PMI de serviços dos EUA sobe para 52,5 em janeiro, diz S&P Global

Segundo a S&P Global, a maior atividade empresarial de serviços esteve geralmente associada a condições de demanda mais fortes e a uma recuperação mais rápida de novas encomendas.

Roberto de Lira

(Shutterstock)

Publicidade

O índice de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) de serviços nos Estados Unidos avançou de 51,4 em dezembro para 52,5 em janeiro, informou nesta segunda-feira (5) a S&P Global. Embora ainda da linha média de 50,0, que separa a expansão da contração da atividade, o indicador veio abaixo dos 52,9 anunciados na prévia. Ainda assim, a leitura do mês atingiu o valor mais alto desde junho de 2023.

Com isso, o PMI composto, que agrega dados de serviços e indústria, avançou de 50,9 para 52,0.

Segundo a S&P Global, a maior atividade empresarial esteve geralmente associada a condições de demanda mais fortes e a uma recuperação mais rápida de novas encomendas.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

As empresas de serviços registaram um terceiro aumento mensal consecutivo nos novos negócios, com o ritmo de crescimento acelerando para o nível mais acentuado em sete meses. Embora mais lenta do que a média da série, a expansão foi atribuída a campanhas publicitárias frutíferas e a uma maior atividade dos clientes.

Chris Williamson, economista-chefe de negócios da S&P Global Market Intelligence, comentou em nota que o setor de serviços dos EUA começou o ano em um ponto ideal, com o crescimento da produção e da demanda acelerando enquanto as pressões sobre os preços esfriavam acentuadamente.

“As famílias estão se beneficiando de condições financeiras mais flexíveis, impulsionando um crescimento renovado nos serviços destinados ao consumidor”, afirmou.

Continua depois da publicidade

Segundo ele, o crescimento global dos custos de produção está agora no segundo nível mais baixo dos últimos três anos, ajudando a puxar a alta dos preços de venda de bens e serviços para um nível consistente com a inflação, caindo abaixo da meta de 2% do Federal Reserve num futuro próximo.”