Bolsa

Alívio com Ômicron anima mercados e Ibovespa caminha para terceiro dia seguido de alta

Investidores monitoram variante ômicron, dados de inflação pelo mundo e andamento da PEC dos Precatórios em Brasília

Por  Mitchel Diniz -

Depois de subir 2,6% na semana passada, o Ibovespa segue em alta nos negócios desta segunda-feira (6) e oscila ao redor dos 107 mil pontos. O índice mostrou fôlego já na abertura dos negócios, subindo mais de 1% e ampliou ganhos amparado pelos mercados lá fora, que também sobem hoje. A Bolsa brasileira, porém, ainda tem uma série de incertezas pela frente. As primeiras informações concretas sobre a variante Ômicron do coronavírus são otimistas, mas ainda há outros estudos em andamento. Os riscos políticos e fiscais continuam, como o andamento da PEC dos Precatórios em Brasília.

Leia mais: Bolsa brasileira caminha para ter pior desempenho global em 2021

“Nesta semana, o foco fica pelas inflações no Brasil e no mundo, onde o IPCA deve continuar com uma série de pressões, em partes concentrado em transportes, porém com perspectivas de alívio – parte das quais já deveriam ter se concretizado, em vista aos elementos de contração de preços”, afirma Jason Vieira, economista-chefe da Infinit Asset, em relatório.

O Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), referente ao mês de novembro, sai na sexta-feira. No mesmo dia, nos Estados Unidos, tem o índice de inflação ao consumidor (CPI, na sigla em inglês).

A semana também é é de decisão no Banco Central. O Comitê do Política Monetária (Copom) se reúne pela última vez no ano amanhã e na quarta-feira (8) deve anunciar novos ajustes na taxa básica de juros (Selic). A expectativa é que a autoridade monetária mantenha o ritmo de aceleração dos juros da reunião anterior e eleve a taxa a 9,25% ao ano.

No Relatório Focus desta semana, os economistas do mercado financeiro mantiveram a projeção da Selic em 9,25% ao final de 2021 e em 11,25% para 2022. Porém, elevaram mais uma vez suas projeções para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) nos dois períodos. De 10,15% na semana passada, agora a expectativa mediana para a inflação deste ano está em 10,18%. Para 2022 a previsão subiu de 5% para 5,02%.

Já em relação ao Produto Interno Bruto (PIB) as projeções foram reduzidas de expansão de 4,78% para 4,71% em 2021; para 2022, foram reduzidas de 0,58% para 0,51%.

Em Brasília, o texto da PEC dos Precatórios continua provocando um impasse nos bastidores. Mesmo após a aprovação no Senado, o texto foi alterado e, dessa forma, precisa retornar à Câmara dos Deputados. Assim, a intenção dos congressistas, segundo afirmou o presidente da Câmara, Arthur Lira, é pelo fatiamento do texto, promulgando apenas os pontos comuns aprovados nas Casas.

Após a aprovação da PEC dos Precatórios no Senado, o Congresso alterou o cronograma do Orçamento de 2022 para votar a proposta até o dia 17 de dezembro. Com os atrasos até agora, o novo calendário estipula uma tramitação “relâmpago” das principais decisões que determinarão o tamanho e o destino das verbas federais no próximo ano, período de eleições presidenciais.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Às 17h22 (horário de Brasília), o Ibovespa subia 1,81% aos 106.974 pontos. O Ibovespa futuro para dezembro de 2021 operava em alta de 1,5% aos 107.235 pontos.

Acompanhe a Bolsa em Tempo Real

O dólar comercial fechou em alta de 0,18% a R$ 5,689 na compra e R$ 5,690 na venda. O dólar futuro para janeiro de 2022 sobe 0,52% a R$ 5,716.

No mercado de juros futuros, o DI para janeiro de 2023 sobe dez pontos-base para 11,40%; DI para janeiro de 2025 sobe três pontos-base a 10,92%; e o DI para janeiro de 2027 recua dois pontos-base a 10,96%.

Nos Estados Unidos, os destaques da semana também são os indicadores de inflação. Os mercados tem oscilado de acordo com sinalizações do Banco Central Americano (Federal Reserve) sobre retiradas de estímulos à economia. Na semana passada, discursos mais hawkish ajudaram a derrubar o mercado.

