoques de petróleo EIA (11:30h).

EUA

11h: Variação de vendas de casas usadas mensal

11h30: Variação de estoques de petróleo EIA semanal

11h30: Fala do diretor do Fed Charles Evans

11h30: Fala da diretora do Fed Mary Daly

16h: Livro Bege

3. Brasil já tem juros mais altos e deve reduzir a inflação primeiro

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse ontem (19) que o Brasil já tem juros mais altos que as demais economias e deve reduzir a inflação primeiro que as demais nações. A declaração foi dada em evento do Centro de Estratégia e Estudos Internacionais (CSIS), em Washington, nos Estados Unidos.

“A covid-19 praticamente se foi no Brasil. O País está voltando rapidamente. Estamos gastando menos agora do que no ano anterior. O Brasil já tem juros mais altos e provavelmente vamos baixar a inflação primeiro que os demais países”, disse.

Segundo Guedes, o processo de recuperação econômica e a agenda de reformas têm ajudado o Brasil no processo de entrada na Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE).

Governo trava MP do Auxílio Brasil com medo de aumento no valor

A votação da Medida Provisória (MP) que aumenta o valor do Auxílio Brasil para R$ 400 está bloqueada pelo próprio governo. A matéria entrou várias vezes na pauta do plenário, mas não vingou. Bolsonaro quer que a MP seja apreciada apenas quando houver garantia de que a oposição não conseguirá elevar ainda mais o valor do benefício, para R$ 600.

PGR não vê elementos para investigar Bolsonaro por suspeitas de irregularidades no MEC

A Procuradoria-Geral da República (PGR) avaliou que não há elementos que justifiquem a abertura de uma investigação contra Bolsonaro pelas suspeitas de irregularidades no fornecimento de recursos pelo Ministério da Educação (MEC), segundo informações do portal G1.

Forças armadas ‘sabem como proceder’ e não podem haver suspeitas sobre eleições, diz Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro disse ontem, em cerimônia para comemorar o Dia do Exército, que “as Forças Armadas não dão recado, elas estão presentes e sabem como proceder”. A declaração ocorreu após ele sugerir que o sistema eleitoral brasileiro não é confiável e que há autoridades que atuam fora da Constituição.

“Não podemos jamais ter eleições no Brasil que sobre ela paire o manto da suspeição”, acrescentou.

4. Covid

Na última terça-feira (19), o Brasil registrou 190 mortes e 20.795 casos de covid-19 em 24h, segundo informações do consórcio de veículos de imprensa, às 20h.

A média móvel de mortes por Covid em 7 dias no Brasil ficou em 102, recuo de 41% em comparação com o patamar de 14 dias antes.

A média móvel de novos casos em sete dias foi de 14.111, o que representa baixa de 36% em relação ao patamar de 14 dias antes.

Chegou a 163.372.772 de pessoas totalmente imunizadas contra a Covid no Brasil, o equivalente a 76,05% da população.

O número de pessoas que tomaram ao menos a primeira dose de vacinas atingiu 176.905.008 pessoas, o que representa 82,35% da população.

A dose de reforço foi aplicada em 84.066.857 pessoas, ou 39,13% da população.

5. Radar Corporativo

Eletrobras (ELET3;ELET6)

O Tribunal de Contas da União (TCU) tem julgamento marcado nesta quarta-feira (20), a partir das 14h30, para a segunda e última etapa do processo de privatização da Eletrobras.

A expectativa é de que o ministro Vital do Rêgo peça vista do processo, o que pode atrasar a operação pretendida pelo governo Bolsonaro.

Vale (VALE3)

A Vale (VALE3) divulgou na terça-feira (19) que encerrou o 1º trimestre com uma produção de finos de minério de ferro de 63,9 Mt, montante 4,1 Mt inferior ao mesmo período do ano passado. Isso representou uma retração de 6% na comparação anual e de 22,5% em relação ao 4º trimestre de 2021.

Assaí (ASAI3)

A receita líquida do Assaí (ASAI3) atingiu a cifra de R$ 11,4 bilhões no primeiro trimestre de 2022, patamar recorde para o primeiro trimestre, o que representa um crescimento de 21,1% em relação ao mesmo período de 2021 e de 8,1% na comparação com 4T21.

GPA (PCAR3)

O GPA (PCAR3) registrou um crescimento de 2,2% de vendas totais em operações continuadas no primeiro trimestre de 2022, chegando a R$ 11,1 bilhões. O número considera lojas do chamado “Novo GPA Brasil”, do Grupo Éxito, braço da companhia no restante da América Latina, e dos postos de combustíveis.

Carrefour (CRFB3)

As vendas consolidadas do Grupo Carrefour Brasil totalizaram R$ 20,8 bilhões no primeiro trimestre de 2022 (1T22), um crescimento de 14,5% na comparação anual ou +13,7% excluindo gasolina.

Braskem (BRKM5)

A Braskem (BRKM5) anunciou distribuição de dividendos complementares no total de R$ 1,350 bilhão.

O pagamento complementar será realizado em 2 de maio de 2022, pela base acionária de 19 de abril, com as ações sendo negociadas ex-dividendos a partir de 20 de abril.

CCR (CCRO3)

A empresa anunciou que o pagamento de dividendos será realizado no dia 29 de abril de 2022, como complemento do dividendo mínimo obrigatório e do dividendo adicional, cuja distribuição foi aprovada pela Assembleia Geral Ordinária e Extraordinária na data de ontem.

O montante total é de R$ 176,625 milhões, correspondentes a R$ 0,087438205386 por ação ordinária.

Tem direito os titulares de CCRO3 em 19 de abril de 2022, com as ações passando a ser negociadas ex-dividendos a partir desta data, 20 de abril de 2022.

(com Reuters)

Oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje. Assista aqui.

Compartilhe