Menos dinheiro no bolso

Intenção de compra na Páscoa cai com inflação, perda de renda e fim do auxílio emergencial

Pesquisa do Ibevar indica mudança na preferência dos consumidores por marcas de chocolate e ovos, com caseiros à frente de produtos conhecidos

Por  Equipe InfoMoney -

A intenção de compra dos brasileiros na Páscoa caiu 6,7% neste ano em meio à inflação, à queda do poder aquisitivo e ao fim do auxílio emergencial, aponta índice do Ibevar (Instituto Brasileiro de Executivos de Varejo e Mercado de Consumo).

A pesquisa também indica mudança na preferência dos consumidores na escolha de marcas de chocolate e ovos, com os produtos caseiros à frente de marcas conhecidas (veja mais abaixo).

“O aumento da inflação e a consequente diminuição do poder de compra do consumidor são os principais fatores causadores desse cenário”, afirmou Claudio Felisoni de Angelo, presidente do Ibevar, em comunicado.

“As necessidades e prioridades das pessoas mudaram e, assumindo que os itens sazonais de Páscoa são supérfluos, podem ser deixados de fora dos orçamentos”, ponderou o executivo. A queda na intenção de compra de 2022 também reflete o fim do auxílio emergencial, que impulsionou as projeções de 2021.

A inflação medida pelo IPCA (o índice de preços oficial do país) subiu 1,62% em março, o maior valor para o mês desde 1994, antes da implantação do Real.

O indicador veio acima do esperado pelo mercado e chegou a uma alta de 11,30% no acumulado em 12 meses, puxado pela alta nos preços de combustíveis, alimentos e bebidas.

Veja também:

Preferência por marcas

A pesquisa identificou mudanças na preferência das marcas de chocolate nesta Páscoa.

Após dois anos seguidos como a terceira mais escolhida pelo consumidor, a Lacta passou a liderar o ranking, trocando de posição com a Nestlé. Já a Ferrero Rocher assumiu a vice-liderança.

A busca por chocolates caseiros ocupa a quinta posição em dois rankings: subiu uma posição na intenção de compra de ovos de chocolate e manteve o mesmo lugar de 2021 no ranking de marcas.

Segundo o Ibevar, o interesse por ovos caseiros já superará o de algumas chocolaterias tradicionais, mas que vêm perdendo força, como Arcor e Garoto.

Ferrero Rocher e Oreo seguem como os ovos mais desejados pelo consumidor desde 2019, seguidos de Kinder Ovo, que entrou no pódio, e do Kit Kat, que se mantém a quarta posição de escolha há três anos.

A pesquisa

O Ibevar é um instituto fundado em 2009 que tem mais de 19 mil associados e faz pesquisas sobre varejo consumo no país.

O levantamento faz parte de um novo conjunto de estudos sobre comportamento de consumo, elaborados para capturar tendências sazonais motivadas por datas ou períodos relevantes para o comércio, como Natal, Black Friday e Dias das Mães.

Leia também:
Preço do chocolate apresenta diferença de até 224%
Em vez do ovo, bombons: mercados apostam em versões menores de chocolate

9 formas de transformar o seu Imposto de Renda em dinheiro: um eBook gratuito te mostra como – acesse aqui!

Compartilhe