Leia mais: Nos EUA, variante Ômicron afeta mais ações de small caps do que de grandes companhias

As Bolsas operam em forte alta, com os investidores mais aliviados em relação à variante Ômicron; o Dow Jones sobe 1,93%; o S&P 500 avança 1,32%; a Nasdaq, por sua vez, sobe 1,10%.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

As bolsas europeias subiram com investidores acompanhando as notícias sobre Ômicron e os riscos de novas restrições por conta da pandemia. O índice Stoxx 600, que mede o desempenho de ações em 17 países europeus, subiu 1,4%.

Já as principais bolsas asiáticas fecharam em queda, com destaque negativo para os papéis de Hong Kong, com investidores avaliando as perspectivas regulatórias para as companhias chinesas de tecnologia, além das apostas na flexibilização da política monetária.

O China Evergrande Group alertou para um possível calote de títulos em dólares após ter sido chamada a pagar US$ 260 bilhões em obrigações de dívida.

“À luz do atual status de liquidez do grupo, não há garantia de que o grupo terá fundos suficientes para continuar a cumprir suas obrigações financeiras”, disse a Evergrande, em um comunicado na sexta-feira (3).

Na bolsa chinesa de Dalian, os contratos de minério de ferro subiram 4,21%. Os preços do petróleo também avançaram com o alívio momentâneo sobre a variante Ômicron: o Brent subiu 4,58% a US$ 73,08, enquanto o WTI teve alta de 4,87% a US$ 69,49.

Radar corporativo

O noticiário corporativo desta segunda-feira (06) tem como destaque a distribuição de proventos pela Raia Drogasil (RADL3), Jalles Machado (JALL3) e MRS (MRSA3B).

Já a Eletrobras (ELET3;ELET6) pagou R$ 310,5 milhões para a El Paso para encerrar ações judiciais.

A Embraer (EMBR3), por sua vez, fechou contrato para venda de 10 aeronaves eVOLTs para Nautilus.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Já a B3 autorizou free float de até 15% para ações da JSL (JSLG3), no âmbito do plano de recompra de ações de emissão da empresa de logística.

Confira os destaques:

Petrobras (PETR3;PETR4)

O presidente Jair Bolsonaro disse ontem (5) que a estatal vai anunciar redução dos preços de combustíveis. Ele não deu detalhes sobre o porcentual de redução, mas declarou que a queda deve seguir por algumas semanas.

Pressionado por prefeitos e congressistas, Bolsonaro tem feito críticas ao aumento nos combustíveis e apontado responsabilidade de governadores, em função da cobrança do ICMS, imposto arrecadado por Estados. Em algumas ocasiões, o presidente chegou a criticar a política de preços da Petrobras e falou que a empresa “só dá dor de cabeça”.

Eletrobras (ELET3;ELET6)

A Eletrobras realizou pagamento de R$ 310,5 milhões a El Paso para encerrar ações judiciais referentes à disputa envolvendo contrato de compra e venda de energia no qual a Eletrobras foi garantidora.

Além disso, o TCU vai deliberar sobre a privatização da estatal em sua última sessão do ano, na próxima quarta-feira (8).

Embraer (EMBR3)

A Embraer (EMBR3), por meio de sua subsidiária Eve Urban Air Mobility Solutions, firmou acordo com a Nautilus Aviation para venda de 10 eVOTLS.

O início da operação das aeronaves está previsto para 2026.

Raia Drogasil (RADL3)

A Raia Drogasil (RADL3) aprovou a distribuição de Juros sobre Capital Próprio (JCP) no montante de R$ 0,03521213027, perfazendo o total de R$ 58 milhões, com base na posição acionária do dia 08 de dezembro.

O pagamento será efetuado até o dia 31 de maio de 2022.

A Raia também anunciou a distribuição de dividendos no valor de R$ 0,02460248720, para os acionistas posicionados no ativo em 08 de dezembro.

O pagamento será realizado no dia 15 de dezembro.

