FII HGRU11 adquire complexo comercial no interior de São Paulo por R$ 68 milhões

O imóvel abriga o Dutra 107, empreendimento que tem entre locatários nomes como Mobly, Leroy Merlin e Cobasi

Wellington Carvalho

Publicidade

Em fato relevante divulgado na noite desta sexta-feira (26), o FII CSHG Renda Urbana comunicou ao mercado que firmou compromisso para a compra do Dutra 107, complexo comercial localizado na cidade de Taubaté, em São Paulo. O fundo desembolsará R$ 68,25 milhões pelo empreendimento, montante equivalente a R$ 3,177 mil por metro quadrado.

De acordo com o comunicado, a transação está condicionada ao cumprimento de todas as regras previstas no contrato.

Pelo acordo, o CSHG Renda Urbana pagará R$ 23,7 milhões com recursos próprios e captará o saldo remanescente – cerca de R$ 44,5 milhões – junto a investidores, com a emissão de um certificado de recebíveis imobiliários (CRI).

Aula Gratuita

Os Princípios da Riqueza

Thiago Godoy, o Papai Financeiro, desvenda os segredos dos maiores investidores do mundo nesta aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

O Dutra 107 conta com 21 mil metros quadrados de área bruta locável (ABL) e abriga atualmente 12 locatários. Entre os inquilinos estão nomes como Mobly, Leroy Merlin, Cobasi e Italínea.

O fundo promete divulgar, após a conclusão do negócio, os detalhes sobre valores de locação e o impacto da transação na distribuição de dividendos da carteira.

No último dia 12, o CSHG Renda Urbana depositou R$ 0,82 por cota, montante equivalente a um retorno mensal com dividendos de 0,68%. Em 12 meses, o percentual está em 7,74%.

Continua depois da publicidade

Em janeiro, a carteira iniciou estratégia para melhorar a qualidade do portfólio, conforme sinaliza o relatório gerencial divulgado naquele mês.

Seguindo o plano, o fundo realizou, nos últimos três meses, a venda – desinvestimento – de lojas alugadas para as Casas Pernambucanas em Caçador (SC), Lorena (SP), São Sebastião do Paraíso (MG), Francisco Beltrão (PR), Garça (SP), São José dos Campos (SP) e Videira (SC).

“Com isso, o fundo totalizou R$ 89,4 milhões em ativos desinvestidos em 2022, perfazendo um lucro total de R$ 28,5 milhões”, destaca relatório gerencial do fundo divulgado em agosto. A receita gerada pela venda dos imóveis representa um ganho de capital de 32%, ou R$ 1,55 por cota.

Leia mais:

Descubra o passo a passo para viver de renda com FIIs e receber seu primeiro aluguel na conta nas próximas semanas, sem precisar ter um imóvel, em uma aula gratuita.

Newsletter

Liga de FIIs

Receba em primeira mão notícias exclusivas sobre fundos imobiliários

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Wellington Carvalho

Repórter de fundos imobiliários do InfoMoney. Acompanha as principais informações que influenciam no desempenho dos FIIs e do índice Ifix.