Fobia financeira: o medo de lidar com dinheiro

A fobia financeira gera sintomas físicos, como aceleração dos batimentos cardíacos e até enjoo, além de também ser devastadora para a sua saúde financeira

Importante: os comentários e opiniões contidos neste texto são responsabilidade do autor e não necessariamente refletem a opinião do InfoMoney ou de seus controladores
arrow_forwardMais sobre

Você já evitou abrir seu extrato bancário? Deixou de olhar no app do seu banco quanto você tinha na conta, ou quanto seria a fatura do cartão de crédito?

Você sente ansiedade enquanto lê isso e, na verdade, tem até dificuldade para dormir ou para se concentrar no trabalho por causa da sua situação financeira?

Se sim, você pode sofrer do que a Psicologia do Dinheiro chama de “fobia financeira”, uma condição psicológica cujo principal sintoma é uma espécie de medo paralisante de lidar com as finanças.

Esse medo é tão forte que a pessoa sequer consegue acompanhar suas contas e seu extrato bancário, por exemplo.

Mas o que causa a fobia financeira? Normalmente, esse tipo de fobia se desenvolve a partir de experiências negativas que tivemos com o dinheiro, principalmente na nossa infância.

Não importa se você foi criado com muito ou com pouco, a fobia financeira está mais relacionada às associações negativas que você fez com o dinheiro.

Você pode ter sido criado em berço de ouro. Mas, se sua família brigava muito por dinheiro, você pode ter desenvolvido uma associação traumática e inconsciente.

Se seus pais estavam constantemente preocupados e ansiosos com as finanças, isso pode ter afetado a maneira como você lida com suas preocupações e ansiedades com o dinheiro. No fim, são os padrões que o seu cérebro cria desde cedo e ficam enraizados como crenças.

Se você tem alta ansiedade ou fobia financeira, você não está sozinho. Um estudo desenvolvido pela Universidade de Cambridge, na Inglaterra, identificou que quase metade da população daquele país apresentava alta ansiedade financeira e alguns sintomas de fobia financeira.

PUBLICIDADE

Aprenda os conceitos iniciais sobre finanças e comece a investir

Sendo uma condição psicológica grave, a fobia financeira também gera sintomas físicos, como aceleração dos batimentos cardíacos e até tontura e enjoo.

A fobia financeira também é devastadora para a sua saúde financeira. Nessa mesma pesquisa, foi identificado que mais de 20% da população inglesa sofre de um estágio avançado de fobia financeira, o que a torna incapaz de administrar suas finanças.

Na prática, a pessoa não consegue lidar com questões cotidianas do dinheiro, acaba se sentindo culpada, ansiosa e entediada quando precisa lidar com seu saldo bancário ou quando precisa pagar uma conta.

Não deveria ser assim, certo? Lidar com suas finanças deveria ser algo menos penoso. Até porque, se você deixa de acompanhar a sua vida financeira, pode correr vários riscos!

Se você não verifica seus extratos bancários, por exemplo, está arriscando deixar contas em descoberto. Você pode se esquecer de pagamentos importantes. Você pode ser cobrado(a) por taxas erradas ou até ser vítima de fraudes e nem perceber.

Caso você não monitore as suas contas, fica muito difícil economizar e investir o seu dinheiro para realizar sonhos e se preparar para um futuro melhor, certo? Pior ainda, você pode estar com dívidas e nem saber!

Mas o que fazer se você tiver alta ansiedade ou mesmo fobia financeira? O primeiro passo para lidar com sua fobia é admitir que ela existe. Reconhecer que você tem medo vai te ajudar a desenvolver um plano para superar este medo.

PUBLICIDADE

Então faça esse plano! Depois de reconhecer o medo, encare-o. No início, pode ser difícil. Mas, a cada pequeno passo que der, você construirá uma relação saudável com suas finanças.

Ficar acordado à noite e se preocupar com dinheiro não fará com que ele apareça como mágica na sua conta bancária. Tampouco vai fazer você finalmente decidir economizar para sua aposentadoria.

Em vez disso, aprender como acalmar seus nervos, medos e se sentir confiante em suas escolhas financeiras é uma questão de educação, ação e respeito com o seu dinheiro e consigo mesmo.

Ao encontrar maneiras proativas de acompanhar suas finanças, você descobrirá que o sentimento de ansiedade que surge ao verificar seu saldo bancário vai se dissolvendo enquanto você constrói maior controle e confiança.

Como dizia o ex-presidente americano Abraham Lincoln, “tenha em mente que sua própria decisão para atingir o sucesso é mais importante do que qualquer outra coisa”.

Encare o medo, faça isso por você e acredite: é mais fácil do que você pensa!

Newsletter InfoMoney

Informações, análises e recomendações que valem dinheiro, todos os dias no seu email:

Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.
error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.

Thiago Godoy

É head de educação financeira da XP Inc. e especialista em psicologia do dinheiro e bem-estar financeiro. É mestre pela FGV – Tese em Educação Financeira, especialização em Sustentabilidade (University of British Columbia), tem MBA em Marketing (FGV) e graduação em administração (UFJF). Foi diretor de mobilização de recursos e relações governamentais da Associação de Educação Financeira do Brasil, atuando especialmente com populações de baixa renda e escolas públicas. Também atuou com desenvolvimento institucional na Dialogue Direct e Children International (EUA), Fundação Vida Plena (Bolívia), Projuventude e Comitê para Democratização de Informática (Brasil). Instagram: @psifinanceiro