Ajuste

Dilma assina decreto e salário mínimo sobe mais do que previsto para 2016

A diferença (pouco mais de 1%) parece pequena, mas por ser parâmetro para os benefícios previdenciários, resulta em um aumento maior dos gastos públicos do que havia sido estimado

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – O salário mínimo de 2016 será superior ao que havia sido estimado no Orçamento de 2016. A presidente Dilma Rousseff, possivelmente para agradar sua base à esquerda, fixou o salário mínimo em R$ 880, acima dos R$ 871 projetados – representando uma alta de 11,67% frente o ano anterior.

A diferença (pouco mais de 1%) parece pequena, mas por ser parâmetro para os benefícios previdenciários, resulta em um aumento maior dos gastos públicos do que havia sido estimado. O novo mínimo deverá ser publicado no Diário Oficial da União nesta quarta-feira (30), alerta o UOL.

O salário mínimo é calculado com o PIB do ano retrasado e a variação da inflação medida pelo INPC, mas é a presidência quem define o valor final. O governo destaca que “dará continuidade à sua política de valorização do salário mínimo”. 

PUBLICIDADE

 

Leia também

Baixe um pacote de planilhas financeiras gratuitas

Milhões de brasileiros investem errado em previdência; é o seu caso?

Imóvel é sempre bom negócio? Teste mostra que alugar é melhor

Seu carro facilmente lhe custa R$ 2.500 por mês. Duvida?

PUBLICIDADE

Qual é o melhor CDB: pré, pós ou indexado à inflação? Planilha mostra

Planeja investir no Tesouro Direto? Ebook gratuito mostra o caminho

Quer saber se você está investindo bem? Faça uma simulação

Quanto custa realizar cada um de seus sonhos? Descubra

 

 

 

Para compartilhar esse conteúdo, por favor utilize o link http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2015/12/1723983-salario-minimo-sera-de-r-88000-em-2016.shtml ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos da Folha estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização da Folhapress (pesquisa@folhapress.com.br). As regras têm como objetivo proteger o investimento que a Folha faz na qualidade de seu jornalismo. Se precisa copiar trecho de texto da Folha para uso privado, por favor logue-se como assinante ou cadastrado.