Destaques da bolsa

Cogna (COGN3), varejistas, bancos e aéreas fecham em forte alta, enquanto exportadoras recuam

Na ponta das altas ficaram Banco Inter, Cogna, Méliuz, Azul e Gol; e das baixas estiveram JBS e Marfrig, além de Klabin e Usiminas

Por  Equipe InfoMoney -

SÃO PAULO – Companhias aéreas, varejistas, bancos e a Cogna (COGN3), assim como outras empresas voltadas ao mercado interno e que perderam muito valor em outubro, se destacaram entre as altas do Ibovespa no pregão desta segunda-feira (1º).

As ações dos bancos se destacaram, especialmente as do Banco Inter, com as units (BIDI11) disparando 19,18% e as preferenciais (BIDI4) saltando 18,4%.

Além disso, as ações da Cogna subiram 12,9%, seguidas por Méliuz, 10,57% e as companhias aéreas: Azul (AZUL4), +8,97%; e Gol (GOLL4), +8,37%. CVC (CVCB3) aproveitou o fluxo e saltou 5,26%.

Outro destaque do dia fica por conta das varejistas. Via (VIIA3) subiu 8,13%; Lojas Americanas (LAME4), +5,59%, (LAME3), +6,29%; e Magazine Luiza (MGLU3), +5,53%.

Já as companhias exportadoras de alimentos puxavam as quedas do Ibovespa na abertura do pregão desta segunda-feira (1º), após liderarem as altas na sexta-feira (29).

As ações da JBS (JBSS3) recuaram 4,84%, as da Marfrig (MRFG3) caíram 4,00%, enquanto os papéis da BRF (BRFS3) cederam 0,56%.

Também se destacavam entre as quedas Klabin (KLBN11), -2,03%; Usiminas (USIM5), -1,13%; Gerdau (GGBR4), -1,12%;  e Suzano (SUZB3), -0,65%.

Mais destaques de empresas na bolsa

B3 (B3SA3)

Após informar que recebeu mais uma nova infração da Receita Federal, desta vez no valor de R$ 1,172 bilhão, as ações da B3 fecharam com alta de 0,59%.

Ao comentar sobre a nova multa da Receita Federal aplicada à B3, o Credit Suisse diz que isso já era esperada e, em certa medida, estava mapeada como perda possível na seção de riscos do formulário de referência. O valor representa cerca de 1,5% do valor de mercado da empresa.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Dessa vez, a multa está relacionada ao cômputo das variações cambiais positivas do investimento no CME Group, em virtude da venda dessa fatia que a companhia promoveu em 2016.

Esta é a segunda multa que a Bolsa brasileira na última semana. Na quarta-feira (27), a B3 foi multada em R$ 204 milhões em meio a questionamentos sobre a amortização, para fins fiscais, no exercício de 2017, de ágio gerado pela combinação dos negócios com a Bovespa Holding, em maio de 2008.

Vibra Energia (VBBR3)

As ações da Vibra (VBBR3) avançavam 3,72%, após informar que aprovou emissão de debêntures, não conversíveis em ações, em 2 séries, no montante de R$ 1,8 bilhão.

As debêntures da primeira série terão vencimento de 7 anos. Já as da segunda série terão vencimento de 10 anos contados da data de emissão.

BK Brasil (BKBR3)

O BK Brasil (BKBR3) fechou um acordo com a Vinci Partners para cancelar a compra da operação brasileira da rede de pizzarias Domino’s. No pregão de hoje, as ações da empresa saltaram 8,44%, cotadas em R$ 7,75.

O negócio entre BK Brasil e Domino’s foi anunciado em julho, quando a rede de fast food de hambúrguer valia R$ 3 bilhões em bolsa. De lá para cá, os papéis perderam valor.

O Morgan Stanley diz que reação inicial do mercado ao anúncio de cancelamento da compra da Domino’s será positiva, pois o risco de diluição no curto prazo diminuirá.

O banco espera que as vendas no 3T21 cheguem perto dos níveis anteriores à Covid, com a ajuda de delivery e drive through. Além disso, o Morgan Stanley acredita que a estratégia de abertura de lojas será retomada em breve, trazendo de volta a atenção dos investidores para o potencial de crescimento e justificando múltiplos maiores.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O banco mantém avaliação outperform para ações do BK Brasil (BRBK3), com preço-alvo de R$ 12,50.

Cogna (COGN3)

A Cogna (COGN3) concluiu as operações com a Eleva Educação. A Somos Sistemas, controlada da Vasta, adquiriu a Editora Eleva, sociedade que detém os ativos relacionados aos sistemas de ensino até então comercializados pela Eleva Educação.

De acordo com comunicado, a Vasta se consolida como uma das principais companhias de subscrição de sistema de ensino do Brasil.

A operação está avaliada em R$ 580 milhões, sujeito a um ajuste pelo caixa líquido da Editora estimado em R$ 32 milhões.

O comunicado destaca também que a Saber Educação vendeu à Eleva Educação o controle da SOE Operações Escolares, sociedade que mantém a operação de escolas próprias previamente detidas pela Cogna. A transação está avaliada em R$ 717 milhões.

Vale (VALE3)

A Vale (VALE3) concluiu o programa de recompra de ações e suas respectivas ADRs de sua própria emissão aprovado pelo Conselho de Administração em abril de 2021, pois atingiu o objetivo anunciado de recompra de até 270 milhões de ações, tendo adquirido o total de 270.000.000 de ações de sua emissão a um preço médio de US$ 19,55/ação, que perfaz o montante de aproximadamente US$ 5,279 bilhões.

As ações da mineradora fecharam com alta de 0,99%.

CVC (CVCB3)

Com alta de 5,26%, os papéis da CVC (CVCB3) repercutiam a conclusão da compra dos 40,0% remanescentes do capital da Ola, passando, dessa forma, a deter 100% da companhia de turismo argentina. Em 2018, a CVC adquiriu 60% do capital da Ola.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Curso inédito “Os 7 Segredos da Prosperidade” reúne ensinamentos de qualidade de vida e saúde financeira. Faça sua pré-inscrição gratuita.

Compartilhe