MRS (MRSA3B)

A MRS (MRSA3B) aprovou o pagamento de dividendo no valor de R$ 0,28772937440 por ação ordinária, R$ 0,31650231184 por ação preferencial classe A e R$ 0,31650231184, por ação preferencial classe B. O pagamento dos proventos acontecerá em 17 de dezembro.

Jalles Machado (JALL3)

A Jalles Machado (JALL3) aprovou Juros sobre Capital Próprio de R$ 45,7 milhões, correspondentes a R$ 0,155111249.
O pagamento ocorrerá no dia 23 de dezembro de 2021. Farão jus os acionistas com posição acionária da companhia em 08 de dezembro de 2021.

JSL (JSLG3)

A JSL (JSLG3) informou que a B3 (B3SA3) aprovou, temporariamente, alterações sobre o percentual mínimo de ações em circulação (free float), para até 15% do capital da companhia.

Conforme a nota, a recomposição nos patamares exigidos pelo regulamento deverá ocorrer até o dia 24 de maio de 2023.

“Essa autorização tem o fim exclusivo de viabilizar a futura realização de um plano de recompra de ações de emissão da JSL”, disse a empresa.

Santander (SANB11)

O Santander realizou, em negociações com investidores privados, a emissão de letras financeiras no montante total de R$ 5,5 bilhões.

As LFs possuem prazo de vencimento de 10 anos com opção de resgate e recompra de acordo com a regulamentação.

Viveo (VVEO3)

A Viveo (VVEO3) informou a conclusão da aquisição da Laborsys Produtos Diagnósticos e Hospitalares, conforme anunciado em fato relevante em novembro.

A empresa recém adquirida atua no segmento de distribuição exclusiva de reagentes da Roche para canal de laboratórios em sua região e na prestação de serviços de assistência e manutenção.

CCR (CCRO3)

A CCR (CCRO3) informou que a movimentação nas rodovias sob sua administração teve alta de 4,1% sobre a base anual, no período de 26 de novembro a 02 de dezembro.

Os veículos de passeio tiveram aumento de 6% no período, enquanto os veículos comerciais apresentaram alta de 2,7%.

Marisa (AMAR3)

A Lojas Marisa (AMAR3) aprovou aumento de capital de até quase R$ 250 milhões. A varejista fará a emissão privada de até 81.168.831 ações ordinárias. O preço por ação será de R$ 3,08.

Arezzo (ARZZ3)

O Conselho de administração da Arezzo aprovou recompra de até 40 mil ações de emissão da companhia.

Marfrig (MRFG3)

A agência classificadora de risco, S&P, elevou o rating da Marfrig (MRFG3) de BB- para BB na escala global.

Tim (TIMS3)

A Telecom Italia, controladora da Tim, está perto de escolher consultores financeiros para lhe dar suporte em uma proposta de compra do grupo de private equity KKR e pode até atribuir mandatos neste fim de semana, disseram fontes à Reuters.

Um comitê especial organizado para avaliar a oferta do KKR, de 33 bilhões de euros, se reuniu na sexta-feira e o fará novamente ao longo do fim de semana.

Lojas Quero-Quero (LJQQ3)

A Lojas Quero-Quero mantém a projeção de 70 aberturas em 2022, podendo chegar a 80 ou 85. Segundo reportagem do Valor, parte dessa abertura será no Estado de São Paulo, onde a rede abriu a primeira loja na terça-feira.

A varejista considera elevar seus investimentos em lojas em 2022. Mas isso dependerá do cenário econômico e do desempenho dos negócios nos próximos meses.

Gol (GOLL4)

A Gol (GOLL4) teve alta de 17,1% na demanda por voos (RPK, na sigla em inglês) no mês de novembro em relação ao mesmo mês de 2020, conforme dados publicados pela operadora aérea nesta segunda-feira (06).

Já a oferta total de voos (ASK) subiu 20,4% no mês de novembro na comparação com igual mês do ano passado.

O volume de decolagens aumentou 28,7% e o total de assentos cresceu 26,5%.

Analista da Rico Corretora ensina ferramentas práticas a extrair lucro do mercado financeiro de forma consistente. Inscreva-se Grátis.

Compartilhe