Bolsa

Ibovespa volta a cair e oscila nos 101 mil pontos; atraso na votação da PEC e variante ômicron abalaram os negócios

Investidores aguardam novas informações sobre a variante ômicron da Covid-19; no Brasil, votação da PEC dos Precatórios é ponto de atenção

Por  Mitchel Diniz -

SÃO PAULO – O Ibovespa, que chegou a subir mais de 2% no período da manhã, zerou ganhos e voltou a oscilar no patamar dos 101 mil pontos, operando em queda. A Bolsa acompanha o mercado internacional, que também arrefeceu com preocupações sobre o impacto da variante ômicron na economia global. Por aqui, a votação da PEC dos Precatórios no plenário do Senado ainda não começou, reforçando que a decisão pode ficar para amanhã.

No exterior, os índices perderam força durante um discurso do presidente americano Joe Biden, que adotou um tom mais preocupado com a variante ômicron, da Covid-19. Os Estados Unidos confirmaram o primeiro caso da mutação. Biden, que inicialmente descartou novas restrições nos Estados Unidos por conta da nova cepa, mostrou preocupações com a inflação e baixa vacinação.

Ainda se sabe pouco sobre o grau de transmissibilidade da nova cepa e sua resistência a vacinas. A OMS confirmou hoje que a variante já chegou a 23 países. Hoje, porém, os investidores se mostram um pouco mais otimistas, à espera de notícias novas sobre a gravidade da cepa.

Em São Paulo já são três casos confirmados, os primeiros da América Latina. Com a informação, o governo paulista requisitou um novo estudo a respeito dos riscos de liberar o uso de máscaras ao ar livre, medida prevista para valer a partir do dia 11.

Leia mais: EUA planejam apertar regras de viagens para combater ômicron

O Livro Bege, do Banco Central Americano, foi divulgado hoje à tarde, apontando retomada da atividade econômica moderada na maioria dos estados americanos. Segundo o Federal Reserve, o desempenho foi contido pela falta de oferta e também pela mão de obra escassa em vários distritos, tendo os gastos com consumo crescido apenas moderadamente.

Os mercados ontem cederam aos temores da pandemia e foram impactados também pela fala do chairman do Banco Central dos Estados Unidos, Jerome Powell, sobre acelerar a retirada de estímulos no país. Desde que a pandemia começou, a autoridade monetária vem adquirindo bilhões de dólares em títulos do Tesouro diariamente, para aquecer a economia. O Federal Reserve já diminuiu as compras em novembro e pode acelerar o tapering este mês, conforme sinalizou Powell.

Por aqui, os investidores continuam aguardando o início da votação da PEC dos Precatórios pelo Plenário do Senado. A sessão, porém, só deve começar após a sabatina do ex-ministro André Mendonça, indicado ao Supremo Tribunal Federal (STF), na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). Com atrasos no radar, Pacheco também incluiu a PEC na pauta de amanhã (2).

O governo ainda negocia mudanças para garantir um placar com margem que assegure o quórum necessário para aprovar o texto, ou seja, 49 votos favoráveis em dois turnos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A Proposta de Emenda à Constituição visa abrir espaço no Orçamento de 2022, adiando o pagamento de dívidas judiciais da União, os precatórios. Assim, o governo poderia pagar o Auxílio-Brasil de R$ 400 sem estourar o Teto de Gastos, uma medida que a princípio encontrou resistência no mercado, mas hoje é uma alternativa considerada “menos pior” em termos de riscos fiscais.

Às 16h57 (horário de Brasília), o Ibovespa tinha queda de 0,65% aos 101.248 pontos. O Ibovespa futuro para dezembro operava em queda de 1% aos 101.540 pontos.

O dólar comercial fechou na máxima do dia, em alta de 0,63% a R$ 5,670 na compra e R$ 5,671 na venda. O dólar futuro com vencimento em janeiro de 2022 opera em alta de 0,83% a R$ 5,704.

No mercado de juros futuros, o DI para janeiro de 2023 sobe três pontos-base para 11,82%; DI para janeiro de 2025 opera em alta de oito pontos-base, a 11,48%; e o DI para janeiro de 2027 avança onze pontos-base para 11,42%.

Veja o que movimenta o mercado com análises e últimas notícias em Tempo Real

Analista da Rico Corretora ensina ferramentas práticas a extrair lucro do mercado financeiro de forma consistente. Inscreva-se Grátis.

Em Nova York, os índices passaram a operar entre perdas e ganhos durante a fala de Biden e após a divulgação do Livro Bege. O Dow Jones  avança 0,01%; o S&P sobe 0,31% e os futuros da Nasdaq recua 0,27%.

Na Europa, o índice Stoxx 600, que reúne as ações de 600 empresas de todos os principais setores de 17 países europeus, fechou em alta de mais de 1%.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

As principais bolsas asiáticas fecharam em alta na quarta-feira, com destaque positivo para o Kospi, da Coreia do Sul, com alta de 2,14%. Na terça, os índices também amargaram perdas com o temor sobre a variante ômicron.  A aversão ao risco praticamente ignorou o bom PMI de manufatura oficial da China, que veio acima de 50 pontos, superando expectativas.

Nesta quarta-feira, foi divulgado o Índice do Gerente de Compras Caixin/Markit de atividade fabril na China, que marcou 49,9 pontos em novembro, frente a 50,6 pontos em outubro. Qualquer patamar acima de 50 pontos indica expansão; abaixo, retração.

