Reação na Bolsa

Ações da Coinbase desabam 20% após corretora cripto entrar na mira da SEC

Empresas relacionadas a criptos, como MicroStrategy e Marathon Digital, também caíram forte na Bolsa, cerca de 11%

Por  CoinDesk

As ações da exchange de criptomoedas Coinbase caíram mais de 20% nesta terça-feira (26), junto com o dia negativo para o mercado cripto, mas em especial puxadas pela notícia divulgada na noite de segunda de que a Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC) está investigando a empresa por permitir que os americanos negociem tokens que deveriam ter sido registrados como títulos.

“A Coinbase foi considerada uma das empresas de criptomoedas mais bem administradas que tentaram obedecer às regras e trabalhar com os órgãos reguladores”, disse Edward Moya, analista sênior de mercados da Oanda, em nota hoje.

“O risco de uma regulamentação mais rígida tem sido uma dor de cabeça constante para as criptomoedas e parece que algumas decisões difíceis podem prejudicar uma boa parte do universo criptográfico”, acrescentou.

“Se algumas criptomoedas forem consideradas valores mobiliários, isso tornaria a vida de muitas exchanges muito mais difícil”, completa Moya.

Embora a Coinbase seja a mais atingida, fechando com uma queda de 21,32%, a US$ 52,77, nesta terça-feira, players relacionados a criptos como MicroStrategy e Marathon Digital também tiveram quedas consideráveis na Bolsa, ​​de cerca de 11%.

Já no mercado de criptomoedas, o Bitcoin (BTC) – possivelmente a única criptomoeda que a SEC pode não considerar um título – tem um recuo de 3%. Já o Ethereum (ETH) e a Solana (SOL) caem perto de 7%.

Até onde as criptomoedas vão chegar? Qual a melhor forma de comprá-las? Nós preparamos uma aula gratuita com o passo a passo. Clique aqui para assistir e receber a newsletter de criptoativos do InfoMoney

Compartilhe