Efeito dominó

Pior já passou? Para Citi, contágio de criptomoedas parece ter cessado

Segundo relatório do banco, os resgates de stablecoins foram contidos enquanto os de ETFs de cripto se estabilizaram

Por  CoinDesk -

Após uma série de exchanges de criptomoedas terem sido duramente afetadas pelas quedas do mercado e pelo “efeito dominó” das criptos, já aparecem sinais de que os temores de contágio cripto tenham atingido o pico, avalia o Citi.

Alguns exemplos, segundo o banco, são o pedido de falência da plataforma Celsius, a maior clareza sobre a exposição de outras empresas do setor à crise, e a reaproximação do derivativo Staked Ethereum (stETH) ao preço do Ethereum (ETH).

Em um relatório divulgado na quarta-feira (20), o banco destacou que o desconto entre o stETH e o Ethereum (ETH) diminuiu, o que sugere que algum estresse de liquidez pode ter passado.

Para os analistas, a “fase aguda de desalavancagem” já terminou, dado que muitas das grandes corretoras e dos formadores de mercado do setor divulgaram suas maiores exposições.

Em mais um sinal positivo, disse a instituição financeira, os resgates de stablecoins foram contidos e os resgates de fundos de índice (os ETFs) de criptomoedas também se estabilizaram nas últimas semanas. A alavancagem de câmbio e do mercado futuro também está “benigna”, acrescentou.

Leia mais:
Coinbase critica SEC por falta de regulação de criptomoedas

Nos últimos meses, a forte volatilidade nos mercados de criptomoedas resultou em vários “deslocamentos intra-mercado”. Um deles foi a diferença entre o preço do Bitcoin (BTC) na Coinbase, vendido em dólares, e o vendido na exchange rival Binance, na stablecoin Tether (USDT), destaca o relatório.

Normalmente, o preço da Coinbase é negociado a um prêmio, o que pode refletir novos entrantes ou demanda institucional. Essa diferença, contudo, deixou de ser vista em maio. Agora, o prêmio da Coinbase está retornando aos níveis históricos, esclarece o Citi, o que sugere uma redução do estresse no mercado de criptomoedas.

De acordo com os analistas do banco, o mercado cripto ainda é muito pequeno e isolado para ter efeitos colaterais nos mercados financeiros tradicionais, mas tais flutuações podem afetar o sentimento dos investidores. Para o Citi, os temores de contágio provavelmente atingiram o pico – pelo menos por ora.

Até onde as criptomoedas vão chegar? Qual a melhor forma de comprá-las? Nós preparamos uma aula gratuita com o passo a passo. Clique aqui para assistir e receber a newsletter de criptoativos do InfoMoney

Compartilhe