Dia dos Namorados – quando falar sobre finanças?

Importante: os comentários e opiniões contidos neste texto são responsabilidade do autor e não necessariamente refletem a opinião do InfoMoney ou de seus controladores

Namoro é uma fase ótima do relacionamento, por isso, muitas pessoas, mesmo depois de casadas, tentam manter a magia dessa fase. Mas, para que o relacionamento dê certo – seja aquele que está começando, seja o que já é mais maduro –, é preciso ser baseado em muita conversa e planejamento. Por isso, uma grande dúvida é sobre quando chega o momento de falar de finanças.

Uma das principais causas de brigas e até separações em um casamento é o dinheiro. Isso se dá pelo fato de os casais, muitas vezes, se recursarem a falar francamente sobre o assunto, expor o que cada um pensa e decidirem juntos como irão agir em relação às finanças. E esse tópico já deve ser discutido no namoro, período do relacionamento que se tem muitos gastos com combustível, restaurantes, festas, viagens, etc.

Não certo ou errado, cada casal deve agir de acordo com aquilo que eles acreditam que funciona melhor para eles. A única coisa que é imprescindível é a conversa, para que tudo fique devidamente esclarecido e acordado, evitando problemas num futuro próximo. Para aqueles que pensam – e já até planejam – se casar, mais ainda, pois o comportamento de ambos agora irá refletir consequências depois; se for bom, irá trazer coisas boas, se for ruim, poderá arruinar a relação.

Portanto, proponho que, nesse Dia dos Namorados, todos os apaixonados sentem e conversem. É isso mesmo, façam dessa data um marco para o relacionamento. Busquem educar-se financeiramente, um apoiando o outro, entendendo suas necessidades e estabelecendo prioridades. Um casal que não sonha junto, não tem objetivos de vida e, por isso, ficam estagnados.

Relacionem, no mínimo, três sonhos: um de curto (até um ano), um de médio (de um a dez anos) e outro de longo prazo (acima de dez anos). Saibam quanto esses sonhos custam e vejam quanto cada um pode poupar por mês, aplicando esse dinheiro em um investimento que esteja de acordo com o prazo do objetivo. Podem ter certeza que, agindo assim, o relacionamento como um todo será mais saudável e, consequentemente, mais próspero.

Feliz Dia dos Namorados!

Reinaldo Domingos

Reinaldo Domingos é presidente da Abefin (Associação Brasileira de Educadores Financeiros), autor de vários livros e criador da Metodologia DSOP de Educação Financeira.