Criptos hoje

Bitcoin e Ethereum tentam manter rali, enquanto mercado cripto volta a valer US$ 2 tri após 6 meses

Mercado de criptomoeda segue em alta conforme sanções são aplicadas contra a Rússia e investidores aumentam uso de ativos digitais na região

Por  Rodrigo Tolotti, CoinDesk -

Após um forte rali no início da semana por conta das sanções sofridas pela Rússia, o Bitcoin (BTC) mantém os ganhos nesta quarta-feira (2), mas encontra uma resistência para se manter acima da marca de US$ 44 mil depois de atingir esse patamar pela primeira em 15 dias na terça.

Com isso, a maior criptomoeda do mundo se manteve descolada das principais bolsas mundiais. Na última sessão, Nasdaq, S&P 500 e Dow Jones registraram perdas de mais de 1,5%, enquanto nesta manhã o Bitcoin registra alta de 1,7% no acumulado de 24 horas, próximo de US$ 44 mil.

Até onde as criptomoedas vão chegar? Qual a melhor forma de comprá-las? Nós preparamos uma aula gratuita com o passo a passo. Clique aqui para assistir e receba a Newsletter de criptoativos do InfoMoney

Os ganhos tiveram início na segunda à tarde, quando o preço da criptomoeda rompeu os US$ 40 mil à medida em que investidores digeriam as sanções impostas à Rússia como meio de conter a guerra.

Segundo dados da consultoria Tripple A, a Ucrânia tem o maior percentual de habitantes que utilizam criptomoedas, com 12,73%, seguida da Rússia, com 11,91% de residentes que usam Bitcoin e outras criptos.

Em meio à aplicação das sanções impostas pelos Estados Unidos e pela Europa, russos correram para comprar Bitcoin como meio de preservar suas economias do colapso do rublo. Segundo dados do provedor de pesquisa em criptomoedas Kaiko, o volume de Bitcoin denominado em rublo já atingia o maior nível desde maio na semana passada.

Leia mais:

Analistas explicam que a invasão da Ucrânia tem destacado o potencial das criptomoedas como ativo alternativo para investidores e para a população durante crises como essa.

De acordo com uma estimativa da Forklog, uma agência de notícias de criptomoedas em russo, várias organizações que levantam fundos em criptomoedas para a Ucrânia receberam mais de US$ 58 milhões em doações nos últimos seis dias. Já a Arcane Research, em um relatório na última terça, afirmou que os ucranianos estavam “comprando criptomoedas como nunca antes”, com medo de que o sistema bancário do país “entre em colapso”.

Enquanto isso, os investidores russos têm visto cripto como uma solução alternativa para as sanções econômicas da União Europeia e dos EUA. Em seu relatório, a Arcane Research fala sobre um “aumento maciço nos pares de rublos na Binance, particularmente no Tether (USDT)” e no volume de Bitcoin.

Os analsitas especulam que os russos estejam buscando “stablecoins para obter exposição ao dólar antes de possíveis sanções direcionadas aos comerciantes de criptomoedas russos” ou que isso seja resultado de “formadores de mercado que buscam eliminar sua exposição ao rublo”.

  • Assista: Bitcoin resiste a colapso em meio à guerra na Ucrânia. O que vem agora?

 

Entre as altcoins, o destaque segue, pelo segundo dia, para a THORChain (RUNE), que dispara mais de 30% nas últimas 24 horas, enquanto a Terra (LUNA) também mantém ganhos expressivos após se tornar a sétima maior cripto do mundo na véspera.

Com o rali recente, o mercado de criptoativos voltou a superar a marca de US$ 2 trilhões em valor de mercado, algo que não ocorria desde agosto do ano passado. Movimento que foi puxado não só pelo Bitcoin e Ethereum (ETH), mas por ativos como a Terra e Solana (SOL).

Confira o desempenho das principais criptomoedas às 7h05:

CriptomoedaPreçoVariação nas últimas 24 horas
Bitcoin (BTC)US$ 43.995,51+1,70%
Ethereum (ETH)US$ 2.996,46+3,40%
Binance Coin (BNB)US$ 412,51+1,47%
XRP (XRP)US$ 0,7696+0,31%
Terra (LUNA)US$ 93,96+4,10%


As criptomoedas com as maiores altas nas últimas 24 horas:

THORChain (RUNE)US$ 5,55+27,69%
Render Token (RNDR)US$ 3,02+16,04%
Anchor Protocol (ANC)US$ 3,91+12,41%
Fantom (FTM)US$ 2,022+10,06%
Solana (SOL)US$ 104,11+8,46%

As criptomoedas com as maiores quedas nas últimas 24 horas:

Helium (HNT)US$ 23,99-4,16%
Secret (SCRT)US$ 5,18-3,58%
Algorand (ALGO)US$ 0,8321-3,30%
Gala (GALA)US$ 0,2567-3,20%
Unus Sed Leo (LEO)US$ 5,81-3,18%

Confira como fecharam os ETFs de criptomoedas no último pregão:

ETFPreçoVariação
Hashdex NCI (HASH11)R$ 36,00+3,15%
Hashdex BTCN (BITH11)R$ 48,20+4,32%
Hashdex Ethereum (ETHE11)R$ 41,33+4,21%
Hashdex DeFi (DEFI11)R$ 41,10+0,90%
QR Bitcoin (QBTC11)R$ 12,72+2,58%
QR Ether (QETH11)R$ 10,20+3,03%
QR DeFi (QDFI11)R$ 7,32+7,64%

Veja as principais notícias do mercado cripto desta quarta-feira (2):

NFT da série CryptoPunk é doado para campanha da Ucrânia

O CryptoPunk número 5364 foi transferido para a carteira Ethereum da Ucrânia na terça-feira, entrando para a lista de ativos da campanha a favor do país que já acumulou mais de US$ 33 milhões em criptomoedas.

As estimativas do valor do ativo variam: Tom Robinson, da empresa de rastreamento de criptomoedas Elliptic, apontou para algo em torno de US$ 200 mil; Já o DeepNFTvalue, um blog que usa machine learning para estimar preços de NFTs raros, o colocou em US$ 233 mil.

O NFT teve um preço de venda de US$ 31.300 em fevereiro de 2021, a última vez que foi vendido. O doador tem uma coleção de vários outros punks, de acordo com o endereço da carteira.

Ucrânia anuncia Airdrop

A Ucrânia realizará um airdrop para doadores que contribuíram com dinheiro para seus endereços oficiais de criptomoedas, disse o país nesta quarta por meio de sua conta oficial no Twitter.

Airdrops envolvem projetos cripto que enviam tokens gratuitos em massa para suas comunidades em uma tentativa de incentivar a adoção. El Salvador lançou anteriormente US$ 30 em bitcoin para seus cidadãos em 2021. No entanto, este agora marca a primeira vez que um país realiza um airdrop para doações feitas em criptomoedas.

A Ucrânia começou a aceitar criptomoedas como meio de doação em 26 de fevereiro, quando as tropas russas entraram no território do país em uma “operação militar especial”. O país está aceitando doações em Bitcoin, Ether, USDT e tokens DOT, da Polkadot.

Até onde as criptomoedas vão chegar? Qual a melhor forma de comprá-las? Nós preparamos uma aula gratuita com o passo a passo. Clique aqui para assistir e receba a Newsletter de criptoativos do InfoMoney

Compartilhe