Preços altos

Em vez do ovo, bombons: mercados de SP apostam em versões menores de chocolate para aquecer Páscoa

Preços de ovos sobem 40% em São Paulo em 2022

Por  Agência Brasil -

Os ovos de Páscoa estão até 40% mais caros em relação a 2021, segundo pesquisa realizado pela Associação Paulista de Supermercados (Apas), divulgado hoje (25).

De acordo com a entidade, parte dos supermercados está mudando a configuração das ofertas para a data, reservando espaços menores para as parreiras de ovos de chocolate.

Ganharam mais espaço os produtos menores, como os ovos de 250 gramas, além de maior disponibilização de chocolates e bombons.

“Em um setor competitivo como o supermercadista, sai na frente aquele que consegue negociar os melhores preços com os produtores, fornecedores e a indústria de modo geral. Essa capacidade de negociar, aliada ao mix de marcas e produtos disponíveis ao consumidor, reduz o impacto da inflação no bolso do consumidor”, destacou o presidente da Apas, Ronaldo dos Santos.

Apesar da alta nos preços dos ovos de Páscoa, a entidade ressalva que os demais produtos relacionados à data, como bacalhau, chocolate, vinho, massa fresca, pescada e bombons tendem a apresentar menor aceleração de preços ou mesmo, em alguns casos, uma leve redução.

9 formas de transformar o seu Imposto de Renda em dinheiro: um eBook gratuito te mostra como – acesse aqui!

 

Compartilhe