Tesouro Direto: juros avançam e títulos de inflação pagam até 5,8% após decisões de Copom e Fomc

Mercado reage a comunicados considerados duros dos bancos centrais na “Super Quarta”

Leonardo Guimarães

Publicidade

As taxas dos títulos do Tesouro Direto operam em alta nesta quinta-feira (21). Investidores repercutem as decisões de juros tomadas ontem pelos bancos centrais brasileiro e norte-americano.

Por aqui, o Comitê de Política Monetária do Banco Central (Copom) decidiu cortar a Selic para 12,75% ao ano. Sem surpresas na decisão, o mercado olhou para o comunicado da autarquia, que adotou tom mais duro ao alertar para a questão fiscal do Brasil e apresentar projeções piores para a inflação.

O Copom ainda ratificou que o ritmo de cortes de 0,5 ponto percentual é o adequado para as próximas reuniões (no plural). Parte do mercado esperava um aceno da autoridade monetária à possibilidade de aceleração do ritmo de cortes para 0,75 p.p. até o fim do ano, o que não aconteceu.

Oferta Exclusiva

CDB 150% do CDI

Invista no CDB 150% do CDI da XP e ganhe um presente exclusivo do InfoMoney

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Nos Estados Unidos, o Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc) decidiu pela manutenção das taxas de juros no intervalo entre 5,25% e 5,5% ao ano. A autarquia, porém, indicou um novo aumento dos juros ainda em 2023. As projeções que acompanham a decisão apontam que os diretores do Fed veem os juros entre 5,5% e 5,75% até o final do ano. Também sinalizaram a manutenção da política de aperto em 2024.

Com os comunicados um pouco mais duros no radar, as taxas dos títulos públicos brasileiros abrem em alta nesta quinta-feira. Na primeira atualização do dia, às 9h19, o Tesouro Prefixado 2033 tinha rentabilidade anual de 11,36%, ante 11,30% na véspera. O juro do prefixado com vencimento em 2029 avançava de 11,04% para 11,11%, enquanto o do papel para 2026 subia de 10,19% para 10,28%.

O Tesouro IPCA+ 2029 tinha rentabilidade real de 5,38%, ante 5,32% na abertura de ontem, enquanto o Tesouro IPCA+ 2035 pagava 5,53%, contra 5,50% ontem. A maior taxa real dos títulos de inflação era oferecida pelo Tesouro IPCA+ 2045, com juro de 5,80%, contra 5,76% registrados ontem.

Continua depois da publicidade

Leia também: 

Confira os preços e as taxas dos títulos públicos disponíveis para compra no Tesouro Direto na manhã desta quinta-feira (21):

Pedidos de auxílio-desemprego nos EUA ficam abaixo da estimativa

O número de pedidos de auxílio-desemprego nos Estados Unidos teve queda de 20 mil na semana encerrada em 16 de setembro, para 201 mil, segundo pesquisa divulgada nesta quinta-feira (21) pelo Departamento do Trabalho do país. O resultado ficou abaixo da previsão de analistas consultados pela Factset, de 225 mil solicitações.

Tesouro Direto fará sorteios de até R$ 50 mil para investidores do Educa+

Quem investe em um dos títulos do Tesouro Educa+ poderá concorrer a prêmios de até R$ 50 mil. A iniciativa foi divulgada nesta quinta-feira pelo Tesouro Nacional. As inscrições foram abertas hoje e seguem até o dia 6 de outubro. O calendário contempla três sorteios ainda em 2023, com o primeiro agendado para o dia 11 de outubro.

(Com Estadão Conteúdo)