Números de fechamento

Ibovespa fecha em queda de 1,39% e zera ganhos em novembro; receio com inflação e PEC dos Precatórios impacta mercados

A Bolsa teve a menor pontuação de fechamento em pouco mais de um ano

Por  Mitchel Diniz -

SÃO PAULO – Mesmo ensaiando uma recuperação no começo do dia, o Ibovespa cedeu à aversão ao risco dos investidores e fechou mais uma sessão com queda superior a 1%. Assim, o principal índice do mercado acionário brasileiro zerou os ganhos que vinha obtendo ao longo do mês de novembro. Faltam boas notícias para animar o mercado. A temporada de balanços corporativos está chegando ao fim, os indicadores da economia estão decepcionando e as previsões para inflação, juros e crescimento econômico pioraram.

Agora, a estimativa do governo é de alta de 5,1% do Produto Interno Bruto (PIB) este ano, ante 5,3% anteriormente. Para o ano que vem, a projeção passou para 2,1%, de 2,5% em setembro. Para a inflação medida pelo IPCA, a estimativa da equipe econômica subiu de 7,9% para 9,7% em 2021, e de 3,75% para 4,70% em 2022. Vale lembrar que as estimativas das instituições financeiras consultadas semanalmente pelo Banco Central são ainda piores.

Leia mais: Mercado financeiro vê inflação de 9,77% em 2021, na 32ª alta consecutiva das projeções

As preocupações com a votação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que pretende adiar o pagamento de precatórios (dívidas judiciais da União) volta a preocupar. O dia foi de conversas entre senadores sobre o tema e o relator da matéria, senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), sinalizou com a construção de um novo texto base contemplando propostas alternativas.

Mesmo falando em texto novo, Fernando Bezerra previu a apreciação da PEC na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado já na semana que vem, mas existe o risco da matéria voltar a ser discutida na Câmara.

O pagamento do Auxílio Brasil começou nesta quarta-feira para quem já estava cadastrado no Bolsa Família. Porém, o valor adicional só poderá ser distribuído aos beneficiários com a aprovação da PEC. O governo espera resolver a questão até o mês que vem e pagar a diferença de forma retroativa.

As declarações do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sobre abrir espaço para se conceder reajuste aos servidores públicos federais também repercutiram.

“A incógnita é se uma nova brecha com a PEC dos precatórios – que ainda nem foi aprovada – abre um espaço fiscal de exceção ou se é porteira aberta para mais gastos eleitorais, por conta da baixa popularidade do presidente”, João Beck, economista e sócio da BRA.

O Ibovespa fechou em queda de 1,39% aos 102.948 pontos. Foi a menor pontuação de fechamento desde 12 de novembro de 2020. O volume negociado na sessão de hoje foi de R$ 30,3 bilhões. O Ibovespa futuro com vencimento em dezembro de 2021 teve recuo de 1,4% aos 103.535 pontos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

As ações de varejistas foram mais uma vez castigadas com a perspectiva de alta de inflação e desaquecimento da economia: Magazine Luiza (B3SA3), um dos maiores volumes do dia, recuou 4,83%; Via (VIIA3) fechou em baixa de 2,97%; e Americanas (AMER3) caiu 2,58%. O vencimento sobre opções de Ibovespa adicionou uma dose extra de volatilidade aos negócios.

O dólar comercial ganhou fôlego à tarde e fechou em alta de 0,45% a R$ 5,524 na compra e na venda. Nos últimos negócios do dia, o dólar futuro para dezembro de 2021 é cotado a R$ 5,543, em alta de 0,42%.

No mercado de juros futuros, o DI para janeiro de 2023 subiu três pontos-base a 12,02%; DI para janeiro de 2025 operava em alta de 12 pontos-base a 12,05%; e o DI para janeiro de 2027 subia 14 pontos-base, a 11,9%.

Nos Estados Unidos, os mercados também foram pressionados por temores sobre a inflação. Se por um lado os indicadores fortes da economia indicam recuperação, por outro criam receios sobre uma escalada de preços. Sinais de que o Banco Central dos Estados Unidos (Federal Reserve) poderia acelerar a retirada de estímulos, diminuindo a compra de títulos públicos e aumentando a taxa de juros do país.

As Bolsas em Nova York fecharam em baixa. O Dow Jones fechou em queda de 0,58%, aos 35.931 pontos; o S&P 500 teve queda de 0,26%, a 4.688 pontos; e a Bolsa eletrônica Nasdaq recuou 0,33% a 15.921 pontos

Na Europa, o índice Stoxx 600, que reúne as ações de 600 empresas de todos os principais setores de 17 países europeus, fechou em alta de 0,14%.

A inflação da Zona do Euro em outubro foi confirmada em 4,1%, mais que o dobro da meta do Banco Central Europeu. No Reino Unido, o Índice de Preços ao Consumidor (CPI na sigla em inglês) avançou 4,2% no mesmo mês, maior alta em quase uma década, com o aumento de custos de energia.

Investidores monitoram o avanço de uma quarta onda da Covid-19, com novos lockdowns sendo decretados em alguns países. Isso se refletiu nos preços do petróleo, com a perspectiva de liberação de reservas e aumento nos estoques da matéria-prima. O barril do Brent recuou 2,23% a US$ 80,59. O do WTI caiu 2,87% a US$ 78,45.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CDB com 300% do CDI? XP antecipa Black Friday com rentabilidade diferenciada para novos clientes. Clique aqui para investir agora!

Compartilhe