Fechamento

Ibovespa fecha em alta de 1,7%, a maior desde maio; dólar cai a R$ 5,17 e DIs sobem após fala de diretor do BC

Mercado registra desempenho positivo ganhando impulso do exterior após os ADRs brasileiros dispararem no feriado

Painel de ações (Crédito: Shutterstock)

SÃO PAULO – O Ibovespa fechou em forte alta nesta segunda-feira (12) puxado pelo desempenho das ações da Vale (VALE3) e de bancos como Itaú Unibanco (ITUB4), Bradesco (BBDC3; BBDC4) e Banco do Brasil (BBAS3), que avançaram todas entre 1,4% e 2,6%.

Esse movimento veio na esteira do dia positivo em Wall Street e seguindo o desempenho dos ADRs (na prática, as ações de empresas brasileiras negociadas em Nova York) no feriado de 9 de Julho, que manteve a B3 fechada.

O Dow Jones Brazil Titans 20 ADR fechou com ganhos de 1,48% na sexta-feira (9) a 20.875 pontos. Na mesma linha, o EWZ, principal ETF brasileiro negociado no mercado americano, que replica o índice MSCI Brazil, registrou alta de 1,31%, a 38,63.

Apesar disso, ainda há ainda muita ansiedade pelo início da temporada de resultados nos Estados Unidos e pela divulgação da inflação ao consumidor no país na terça-feira.

Por aqui, a política continuou a dominar as atenções depois de repetidos ataques do presidente Jair Bolsonaro contra o ministro Luís Roberto Barroso, presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), por ser contra a implantação do voto impresso. Bolsonaro chegou a dizer que se as eleições de 2022 não forem limpas elas não irão ocorrer.

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), reagiu, afirmando que o Congresso repudia qualquer especulação sobre a não realização do pleito de 2022 e garantiu a realização da eleição.

Com isso, o Ibovespa teve alta de 1,73%, a 127.593 pontos, em dia de volume financeiro negociado de R$ 26,5 bilhões. Foi o maior ganho diário do benchmark desde o dia 7 de maio, quando o principal índice da B3 se valorizou em 1,77%.

Enquanto isso, o dólar comercial registrou queda de 1,25% a R$ 5,173 na compra e a R$ 5,174 na venda. Já o dólar futuro com vencimento em agosto registra perdas de 1,48% a R$ 5,193.

Os juros futuros, por sua vez, viraram para alta e fecharam nas máximas após o diretor de Política Monetária do Banco Central, Bruno Serra, afirmar que o Brasil vive um “momento perigoso” para a inflação.

PUBLICIDADE

“Certamente ainda não estamos no pós-pandemia, mas estamos caminhando para isso. Vamos ver como as economias irão se equilibrar daqui para frente”, destacou, em videoconferência organizada pelo Santander.

No mercado de juros futuros, o DI para janeiro de 2022 subiu um ponto-base a 5,81%, o DI para janeiro de 2023 teve alta de dois pontos-base a 7,32%, o DI para janeiro de 2025 avançou seis pontos-base a 8,37% e o DI para janeiro de 2027 registrou variação positiva de quatro pontos-base a 8,77%.

Lá fora, o Banco do Povo da China (PBoC, na sigla em inglês) anunciou na sexta-feira um corte no compulsório para os bancos no país, a fim de ajudar a impulsionar a segunda economia mundial, elevando a cautela sobre a economia chinesa. O PBoC disse que a medida entra em vigor no dia 15 de julho, com um corte no compulsório de meio ponto porcentual.

Além disso, investidores continuaram a monitorar a situação da Covid na Ásia e no Pacífico na segunda. O governo do Japão determinou um novo estado de emergência devido à pandemia na segunda, quando medidas mais rígidas de distanciamento social foram implementadas na Coreia do Sul. Países como Indonésia e Malásia também têm enfrentado uma nova onda de infecções.