No segmento de commodities, o preço do minério de ferro na bolsa chinesa de Dalian subiu 1,63%. Os preços do petróleo zeraram ganhos e fecharam em baixa: o barril do petróleo tipo Brent fechou em baixa de 0,42% a US$ 69,52; e o do WTI recuou 0,15% a US$ 66,28.

Radar corporativo

O noticiário corporativo desta quarta-feira (01) tem como destaque que a Petrobras (PETR3;PETR4) concluiu a venda da refinaria Landulpho Alves (RLAM) por US$ 1,8 bilhão.

Inspirali, controlada da Ânima (ANIM3) assinou um contrato para a aquisição de 51% da IBCMED, plataforma digital para a formação de pós-graduação de profissionais de saúde.

Já a Blau (BLAU3) aprovou a distribuição de JCP no valor de R$ 0,122 por ação, perfazendo o montante total de R$ 22,01 milhões.

A Dasa (DASA3), por sua vez, informou que foi concluída a aquisição do HBA – Assistência Médica e Hospitalar por R$ 850 milhões.

Petrobras

A Petrobras  concluiu ontem (30) a venda da refinaria Landulpho Alves (RLAM) e de seus ativos logísticos na Bahia para a MC Brazil Downstream Participações, empresa do grupo Mubadala Capital, por US$ 1,8 bilhão.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O valor da operação corresponde a cerca de R$ 10,1 bilhões, valor que reflete o preço de compra de US$ 1,65 bilhão, ajustado preliminarmente em função de correção monetária e das variações no capital de giro, dívida líquida e investimentos até o fechamento da transação.

O contrato ainda prevê um ajuste final do preço de aquisição, que se espera seja apurado nos próximos meses. A refinaria é a primeira dentre as oito que estão sendo vendidas pela Petrobras a ter o processo concluído.

Ânima

A Ânima assinou, nesta terça-feira (30), através de sua controlada Inspirali, um contrato para a aquisição de 51% da IBCMED, plataforma digital para a formação de pós-graduação de profissionais de saúde. O valor da transação é de R$ 10,0 milhões.

A companhia também firmou uma opção de aquisição da totalidade da participação na sociedade até o final de 2026.

Dasa

A Dasa informou que foi concluída a aquisição do HBA – Assistência Médica e Hospitalar pela subsidiária Ímpar Serviços Hospitalares, pelo valor de R$ 850 milhões.

Localiza

A Localiza diz que não há definição de exigências do Cade sobre operação envolvendo Unidas.

Copel

A Copel (CPLE6) concluiu ontem (30) aquisição do Complexo Eólico Vilas, no valor de R$ 1,086 bilhão, sendo que o empreendimento possui financiamentos de longo prazo, com vencimentos até 2040, contratados junto ao Banco do Nordeste (BNB).

Hospital Care Caledonia

A Hospital Care Caledonia (HCAR3) concluiu a aquisição de 60% das ações do Hospital Policlínica Cascavel. O valor da operação não foi revelado.

Raia Drogasil (RADL3)

Raia Drogasil (RADL3) pagará R$ 50 milhões em proventos na próxima quarta-feira (8). A companhia informou que o pagamento de Juros sobre Capital Próprio no montante total bruto de R$ 50 milhões aprovado em junho, será realizado no dia 08 de dezembro de 2021.

Blau Farmacêutica

A Blau aprovou a distribuição de Juros sobre Capital Próprio (JCP) no valor de R$ 0,122 por ação, perfazendo R$ 22,01 milhões. O pagamento deverá ser realizado em 15 de dezembro.

Farão jus aos proventos a posição acionária do dia 03 de dezembro.

Camil

A Camil (CAML3) anunciou que irá construir uma nova termoelétrica movida a biomassa de casca de arroz.

A nova instalação está prevista para entrar em operação em 2023. A empresa pretende construir a usina com R$ 150 milhões arrecadados em sua primeira emissão de debêntures.

Leilões de saneamento

Neste mês de dezembro acontecerá uma sequência de leilões de saneamento básico, que poderão movimentar R$ 8,3 bilhões em investimentos.

Os principais projetos são os de Alagoas – os blocos B e C – e do Rio de Janeiro – o bloco 3, que deverão atrair os grandes operadores do setor.

Gerdau e Metalúrgica Gerdau

A Gerdau (GGBR4) e Metalúrgica Gerdau (GOAU4) informam que foram concluídas as etapas da reorganização societária envolvendo a subsidiária mexicana Sidertúl.

Em decorrência da operação, a Gerdau passa a deter, indiretamente, fatia de 75% no capital social da Gerdau Corsa, mantendo-se o controle compartilhado da Gerdau Corsa com o Grupo Córdova.

Embraer

A Embraer (EMBR3) informou que assembleia de acionistas aprovou a cisão parcial da Yaborã, com incorporação da parcela cindida pela companhia. A operação tem eficácia a partir de 1º de janeiro de 2022.

CCR

A CCR (CCRO3) aprovou nesta terça-feira (30) a 4ª emissão de notas promissórias comerciais, no valor de R$ 2,3 bilhões.

Alliar

A Alliar (AALR3) anunciou que Karla Maciel Dolabella assumirá a diretoria de RI da companhia com a renúncia de Gabriel Rozenberg.

Analista da Rico Corretora ensina ferramentas práticas a extrair lucro do mercado financeiro de forma consistente. Inscreva-se Grátis.

Compartilhe