Em negocios / grandes-empresas

Apple perde o equivalente a um Facebook em valor de mercado em 3 meses

Os US$ 450 bilhões de prejuízo também representam metade da B3, que fechou 2018 com US$ 917,5 bilhões em market cap

Tim Cook, CEO da Apple
(Jason Reed/Reuters)

SÃO PAULO - A queda sem precedentes das ações da Apple já vinha acontecendo desde outubro, e a carta pessimista do CEO Tim Cook sobre a queda nas vendas acelerou ainda mais o declínio. Os papéis da empresa fecharam o pregão da última quinta-feira (3) em queda de 9,8% devido à notícia. 

A reviravolta de umas das empresas mais “queridinhas” do mercado fez com que a Apple perdesse US$ 450 bilhões em valor de mercado em apenas três meses. Em 3 de outubro, a empresa estava no auge como a mais valiosa do mundo, chegando a US$ 1,16 trilhão em valor de mercado, com ações cotadas a US$ 232,07. 

O que isso significa? 

Para ter uma ideia, esse valor representa cerca de metade da B3. A bolsa de valores brasileira fechou o ano de 2018 com market cap (valor das empresas listadas) de US$ 917,5 bilhões.

E não para por aí: a perda da Apple em 3 meses é mais do que vale o Facebook inteiro. A rede social foi avaliada em US$ 383,76 bilhões, de acordo com a consultoria financeira Macrotrends. Além disso, o número é maior do que o PIB de países como Irã, Áustria e Noruega. 

Com o fim do pregão da última quinta-feira (3), a Apple vale muito menos do que o trilhão alcançado meses atrás. A consultoria concluiu que a empresa vale US$ 710,97 bilhões. A Bloomberg foi ainda mais rígida avaliou a multinacional em US$ 674,74 bilhões.

Na carta assinada por Cook, a Apple culpa a China pela diminuição na estimativa de receita e traz à tona os efeitos da guerra comercial entre EUA e o país asiático. O pânico causado pela queda nas ações da empresa atingiu Wall Street que a reagiu com muitas críticas. Ainda, uma série de outras empresas que são expostas à China apresentaram queda nas ações naquele pregão. 

A derrocada da empresa de Cupertino, na Califórnia, fez com que a Amazon e a Alphabet, dona do Google, ultrapassassem a fabricante dos iPhones na lista de empresas mais valiosas do mundo. A Apple agora ocupa o quarto lugar, sendo a Microsoft a primeira. 

Nesta sexta-feira (4), as ações da Apple subiam 1,45% às 09h55 no premarket (antes da abertura do mercado), cotadas a US$ 142,19. 

Invista seu dinheiro em grandes empresas com ZERO corretagem. Abra sua conta na Clear - é de graça. 

 

Contato