Relatório Focus

Os economistas do mercado financeiro voltaram a revisar para cima suas projeções para o Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro, revelou o Relatório Focus do Banco Central. Agora eles estimam expansão de 5,26%, ante 5,18% na semana passada. Para 2022, as apostas recaem sobre crescimento de 2,09% do PIB, contra 2,10% anteriormente.

Para a inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), as estimativas para 2021 foram elevadas pela 14ª semana consecutiva, desta vez de 6,07% para 6,11%. Já para 2022, houve leve redução nas expectativas, pela segunda semana, de 3,77% para 3,75%.

Já em relação à taxa básica de juros, Selic, os economistas preveem que encerrarão o ano em 6,63%, acima dos 6,50% esperados na semana anterior. Já para 2022, as apostas recaem sobre taxa de 7,00%, aumento de 0,25 ponto percentual em relação ao estimado anteriormente.

Por fim, no que tange às expectativas para o câmbio, é esperado que a moeda americana encerre dezembro negociada a R$ 5,05 (ante R$ 5,04 no último relatório), e chegue ao fim do próximo ano a R$ 5,20, sem alterações ante o estimado na semana passada.

Covid no Brasil e CPI

PUBLICIDADE

No domingo (11), a média móvel de mortes por Covid em 7 dias no Brasil ficou em 1.296, queda de 20% em comparação com o patamar de 14 dias antes. Em apenas um dia, foram registradas 597 mortes. As informações são do consórcio de veículos de imprensa que sistematiza dados sobre Covid coletados por secretarias de Saúde no Brasil, que divulgou, às 20h, o avanço da pandemia em 24 h.

A média móvel de novos casos em sete dias foi de 45.701, queda de 33% em relação ao patamar de 14 dias antes. Em apenas um dia foram registrados 20.396 casos.

Chegou a 83.794.712 o número de pessoas que receberam a primeira dose da vacina contra a Covid no Brasil, o equivalente a 39,57% da população. A segunda dose ou a vacina de dose única foi aplicada em 30.573.383 pessoas, ou 14,44% da população.

O governo do estado de São Paulo anunciou no domingo (11) a antecipação para 20 de agosto no prazo para vacinar todos os maiores de 18 anos do estado, com uma primeira dose de um imunizante contra a Covid-19. E informou que incluirá adolescentes de 12 a 17 anos na campanha, com o objetivo de aplicar uma primeira dose neste grupo até 30 de setembro.

Em entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes, o governador João Doria (PSDB) disse que a antecipação será possível graças à compra anunciada recentemente de 4 milhões de doses prontas da CoronaVac, vacina contra Covid-19 do laboratório chinês Sinovac, que serão aplicadas exclusivamente nos moradores do Estado.

“A antecipação é fruto da aquisição de doses extras da CoronaVac, realizada pelo governo do estado de São Paulo, sob responsabilidade e custo do governo de São Paulo junto ao laboratório Sinovac… 2,7 milhões dessas doses já chegaram e já estão no centro que fará a distribuição e a aplicação dessa vacina aqui em São Paulo… e temos mais 1,3 milhão de doses que chegam até o dia 30 de julho”, disse Doria.

O governo paulista iniciará a vacinação dos adolescentes no dia 23 de agosto, com a aplicação da primeira dose em pessoas de entre 12 e 17 anos, gestantes, pessoas com comorbidade e com deficiência. Após isso, os jovens de entre 15 e 17 anos serão vacinados a partir de 6 de setembro e os que têm entre 12 a 14 anos a partir de 20 de setembro.

Também no Palácio do Bandeirantes, o presidente do Instituto Butantan, Dimas Covas, afirmou que espera que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorize a aplicação do imunizante CoronaVac em crianças a partir de 3 anos, disse neste domingo o presidente do instituto, Dimas Covas. O Butantan é responsável pelo envase no Brasil do imunizante.

