Em mercados

FMI: extensão do diálogo reduz risco de Brexit sem acordo, mas segue a incerteza

Christine Lagarde ressaltou que uma saída sem acordo seria um resultado "terrível", que causaria mais impactos econômicos para o Reino Unido e, em menor medida, para a UE

Christine Lagarde em Bucareste, Romênia
(Bogdan Cristel/Reuters)

São Paulo, 11/04/2019 - A diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde, afirmou hoje que a extensão do diálogo entre a União Europeia e o Reino Unido sobre a saída do país do bloco, o Brexit, é uma boa notícia, já que reduz o risco de uma saída sem acordo. Ao mesmo tempo, notou que continua a haver incerteza sobre esse tema.

Lagarde ressaltou que uma saída sem acordo seria um resultado "terrível", que causaria mais impactos econômicos para o Reino Unido e, em menor medida, para a UE. Na noite e na madrugada de ontem para hoje, as partes concordaram em estender o período de diálogo até 31 de outubro. 

 

Contato