Briga de gigantes

Musk diz em documento à SEC que tem US$ 46,5 bilhões para financiar compra do Twitter (TWTR34)

Fundador da Tesla (TSLA34) e da SpaceX e homem mais rico do mundo quer comprar 100% e fechar seu capital, mas havia dúvidas de onde ele tiraria o dinheiro

Por  Lucas Sampaio -

Fundador da Tesla (TSLA34) e da SpaceX e homem mais rico do mundo, Elon Musk afirmou nesta quinta-feira (21) que tem US$ 46,5 bilhões para financiar a compra do Twitter (TWTR34).

Uma semana após oferecer comprar 100% da rede social e fechar o seu capital, Musk protocolou um documento na SEC (Securities and Exchange Commission, a CVM americana) em que diz ter garantido o dinheiro. Clique aqui para ler o documento (em inglês).

Veja também:

O CEO da Tesla diz que levantou US$ 25,5 bilhões em empréstimos de um grupo de bancos liderado pelo Morgan Stanley – inclusive um de US$ 12,5 bilhões que tem ações a sua fabricante de carros elétricos como garantia. Afirmou também que vai oferecer mais US$ 21 bilhões em ações para o acordo, mas não deu detalhes de onde essa parte do financiamento viria.

Com isso, o bilionário responde à principal pergunta que pairava sobre a sua oferta de quase R$ 200 bilhões. Ele disse também que está explorando a possibilidade de fazer uma oferta pública para adquirir ações da rede social diretamente dos acionistas.

O novo comunicado é publicado dias após o Twitter adotar um plano de direitos dos acionistas conhecido como “poison pill” (“pílula de veneno”, em tradução livre) para se proteger da oferta de aquisição de Musk. O conselho da empresa ainda não respondeu oficialmente à oferta do bilionário.

Ainda não investe no exterior? Estrategista da XP dá aula gratuita sobre como virar sócio das maiores empresas do mundo, direto do seu celular – e sem falar inglês

Compartilhe