PUBLICIDADE

Além disso, em entrevista à Rádio Gaúcha, em Bento Gonçalves (RS), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse no sábado que tomou providências após o encontro com o deputado federal Luís Miranda (DEM-DF), no qual o parlamentar diz ter alertado o presidente sobre irregularidades no contrato para compra da vacina contra Covid-19 Covaxin. Bolsonaro é acusado pelo deputado de ter sido alertado sobre os indícios de irregularidades, e de não ter tomado providências.

Ao mesmo tempo, Bolsonaro disse na entrevista que não tem como tomar providências todas as vezes em que alguém lhe leva um problema em uma reunião e se recusou a responder se disse a Miranda que o líder do governo na Câmara dos Deputados, Ricardo Barros (PP-PR), estava envolvido nas supostas irregularidades com a Covaxin, como relata Miranda.

“Eu tenho reunião com 100 pessoas por mês, os assuntos mais variados possíveis eu não posso chegar qualquer coisa para mim e ter que tomar providência imediatamente, tá certo? Tomei providência nesse caso”, afirmou à emissora.

Bolsonaro também voltou a atacar a CPI da Covid no Senado e chamou de “histórias fantasiosas” as denúncias de irregularidades envolvendo tratativas para compra de vacinas contra Covid-19 investigadas pela CPI.

O presidente tornou-se alvo de um inquérito por suspeita de prevaricação após o relato de Miranda à CPI da Covid de que o alertou sobre irregularidades envolvendo a Covaxin. Barros nega envolvimento com as tratativas sobre a vacina.

Radar político

Pesquisa do Instituto Datafolha indica que 70% dos brasileiros dizem acreditar que há corrupção no governo Bolsonaro. O levantamento ouviu 2.074 pessoas com mais de 16 anos entre os dias 7 e 8 de julho. Entre os questionados, 63% afirmaram ver corrupção no Ministério da Saúde, e 64% afirmaram acreditar que o presidente estava ciente. O levantamento tem margem de erro de dois pontos.

O levantamento ainda apontou que a maioria dos entrevistados apoia a abertura de um processo de impeachment contra Bolsonaro, a primeira vez que um levantamento do instituto apontou apoio superior a 50% à abertura de um processo de impedimento contra o presidente.

De acordo com o levantamento, 54% dos entrevistados apoiam a abertura de um processo de impeachment contra Bolsonaro, ante 42% que se disseram contrários a tal medida. O percentual dos que não souberam responder foi de 4%.

Ainda na política, atenção à reação às falas recentes de Bolsonaro quanto às eleições de 2022. O presidente do Congresso Nacional, senador Rodrigo Pacheco (DEM-MG), afirmou na sexta-feira que o Parlamento repudia qualquer especulação sobre a não realização do pleito de 2022 e garantiu a realização da eleição, alertando que qualquer um que atente contra os princípios da democracia será encarado como inimigo da nação.

Pacheco fez um pronunciamento após o presidente Jair Bolsonaro voltar a lançar dúvidas na sexta sobre a realização das eleições em 2022 e atacar o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso. Bolsonaro, que defende a adoção de um modelo com voto impresso pela urna eletrônica, chegou a sugerir, sem apresentar provas, que haverá fraude nas próximas eleições e que pode não aceitar o resultado e se recusar a entregar a faixa presidencial a seu sucessor caso considere que a disputa não tenha sido limpa.

No radar econômico, de acordo com reportagem publicada pelo jornal Valor Econômico nesta segunda, o ministro da Economia Paulo Guedes vem considerando retirar a cobrança de Imposto de Renda na distribuição de dividendos entre empresas do pacote tributário enviado pelo governo ao Congresso.

A proposta do governo prevê cobrança de 20% de imposto de renda sobre a distribuição de dividendos em todas as situações, inclusive quando essa distribuição ocorre entre empresas. Isso abriria, no entanto, a possibilidade de bitributação ou acumulação de créditos tributários entre empresas organizadas em holdings.

