Tesouro Direto: taxas de prefixados sobem para até 10,66% com repercussão de falas de Powell

Títulos brasileiros seguem aumento das taxas dos Treasuries dos Estados Unidos

Leonardo Guimarães

Publicidade

As taxas dos títulos do Tesouro Direto sobem nesta segunda-feira (5) após falas do presidente do BC americano, Jerome Powell. No Brasil, o PMI de serviços e o fim do recesso parlamentar são destaques. 

Em uma entrevista veiculada no domingo, Powell disse que são necessárias mais evidências de uma tendência de queda sustentável da inflação para garantir juros mais baixos, enquanto o presidente do Fed de Minneapolis, Neel Kashkari, escreveu em um ensaio publicado que uma economia resiliente pode adiar os cortes nos juros por algum tempo.

Ainda nos EUA, o índice de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) de serviços subiu de 51,4 em dezembro para 52,5 em janeiro, informou hoje a S&P Global. Embora ainda acima da linha média de 50,0, que separa a expansão da contração da atividade, o indicador veio abaixo dos 52,9 anunciados na prévia. A leitura do mês atingiu o valor mais alto desde junho de 2023.

Oferta Exclusiva

CDB 150% do CDI

Invista no CDB 150% do CDI da XP e ganhe um presente exclusivo do InfoMoney

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Já o PMI de serviços do Brasil voltou a crescer, saindo de 50,5 em dezembro para 53,1 em janeiro, segundo a S&P Global. Também foi a leitura mais alta desde junho do ano passado. 

O Banco Central divulgou hoje que o Brasil registrou investimentos diretos no país (IDP) de US$ 62,0 bilhões em 2023, o equivalente a 2,85% do PIB. O dado foi inferior aos US$ 74,6 bilhões (3,82% do PIB) contabilizados em 2022.

O recesso parlamentar terminou e o Congresso Nacional volta aos trabalhos nesta segunda-feira. Temas como MP da reoneração e reforma tributária devem ser os mais quentes neste início de ano legislativo. 

Continua depois da publicidade

O Tesouro Direto substituiu os prefixados com vencimento em 2026 e 2029 por papéis que vencem em 2027 e 2031, respectivamente. O Tesouro Prefixado 2033 pagava 10,66% ao ano na primeira atualização do dia, às 12h03, ante taxa de 10,62% na tarde de sexta-feira. 

Nos títulos de inflação, o juro real do Tesouro IPCA+ 2029 subia de 5,49% para 5,51%, enquanto o do Tesouro IPCA+ 2045 avançava de 5,71% para 5,72%. 

Confira os preços e as taxas dos títulos públicos disponíveis para compra no Tesouro Direto na tarde desta segunda-feira (5):