Criptos hoje

Bitcoin “travado” em US$ 30 mil, LINK salta 9% e Terra Labs investigada após colapso da UST

Principais criptomoedas do mercado operam em torno da estabilidade nesta quinta-feira

Por  Rodrigo Tolotti, CoinDesk -

Depois de esboçar ganhar força, o Bitcoin  (BTC) voltou a oscilar em torno da faixa de US$ 30 mil, nível em que está “travado” há alguns dias. O Ethereum (ETH), por sua vez, registra leve alta no acumulado de 24 horas, cotado pouco acima de US$ 1.800.

Até onde as criptomoedas vão chegar? Qual a melhor forma de comprá-las? Nós preparamos uma aula gratuita com o passo a passo. Clique aqui para assistir e receber a newsletter de criptoativos do InfoMoney

Os preços das criptomoedas seguem correlacionados aos das ações, seguindo o movimento dos principais índices de Nova York. O S&P 500 caiu cerca de 1% ontem, enquanto o Dow Jones e o Nasdaq recuaram um pouco menos, à medida que os investidores continuaram atentos à espera de indicações mais claras sobre a direção da inflação e da economia.

Nos últimos dias os sinais foram bastante negativos, com o Banco Mundial cortando sua previsão de crescimento econômico este ano de 4,1% para 2,9% em meio a temores de estagflação – uma combinação de desaceleração do crescimento e aumento de preços –, comentários inflacionários pessimistas da secretária do Tesouro dos EUA, Janet Yellen, em uma audiência do Comitê de Finanças do Senado e um alerta de lucros da Target que fez os preços das ações no varejo caírem na terça-feira.

“Os fundamentos do BTC estão intactos, mas sem a clareza regulatória, que está chegando, podemos permanecer no limite”, disse o chefe de pesquisa da 3iQ Digital Asset, Mark Connors, ao CoinDesk.

Do lado positivo, o mercado segue atento ao projeto de lei sobre criptoativos que foi apresentado no Senado dos EUA. O texto propõe remover as implicações de juros para compras de bens e serviços em transações de menos de US$ 200, algo visto por especialistas como um possível caminho para deixar as criptomoedas mais próximas das moedas fiduciárias.

“Os mercados continuam a tendência de baixa de longo prazo, mas o recente projeto de lei favorável às criptomoedas nos EUA está dando suporte de curto prazo, pois propõe remover as criptomoedas da jurisdição da ‘infame’ SEC [Comissão de Valores Mobiliários]”, disse James Key, CEO do protocolo Web 3 Autonomy Network, ao CoinDesk.

Entre as altcoins o destaque, pelo segundo dia, fica com a Chainlink (LINK), que sobe mais 9% hoje após o anúncio de uma nova fase do projeto que inclui o staking (depósito com rendimento em um smart contract) de oráculos que rodam na rede Chainlink.

  • Assista: Você sabe o que é tokenização? Entenda a tecnologia por trás das criptoações

Confira o desempenho das principais criptomoedas às 7h05:

CriptomoedaPreçoVariação nas últimas 24 horas
Bitcoin (BTC)US$ 30.538,34+0,22%
Ethereum (ETH)US$ 1.819,06+0,49%
Binance Coin (BNB)US$ 291,72-0,23%
Cardano (ADA)US$ 0,6527+2,33%
XRP (XRP)US$ 0,4035+0,67%

As criptomoedas com as maiores altas nas últimas 24 horas:

CriptomoedaPreçoVariação nas últimas 24 horas
Helium (HNT)US$ 11,54+10,59%
Chainlink (LINK)US$ 9,17+10,38%
Tezos (XTZ)US$ 2,17+7,64%
OMG Network (OMG)US$ 2,76+6,74%
FTX Token (FTT)US$ 28,97+6,13%

As criptomoedas com as maiores quedas nas últimas 24 horas:

CriptomoedaPreçoVariação nas últimas 24 horas
Elrond (EGLD)US$ 63,79-3,01%
Decred (DCR)US$ 34,57-2,80%
eCash (XEC)US$ 0,00005245-2,77%
Klaytn (KLAY)US$ 0,3802-2,75%
Gala (XEC)US$ 0,07736-2,42%

Confira como fecharam os ETFs de criptomoedas no último pregão:

