Em mercados

Radar: comece o pregão sabendo as novidades do cenário corporativo

Novas notícias sobre aquisições e prévias operacionais voltam a movimentar mercado doméstico nesta sessão

SÃO PAULO – Os principais índices de ações internacionais voltam a registrar desempenho positivo nesta terça-feira (19), com as crises política nos EUA e da dívida na Europa momentaneamente estancadas pela agenda de resultados corporativos.

Dados trimestrais de empresas como IBM, Coca Cola e Bank of America reduzem os temores sobre a trajetória de recuperação da economia norte-americana, impulsionando o desempenho de suas ações e reduzindo a pressão sobre os mercados globais.

Internamente, os investidores devem continuar em busca de um melhor posicionamento antes da decisão do Banco Central sobre política monetária, além de acompanhar o noticiário movimentando de prévias operacionais.

Nova aquisição
Mantendo aquecido o mercado de fusões e aquisições, a Restoque (LLIS3) – detentora da marca Le Lis Blanc – anunciou nesta sessão a aquisição da Foose Cool Jeans.

“O valor total da aquisição foi negociado com os vendedores e estabelecido com base em um múltiplo de aproximadamente 8,5 vezes o Ebitda (Geração operacional de caixa) potencial da Fosse Cool Jeans para o ano de 2011. Esse valor total é de R$ 29,1 milhões fixos”, revelou a companhia em nota ao mercado.

Prévias
Já o setor imobiliário se mantém aquecido pela divulgação de prévias operacionais relativas ao segundo trimestre de 2011.

Na noite da véspera, foi a vez da MRV Engenharia (MRVE3), que registrou vendas contratadas de R$ 968,5 milhões no período, alcançando R$ 1,799 bilhão no ano de 2011 - o melhor primeiro semestre da companhia e um crescimento de 4,9% em relação ao período análogo do ano anterior.

Já a Rossi (RSID3) registrou lançamentos totais de R$ 1,6 bilhão no segundo trimestre. Destes, R$ 1,3 bilhão referem-se à participação da Rossi, enquanto as vendas contratadas totais atingiram R$ 1,1 bilhão – com R$ 882 milhões para a empresa.

Nova estrela?
As ações da Hercules (HETA4), empresa coligada ao grupo Mundial (MNDL3, MNDL4), dispararam 164,86% no último pregão.

Contudo, procurado pelo Portal InfoMoney, o presidente e diretor de Relações com Investidores da Mundial e da Hercules, Michael Ceitlin, disse que o movimento visto nesta segunda-feira não tem relação com o novo contrato de subscrição de ações anunciado pela Mundial na véspera.

Ceitlin comenta que tem intenção de levar a Hercules para o mesmo caminho de reposicionamento no mercado acionário que foi feito com a Mundial. Contudo, ele deixa claro que nada ainda foi realizado nesse sentido que justificasse essa valorização.

 

Contato