Criptos hoje

Bitcoin volta a subir e GMT dispara; Goldman considera tokenizar ativos e Ucrânia deve receber US$ 77 mi em BTC

BTC acompanha alívio nos preços de ações da Nasdaq ontem, mas analistas põem em dúvida prolongamento da alta

Por  Paulo Alves, CoinDesk -

Após cinco dias de desempenho inconstante, o Bitcoin (BTC) finalmente deu uma guinada para cima, mas analistas questionam se o último rali teria algum poder de permanecer em meio a um início previsivelmente decepcionante dos ganhos trimestrais de empresas listadas em bolsa, que ajudam a crescer o bolo de incertezas macroeconômicas junto com o aperto monetário nos Estados Unidos.

A maior criptomoeda por capitalização de mercado era negociada às 7h10 a pouco mais de US$ 39.789, um aumento de 1,8% nas últimas 24 horas. O Ethereum (ETH), segunda maior criptomoeda por valor de mercado, operava a US$ 2.938, um ganho de 1,3% no mesmo período. O volume de negociação e a volatilidade, porém, permaneceram em níveis baixos.

Até onde as criptomoedas vão chegar? Qual a melhor forma de comprá-las? Nós preparamos uma aula gratuita com o passo a passo. Clique aqui para assistir e receber a newsletter de criptoativos do InfoMoney

O Bitcoin parece estar “caindo da janela, mas se segurando na batente”, escreveu Alex Kuptsikevich, analista da FxPro, em um e-mail para o CoinDesk.

Demais criptos também são negociadas em território positivo nesta manhã, mas sem demonstrar tanta força, com algumas poucas exceções. Na quarta-feira (27), a Cosmos (ATOM) estava entre os que mais subiam, com ganho de 5%, depois que a startup Evmos afirmou que abriria novamente a possibilidade de usuários resgatarem criptos de graça no processo conhecido como airdrop.

Entre os ativos digitais com melhores resultados está a Stepn (GMT), uma criptomoeda ligada a um jogo que paga ao usuário pela prática de exercícios. Ela subiu 20% em 24 horas e já passa dos US$ 4.

Os preços das criptomoedas acompanham os principais mercados de ações, que quebraram uma recente série de perdas para registrar pequenos ganhos ontem. O ouro, um investimento tradicional de refúgio seguro, caiu mais de 1% em meio à migração ao menos temporária de investidores para ativos mais arriscados.

Alguns analistas de criptomoedas chegaram a ficar mais otimistas com uma possível recuperação mais permanente nos mercados de ativos digitais.

“Se você diminuir o zoom, há alguns fatores bons e positivos e ventos favoráveis ​​atingindo a indústria”, disse Chris Perkins, presidente da CoinFund, ao CoinDesk. “Estamos vendo que os mercados de criptomoedas têm sido resilientes entre alguns outros pagamentos no setor de tecnologia. Estamos vendo fortes tendências do ponto de vista político. Estamos vendo a esquerda e a direita se unindo e concordando que precisamos ter política forte, baseada em princípios”.

O rali das criptomoedas coincidiu também com a notícia de que o Goldman Sachs está estudando a possibilidade de tokenizar ativos reais, levando imóveis e outros bens para a blockchain. Já no Leste europeu, o Bitcoin segue mostrando ter um papel preponderante no financiamento dos dois lados da guerra. Ontem, a Finlândia disse que doará cerca de US$ 77 milhões em BTC para ajudar a Ucrânia.

No Brasil, a discussão se volta para a proximidade da definição de um marco regulatório para o setor de criptoativos. Após ser aprovado pelo plenário do Senado, o Projeto de Lei 3.825/2019, de autoria do senador Flávio Arns (Podemos-PR), vai para a Câmara dos Deputados, que atuará como casa revisora.

  • Assista: Vem mais imposto por aí? Entenda tudo que muda com o PL das criptomoedas aprovado no Senado

 

Confira o desempenho das principais criptomoedas às 7h10:

CriptomoedaPreçoVariação nas últimas 24 horas
Bitcoin (BTC)US$ 39.789,86+1,8%
Ethereum (ETH)US$ 2.938,75+1,3%
Binance Coin (BNB)US$ 403,72+2,8%
Solana (SOL)US$ 100,44+0,7%
Terra (LUNA)US$ 91,70+2,4%

As criptomoedas com as maiores altas nas últimas 24 horas:

CriptomoedaPreçoVariação nas últimas 24 horas
Stepn (GMT)US$ 4,04+21,5%
Lido DAO (LDO)US$ 3,51+14,2%
The Graph (GRT)US$ 0,393384+12,3%
Convex Finance (CVX)US$ 27,57+7,4%
PancakeSwap (CAKE)US$ 20,38+6,7%

As criptomoedas com as maiores quedas nas últimas 24 horas:

CriptomoedaPreçoVariação nas últimas 24 horas
Arweave (AR)US$ 27,23-2,5%
Frax Share (FXS)US$ 27,30-2,4%
Helium (HNT)US$ 16,21-2%
Dogecoin (DOGE)US$ 0,140593-1,4%
OKB (OKB)US$ 19,50-1,3%

Confira como fecharam os ETFs de criptomoedas no último pregão:

ETFPreçoVariação
Hashdex NCI (HASH11)R$ 35,00+2,04%
Hashdex BTCN (BITH11)R$ 45,80+0,28%
Hashdex Ethereum (ETHE11)R$ 41,80-0,28%+
Hashdex DeFi (DEFI11)R$ 38,17-4,51%
Hashdex Smart Contract Plataform FI (WEB311)R$ 39,30+0,51%
QR Bitcoin (QBTC11)R$ 12,16+0,16%
QR Ether (QETH11)R$ 10,42+1,26%
QR DeFi (QDFI11)R$ 6,77+0,29%

Veja as principais notícias do mercado cripto desta quinta-feira (28):

Goldman Sachs diz estar explorando tokenização de ativos reais

O Goldman Sachs disse que está estudando tokens não-fungíveis (NFTs) e, particularmente, a “tokenização de ativos reais”, em novo passo do banco de investimento no setor de criptomoedas.

Os metaversos em que ativos do mundo real, como imóveis e terrenos são comprados e vendidos como NFTs, vêm atraindo a atenção de grandes nomes dos serviços financeiros e de uma série de outros setores.

“Na verdade, estamos explorando NFTs no contexto de instrumentos financeiros e, na verdade, é algo bastante poderoso. Então, trabalhamos em várias coisas”, disse Mathew McDermott, chefe global de ativos digitais do Goldman Sachs, em participação no Financial Times Crypto and Digital Assets Summit, realizado ontem.

O banco mergulhou nas criptomoedas. Começou a oferecer derivativos de Bitcoin para investidores em 2021 e realizou sua primeira negociação de criptomoedas de balcão com a empresa financeira de ativos digitais Galaxy Digital em março deste ano.

Finlândia quer doar US$ 77 milhões em Bitcoin para a Ucrânia

A Finlândia está planejando doar Bitcoin apreendido de várias investigações criminais realizadas pelo governo para a Ucrânia, informou o jornal finlandês Helsingin Sanomat, citando fontes do governo.

A quantidade de Bitcoin a ser doada ainda não foi determinada, mas o valor potencial pode valer até 73 milhões de euros (US$ 77 milhões) a preços atuais, de acordo com a reportagem.

A Finlândia começou a estudar o uso de bitcoins para ajudar a Ucrânia no início de março. A Finlândia também considerou doar 1.981 bitcoins apreendidos por seu departamento de alfândega diretamente para a Ucrânia.

Doar criptomoedas tornou-se uma maneira popular de doar dinheiro para o esforço de guerra da Ucrânia contra a Rússia.

Projeto DeFi é hackeado pela segunda vez em dois meses

O aplicativo de finanças descentralizadas (DeFi) Deus Finance foi explorado pela segunda vez em dois meses. O ataque resultou no roubo de mais de US$ 13,4 milhões em criptomoedas na madrugada de hoje, disseram pesquisadores de segurança da PeckShield via Twitter. A exploração ocorreu na rede Fantom (FTM).

O Deus Finance permite que os desenvolvedores construam serviços financeiros, como negociação de futuros, empréstimos e opções em sua plataforma.

O ataque usou um flash loan, tipo de empréstimo que deve ser obtido e pago de volta na mesma transação, para enganar a maneira como os contratos inteligentes de Deus leem dados nos pools de liquidez da plataforma.

Isso permitiu que o invasor inflasse artificialmente o valor de alguns ativos, emprestasse criptos e obtivesse lucro após pagar o empréstimo. Calculadas em US$ 13,4 milhões, as perdas totais para o protocolo podem ser muito maiores, afirmou a PeckShield.

Exchange espanhola Bit2Me chega ao Brasil

A exchange de criptomoedas espanhola Bit2Me anunciou nesta quinta-feira (28) sua chegada ao Brasil e a contratação de Ricardo Da Ros, ex-country manager da Binance, para liderar a expansão da empresa na América Latina.

“Estou muito feliz em fazer parte da família Bit2Me. Acho que é uma exchange com grande futuro que tem em seu DNA os princípios fundadores do Bitcoin (BTC)”, afirma Da Ros.

A Bit2Me foi a primeira empresa a ser reconhecida pelo Banco da Espanha como prestadora de serviços em moeda virtual. Ela tem clientes em mais de 100 países e volume transacionado de cerca de 1,1 bilhão de euros em 2021.

Até onde as criptomoedas vão chegar? Qual a melhor forma de comprá-las? Nós preparamos uma aula gratuita com o passo a passo. Clique aqui para assistir e receber a newsletter de criptoativos do InfoMoney

Compartilhe