No caso do acúmulo de créditos tributários, especialistas avaliam que as empresas podem não conseguir aproveitar todos os créditos, porque o valor dos dividendos distribuídos a sócios tende a ser menor do que o distribuído dentro da holding. Além disso, o volume distribuído em dividendos é menor do que o lucro obtido pela holding, o que também dificulta o aproveitamento do crédito.

Radar corporativo

O noticiário corporativo é bastante movimentado. A BK Brasil, dona das marcas Burger King e Popeyes no Brasil, anunciou fusão com a rede de pizzaria Domino’s. Com esse passo, a companhia passará a operar 1,2 mil restaurantes no País. A operação será feita por meio de uma troca de ações, sendo que os acionistas da DP Brasil, dona da Domino’s localmente, terão cerca de 16% do Burger King no Brasil, hoje avaliada em R$ 3,3 bilhões na B3.

Já o Grupo Soma – dono das marcas Farm e Animale, que recentemente comprou o Grupo Hering, superando a Arezzo na disputa pelo ativo – informou na sexta à noite que fará uma oferta primária de ações que pode levantar R$ 750 milhões, considerando o valor dos papéis da empresa no fechamento do pregão de quinta-feira, a R$ 16,30. A transação envolve 46 milhões de ações ordinárias a serem emitidas pela companhia e não há previsão de lotes adicionais.

Maiores altas

AtivoVariação %Valor (R$)
EMBR38.1823219.7
CVCB37.2941227.36
CSNA36.169246.81
CSAN36.0040626.13
JHSF34.90627.27

Maiores baixas

AtivoVariação %Valor (R$)
CRFB3-1.0592220.55
MRFG3-0.89918.74
SUZB3-0.8691460.45
PRIO3-0.7150219.44
VVAR3-0.5387214.77

Na quinta à noite, outras notícias movimentaram o noticiário, com destaque para as estatais. A Petrobras comunicou que iniciou a etapa de divulgação do teaser para a venda, em conjunto com a Sonangol Hidrocarbonetos Brasil, da totalidade da participação de ambas as empresas no bloco exploratório terrestre POT-T-794, pertencente à concessão BT-POT-55A, localizada na Bacia Potiguar, no estado do Rio Grande do Norte. A Petrobras detém 70% de participação e a Sonangol é a operadora, com 30% de participação no bloco.

Já o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) deu mais um passo para efetuar a privatização da Eletrobras em fevereiro do ano que vem. O banco de fomento, responsável pela estruturação do processo, publicou o contrato do consórcio que conduzirá a modelagem, além da estruturação financeira e relatório final do processo de desestatização. No mês passado, a Câmara dos Deputados aprovou a medida provisória que permite a saída da União do controle da empresa de energia elétrica.

O conselho de administração do Banco do Brasil, por sua vez, aprovou a adequação da sua estrutura organizacional com a extinção da unidade Negócios PF, MPE e Agro e de Negócios Varejo e Setor Público, além da criação da diretoria Comercial Alto Varejo.

As aquisições também estiveram no radar: a  Rede D’Or anunciou a compra de 51% do Hospital Proncor, em Campo Grande, Mato Grosso do Sul. O valor de firma (firm value) para 100% do Proncor é de R$ 290 milhões; deste valor, será deduzido o endividamento líquido. Confira mais destaques do noticiário corporativo do feriado clicando aqui. 

Já nesta segunda-feira, os papéis da 3tentos estreiam na B3 com o ticker TTEN3, após a companhia do agronegócio levantar R$ 1,35 bilhão com o IPO, precificando as ações a R$ 12,25.

(com Reuters e Estadão Conteúdo)

Quer trabalhar como assessor de investimentos? Entre no setor que paga as melhores remunerações de 2021. Inscreva-se no curso gratuito “Carreira no Mercado Financeiro”.