ETFPreçoVariação
Hashdex NCI (HASH11)R$ 24,90-4,48%
Hashdex BTCN (BITH11)R$ 35,22-2,31%
Hashdex Ethereum (ETHE11)R$ 25,72-3,74%
Hashdex DeFi (DEFI11)R$ 21,74-0,09%
Hashdex Smart Contract Plataform FI (WEB311)R$ 22,43+2,31%
QR Bitcoin (QBTC11)R$ 9,32-1,89%
QR Ether (QETH11)R$ 6,33-3,21%
QR DeFi (QDFI11)R$ 3,89+1,83%

Veja as principais notícias do mercado cripto desta quinta-feira (9):

Começa o maior evento de criptomoedas do mundo

Realizado desde 2015 e considerado maior evento do mundo especializado em criptoativos e blockchain, o Consensus Festival volta de um hiato de dois anos causado pela pandemia e realiza uma edição presencial a partir desta quinta até dia 12 de junho em Austin, no Texas. E o InfoMoney fará a cobertura presencial do evento.

Em meio a um momento de mercado desafiador, o evento reunirá os principais nomes do setor para tratar de temas que abrangem NFT, DeFi, Web 3, metaverso e regulamentação, entre outros relacionados ao mundo da descentralização em blockchain.

O evento conta com uma extensa lista de mais de 500 palestrantes, entre eles executivos de grandes empresas do ramo, como Changpeng “CZ” Zhao (Binance), Sam Bankman-Fried (FTX) e Joseph Lubin (Consensys); e de companhias tradicionais como Dan Schulman (PayPal) e Raja Rajamannar (Mastercard).

Coreia do Sul investiga Terra Labs por suposto desvio de Bitcoin

As agências policiais sul-coreanas estão investigando o Terraform Labs após o colapso no mês passado de sua controversa stablecoin algorítmica, TerraUSD (UST), de acordo com o Financial Times.

A Agência de Polícia Metropolitana de Seul lançou uma investigação sobre alegações de apropriação indébita de uma quantidade não revelada das posses de Bitcoin da Terra, afirma o jornal.

A Terra detinha US$ 3,5 bilhões em Bitcoin em suas reservas, em uma tentativa fracassada de estabilizar o preço do UST.

O cofundador da Terraform, Daniel Shin, negou as alegações de fraude, dizendo ao FT que “não havia intenção de enganar” e que a empresa queria inovar o sistema de liquidação de pagamentos usando a tecnologia blockchain.

Osmosis irá cobrir perda de US$ 5 milhões após ataque

A Osmosis Chain permanecerá paralisada por pelo menos 48 horas após uma ataque exploit em seu pool de liquidez que resultou em uma perda estimada de US$ 5 milhões.

Em uma série de atualizações no Twitter e em um post do Discord na quarta-feira (8), a equipe da Osmosis disse que cobrirá todas as perdas usando suas reservas estratégicas.

O bug era um problema com a função JoinPoolNoSwap, na qual os provedores de liquidez recebiam 50% a mais do que deveriam ao retirar dos pools de liquidez.

O bug foi explorado por um “pequeno número de indivíduos”, disse a Osmosis. Quatro indivíduos foram identificados como responsáveis ​​por 95% da quantidade explorada.

A Osmosis é uma blockchain construída em cima da Cosmos. É conhecida por sua exchange descentralizada (DEX), que também parou de negociar quando o congelamento da rede entrou em vigor.

US$ 15 milhões em tokens Optimism são roubados

A Optimism, solução de escalabilidade da Ethereum, anunciou hoje que US$ 15 milhões em tokens de governança OP foram roubados por invasores.

A Optimism pretendia enviar os fundos para um criador de mercado de criptomoedas, mas eles caíram em mãos erradas quando o criador de mercado, Wintermute, forneceu à equipe da Optimism um endereço de blockchain incorreto.

Em um comunicado na quarta-feira, o CEO da Wintermute, Evgeny Gaevoy, assumiu a responsabilidade por permitir o roubo: “Cometemos um erro grave”.

O ataque ocorreu após algumas semanas difíceis para o Optimism, cujo lançamento mal feito do token OP fez com que o preço do ativo caísse em suas primeiras horas. O token OP registra queda de mais 20% nesta manhã.

Até onde as criptomoedas vão chegar? Qual a melhor forma de comprá-las? Nós preparamos uma aula gratuita com o passo a passo. Clique aqui para assistir e receber a newsletter de criptoativos do InfoMoney

Compartilhe